Coletiva-Assinatura de Convênio entre o Estado, por meio da Secretaria da Administração Penitenciáriam, e a Oderbrecht-20122703

De Infogov São Paulo
Revisão de 08h58min de 28 de março de 2012 por Biacotrim (discussão | contribs) (Criou página com ''''Transcrição da coletiva da Assinatura de Convênio entre o Estado por meio da Secretaria da Administração Penitenciária, e a Oderbrecht''' '''Local: Capital - Data: …')
(dif) ← Edição anterior | Revisão atual (dif) | Versão posterior → (dif)
Ir para navegação Ir para pesquisar

Transcrição da coletiva da Assinatura de Convênio entre o Estado por meio da Secretaria da Administração Penitenciária, e a Oderbrecht

Local: Capital - Data: 27/03/2012

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, esse convênio é um exemplo, uma importante mudança de paradigma. São 350 vagas de trabalho, 50 para semiliberdade, 300 para egressos e penas alternativas; muito importante para a reinserção do egresso ou daquele que está na semiliberdade para voltar ao mercado de trabalho, para voltar à sociedade. Então, é um belo exemplo, que outras empresas sigam este caminho de dar oportunidade, dar uma segunda chance e a maneira da pessoa se recuperar pelo trabalho, esse sentido útil à sociedade.


REPÓRTER: [ininteligível].


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Nós temos hoje seis mil presos trabalhando no sistema penitenciário; e 16 mil estudando. Mas o que mais nós precisamos é para o egresso, porque senão ele sai da prisão, mas ninguém lhe dá trabalho, como é que vai sobreviver. Dentro do sistema penitenciário, nós temos as nossas presídios industrias, tem muita fábrica, muito convênio, mas nós precisamos é dar oportunidade para o egresso e também para a pena alternativa, pessoas que casos menores, que não precisariam entrar no sistema penitenciário, cumpre pena alternativa e egresso. Aqui que nós estamos fazendo, 300 vagas através de convênio.


REPÓRTER: O senhor acha que a fábrica Odebrecht, onde tem a obra da Arena Corinthians, tem muita visibilidade em cima desse projeto?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: É, a Odebrecht, elas tem muitas obras na área de construção civil. Equipamentos, escolