Capital

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Nota: Se procura informações sobre a Grande São Paulo, veja Região Metropolitana de São Paulo

Capital
Capital.jpg
População 11.379.114 habitantes
Divisão dos bairros por região
Centro Bela Vista, Bom Retiro, Cambuci, Consolação, Liberdade, República, Santa Cecília, Sé
Leste Água Rasa, Aricanduva, Artur Alvim, Belém, Brás, Cangaíba, Carrão, Cidade Líder, Cidade Tiradentes, Ermelino Matarazzo, Guaianases, Iguatemi, Itaim Paulista, Itaquera, Jardim Helena, José Bonifácio, Lajeado, Mooca, Pari, Parque do Carmo, Penha, Ponte Rasa, São Lucas, São Mateus, São Miguel, São Rafael, Sapopemba, Tatuapé, Vila Curuçá, Vila Formosa, Vila Jacuí, Vila Matilde, Vila Prudente
Norte Anhanguera, Brasilândia, Cachoeirinha, Casa Verde, Freguesia do Ó, Jaçanã, Jaraguá, Limão, Mandaqui, Perus, Pirituba, Santana, São Domingos, Tremembé, Tucuruvi, Vila Guilherme, Vila Maria, Vila Medeiros
Oeste Alto de Pinheiros, Barra Funda, Butantã, Itaim Bibi, Jaguara, Jaguaré, Jardim Paulista, Lapa, Morumbi, Perdizes, Pinheiros, Raposo Tavares, Rio Pequeno, Vila Leopoldina, Vila Sônia
Sul Campo Belo, Campo Grande, Campo Limpo, Capão Redondo, Cidade Ademar, Cidade Dutra, Cursino, Grajaú, Ipiranga, Jabaquara, Jardim Ângela, Jardim São Luís, Marsilac, Moema, Parelheiros, Pedreira, Sacomã, Santo Amaro, Saúde, Socorro, Vila Andrade, Vila Mariana

Índice

Cidadania, Serviços e Lazer

Assistência Social

Bom Prato

O Bom Prato possui 41 unidades espalhadas em todo o Estado de São Paulo, sendo: 21 na Capital (Campos Elíseos, São Miguel Paulista, Santo Amaro, Lapa, Itaim Paulista, Vila Nova Cachoeirinha, São Mateus, Brás, Capão Redondo, Itaquera, Guaianases, Jardim Ângela, Santana, Tucuruvi, Campo Limpo, Grajaú, Brasilândia, Heliópolis, Paraisópolis, Cidade Ademar e Perus);


Unidades do Bom Prato na Capital
Unidades Inauguração
Campos Elísios
06/01/2001
Lapa
24/12/2001
Santo Amaro
27/04/2001
São Miguel Paulista
30/03/2001
Grajaú
27/04/2001
Itaim Paulista
03/07/2002
São Mateus
12/09/2002
Guaianases
01/10/2002
Vila Nova Cachoeirinha
15/02/2002
Santana
29/11/2002
Vinte e Cinco de Março
11/04/2002
Capão Redondo
23/12/2005
Campo Limpo
30/03/2006
Itaquera
23/03/2006
Tucuruvi
22/12/2006
Brás
06/04/2009
Vila Brasilândia
29/01/2010
Heliópolis
02/08/2010
Paraisópolis
05/03/2012
Cidade Ademar
08/05/2012
Perus
03/01/2013
Bairro do Limão
03/07/2014


Ações de combate às drogas

Internação involuntária ou compulsória

Quando a pessoa não quer se internar voluntariamente, pode-se recorrer às internações involuntária ou compulsória, definidas pela Lei Federal de Psiquiatria (Nº 10.216, de 2001).

  • Internação involuntária: de acordo com a lei (10.216/01), o familiar pode solicitar a internação involuntária, desde que o pedido seja feito por escrito e aceito pelo médico psiquiatra. A lei determina que, nesses casos, os responsáveis técnicos do estabelecimento de saúde têm prazo de 72 horas para informar ao Ministério Publico da comarca, sobre a internação e seus motivos. O objetivo é evitar a possibilidade de esse tipo de internação ser utilizada para a prática de cárcere privado.
  • Internação compulsória: neste caso não é necessária a autorização familiar. O artigo 9º da lei 10.216/01 estabelece a possibilidade da internação compulsória, sendo esta sempre determinada pelo juiz competente, depois de pedido formal feito por um médico atestando que a pessoa não tem domínio sobre a sua condição psicológica e física.
  • internação voluntária: continua sendo a política prioritária, por meio do convencimento do dependente por agentes de saúde, assistentes sociais da prefeitura e integrantes da Missão Belém, além de outras formas de tratamento.

Como funciona hoje em São Paulo

Segundo a Coordenadora do Departamento de Saúde Mental Álcool e Drogas do Estado de São Paulo, Rosângela Elias, a internação compulsória já é praticada desde que a prefeitura começou em 2009 a Operação Centro Legal. Das cerca de 2.800 internações realizadas em equipamentos exclusivamente municipais neste período (2009/2012), a prefeitura confirma mais de 300 casos de internação compulsória (cerca de 11%). O processo começa com a abordagem dos agentes de saúde. Se o dependente concordar, ele é enviado a um equipamento – no caso do município, CATS ou Complexo Prates, no caso do Estado, CRATOD –, onde médicos e uma equipe multidisciplinar decidem qual é o projeto terapêutico que deve ser adotado com aquela pessoa. O que acontece hoje é que se a decisão médica for pela internação compulsória , em muitos casos, a demora na emissão da ordem judicial faz a equipe médica não ter como manter o paciente no local.

Leitos estaduais: a estrutura para tratamento de dependentes conta com leitos municipais (mantidos pelo município ou com ajuda do Governo do Estado), tratamento nos CAPs-AD e leitos estaduais. O Governo do Estado está ampliando a oferta de leitos públicos para internação, seja voluntária ou compulsória.

Leitos: desde 2011 o número de leitos para dependentes químicos no Estado de São Paulo passou de 482 para 1.160 (dez/2013). Até 2014 o número de leitos deverá ultrapassar os 1,3 mil vagas em todo o Estado.

O Governo de São Paulo foi o primeiro do Brasil a criar clínicas com leitos públicos para internação de dependentes, processo que começou em 2010. Todos estes leitos são financiados com recursos exclusivos do Governo do Estado.

Serviços

Unidades do Poupatempo

Atualizado em: 03 de julho 2014

São 51 postos fixos de atendimento: Sé, Luz, Santo Amaro, Itaquera, São Bernardo do Campo, Guarulhos, Campinas Centro, Campinas Shopping, São José dos Campos, Ribeirão Preto, Bauru, Osasco, Santos, São José do Rio Preto, Jundiaí, Taubaté, Piracicaba, Caraguatatuba, Araraquara, Cidade Ademar, Presidente Prudente, São Carlos, Tatuí, Rio Claro, Franca, Botucatu, Araçatuba, Marília, Mogi das Cruzes, Sorocaba, Lapa, Suzano, Americana, São João da Boa Vista, Araras, Mogi Guaçu, Itapeva, Registro, Ourinhos, Catanduva, Itu, Indaiatuba, Bebedouro, Avaré, Barretos, Lins, Bragança Paulista, Praia Grande, Itapetininga, Jacareí e Caieiras.

Unidades Fixas do Poupatempo na Capital
Ano Unidade
1997
1998
Luz
2000
Itaquera
1998
Santo Amaro
2010
Cidade Ademar
2012
Lapa


Atendimento no Poupatempo

Até o mês de junho/12 as unidades do Poupatempo juntas atenderam cerca de 2,4 milhões de pessoas. Uma média diária de 119 mil pessoas utilizando os postos existentes do programa. Só na capital foram aproximadamente 930 mil atendimentos nas seis unidades: Sé, Santo Amaro, Itaquera, Luz, Cidade Ademar e Lapa.

Consolidado dos atendimentos - Poupatempo 2012 (Capital)
Unidade janeiro fevereiro março abril maio junho julho agosto setembro outubro novembro dezembro
184.136
152.531
174.093
165.854
173.912
167.617
180.218
193.295
160.801
187.347
136.297
122.323
Santo Amaro
296.385
224.992
260.312
241.716
260.064
247.166
272.553
292.652
246.833
281.304
243.735
233.191
Itaquera
331.752
257.280
285.722
265.459
283.192
279.265
308.692
324.490
263.566
295.461
243.364
252.031
Luz
52.690
41.158
45.493
34.652
33.574
30.605
35.707
36.823
27.867
32.988
26.677
29.103
Cidade Ademar
58.017
46.308
51.873
50.546
54.532
49.932
59.480
64.460
53.951
59.755
53.571
52.800
Lapa
-
-
3.354
40.887
60.103
59.657
73.024
75.325
62.634
72.815
66.059
47.750


Postos do Acessa São Paulo

São 678 unidades em funcionamento, em 551 cidades, sendo 50 na capital. O Governo do Estado inaugurou, nessa gestão (2011/2014), 12 unidades e 15 já estão em funcionamento na capital paulista através de parcerias como o Bom Prato, a EMTU, O DAEE e a Etec

Postos do Acessa São Paulo na Capital
Posto Bairro Data de Funcionamento Data de Inauguração
Bom Prato Brás Brás 28/12/11 28/12/11
Bom Prato Brasilândia Brasilândia 11/10/11 11/10/11
Bom Prato Grajaú Grajaú 26/08/11 26/08/11
Bom Prato Heliópolis Heliópolis 14/10/11 14/10/11
Bom Prato Itaquera Itaquera 04/10/11 04/10/11
Bom Prato São Mateus São Mateus 20/09/11 20/09/11
Bom Prato Campo Limpo Campo Limpo 22/03/12 22/03/12
Bom Prato Itaim Paulista Itaim Paulista 02/01/12 02/01/12
Bom Prato Lapa Lapa 11/01/12 11/01/12
Bom Prato Paraisópolis Paraisópolis 05/03/12 05/03/12
CIC Leste Encosta Norte 05/01/12 29/02/2012
DAEE Núcleo Jacuí Vila Jacuí 13/04/12 -
Bom Prato Cidade Ademar Cidade Ademar 08/05/12 08/05/12
EMTU Jabaquara Jabaquara 02/07/12 -
Etec Paulistano Morro Grande 06/07/12 -

Unidades do Ciretrans

Unidades existentes: O Detran.SP conta com unidades de atendimento em todos os municípios. São 336 Circunscrições Regionais de Trânsito (Ciretrans), 309 Seções de Trânsito, além dos postos fixos de atendimento do Poupatempo. Possui, ainda, unidades regionais de acompanhamento e controle e uma estrutura de coordenação e normatização, localizada na Capital do Estado.

Unidades Inauguradas 2011/2014 - 16 unidades foram inauguradas sendo: cinco unidades piloto em 2011, quatro em 2012, uma em 2013 e quatro em 2014:

Obs: A antiga unidade de Indaiatuba, inaugurada em 11/12/12, foi desativada. O novo posto funciona desde 31/03/2014.

Próximas unidades:Araras, Assis, Barueri, Bauru, Bebedouro, Biritiba Mirim, Campinas, Carapicuíba, Catanduva, Fernandópolis, Franca, Guarujá, Itaquaquecetuba, Jales, Jundiaí, Mauá, Mirassol, Mogi das Cruzes, Palmital, Piracicaba, Praia Grande, Ribeirão Pires, Ribeirão Preto, Santa Cruz do Rio Pardo, Santa Fé do Sul, Santos, São José do Rio Preto, São José dos Campos, Sorocaba, Sumaré, Taubaté, Várzea Paulista.

Próximas unidades no Poupatempo: Araçatuba Araraquara, Botucatu, Caraguatatuba, Marília, Osasco, Presidente Prudente, Rio Claro, Santo André, São Carlos, Tatuí.

Previsão de postos avançados: Metrô Marechal Deodoro e Shopping ABC.

Capacitação Profissional

Escola de Moda

A Escola de Moda que capacita profissionais para costurar e vender roupas, montar cooperativas de produção ou encaixar-se no quadro de empresas do setor, qualifica pessoas da periferia, principalmente os desempregados. São 3 unidades na capital: Parque da Água Branca, Casa da Solidariedade II -Parque Dom Pedro e no Palácio dos Bandeirantes. A grande procura, tanto pelos municípios quanto pelas entidades, pelo Curso de Corte e Costura, fez com que esse curso fosse escolhido para iniciar os Pólos Regionais da Escola de Moda. Na capital são 4 unidades inauguradas.

Polo Regional da Escola de Moda

A grande procura, tanto pelos municípios quanto pelas entidades, pelo Curso de Corte e Costura, fez com que esse curso fosse escolhido para iniciar os Polos Regionais da Escola de Moda. Unidades: São 28 polos inaugurados no interior e 28 na Capital

Entidade Polo na capital
Entidade Polo Bairro Data de inauguração
1 Associação Projeto Casa do Pão Sapopemba 07/08/12
2 Instituto Paulista de Educação,

Moradia e Promoção Social Novos Rumos – IPEMSAR

Aricanduva 07/08/12
3 ONG Sempre Amigos Itaim Paulista 21/08/12
4 Núcleo Recreativo Mundo Encantado Guaianases 21/08/12
5 Associação Grupo de Mães Novo Amanhecer Cidade Tiradentes 04/09/12
6 Recanto de Interlagos – TCE São Miguel Paulista 10/09/12
7 Projeto Cultural e Educacional Novo Pantanal – PROCEDU Vila Jauí
8 Associação do Bem Estar – ASBEM Mandaqui 18/09/12
9 Organização Nacional de Defesa e Apoio da Criança

e do Adolescente, do Idoso e do Meio Ambiente – ONDACAIMA

Cangaíba
10 Associação Beneficente Povo da Periferia Parque do Carmo 04/09/12
11 Arrastão Movimento de Promoção Humana Campo Limpo 25/09/12
12 Pro Rei Comunidade Campo Limpo
13 Movimento Paulista Pedreira 02/10/12
14 Recanto de Interlagos – TCE Interlagos
15 Ase Ylê do Hozooane Parelheiros 09/10/12
16 Associação Comunitária Habitacional Vargem Grande – ACHAVE
17 Instituto Cultural, Esportivo, Educacional e de Capacitação Comunitária de Esporte e Paz Jardim São Luiz 16/10/2012
18 Associação Social Dom Veremundo Toth "Casa do Calvário" Paraisópolis 16/10/2012
19 Centro de Promoção Social Bororé Grajaú 23/10/2012
20 Projeto Paz e Vida (Propav) Jaraguá 30/10/2012
21 Associação Assistencial Comunitária Azarias Perus 30/10/2012
22 Centro de Assistência Social

Nossa Senhora da Piedade CASPIEDADE

Tremembé 06/11/2012
23 Sociedade Amigos e Moradores

do Conjunto Habitacional Guilherme Pinto Coelho

Vila Nova Cachoeirinha 06/11/2012
Escola de Beleza

A Escola de Beleza é um projeto de qualificação profissional na área de beleza desenvolvido na capital, junto às lideranças comunitárias e entidades sociais. Os cursos têm duração de 02 (dois) meses e são destinados às pessoas com mais de 18 anos, não sendo necessária escolaridade mínima. Os alunos recebem material didático, uniforme, alimentação e auxílio transporte. Os que estão desempregados recebem bolsa-auxílio no valor de R$ 210 durante o período do curso. São duas unidades: uma no Parque da Água Branca e outra no Palácio dos Bandeirantes

Escola de Tecnologia da Construção Civil

A Escola de Tecnologia da Construção Civil é um projeto direcionado para a capacitação ou requalificação profissional. Os cursos desenvolvidos atendem a vários segmentos da construção civil e em comunidades carentes, possibilitando a formação para inclusão no mercado de trabalho. São duas unidades:

  • Cursos da Unidade do Parque da Água Branca: Pedreiro; Assentador de Piso e Azulejo; Encanador
  • Curso da Unidade do Bairro Sol Nascente, na Zona Oeste: Pedreiro; Assentador de Piso e Azulejo

Padaria Artesanal

A Padaria Artesanal é um programa com o objetivo de formar agentes multiplicadores através da capacitação de duas pessoas por entidade social ou fundos municipais que, ao voltarem para suas comunidades, terão o compromisso de transmitir os conhecimentos e habilidades adquiridas a outras pessoas. O curso tem duração de um dia (das 8h às 17h), realizado no Palácio dos Bandeirantes e em uma carreta na sede do Fundo Social de Solidariedade, no Parque da Água Branca.

Copa do Mundo 2014

Ver também.jpg Ver também: Copa 2014

Polo Institucional de Itaquera

Polo.jpg
Atualizado em: 15 de outubro de 2012

Características: o Polo de Itaquera é uma área na zona leste de São Paulo que une privilegiada acessibilidade, grande oferta de terrenos públicos desocupados e forte demanda da população por equipamentos públicos.

Parceria: foi então desenvolvido pelo Estado em parceria com o município um programa para implantação de equipamentos para atendimento às demandas da região, a serem viabilizadas por meio de parcerias com instituições públicas e privadas.

Objetivo: um dos objetivos é constituir um polo educacional voltado à formação e capacitação tecnológica, ajudando na geração de empregos.

Obras: serão instalados: uma Fatecs, Etecs (Governo do Estado), unidade do Senai, laboratório/incubadora de empresas (USP/Governo do Estado), rodoviária, base da PM (Governo do Estado), Fórum (Governo do Estado) , o Parque Linear Rio Verde, Centro de Convenções e a Obra Social Dom Bosco.

Primeira fase: a primeira fase tem prazo de entrega até dezembro de 2013 e inclui, além do viário, a Fatecs, a rodoviária e o batalhão da PM. Até dezembro de 2014, estão previstos o Senai, a Obra Dom Bosco e incubadora/ laboratórios.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Centro Paula Souza,Cristina Ap. Gusmão


Projetos sistema viário na região de Itaquera

Atualizado em: 02 de junho de 2014

Características: são obras viárias permanentes de mobilidade urbana no entorno do Polo Institucional de Itaquera, na zona leste da capital paulista.

Benefícios: as obras atenderão às necessidades dos moradores da Zona Leste de São Paulo. Além de atender às necessidades dos moradores da região, que concentra cerca de cinco milhões de pessoas e gerando cerca de seis mil empregos, sendo 1.500 diretos e 4.500 indiretos.

Obras: pelo acordo, serão construídas novas alças de ligação da Avenida Jacu-pêssego com a Nova Radial; a nova avenida de ligação Norte-Sul no trecho entre a Avenida Itaquera e a Nova Radial, incluindo as transposições em desnível sobre as linhas do Metrô e da CPTM; e a articulação com a Avenida Miguel Inácio Curi, junto à adutora da SABESP. O acordo também prevê obras de adequação viária no cruzamento da Avenida Miguel Inácio Curi com a avenida Engenheiro Adervan Machado

A implementação da passagem em desnível na Rua Dr. Luis Aires (Radial Leste), no trecho em frente às estações do Metrô e da CPTM, foi feita e inaugurada no dia 29/04/2014.

Empregabilidade: As Obras gerarão cerca de 6 mil empregos sendo: 1,5 mil diretos e 4,5 mil indiretos.

Investimento: O investimento no Complexo Viário Polo de Itaquera chega a R$ 548,5 milhões. As obras são realizadas a partir de convênio entre o Estado, que está investindo R$ 397,9 milhões, e a prefeitura da capital, cujo repasse é de R$ 150,6 milhões.

Obrascopa11b.jpg
Obrascopa11c.jpg
Obrascopa11d.jpg


Serão / estão sendo realizadas as seguintes obras e serviços:

  • Nova avenida de ligação Norte - Sul, trecho entre a Av. Itaquera e a Av. José Pinheiro Borges (Nova Radial), incluindo as transposições em desnível sobre as linhas do Metrô e da CPTM.
  • Alças de ligação entre a Av. José Pinheiro Borges (Nova Radial) e a Av. Jacu-Pêssego
  • Construção da maior passarela de São Paulo próxima ao Centro de Educação Infantil Professora Abigail Rocha Moreno, na rua Boipeva,
  • Adequação viária no cruzamento da Av. Miguel Inácio Curi com a Av. Eng. Adervan Machado.

Obras e serviços já realizados:

  • Nova avenida, articulando a ligação Norte - Sul com a Rua Miguel Inácio Curi, junto à adutora da SABESP existente. (entregue em 19/05/2014)
  • Passagem em desnível na Rua Dr. Luis Aires (Radial Leste), no trecho em frente às estações do Metrô e da CPTM (entregue em 29/04/2014);


Cronograma:

  • O início das obras: 12 de setembro de 2012. Estava previsto para o final de junho de 2012, mas devido a liminar da Justiça de São Paulo, que suspendeu a licitação, houve um atraso.
  • Status: A Dersa não trata obra por obra e sim o pacote. Até agosto de 2013, as obras estão com 48% de execução
  • Previsão de conclusão das obras - (tanto da 1a quanto da 2a fase) abril de 2014.

Segunda Etapa:

  • Na segunda etapa das obras do Complexo Viário Polo Itaquera serão construídas duas novas alças de acesso entre a Nova Radial (Avenida José Pinheiro Borges) e a Avenida Jacu Pêssego, os dois principais eixos viários do extremo Leste, e a maior passarela de pedestres de São Paulo, ligando o norte e sul de Itaquera. Essas obras já estão em licitação e foram viabilizadas devido à economia de 27,8% na proposta vencedora nas intervenções da primeira etapa.

Alças de ligação entre a Av. José Pinheiro Borges (Nova Radial) e a Av. Jacu-Pêssego

  • Características: As alças interligam os dois maiores eixos viários do extremo leste, Nova Radial e Jacú-Pêssego, e facilitam o acesso à Marginal do Tietê e ao Rodoanel e funcionam como uma alternativa à essas vias.
  • Investimento previsto: R$ 75 milhões;
  • Entrega dos envelopes com as propostas técnica, comercial e documentação e abertura da proposta técnica: outubro de 2012
  • Propostas: A DERSA concluiu a análise das propostas comerciais para a implantação das duas alças. O valor da melhor proposta ofertada, R$ 61,5 milhões, representa desconto de 21% frente ao valor de referência da licitação, de R$ 77,6 milhões. A economia ao Tesouro Paulista é de R$ 16,1 milhões.
  • Emissão da ordem de serviço: março de 2013
  • Início das obras: 11/04/13
  • Prazo de execução: 15 meses.

Construção da maior passarela de São Paulo

  • Características: A passarela é importante porque dá acesso não somente ao estádio, mas ao Polo Institucional de Itaquera, composto por Etec e Fatecs entre outros equipamentos, e liga a ala norte e sul de Itaquera, separada pela Radial Leste e pelos trilhos de trem e metrô.
  • Investimento estimado: R$ 19 milhões. (extensão de 180 metros e vão livre de 66 metros).
  • Status: preparando a licitação
  • Desapropriação: As obras não exigem um grande número de desapropriações, ao contrário do que alguns grupos da região têm afirmado à imprensa. O processo está sendo conduzido com todo cuidado pela Prefeitura.

Fonte: Coordenadora da secretaria executiva do Comitê Paulista para a Copa de 2014, Raquel Verdenacci

Projeto Detalhe Investimento
Alças de ligação entre a Av. José Pinheiro Borges (Nova Radial) e a Av. Jacu-Pêssego As alças interligam os dois maiores eixos viários do extremo leste, Nova Radial e Jacú-Pêssego, e facilitam o acesso à Marginal do Tietê e ao Rodoanel e funcionam como uma alternativa à essas vias. R$ 75 milhões
Construção da maior passarela de São Paulo A nova passarela ligará a porção Norte do bairro de Itaquera ao futuro estádio do Corinthians, sobrepondo os trilhos do Metrô e da CPTM, bem como a Radial Leste e a Avenida José Pinheiro Borges (Nova Radial). R$ 19 milhões
Avenida de Ligação Norte-Sul,

trecho Av Itaquera-Nova Radial

Nova Av. de Ligação Norte-Sul, no trecho entre a Av. Itaquera e a Av. José Pinheiro Borges (Nova Radial), incluindo as novas transposições em desnível sobre as linhas do Metrô e da CPTM R$ 127 milhões
Ligação Norte-Sul

com a Av. Miguel I Curi

Nova avenida, articulando a ligação Norte - Sul com a Rua Miguel Inácio Curi, junto à adutora da SABESP existente R$ 22 milhões (entregue em 19/05/2014)
Passagem em desnível na Radial Leste Passagem em desnível na Rua Dr. Luis Aires (Radial Leste), no trecho em frente às estações do Metrô e da CPTM; R$ 68 milhões (entregue 29/04/2014)
Adequação viária no cruzamento da Av. Miguel Inácio Curi com a Av. Eng. Adervan Machado Adequação viária no cruzamento da Av. Miguel Inácio Curi com a Av. Eng. Adervan Machado R$ 5 milhões
Atividades Gerais Elaboração de projetos, desapropriação, interferência e mais R$ 162,20 milhões
Total R$ 478,20

Parques, Museus e Centros Culturais

Biblioteca de São Paulo

  • Biblioteca de São Paulo: localizada no terreno do antigo presídio do Carandiru, atual Parque da Juventude, a Biblioteca de São Paulo é um espaço planejado para os “não leitores”, pois investe em todos os tipos de mídias para fidelizar seus frequentadores. Em 2011 foram adquiridas 2.250 novas obras para o acervo, totalizando mais de 32 mil itens, divididos entre livros, CDs, DVDs e jogos. Mais de 320 mil usuários passaram pela BSP em 2011 e cerca de 26 mil empréstimos foram realizados. Cerca de 600 atividades e oficinas com temas diversos ajudaram a movimentar a programação da BSP ao longo do ano. Ao final de 2011, a biblioteca atingiu o número de 40.497 sócios registrados.


Sala São Paulo

  • Sala São Paulo - Em 1999, foi inaugurada a Sala São Paulo, com capacidade para 1,6 mil espectadores. É apontada como uma das mais belas e modernas salas de concerto do mundo, pelas características do prédio em estilo Luís XVI e, principalmente, pela qualidade das obras realizadas pelo Governo do Estado. Hoje, a Sala São Paulo é a sede da Orquestra Sinfônica do Estado (Osesp). Com a inauguração da Sala São Paulo, foram criados o Coro Sinfônico, de Câmara Juvenil e Infantil; o Centro de Documentação Musical Maestro Eleazar de Carvalho; o Serviço de Assinaturas; o Serviço de Voluntários; os Programas Educacionais; a editora de partituras Criadores do Brasil; e a Academia da Osesp. A criação da Fundação Osesp, em 2005, proporcionou maior agilidade administrativa, possibilitando a ampliação de parcerias e a conseqüente melhoria na qualidade dos serviços oferecidos.


Casa das Rosas

  • Casa das Rosas - Dede 2004 o espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura é uma instituição do Governo do Estado de São Paulo e da Secretaria da Cultura localizada na Av. Paulista 37, em um dos últimos casarões da avenida mais movimentada do país. Um território onde a liberdade artística se materializa, por meio de saraus, recitais, lançamentos de livros, peças de teatro, exposições e qualquer outro formato que privilegie a difusão da poesia e da arte em geral. A poesia encontra na Casa das Rosas um espaço completamente democrático, onde se pretende desfazer preconceitos e qualquer paradigma negativo sobre a arte poética. É também o primeiro espaço público do país destinado à poesia, sendo batizado como Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura, em homenagem ao poeta paulistano, falecido em 2003.


Centro Cultural e de Estudos Superiores Aúthos Pagano

  • Centro Cultural e de Estudos Superiores Aúthos Pagano - Em 11 de maio de 1982, a Dra. Carmela Pagano doou a residência do casal e a biblioteca ao Governo do Estado de São Paulo, sob a guarda da Secretaria de Estado da Cultura, para a criação do Centro Cultural e de Estudos Superiores Aúthos Pagano. Atualmente, o Centro Cultural e de Estudos Superiores Aúthos Pagano é administrado pela APAA – Associação Paulista dos Amigos da Arte, que, além de manter e conservar o imóvel e o acervo, promoveu melhorias no equipamento e coordena a programação dos eventos realizados no local.


Formação Cultural

Teatro

  • SP Escola de Teatro: inaugurada em 2010, a SP Escola de Teatro formou sua primeira turma no final de 2011, com total de 118 aprendizes capacitados para trabalhar em diversas atividades das artes do palco. A Escola oferece 8 cursos regulares (atuação, cenografia e figurino, direção, dramaturgia, humor, iluminação, sonoplastia e técnicas de palco) e 26 de difusão cultural. Além disso, a escola recebeu 158 artistas convidados em 2011, promoveu 18 Territórios Culturais (encontros realizados aos sábados com a participação da comunidade), 46 atividades externas, 62 palestras e um total de 79.000 atendimentos. No programa Kairós, houve 2 editais de bolsa-oportunidade publicados, que contemplaram 339 aprendizes, dos quais 53 foram encaminhados ao mercado de trabalho. No setor de comunicação e idéias, os indicativos de dezembro apontam 6.300 seguidores no twitter, 20.000 acessos ao site/mês, 57.000 exibições do canal do Youtube.


Dança

  • São Paulo Companhia de Dança: em 2011 a São Paulo Companhia de Dança realizou 76 apresentações, sendo 61 para o público em geral e 15 gratuitas para estudantes, atingindo um público total de 66.572 pessoas no ano. Do total de apresentações, 23 foram realizadas na capital paulista e 19 interior do Estado de São Paulo, o que contempla a diretriz de interiorização de atividades definida pela SEC. Houve, ainda, 14 apresentações em seis cidades brasileiras fora de São Paulo e cinco apresentações em dois países (Alemanha e Argentina). O repertório foi enriquecido em 2011 com três novas obras: Inquieto, de Henrique Rodovalho; Legend (1971) de John Cranko (1927-1973) e Supernova (2009) de Marco Goecke. Na área de Circulação de Espetáculos, a Companhia também realizou a atividade educativa Palestra com o Professor (nove ações com um público de 997 participantes) e as Oficinas de Dança (20 ações com um público de 629 participantes), além de realizar dois documentários da série Figuras da Dança e de publicar o livro Terceiro Sinal – Ensaios sobre a São Paulo Companhia de Dança.


Fábricas de Cultura

O programa Fábricas de Cultura atende crianças e jovens de 7 a 19 anos, moradores de distritos da capital com baixos indicadores sociais. O objetivo do programa é promover as artes e a cultura e torná-las instrumento para o desenvolvimento pessoal e social.


Atualizado em: 17 de maio de 2018

11 unidades em funcionamento: a Fábrica de Cultura possui onze unidades: Vila Curuçá, Sapopemba, Itaim Paulista, Jardim São Luís, Vila Nova Cachoeirinha, Parque Belém, Capão Redondo, Jaçanã e Cidade Tiradentes, Brasilândia e Núcleo Luz.

3 unidades em planejamento: em fevereiro de 2012, foi anunciada a construção de mais duas unidades: Fábrica no bairro do Glicério, projeto integrado à recuperação do antigo Quartel do Parque Dom Pedro II (expectativa é de que a obra seja iniciada em 2013), além da unidade no Grajaú, na zona sul.

Em 20 de fevereiro de 2014, foi anunciada a instalação de uma unidade no município de Diadema, localizada no centro da cidade. Será o primeiro município fora da capital a receber uma Fábrica de Cultura. O tempo estimado para o início da construção é de 60 dias a partir da publicação do edital, depois disso, são 24 meses para a execução da obra. O investimento é de R$ 16,3 milhões.

No total serão 14 unidades. Todas as localidades foram escolhidas por apresentar alto Índice de Vulnerabilidade Juvenil – parâmetro criado pela Fundação Seade com base em dados de crescimento populacional, violência e gravidez entre os jovens, e evasão escolar.

Histórico: o programa já existia antes de 2011 e era realizado em espaços doados por outras instituições e ONGs.

No ano de 2012, o número de inscritos foi de 71.585 e o público de 173.669. O investimento feito durante o ano para o funcionamento de todas as unidades foi de R$ 41.923,804.

Em 2011 foram inscritos no total 7.262 alunos e um público de 185.914 pessoas.

Fábricas de Cultura - Acompanhamento anual
Data Unidade entregue Investimento
21/06/2014
Brasilândia
R$ 13,5 milhões
06/10/2013
Cidade Tiradentes
R$ 11,6 milhões
16/03/2013
Jaçanã
R$ 16 milhões
22/12/2012
Capão Redondo
R$ 11 milhões
26/06/2012
Parque Belém
R$ 6,4 milhões
31/03/2012
Vila Nova Cachoeirinha
R$ 11,7 milhões
11/02/2012
Jardim São Luís
R$ 13,1 milhões
10/09/2011
Itaim Paulista
R$ 12,5 milhões
25/06/2011
Sapopemba
R$ 12,5 milhões
19/03/2011
Vila Curuçá
R$ 12,5 milhões



Pessoa com Deficiência

Centro de Excelência em Tecnologia e Inovação em Benefício da Pessoa com Deficiência

Centro de Excelência em Tecnologia e Inovação para a Pessoa com Deficiência O Centro de Excelência em Tecnologia e Inovação para a Pessoa com Deficiência está localizado no Parque Tecnológico e Científico do Jaguaré e tem objetivo de desenvolver produtos e serviços para garantir a inclusão social da pessoa com deficiência.

Turismo

Expresso Turístico

O Expresso Turístico oferece três roteiros diferentes, todos saindo da Estação da Luz, na capital.

Educação

Diretorias de Ensino da Capital

Atualizado em: 13 de setembro de 2012

Em São Paulo atuam 13 Diretorias de Ensino (DE's) da Secretaria de Estado da Educação, designadas por região:

  • Centro (Barra Funda, Bom Retiro, Brás, Casa Verde, Consolação, Limão, Pari, Perdizes, República, Santa Cecília, Santana, Sé, Vila Guilherme)
  • Centro Oeste (Alto de Pinheiros, Butantã, Campo Belo, Itaim Bibi, Jaguaré, Jardim Paulista, Lapa, Moema, Morumbi, Pinheiros, Raposo Tavares, Rio Pequeno, Saúde, Vila Leopoldina, Vila Sônia)
  • Centro Sul (Bela Vista, Cambuci, Cursino, Ipiranga, Liberdade, Moóca, Sacomã, Vila Mariana, Vila Prudente)
  • Leste 1 (Cangaíba, Ermelino Matarazzo, Itaquera, Penha, Ponte Rasa, Vila Jacuí)
  • Leste 2 (Itaim Paulista, Jardim Helena, Lajeado, São Miguel, Vila Curuçá)
  • Leste 3 (Cidade Tiradentes, Guaianazes, Iguatemi, José Bonifácio, São Rafael)
  • Leste 4 (Artur Alvim, Cidade Líder, Parque do Carmo, São Mateus, Sapopemba, Vila Matilde)
  • Leste 5 (Água Rasa, Aricanduva, Belém, Carrão, São Lucas, Tatuapé, Vila Formosa, Vila Maria)
  • Norte 1 (Anhanguera, Brasilândia, Freguesia do Ó, Jaguara, Jaraguá, Perus, Pirituba, São Domingos)
  • Norte 2 (Cachoeirinha, Jaçanã, Mandaqui, Tremembé, Tucuruvi, Vila Medeiros)
  • Sul 1 (Campo Grande, Campo Limpo, Cidade Ademar, Jabaquara, Pedreira, Santo Amaro, Vila Andrade)
  • Sul 2 (Capão Redondo, Jardim Ângela, Jardim São Luis)
  • Sul 3 (Cidade Dutra, Grajaú, Marsilac, Parelheiros, Socorro)

Fonte: AI SEE



Ensino Superior

USP

São Paulo: na Cidade Universitária Armando de Salles Oliveira está localizada a estrutura administrativa central da USP, várias unidades de ensino, o Conjunto Residencial e o Centro de Práticas Esportivas. Fora do campus, mas ainda na cidade de São Paulo, estão as seguintes unidades:

  • Escola de Artes, Ciências e Humanidades (USP Leste)
  • Faculdade de Direito
  • Faculdade de Medicina
  • Escola de Enfermagem
  • Faculdade de Saúde Pública


Unesp

A Unesp (Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”) é uma das maiores e mais importantes universidades brasileiras, com destacada atuação no ensino, na pesquisa e na extensão de serviços à comunidade. São 33 unidades em 23 cidades, sendo 21 no Interior; um na Capital do Estado, São Paulo; e um no Litoral Paulista, em São Vicente.

Na Capital com o Instituto de Artes oferece os seguintes cursos de graduação:

  • Graduação em Artes Visuais
  • Graduação em Arte Teatro
  • Graduação em Música

Fatecs

São 55 Faculdades de Tecnologia Fatecs, distribuídas em 50 municípios paulistas. As Fatecs ministram 62 cursos de graduação tecnológica, que têm uma carga horária de 2.400 horas, com três anos de duração. Na capital paulista são 5 unidades em funcionamento sendo:

FATEC Município Início de

Funcionamento

Fatec São Paulo
São Paulo
1973
Fatec Zona Leste
São Paulo
2002
Fatec Ipiranga
São Paulo
2010
Fatec Tatuapé
São Paulo
2011
Fatec Itaquera
São Paulo
2012


Unidades inauguradas 2011/2014 - O Governo do Estado de São Paulo entregou na atual gestão (2011/2014) a unidade de Tatuapé.

Unidades inauguradas em 2011/2014 - Capital
Unidade Inauguração Investimento
1
Tatuapé
27/10/2011
R$ 23,5 milhões
2
Campos Elíseos
17/03/2014
Centro Paula Souza entrou com o projeto pedagógico e o Sebrae com as instalações e os equipamentos.


Ensino Técnico

Etecs

Bairro Etec Início de

Funcionamento

Arthur Alvim
Etec Tereza Aparecida Cardoso Nunes de Oliveira
2009
Belém
Etec Parque Belém
2009
Bom Retiro
Etec São Paulo
1988
Brás
Etec Carlos de Campos
1911
Brooklin
Etec Jornalista Roberto Marinho
2011
Butantã
Etec Cepam
2010
Casa Verde
Etec Albert Einstein
1963
Campos Elíseos
Etec Drª Maria Augusta Saraiva
2007
Etec Sebrae
Capela do Socorro
Etec Irmã Agostina
2010
Cidade A. E. Carvalho
Etec Zona Leste
2002
Cidade Tiradentes
Etec Cidade Tiradentes
2009
Freguesia do Ó
Etec Paulistano
2009
Guaianazes
Etec de Guaianazes
2004
Heliópolis
Etec de Heliópolis
2009
Ipiranga
Etec Getúlio Vargas
1911
Itaquera
Etec de Itaquera
2007
Jaraguá
Etec Jaraguá
2010
Jardim Ângela
Etec Jardim Ângela
2010
Jardim São Luís
Etec Zona Sul
2006
Jardim Paulo VI
Etec Uirapuru
2010
Lapa
Etec Prof. Basílides de Godoy
1950
Mandaqui
Etec Mandaqui
2010
Mooca
Etec Prof. Camargo Aranha
1968
Paraisópolis
Etec Paraisópolis
2009
Penha
Etec Prof. Aprígio Gonzaga
década de 1950
Etec de Tiquatira
2009
Perus
Etec Gildo Marçal Bezerra Brandão
2010
Pinheiros
Etec Guaracy Silveira
1950
Pirituba
Etec Prof.ª Dr.ª Doroti Quiomi Kanashiro Toyohara
2011
Raposo Tavares
Etec Raposo Tavares
2010
Santana
Etec de Artes
2008
Etec Parque da Juventude
2007
Santo Amaro
Etec Takashi Morita
2009
São Mateus
Etec São Mateus
2010
Santa Ifigênia
Etec Santa Ifigênia
2013
Sapopemba
Etec de Sapopemba
2007
Tatuapé
Etec Martin Luther King
1965
Uirapuru
Etec Uirapuru
Vila Formosa
Etec Prof. Adhemar Batista Heméritas
2009
Etec de Vila Formosa
2008
Vila Guilherme
Etec Prof. Horácio Augusto da Silveira
1956
Vila Leopoldina
Etec Prof. Basílides de Godoy
Vila Maria
Etec de Esportes – Curt Walter Otto Baumgart
Vila Prudente
Etec José Rocha Mendes
1964



Unidades inauguradas 2011/2014

O Governo do Estado de São Paulo entregou nessa gestão (2011/2014) 3 unidades para a capital paulista, sendo:

Unidades inauguradas em 2011/2014 - Capital
Unidade Inauguração Investimento OBS
Jornalista Roberto Marinho
15/08/2011
R$ 425 mil
Valor investido em mobiliário e equipamento, já que o prédio da nova Etec foi construído pela Globo, em terreno cedido pelo governo estadual.
Mandaqui
22/08/2011
R$ 14,8 milhões
Professora Doutora Doroti Quiomi Kanashiro Toyohara
15/09/2011
R$ 14 milhões
Santa Ifigênia
05/08/2013
R$ 85 milhões
O valor investido inclui a construção da nova sede administrativa do Centro Paula Souza
Curt Walter Otto Baumgart
29/08/2013
R$ 39 milhões
A primeira Etec voltada aos esportes integra um Centro de Convivência, com 4.000 m² de área construída, projetado pelo arquiteto Ruy Ohtake.
Campos Elíseos
17/03/2014
Centro Paula Souza entrou com o projeto pedagógico e o Sebrae com as instalações e os equipamentos.
A unidade funciona desde o início de 2014 na Escola de Negócios do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de São Paulo (Sebrae-SP), parceiro do Paula Souza no projeto de oferecer cursos técnicos e tecnológicos focados na inovação e no empreendedorismo.


Ensino Fundamental e Médio

Números da rede estadual

Atualizado em: 3/agosto/12

Na capital paulista, existem 1.128 escolas estaduais, que atendem a 1.195.848 alunos (ref. junho/12). O número total de docentes, efetivos e temporários, é 59.311, incluindo diretores, enquanto o quadro de apoio escolar é formado por 13.468 funcionários.

O investimento na infraestrutura - expansão, substituição, melhorias e manutenção - das escolas, desde 2002, na Capital, foi de R$ 950 milhões.

De 2005 a 2012, foram construídos e entregues 50 novos prédios escolares.

Vagas: no Estado, de 2002 a 2012, foram criadas 602.490. Destas, 102.060 foram geradas na Capital.

Economia

Parques Tecnológicos e Científicos

No Estado de São Paulo existem 30 iniciativas para implantação de parques tecnológicos. Dois projetos da capital já receberam o credenciamento provisório no SPTec para implantação de Parques Tecnológicos e Científicos (Jaguaré e Zona Leste).

Resumo por unidades (Recursos SPTec)
Unidade Investimento (R$) Demandas de 2012

Demandas de 2013

Total

Parque do Jaguaré - Edital
499.558,03
Parque da USP-Zona Leste
663.552,00

Sistema Integrado de Licenciamento

desde 2010, quando foi lançado, já foram feitas 106.346 solicitações e o tempo médio de licenciamento para empresas de baixo risco é de apenas três dias. Para as de alto risco, esse período é de 14 dias. O Sistema Integrado de Licenciamento (SIL), já opera em 23 municípios do Estado de São Paulo.

  • SIL na Capital - Em maio/12, durante o anúncio da Política Estadual de Estímulo ao Empreendedorismo e Favorecimento às Micro e Pequenas Empresas, o município de São Paulo assinou o Protocolo de Intenção para implementação dos trabalhos técnicos de integração do município ao SIL. Com a mudança de gestão, a equipe atual da prefeitura está analisando os ajustes que precisam ser feitos no sistema municipal para que possa ser possível ocorrer a integração com o SIL. A Jucesp está em contato com os novos gestores com o objetivo de estabelecer um cronograma de implantação.

Habitação e Saneamento

Combate às enchentes

Volumes retirados em M³

Atualizado em: 03 de setembro de 2013

O Governo do Estado já retirou 9 milhões de m³ de sedimentos dos rios Tietê, Pinheiros e seus afluentes (janeiro/2011-setembro/2013). Este volume é equivalente a capacidade dos 28 piscinões construídos pelo DAEE entre 1995 e 2011 (5,2 milhões de m³); é também volume equivalente a quase 3 mil piscinas olímpicas lotadas de sedimentos.

Serviço de desassoreamento em M³
2011 2012 2013 total
Rio Pinheiros
400.000
1.298.998
228.893
1.927.891
Rio Tietê
2.445.067
2.239.992
1.663.785
7.157.545
Total
2.845.067
3.538.990
1.892.678
9.085.436

Fonte: AI Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE) e AI Empresa Metropolitana de Águas e Energia (EMAE)

Desassoreamento do Rio Tietê

Atualizado em: 06 de março de 2014

Desassoreamento do Rio Tietê e seus afluentes.

Desde o início de 2011, já foram retirados 7,6 milhões de m³ de sedimentos do Rio Tietê e dos córregos e rios afluentes que deságuam no rio (Córrego Juqueri, Córrego Carapicuíba, Rio Cotia, Rio Cabuçu de cima, Rio Baquirivu – Guaçu, Córrego Três Pontes e Canal de Circunvalação na Margem Esquerda do Rio Tietê). Investimento total de R$ 319 milhões.


Desassoreamento do Rio Tietê e afluentes de 2007 até janeiro de 2014
Fonte:DAEE


Serviço de desassoreamento Rio Tietê
Trecho do Rio 2011 2012 2013 Jan/2014 Total
Barragem Edgard de Souza a Barragem móvel (Lote 1) 426.987 728.013 192.459 6.514 1.353.973
Barragem móvel a Barragem da Penha(Lote 2) 369.916 894.091 213.986 36.184 1.514.177
Barragem da Penha - Foz do Córrego Três Pontes(Lote 3) 737.186 503.873 541.423 11.081 1.842.806
Totais 1.534.089 2.125.977 947.868 53.779 4.710.956


Lotes

  • Lote 1: Barragem de Edgard Souza a Barragem Móvel no Complexo Cebolão (16,5 km) – iniciado em maio de 2011. Previsão de remoção de 1.840.915 m³ de sedimentos.
  • Lote 2: Barragem Móvel no Cebolão a Barragem da Penha - início da Rodovia Ayrton Senna da Silva (24,5 km) – iniciado em maio de 2011. Previsão de remoção de 1.939.766 m³.
  • Lote 3: Barragem da Penha até foz do córrego Três Pontes - Divisa São Paulo/Itaquaquecetuba (25 km) – iniciado em outubro de 2010. Previsão de remoção de 1.824.158 m³ sedimentos.
  • Lote 4: O trecho vai do Córrego Três Pontes, no limite de São Paulo com Itaquaquecetuba, e vai até Mogi das Cruzes. 49 km de extensão, passando por cinco municípios da RMSP (Região Metropolitana de São Paulo): Guarulhos (na margem direita do rio), Itaquaquecetuba, Poá, Suzano e Mogi das Cruzes. Investimentos no valor de R$ 46 milhões e previsão de remoção de 446 mil m3 de material assoreado.

Investimentos totais em 2011, 2012 até 2013

  • Lote 1 – R$ 62,7 milhões (até 12/2014).
  • Lote 2 – R$ 121,8 milhões (até 12/2014).
  • Lote 3 – R$ 174,4milhões (até 10/2014).
  • Tietê Total – R$ 358,9 milhões (valor contratado).

Demais cursos d´água: com investimento de R$ 203,4 milhões.

Desassoreamento do Rio Pinheiros

Atualizado em: 03 de outubro de 2013

Entre janeiro de 2011 e setembro de 2013, foram removidos mais de 1,9 milhões m³ de sedimentos do rio Pinheiros.

Desassoreamento do Rio Pinheiros
Serviço de desassoreamento em m³ 2011 2012 2013 Total
Rio Pinheiros
400.000
1.298.998
228.893
1.927.891

Fonte: Assessoria de Imprensa do DAEE

Parque Várzeas do Tietê

Nas várzeas do Alto do Tietê serão formadas grandes piscinas naturais, que amortecerão as cheias e serão fundamentais para complementar o efeito das obras de aprofundamento da calha do Tietê (41 km) desde a barragem da Penha até a usina Edgard de Souza. Quando concluído será o maior parque linear do mundo.


Investimentos da Sabesp

Obras de reforço na Zona Norte de São Paulo

Atualizado em: 11 de setembro de 2012

Para reforçar o abastecimento no bairro da Brasilândia, na zona norte da Capital, a Sabesp iniciou, em 12 de setembro, obras de reforço na rede primária de distribuição. O investimento é de R$ 4 milhões, com previsão de término em 120 dias (até janeiro/2013), e beneficiará cerca de 150 mil pessoas.

Equipes da Sabesp estão no local monitorando, também, a pressão nas redes de abastecimento de água. As escolas da região estão devidamente abastecidas.

- De acordo com a Sabesp, o fornecimento na região é regular. Com o aumento do consumo nos horários de pico, motivado pelas altas temperaturas verificadas neste inverno, podem ocorrer casos de diminuição da pressão da água em alguns pontos.


Fonte: AI Sabesp

Habitação

Atualizado em: 22/8/12

Histórico: desde a década de 1980, até o momento (agosto/12), foram entregues na Capital em ações da SH/CDHU cerca de 90.610 novas moradias e mais de 30 mil famílias foram beneficiadas por ações de urbanização de favelas e/ou atendimento por auxílio-moradia, enquanto aguardam o atendimento definitivo em novas unidades habitacionais.

- Parcela significativa desse atendimento foi viabilizado no período de 2002 a 2012, para o qual a CDHU registra no município a entrega de mais de 41 mil unidades com a participação do Estado, além de cerca de 16.800 famílias beneficiadas por urbanização de favelas e 13.400 por auxílio moradia provisório.

Gestão 2007/2012:

Entre 2007 e 2012, a prioridade da CDHU foi atuar nos principais focos de déficit e inadequação habitacional, com destaque ao apoio do Estado a ações de urbanização de favelas e reassentamento habitacional promovidas em parceria com o Município, por meio de convênios estabelecidos entre a CDHU e SEHAB e CDHU e COHAB.

No período, destacam-se as seguintes realizações e os principais programas e projetos empreendidos:

a) Diretamente pela CDHU

• Urbanização Pantanal/Vila Jacuí – 4.298 famílias beneficiadas por urbanização e moradias de apoio. • Parceria com associações e cooperativas (e lançamento do programa com entidades sindicais) – 5.526 unidades entregues • Atuação em cortiços – 864 unidades entregues e cartas de crédito concedidas. • Cartas de crédito e conjuntos habitacionais para servidores públicos – 2.049 unidades entregues • Recuperação da Gleba Brasilândia – 140 unidades entregues • Reassentamento habitacional – 2.214 unidades entregues (incluindo terrenos COHAB) • Moradia Indígena - Aldeia Morro da Saudade – 110 unidades

b) Em parceria com o Município

• Reassentamento habitacional - 2.301 unidades entregues (Artur Alvim, Cidade Líder, Raposo Tavares, José Bonifácio, Cachoeirinha, Parque Europa, Jaraguá, Santa Etelvina, Cidade Tiradentes, Vila Prudente). • Recuperação dos Mananciais Guarapiranga-Billings – Início de ações de reassentamento em apoio à urbanização pelo Município • Atuação na Várzea do Tietê / Marginais / Jardim Romano / Parque Várzeas e outras ações : – Atendimento por auxílio moradia – 6.960 • Urbanização de Favelas e unidades de apoio: – 15.955 famílias beneficiadas, sendo 15.705 por urbanização de favelas e 250 por unidades habitacionais (Paraisópolis/ Heliópolis/ Nova Jaguaré/ 02 de Maio/ Jardim Olinda/Monte Tao/Vergueirinho/ São Francisco/ Aldeinha/Sampaio Correia/ Ilha Verde/ Nossa Sra. Aparecida/ Vila Nilo).


Produção atual: atuamente (agosto/12) estão em obras mais de 4.300 unidades habitacionais e cerca de 1.100 famílias a beneficiar com urbanização, das quais ressaltam-se alguns projetos:

. Projeto Heliópolis / CDHU: Convênio entre CDHU/PMSP/SEHAB para execução de 1.050 unidades previstas para serem concluídas em 2013 e 2014 pelo Programa Urbanização de Favelas, denominado como Heliópolis – “Sacomã H” e “Sacomã I” – área Sabesp 2, sendo 186 unidades habitacionais para Sacomã H e 864 unidades habitacionais para Sacomã I, com vistas à relocação e reassentamento das famílias ocupantes da Favela Heliópolis na Capital de São Paulo.

Valor do Convênio: R$ 98.642.364,10

. Projeto Jardim Pabreu / CDHU Convênio entre CDHU/PMSP/SEHAB de 1.055 urbanização de domicílios nos loteamentos JD PABREU/PRAINHA e execução de 560 unidades habitacionais para serem concluídas em 2013 no empreendimento Chácara do Conde “Grajaú D”, quadras B, F e H, relativos ao programa denominado Mananciais Billings/Guarapiranga.

Valor do Convênio: R$ 56.348.450,09

. Projeto Marginais – Lidiane / CDHU Convênio entre CDHU/PMSP/SEHAB para execução de 235 unidades habitacionais previstas para serem concluídas em 2013 pelo Programa Urbanização de Favelas, denominado como Lidiane “Limão C”, visando atendimento futuro às famílias que se encontra em situação transitória oriundas das Favelas: Ilha Verde, Sampaio Correa e Aldeinha.

Valor do Convênio: R$ 14.696.957,24

. Programa Mananciais: obras iniciadas no empreendimento Cidade Ademar.


Em programação: destacam-se 23.334 unidades habitacionais e 5.270 famílias a serem beneficiadas com obras de urbanização, com destaque para:

. Projeto Nelson Cruz: 583 unidades habitacionais. Obs.: Protocolo de Intenções enviado pela CAIXA à CDHU com o objetivo de estabelecer parceria para implantação do empreendimento por meio do Programa Minha Casa Minha Vida – Entidades.

. Continuidade de ações da CDHU na área central do Município: empreendimentos no âmbito do Projeto Área Central, originados no Programa Atuação em Cortiços / PAC-BID encerrado em dezembro de 2010. A continuidade do programa conta com recursos do governo federal e compreende os seguintes empreendimentos: Belém H, Belém I, Bom Retiro C, Bom Retiro D, Pari E, República A e B, Bela Vista E, Bela Vista G, Belém K, Sé A, Santa Cecília D, totalizando 627 Uhs.

. Projeto Marginais Leste

- Projeto previsto para iniciar em 2013 com 339 unidades habitacionais pelo Programa Reassentamento , em empreendimento denominado “Vila Maria B” – Chácara Bela Vista – etapa 5.

- Projeto previsto para iniciar em 2013 com 599 unidades habitacionais pelo Programa Reassentamento - empreendimento denominado “Vila Maria C” – Chácara Bela Vista – etapa 6.

. Programa MananciaisObras iniciadas no empreendimento Cidade Ademar C (96 Uhs) e demais empreendimentos (Capão Redondo D, E e I, Grajaú B, Jardim Ângela A, Parelheiros D) em projetos com estimativa de 1.483 Uhs.

. Operação Águas EspraiadasEmpreendimentos para atendimento de cerca de 5 mil uhs, em parceria com o Município de São Paulo – em estágio de projetos e prospecção de áreas/soluções de atendimento. Ações em curso: • Aquisição de terrenos e elaboração de projetos para a produção de 746 uhs • Revisão do Termo de Cooperação firmado entre a CDHU e o município com o objetivo de prorrogar o prazo de validade e detalhar ações em parceria para a produção habitacional.

. Projeto Parque Várzeas do Tietê Reassentamento habitacional necessário para a implantação do Parque Linear Várzeas do Tietê, obra da Secretaria de Saneamento e Recursos Hídricos (SSRH) e do Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE). Conforme Convênio firmado em 2/7/2010, a SH/CDHU está responsável pelo atendimento habitacional a 3.000 famílias a serem removidas na primeira etapa do projeto, sendo 2.500 oriundas do município de São Paulo e 500 do município de Guarulhos. O total de atendimentos previsto inicialmente é de 5 mil famílias, sendo que a demanda total será definida durante a elaboração do projeto do Parque, que se estenderá ao longo das margens do rio, entre São Paulo e Salesópolis (parte do Projeto Nova Marginal).


- Além desses programas e projetos, estão em preparação/programação ações para:

. CONVÊNIO METRÔ Conjugação de esforços entre a CDHU e o METRÔ com vista a viabilizar o atendimento habitacional e social dos moradores vulneráveis localizados nas áreas atingidas pelas obras da Linha 17 - Ouro, desenvolvido pelo METRÔ, bem como nas áreas adjacentes necessárias, com transferência de recursos do METRÔ à CDHU. O convênio foi assinado em 26/1/12. Recurso já repassado à CDHU no valor total estimado para as ações do convênio: R$ 81.289.706,60.

Ações em curso: • O trabalho social junto às famílias envolvidas, com vistas ao reassentamento; • os projetos de empreendimentos habitacionais a serem implantados em áreas disponibilizadas pelo METRÔ • Decretos de desapropriação publicados para 2 terrenos- Campo Belo A e C, em execução de topografia para ajuizamento da ação expropriatória e elaboração de projetos.

. CONVÊNIO CPTM Parceria entre a CDHU e a CPTM com vista a viabilizar o atendimento habitacional e social dos moradores vulneráveis localizados nas áreas atingidas pelas obras da reativação do serviço ferroviário do Trecho Grajaú a Varginha, Linha 9 – Esmeralda, da CPTM, bem como nas áreas adjacentes necessárias, com transferência de recursos da CPTM à CDHU. O convênio foi assinado em 29/12/2011. Recurso já repassado à CDHU no valor total estimado para as ações do convênio: R$ 48.935.596,00.

Ações em curso: • Trabalho social junto às famílias envolvidas, com vistas ao reassentamento; • Proposta para desapropriação de terreno para implantação de empreendimento habitacional, encontra-se na PGE para publicação de decreto.


. Convênios firmados com a PMSP em 2012 • Empreendimento Bom Retiro E – São Caetano . Convênio assinado em 22/6/12 Objeto: Produção de 126 apartamentos na área central do MSP em terreno a ser doado pela COHAB/SP. Projeto e obra de responsabilidade da SEHAB. Recursos a serem repassados pela CDHU no valor de R$ 8.963.208,98

• Empreendimento Limão B- Minas Gás Assinado em março/12 Objeto: Produção de 100 aptos em terreno a ser doado pela COHAB/SP. Projeto e obra de responsabilidade da SEHAB. Recursos a serem repassados pela CDHU no valor de R$ 8.306.550,45

.Convênio CDHU – DERSA – Rodoanel trecho norte Firmado em junho de 2011. Objeto: Parceria CDHU –DERSA para viabilizar o reassentamento habitacional de famílias atingidas pelas obras do trecho norte do Rodoanel. Número de famílias- 600 Recursos a serem repassados pelo DERSA – R$ 73.000.000,00

Ações em curso: Aquisição de 2 terrenos na região norte do município para implantação de empreendimentos habitacionais: - Terreno Freguesia do Ó A- Convênio firmado entre a CDHU / Dersa e SEHAB-SP para repasse de recursos para a desapropriação da área pela SEHAB. Ação de desapropriação já ajuizada.

- Terreno Perus D - Estudo de viabilidade concluído para subsidiar negociação para compra direta pela CDHU.

Famílias em atendimento / previsão de atendimento por auxílio-moradia em parcerias no Município Com a finalidade de promover o atendimento provisório de famílias que devem ser removidas de sua área de origem para recuperação/implantação de obras públicas, estão em atendimento, ou com atendimento previsto proximamente, moradores das seguintes intervenções: . Marginal Tietê: 1.845 famílias . Chácara Bela Vista: 1291 famílias . Parque Várzea: 2.164 famílias . Águas Espraiadas: 600 famílias . Rodoanel: 2.312 famílias


Segurança

A Capital forma, sozinha, o Decap.

Presídios e Cadeias Públicas

O Governo de São Paulo está investimento na Modernização e Ampliação Sistema Prisional com a criação e modernização de unidades. Na capital foram entregues o centro de Detenção Provisória IV de Pinheiros e o Centro de Detenção Provisória III de Pinheiros.

Unidades prisionais existentes

Tipo Capacidade População
Penitenciária Feminina da Capital - São Paulo
606
552
Penitenciária "Joaquim Fonseca Lopes" de Parelheiros
938
1643
Penitenciária Feminina Sant'Ana
2.696
2040
Centro de Detenção Provisória - Pinheiros I
521
1556
Centro de Detenção Provisória - Pinheiros II
793
1723
Centro de Detenção Provisória - Pinheiros III
572
1665
Centro de Detenção Provisória IV
566
570
Centro de Detenção Provisória - Vila Independência
822
1595
Centro de Detenção Provisória - Chácara Belém I + Ala de Progressão Penitenciária
853+110
1553+354
Centro de Detenção Provisória - Chácara Belém II + Ala de Progressão Penitenciária
844+110
1674+375
Centro de Progressão Penitenciária Feminino "Dra. Marina Marigo Cardoso de Oliveira" de Butantan
1.028
1105
Centro de Progressão Penitenciária Feminino de São Miguel Paulista
152
150


Unidades da Fundação CASA

DRM-II

A Divisão Regional Metropolitana Leste 1 (DRM-II) é uma das 11 divisões regionais, criadas pela Fundação CASA, para descentralizar o atendimento socioeducativo ao adolescente, tornando a gestão mais eficiente.

Unidade Bairro Medida socioeducativa Internação provisória Internação Atendimento Inicial Total
1
Ferraz de Vasconcelos I
Ferraz de Vasconcelos
Internação e internação provisória
16
40
56
2
Ferraz de Vasconcelos II
Ferraz de Vasconcelos
Internação e internação provisória
16
40
56
3
Novo Horizonte
Guaianazes
Internação
-
44
44
4
Guaianases
Guaianazes
Internação
-
44
44
5
Encosta Norte
Itaim Paulista
Internação
-
40
40
6
Fazenda do Carmo
Itaquera
Internação
-
60
60
7
Vila Conceição
Vila Curuçá
Internação
-
60
60
8
Chiquinha Gonzaga
Mooca
Atendimento inicial,

internação provisória

e internação
40
72
10
122
9
Itaquera
Itaquera
Internação
-
152
152
10
Azaleia
Penha
Semiliberdade
-
20
20
11
Fênix
Penha
Semiliberdade
-
30
30
12
Prof. Paulo Freire
Tatuapé
Semiliberdade
-
30
30
13
Sabará
Penha
Semiliberdade
-
20
20
14
São Mateus
Cidade São Mateus
Semiliberdade
-
20
20
15
Umbó
Belenzinho
Semiliberdade
-
20
20
16
Uraí
Vila Beatriz
Semiliberdade
-
20
20


DRM-III

A Divisão Regional Metropolitana Leste 2 (DRM-III) é uma das 11 divisões regionais, criadas pela Fundação CASA, para descentralizar o atendimento socioeducativo ao adolescente, tornando a gestão mais eficiente.

Unidade Bairro Medida socioeducativa Internação provisória Internação Atendimento Inicial Total
1
Gaivota
Brás
Internação provisória
64
-
-
64
2
Itaparica
Internação provisória
170
-
-
170
3
Rio Paraná
Internação provisória
110
-
-
110
4
Rio Turiassu
Internação provisória
120
-
-
120
5
Rio Nilo
Internação provisória
170
-
-
170
6
Rio Tocantins
Internação provisória
80
-
-
80
7
Topázio
Internação provisória
170
-
-
170
8
Juquiá
Internação
-
130
-
130
9
Tâmisa
Internação
-
90
-
90


DRM-IV

A Divisão Regional Metropolitana Oeste (DRM-IV) é uma das 11 divisões regionais, criadas pela Fundação CASA, para descentralizar o atendimento socioeducativo ao adolescente, tornando a gestão mais eficiente.

Unidade Bairro Medida socioeducativa Internação provisória Internação Atendimento Inicial Total
1
Cedro
Jardim Arpoador
Internação
-
72
-
72
2
Ipê
Jardim Arpoador
Internação
-
90
-
90
3
Jatobá
Jardim Arpoador
Internação
-
60
-
60
4
Nogueira
Jardim Arpoador
Internação
-
66
-
66
5
Nova Aroeira
Jardim Arpoador
Internação
-
64
-
64
6
Parada de Taipas
Parada de Taipas
Internação
-
60
-
60
7
Osasco I
Osasco
Internação e Internação Provisória
16
40
56
8
Osasco II
Osasco
Internação
-
56
-
56
9
Jardim São Luiz I
Jardim Vergueiro
Internação
-
44
-
44
10
Jardim São Luiz I
Jardim Vergueiro
Internação
-
44
-
44
11
Pirituba
Pirituba
Internação
-
72
-
72
12
Vila Leopoldina
Vila Leopoldina
Internação
-
150
-
150
13
Araré
Vila Mariana
Semiliberdade
-
20
-
20
14
Guararema
Vila Leopoldina
Bosque da Saúde
-
20
-
20
15
Ibituruna
Saúde
Semiliberdade
-
20
-
20
16
Jacirendi
Jabaquara
Semiliberdade
-
20
-
20
17
Nundiaú
Santo Amaro
Semiliberdade
-
20
-
20


DRM-V

A Divisão Regional Metropolitana Norte (DRM-V) é uma das 11 divisões regionais, criadas pela Fundação CASA, para descentralizar o atendimento socioeducativo ao adolescente, tornando a gestão mais eficiente.

Unidade Bairro Medida socioeducativa Internação provisória Internação Atendimento Inicial Total
1
Itaqua I
Itaquaquecetuba
Internação e internação provisória
16
40
-
56
2
Itaqua II
Itaquaquecetuba
Internação
-
30
-
30
3
Bela Vista
Belém
Internação
-
80
-
80
4
Belém
Belém
Internação
-
56
-
56
5
São Paulo
Belém
Internação
-
56
-
56
6
Vila Guilherme
Belém
Internação
-
100
-
100
7
Bom Retiro
Bom Retiro
Internação Sanção
-
50
-
50
8
João do Pulo
Vila Maria
Internação
-
48
-
48
9
Ouro Preto
Vila Maria
Internação
-
45
-
45
10
Paulista
Vila Maria
Internação
-
45
-
45
11
Nova Vida
Vila Maria
Internação
-
45
-
45
12
Alvorada
Vila Maria
Semiliberdade
-
20
-
20
13
Caetanos
Água Rasa
Semiliberdade
-
20
-
20
14
Ícaro
Santana
Semiliberdade
-
20
-
20


Operação Saturação

Em Paraisópolis

Atualizado em: 21 de novembro de 2012

O que é: o trabalho visa a redução do furtos e roubos na região, a apreensão de armas, drogas, a desmobilização de pontos de tráfico de entorpecentes e, como consequência, aumentar a sensação de segurança da população de Paraisópolis.

Estrutura: a operação utiliza policiais do Batalhão de Choque e do 16º Batalhão de Polícia Militar. São 100 carros, 2 caminhões, 28 motocicletas da Rocam, 8 cães e 60 cavalos, além de um helicóptero águia.

Objetivo: ocupar toda a área de 800 mil metros quadrados da Paraisópolis. Tecnicamente, ela está dividida em quatro eixos. Haverá operações de bloqueio de área em 12 pontos.

Prazo: não há previsão.

Início da Operação: a Polícia Militar iniciou na madrugada, do dia 29 de outubro de 2012, a Operação Saturação na favela de Paraisópolis que vai se estender por vários dias. Mais de 500 policiais participam da ação. Também serão feitas ações de rondas ostensivas com motocicletas e ações combinadas de presença em diversos pontos da Favela, que foi mapeada de acordo com os pontos de maior incidência criminal.

Cronologia:

  • 29/10/12: no primeiro dia da operação, a PM prendeu o traficante Edson Ferreira dos Santos, conhecido líder da facção criminosa na comunidade. Com ele, foram encontrados um fuzil 762 do Exército da Argentina e um tijolo de maconha. Ainda durante o primeiro dia de operação foram apreendidos 130 quilos de maconha, 6,5 quilos de cocaína, armas e munições. Imprensa destaca que a operação é uma resposta da PM, que decidiu entrar na comunidade porque ali atuava o traficante conhecido como Piauí, preso,em agosto de 2012, e suspeito de ordenar ataques contra PMs na Zona Sul.
  • 30/10/12: a PM fez novas apreensões na comunidade de Paraisópolis durante a Operação Saturação. Entre as armas apreendidas está um fuzil M-16 A4, de uso exclusivo do exército norte-americano. Também foi encontrada uma lista com nomes, endereços e características físicas de policiais civis e militares que estariam marcados para morrer. Esta é a primeira vez que são identificados indícios de que a facção pretendia atacar policiais civis. 13 pessoas presas em flagrante por crime/contravenção;12 armas de fogo apreendidas; 196 munições apreendidas; 16 quilos apreendidos de cocaína; 130 quilos apreendidos de maconha e 50 unidades apreendidas de drogas sintéticas.
  • 31/10/12: mais um traficante de drogas foi preso na comunidade de Paraisópolis, durante a Operação Saturação. O criminoso foi abordado por policiais na Rua Pasquete Galupi e durante a revista foram localizados 15 quilos de maconha, 11 quilos de cocaína, uma espingarda calibre 12, 7 munições calibre 12, uma carabina Winchester, calibre 44, municiada com 10 cartuchos íntegros, numeração raspada e uma touca ninja. 17 pessoas presas em flagrante por crime/contravenção;14 armas de fogo apreendidas;196 munições apreendidas;23,9 quilos apreendidos de cocaína;212 quilos apreendidos de maconha e 50 unidades apreendidas de drogas sintéticas.
  • 04/11/12: 33 pessoas presas em flagrante por crime/contravenção, 06 adolescentes apreendidos por ato infracional, 09 procurados capturados, 16 armas de fogo apreendidas, 344 munições apreendidas, 30,399 quilos apreendidos de cocaína, 333,531 quilos apreendidos de maconha, 50 unidades apreendidas de drogas sintéticas.
  • 05/11/12: 36 pessoas presas em flagrante por crime/contravenção; 06 adolescentes apreendidos por ato infracional; 11 procurados capturados; 16 armas de fogo apreendidas; 351 munições apreendidas; 30,399 quilos apreendidos de cocaína; 333,531 quilos apreendidos de maconha;50 unidades apreendidas de drogas sintéticas
  • 06/11/12: 36 pessoas presas em flagrante por crime/contravenção, 06 adolescentes apreendidos por ato infracional, 11 procurados capturados, 16 armas de fogo apreendidas, 351 munições apreendidas, 37,836 quilos apreendidos de cocaína, 339,818quilos apreendidos de maconha, 0,483 quilos apreendidos de crack, 50 unidades apreendidas de drogas sintéticas.
  • 07/11/12: 36 pessoas presas em flagrante por crime/contravenção; 06 adolescentes apreendidos por ato infracional;11 procurados capturados;16 armas de fogo apreendidas;351 munições apreendidas;1 granada;37,836 quilos apreendidos de cocaína; 339,818quilos apreendidos de maconha;0,483 quilos apreendidos de crack;50 unidades apreendidas de drogas sintéticas.
  • 08/11/12: 37 pessoas presas em flagrante por crime/contravenção; 06 adolescentes apreendidos por ato infracional; 11 procurados capturados; 16 armas de fogo apreendidas; 351 munições apreendidas; 1 granada; 37,836 quilos apreendidos de cocaína; 339,818 quilos apreendidos de maconha; 0,483 quilos apreendidos de crack; 50 unidades apreendidas de drogas sintéticas.
  • 12/11/12: 43 pessoas presas e flagrante por crime/contraversão; 14 procurados capturados, 06 adolescentes apreendidos; 351 munições apreendidas; 1 granada; 37,836 quilos apreendidos de cocaína; 339,943 quilos apreendidos de maconha; 0,484 quilos apreendidos de crack; 50 unidades apreendidas de drogas sintéticas.
  • 21/11/12: desde o início da operação, 85 pessoas foram presas; 19 procurados capturados; 12 adolescentes apreendidos; 16 armas de fogo, 393 munições e 1 granada apreendidas; também foram apreendidos 58,925 kg de cocaína, 343,1 kg de maconha, 0,534 kg de crack e 1.043 unidades de drogas sintéticas.

Histórico:

  • 2009: na noite de 2 de fevereiro de 2009, moradores da favela entraram em choque com a PM. A PM não usou armas de fogo, mas quatro policiais foram baleados. Em seguida, a região recebeu a Operação Saturação, com a presença de cerca de 400 policiais, e a Virada Social, que integra ações de órgãos municipais e estaduais em benefício dos moradores da comunidade. A Operação Saturação terminou em 26 de abril de 2010, mas a Virada Social continua. Entre as ações realizadas estão a presença do Poupatempo Móvel, que fez 4 mil atendimentos em março/09, e a realização de duas Jornadas da Cidadania (Sec. Justiça), oferecendo diversos serviços, como inscrições para casamento comunitário e emissão de documentos.

Fonte: Paper Secom


Em outros bairros da Zona Sul

Atualizado em: 06 de novembro de 2012

Operação Saturação em Campo Limpo e Capão Redondo: A PM realizou entre os dias 1 e 4 de novembro de 2012, uma Operação Saturação em Campo Limpo e Capão Redondo com foco na captura de procurados pela justiça, tráfico de drogas, armas e motocicletas irregulares.

Resultado final da operação:

  • Pessoas abordadas: 4013
  • Condutores abordados: 297
  • Motos fiscalizadas: 2947
  • Motos recolhidas: 502
  • Condutores autuados:608
  • Autos de infração elaborados: 1204
  • CLA e CNH recolhidas: 414

Fonte: Paper Secom


Na Zona Leste

Atualizado em: 21 de novembro de 2012

A Polícia Militar do Estado de São Paulo, a partir da madrugada do dia 07/11/12, estendeu a Operação Saturação para a Zona Leste da Capital (Santa Inês). Essa intensificação da Operação Saturação (que também é realizada na Comunidade de Paraisópolis) não possui prazo de término e tem como propósito aumentar a sensação de segurança da população, através da identificação e prisão de foragidos da justiça, apreensão de drogas e armas, além do cumprimento de mandados judiciais. Na Zona Leste, o efetivo será reforçado com mais de 130 PMs, além de 20 viaturas 04 rodas, 20 viaturas 02 rodas e 01 helicóptero.

Resultados parciais até as 06h00 de 19 de novembro de 2012:

  • 4.353 pessoas abordadas;
  • 10 pessoas presas em flagrante por crime/contravenção;
  • 02 adolescentes apreendidos;
  • 1.324 veículos vistoriados;
  • 03 veículos apreendidos (02 carros e 01 moto);
  • 0,700 kg de cocaína apreendida;
  • 0,480 kg de maconha apreendida.

Fonte: Relatório Tarde/Noite de 19 de novembro de 2012


Na Zona Norte

Atualizado em: 21 de novembro de 2012

A Polícia Militar do Estado de São Paulo, a partir da madrugada do dia 07/11/12, estendeu a Operação Saturação para a Zona Norte da Capital (Freguesia do Ó e Parada de Taipas). Essa intensificação da Operação Saturação (que também é realizada na Comunidade de Paraisópolis) não possui prazo de término e tem como propósito aumentar a sensação de segurança da população, através da identificação e prisão de foragidos da justiça, apreensão de drogas e armas, além do cumprimento de mandados judiciais. Na Zona Norte, a Operação contará com mais de 160 PMs, 15 viaturas 04 rodas, 32 viaturas 02 rodas e 01 helicóptero.

Resultados parciais até as 06h00 de 19 de novembro de 2012:

  • 4.373 Pessoas abordadas;
  • 2.803 veículos vistoriados;
  • 39 pessoas presas;
  • 13 Procurados capturados;
  • 04 armas de fogo apreendidas;
  • 18 munições apreendidas;
  • 29,886 quilos apreendidos de maconha;
  • 0,864 quilos apreendidos de cocaína.

Fonte: Relatório Tarde/Noite 19 de novembro de 2012


Saúde

Unidades e Serviços de Saúde

A Capital, junto com os demais municípios da Região Metropolitana de São Paulo, forma o DRS I - Grande São Paulo.

AMEs - Ambulatórios Médicos de Especialidades

Os AMEs (Ambulatórios Médicos de Especialidades) representam um novo e inovador modelo de assistência ambulatorial. São unidades de alta eficiência em saúde que oferecem consultas com especialistas, exames e, em algumas unidades, pequenas cirurgias em um só local. Na capital são 8 unidades em funcionamento.

AMEs na capital
AMES Início de funcionamento
AME Interlagos
23/04/2006
AME Geraldo Bourroul
29/01/2005
AME Itaquera
18/06/2007
AME Maria Zélia
15/09/2008
AME Heliópolis
03/12/2008
AME Jardim dos Prados
03/12/2008
AME Casa Branca
19/04/2010
AME Psiquiátrico da Vila Maria
10/08/2010


Rede Lucy Montoro

A Rede Lucy Montoro é uma rede de hospitais de reabilitação para pessoas com deficiência, transitória ou definitiva; referência em reabilitação multidisciplinar à pessoa com deficiência física. É composta por unidades modernas que contam com tecnologia e equipamentos de ponta. Até mesmo a tecnologia virtual de última geração, através de videogames, é utilizada por médicos fisioterapeutas como terapia complementar em conjunto com a fisioterapia tradicional.

A Unidade Morumbi (Capital) comemorou 4 anos, em 11/5/2012, além de ter sido inaugurado, o laboratório de robótica com quatro equipamentos de tecnologia ultra avançada, que estimulam o campo da reabilitação em uma alternativa inovadora.

Atualmente (agosto/12), 14 unidades estão em funcionamento, sendo 5 localizadas na capital.

  • Morumbi
  • Vila Mariana
  • Lapa
  • Clínicas
  • Jardim Umarizal


Centro de Referência do Idoso

Unidades existentes - CRI

Atualizado em: 5 de dezembro de 2012

Nos dois CRI's existentes (em São Miguel Paulista e na Zona Norte, na Capital), além das ações tradicionais de atenção à saúde, estão disponíveis espaços destinados à assistência social, oficinas, lazer, apoio familiar e Infocentro. Todos os serviços oferecidos são gratuitos, sendo que a única exigência para acesso é ter 60 anos ou mais e ter acompanhamento prévio por médico da UBS mais próxima de residência.

  • CRI São Miguel Paulista: Praça Padre Aleixo Monteiro Mafra (Praça do Forró), nº 34 - São Miguel Paulista (11) 2030-4000

Quando foi criado: outubro de 2001

Média de atendimentos/ano: 162 mil

Área de abrangência: Ponte Rasa, Ermelino Matarazzo, Vila Jacuí, São Miguel Paulista, Jd. Helena, Vila Curuça e Itaim Paulista.

O que oferece: na área médica é oferecido atendimento em: geriatria, ortopedia, oftalmologia, ginecologia, cardiologia, psiquiatria, urologia, neurologia, odontologia (colocação de prótese dentária), psicologia e audiometria, além de setores com terapia ocupacional e assistência social. Na área destinada ao lazer e à cultura o CRI conta com sala de leitura, coral, pintura, crochê, cursos e o tradicional baile da terceira idade, que acontece todas as sextas, às 14h. Horário de Funcionamento: de 2ª a 6ª, das 7h às 19h


Status: em 30/11/12, o governador Geraldo Alckmin liberou R$ 1,4 milhão para a ampliação do Instituto Paulista de Geriatria e Gerontologia, na zona leste da Capital.

O Instituto Paulista de Geriatria e Gerontologia, ou Centro de Referência do Idoso (CRI) da Zona Leste, irá dobrar sua capacidade de atendimento médico, de convivência e lazer para a população com 60 ou anos ou mais.

Os recursos extras para aquisição de dois terrenos vizinhos, com área total de 1,6 mil m², serão utilizados no projeto de ampliação física do IPGG.

- Haverá expansão do setor de convivência, construção de quadra poliesportiva, piscinas para reabilitação e prática de atividades físicas desenvolvidas para os idosos, salas de ginástica, ateliês para oficinas culturais e artesanato, além do aumento no número de consultórios e salas de atendimento.

Após a compra dos terrenos, será elaborado o projeto executivo para lançamento de edital.

Previsão de início das obras: 2º semestre/2013, com prazo de entrega de 12 meses.

O IPGG Leste conta com uma equipe com 243 funcionários, entre médicos, enfermeiros, dentistas, assistentes sociais, psicólogos, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, nutricionais e educadores físicos.

Por mês, são realizados 25 mil atendimentos, das quais 2,4 mil consultas médicas em especialidades como cardiologia, geriatria, ortopedia, clínica médica e psiquiatria, para os idosos moradores da zona leste da capital.

Outras 10,2 mil consultas não médicas (serviço social, enfermagem, psicologia) e 1,4 mil exames laboratoriais também são oferecidas mensalmente. Já no Centro de Convivência, são atendidos oito mil idosos participantes de atividades esportivas, sociais, recreativas e oficinas de geração de renda e promoção à saúde.

Custeio do IPGG Leste (2012): R$ 1,6 milhão


IPGG

O Instituto Paulista de Geriatria e Gerontologia “José Ermírio de Moraes” conta com 40 mil prontuários ativos de pacientes da região de Itaim Paulista, São Miguel Paulista e Ermelino Matarazzo.

Entre suas principais atividades estão o atendimento especializado ao idoso em diversas especialidades médicas, odontológicas, exames de imagem, reabilitação física e psicossocial, atendimento domiciliar, inclusão digital, alfabetização, educação física, esportes adaptados, oficinas culturais e de artesanato diversos, ações intergeracionais, bailes e passeios culturais.

O IPGG é bem avaliado pela população. Pesquisa de satisfação promovida entre seus usuários apontou que 95% dos entrevistados consideraram o serviço entre bom e ótimo.


Fonte: AI SES  


  • Centro de Convivência do Idoso da Zona Norte: Rua Voluntários da Pátria, 4301 – Mandaqui (11) 2972-9200

Média de atendimentos/ano: 156 mil.

Área de abrangência: atende a moradores dos bairros da zona norte de São Paulo.

O que oferece: na área médica é oferecido atendimento ambulatorial em: geriatria, cardiologia, neurologia, psiquiatria, endocrinologia, ortopedia, dermatologia, fisioterapia, urologia, odontologia, cirurgia vascular, gastroentologia, pneumologia, nutrição, otorrinolaringologia. Horário de Funcionamento: de 2ª a 6ª, das 7h as 17h

Fonte: Gabinete SES


Ambulatório de Saúde Integral para Travestis e Transexuais

Este é o primeiro ambulatório do gênero no país e é de vital importância porque questões relacionadas à orientação sexual e a identidade de gênero, ao se depararem com o preconceito e violação dos Direitos Humanos, podem levar o cidadão a não procurar ajuda médica.Localizado no Núcleo de DST , o Ambulatório fica na rua Santa Cruz, 81, Vila Mariana, zona sul da capital. Funciona de segunda a sexta, das 14h às 18h, para casos novos e até as 20h para consultas já agendadas. Tem capacidade para 300 atendimentos por mês e conta com atendimento especializado em urologia, proctologia e endocrinologia (terapia hormonal), avaliação e encaminhamento para implante de próteses de silicone e cirurgia para redesignação sexual.

Serviço Estadual de Diagnóstico por Imagem - SEDI

O Serviço Estadual de Diagnóstico por Imagem - SEDI, foi para receber imagens em tempo real e emitir rapidamente laudos online dos exames encaminhados por hospitais e centros de saúde estaduais. A SEDI já está atendendo os usuários das seguintes unidades de saúde: Hospital Pérola Byington, Hospital Ipiranga, Hospital Geral de Taipas, Hospital Regional de Osasco, Hospital Geral de Guaianazes, NGA Várzea do Carmo, Hospital de Transplantes do Estado de São Paulo, Hospital Geral de Vila Nova Cachoeirinha, Hospital Infantil Darcy Vargas, Conjunto Hospitalar de Sorocaba, Hospital Geral de São Mateus, Hospital Geral de Pedreira, Hospital Geral do Grajaú, Hospital Geral de Itapevi, AME Jardim dos Prados, AME Interlagos, AME Carapicuíba, CRI (Centro de Referência do Idoso) da Zona Norte, Conjunto Hospitalar do Mandaqui, Hospital Estadual de Vila Alpina, Hospital Estadual de Sapopemba, AME Heliópolis, Hospital Regional de Cotia, Hospital Geral de Itapecerica da Serra e Hospital Regional de Américo Brasiliense


Projeto Doar São Paulo

O programa cria a figura do coordenador intra-hospitalar de doação de órgãos e tecidos, médico que identifica potenciais doadores, para facilitar a ligação entre estes e pacientes que possam receber os órgãos. O objetivo é aumentar ainda mais o número de doações de órgãos no Estado. Hospitais Estaduais na capital participantes do projeto Doar São Paulo

  • Hospital Heliópolis
  • Hospital Estadual do Mandaqui
  • Hospital Regional Sul
  • Hospital Geral de Pedreira
  • Hospital Geral de São Mateus
  • Hospital Estadual de Vila Alpina
  • Hospital Geral do Grajaú
  • Hospital Geral de Guaianazes
  • Hospital Geral de Vila Penteado
  • Hospital Estadual do Itaim Paulista
  • Hospital Geral de Taipas
  • Hospital Ipiranga
  • Hospital Vila Nova Cachoeirinha
  • Hospital Estadual de Sapopemba


Reforma do HESAP

Atualizado em: 3 de dezembro de 2012


O Hospital Geral de Sapopemba ou Hospital Estadual de Sapopemba (HESAP) permanecerá fechado nos próximos seis meses para reformas estruturais. Os pacientes internados serão transferidos para outras unidades, segundo a Secretaria da saúde.

- O atendimento ao público não será prejudicado, pois os pacientes serão atendidos em outras unidades da região, como o Hospital Geral de Vila Alpina.


A unidade passará por uma reforma estrutural, conforme exigência da Vigilância Sanitária. O telhado e os pisos serão trocados, bem como portas e batentes. Será feita, também, a adequação da rede de gás, entre outros itens estruturais.

A licitação da obra será em janeiro de 2013 e a previsão é de seis meses de obras, voltando a funcionar no segundo semestre de 2013. Ainda em dezembro/12, será encerrado o contrato com a OSS que administra o Hospital - a Fundação Faculdade de Medicina da USP. Em 2013, será realizada a convocação pública para a gestão de uma nova Organização Social de Saúde.


Investimento: R$ 4 milhões


Fonte: AI SES


AMAs em parceria com a Prefeitura de São Paulo

Atualizado em: 3 de setembro de 2012


Em 30/8/12, o Governador Geraldo Alckmin participou da inauguração da AMA Sorocabana, na Lapa, zona oeste da Capital.

O terreno foi doado pelo Governo do Estado à prefeitura da Capital para construção da unidade da Assistência Médica Ambulatorial (AMA) Especialidades Sorocabana e AMA Sorocabana.

O terreno era do Estado, foi efetuada suaa retomada judicial e a cessão à Prefeitura de São Paulo, que construiu a AMA Especialidades, que oferece melhor resolutividade para a UBS (Unidade Básica de Saúde) e alivia o fluxo de atendimento nos hospitais.

No terreno, localizado na rua Faustolo, funcionava o Hospital Sorocabana. O governo do Estado concluiu a reintegração da área recentemente e o doou para a prefeitura. O hospital foi inaugurado em 1955 e fechou em 2010 por problemas financeiros.

- Na ocasião, Alckmin anunciou a instalação, na rua Cotoxó, em Perdizes, também na zona oeste, de uma unidade, já em obras, destinada ao tratamento de dependentes químicos de álcool e outras drogas, e à saúde mental. Na mesma unidade, com a Faculdade de Medicina da USP, será criada uma Fatec voltada a sistemas biomédicos e à área de imagem, de radiologia. A Fatec formará tecnólogos em sistemas biomédicos e em área de radiologia.


Fonte: Portal do Governo/AI SES

Transportes

Metrô

Logística e Transportes

Dersa: No dia 29/04/2014, o governador Geraldo Alckmin inaugurou a passagem de desnível na Rua Dr. Luís Aires, próxima das linhas vermelha do Metrô e da Arena Corinthians, sede da abertura da Copa 2014.

EMTU

Obras

O Corredor Guarulhos – São Paulo (Tucuruvi) - suprirá importante demanda de transporte público sobre pneus na ligação entre a capital e o segundo município mais populoso do Estado, além de interligar os usuários ao sistema metroviário. Foi concebido para reestruturar o transporte metropolitano na região com faixas exclusivas para ônibus, redistribuição das paradas e readequação dos semáforos ao longo do traçado. É um projeto que prevê a construção de uma rede estruturada de transporte coletivo para atender o município de Guarulhos.

Na região da futura arena do Corinthians em Itaquera, Zona Leste da Capital, EMTU pretende operar o Corredor Perimetral Leste Jacu-Pêssego até a copa do Mundo. O corredor deverá ter 26,8 quilômetros de extensão e dois trechos (Trecho São Mateus/Dom Bosco Itaquera 14,4 km e Trecho Dom Bosco Cecap 12,4 km). O sistema terá três terminais, uma estação de transferência, 22 estações de embarque e vai ligar os corredores Guarulhos/São Paulo (Tucuruvi) e ABD - que conecta São Mateus a Jabaquara, na Capital, passando por Santo André, São Bernardo, Diadema e Mauá.

O Corredor Metropolitano Itapevi tem seu ponto inicial no futuro Terminal Itapevi, junto à Estação da CPTM, e segue até a Estação Butantã do Metrô Linha 4-Amarela, na Capital Paulista. Terá 30,4 km de extensão, abrangendo os municípios de Itapevi, Jandira, Barueri, Carapicuíba, Osasco e São Paulo, que, juntos, somam cerca de 12,5 milhões de habitantes.

Ciclovias

Atualizado em: 26 de agosto de 2012

CPTM: em 10 de fevereiro de 2012 foram entregues mais 4,8 km de extensão da ciclovia do Rio Pinheiros. No total são 18,8 km de extensão de via paralela à Linha 9 - Esmeralda (Osasco - Grajaú) da CPTM. O investimento nas obras de ampliação foi de R$ 4,4 milhões.

Desde a sua inauguração, em 27 de fevereiro de 2010, a via já recebeu mais de 500 mil ciclistas. A média é de dois mil aos domingos, mil aos sábados e cerca de 300 por dia útil. A Ciclovia funciona diariamente das 6h às 18h15.

Estão previstos mais dois quilômetros de via, chegando até a estação Jaguaré/Villa Lobos, além de três novos acessos: um na estação Morumbi, por meio de rampa, e outros dois por meio de passarelas de uso exclusivo para ciclistas (um ligará a ciclovia ao Parque Villa-Lobos e o outro ao Parque do Povo, próximo à ponte Cidade Jardim). A previsão é de que essas obras estejam prontas em 2013.


Plano Cicloviário Metropolitano: a ciclovia, com 13 km de extensão, unirá oito municípios da RMSP, incluindo a Capital, e deverá ficar pronta até 2014. Serão beneficiados, além de São Paulo, os municípios de Guarulhos, Santa Isabel, Itaquaquecetuba, Mogi das Cruzes, Poá, Ferraz de Vasconcelos e Suzano. O traçado da via exclusiva para ciclistas passará por terminais de trens e ônibus, universidades e centros comerciais.


Ciclovia Várzeas do Tietê

Jardins das marginais do Tietê

Trata-se de um espaço com 350 mil m², equivalentes a 50 campos de futebol e conta com aproximadamente 40 mil árvores - entre aroeiras, quaresmeiras, paus-brasis, palmeiras, jatobás, ipês, chorões, manacás-da-serra, cerejeiras – arbustos de 70 espécies diferentes, com porte de até 30cm de altura, além de forração de grama amendoim, esmeralda e vedélia.

Primeira etapa: a primeira etapa será feita em 25 km de extensão às margens do rio Tietê da barragem da Penha até a divisa com o município de Itaquaquecetuba, contemplando os municípios de São Paulo e Guarulhos. A conclusão dessa etapa está prevista para 2016.

No dia 03 de agosto de 2013, foi iniciada às obras de construção de 23 quilômetros de ciclovia e Via Parque ao longo da margem direita do rio Tietê. O trecho, receberá investimentos de R$ 35,5 milhões e será entre a Barragem da Penha com a divisa de São Paulo e Itaquaquecetuba. A ciclovia terá 3 metros de largura e, a Via Parque, 7.

Segunda etapa: já a segunda fase, com 11,3 km, abrange a várzea do rio em Itaquaquecetuba, Poá e Suzano, com previsão de término em 2018.

Terceira etapa: o trecho de 38,7 km, que vai de Suzano até a nascente do Tietê, em Salesópolis, deverá ficar pronta em 2020. Nessa parte final, também estão os municípios de Mogi das Cruzes e Biritiba Mirim. O empreendimento terá estrutura de lazer, ao mesmo tempo em que vai recuperar e preservar a várzea natural do rio, além de reduzir os riscos de enchente na região metropolitana de São Paulo.

Investimentos:

  • R$ 1,7 bilhão - total estimado em 3 etapas (2010 a 2020)
  • R$ 45,8 milhões (em 2010, exceto recursos das compensações ambientais)
  • R$ 1,1 bilhão (2011-2016); e R$ 554 milhões (2016-2020).

Projeto Parque Várzeas do Tietê contempla uma gigantesca área de lazer para a população:

  • 33 núcleos de lazer, esportes e cultura (O primeiro dos 33 núcleos foi entregue em março de 2010. A última etapa está prevista para 2016.)
  • 77 campos de futebol
  • 129 quadras poliesportivas
  • 7 polos de turismo
  • ciclovia com 230 km de extensão
  • recomposição de mata ciliar, equivalente a 360 campos de futebol
  • construção de 230 km de Via Parque, para acesso de carro a todos os núcleos
  • passeios arborizados
  • controle de enchentes, que vai beneficiar toda a população ao longo das marginais do Tietê
  • reordenação da ocupação das margens
  • recuperação e preservação do meio ambiente
  • despoluição de córregos
  • redução de 3.800 milhões m³ em perdas de água
  • manutenção e preservação das várzeas do Tietê
  • 3 milhões de pessoas diretamente envolvidas.


Metrô: ao longo do Metrô, há a ciclovia Caminho Verde com 12,2 km de extensão, ligando as estações Corinthians-Itaquera e Tatuapé, da Linha 3-Vermelha. O trajeto conta com 2 bicicletários em operação (Guilhermina Esperança e Carrão) e outro temporariamente desativado e em fase de mudança para outro local (Corinthians-Itaquera). Cada um deles possui 100 vagas para estacionamento e 10 bicicletas para empréstimo.


EMAE: foi assinado em 26 de março de 2013 o decreto de crédito suplementar de cerca de R$ 5,7 milhões para a Secretaria de Energia. Os recursos, destinados à EMAE (Empresa Metropolitana de Águas e Energia Elétrica), serão utilizados na implantação de uma ciclovia entre a entrada do Pomar Urbano, próximo à ponte Transamérica e a ponte do Socorro e na elaboração de estudos e projetos para requalificação urbana e social das marginais do sistema Tietê-Pinheiros.


Requalificação das marginais - Ciclopassarela

Atualizado em: 27 de março de 2013

O que é: a implantação de uma ciclopassarela que ligará as margens do Rio Pinheiros ao Parque Villa-Lobos e à Cidade Universitária, que deverá ter aproximadamente 500 metros de extensão. O projeto faz parte da etapa inicial do Plano de Requalificação Urbana e Social das Marginais do Sistema Tietê-Pinheiros. A obra total tem custo estimado de R$ 80 milhões.

Como funciona: a ciclopassarela contemplará via de circulação para pedestres e ciclistas separadamente e vai integrar a ciclovia que já existe ao longo dos trilhos da Linha 9 - Esmeralda da CPTM.

Projeto: o projeto prevê uma passarela estaiada e fechada, obra paisagística e com grande função dentro do plano de Requalificação.

Benefícios: a previsão inicial é de que a ponte beneficie mais de 15 mil pessoas e que seja concluída no início do segundo semestre de 2013. Outro fator importante dessa iniciativa é que ela contribuirá na redução de veículos automotores na região, colaborando para a eliminação de cerca de 1,5 mil tonelada de gás carbônico na atmosfera.

Prazo: estará pronta no início de 2014.

Investimento: R$ 5,7 milhões. R$ 1,7 milhão para a ciclovia, que já começa a ser executada e R$ 4 milhões para a elaboração do projeto executivo da ciclopassarela.

Fonte: Secretaria de Energia

Projeto Ciclo Passarela
Projeto Ciclo Passarela

Estacionamentos E-fácil - Metrô/CPTM

Atualizado em: 21 de agosto de 2012

Até o momento foram implantados seis estacionamentos E-Fácil: Santos-Imigrantes (Linha 2-Verde), Corinthians-Itaquera, Bresser-Mooca, Marechal Deodoro, Brás (Linha 3-Vermelha) e Guaianazes (Linha 11 -Coral).

São 1.266 vagas que atendem cerca de 25 mil usuários por mês, mas que teriam capacidade para atender até 37.980. No E-Fácil também é possível estacionar motos. São cerca de 20 vagas por unidade.

Desde que foi criado, o serviço já atendeu quase um milhão de usuários. Segundo o Metrô, o sistema E-Fácil deve ser ampliado e novos estacionamentos serão criados nas extremidades das linhas.


Ações em Áreas Específicas

Paraisópolis

Heliópolis

Revitalização do Centro

Parcerias com a prefeitura de São Paulo



Ver informações sobre outras Regiões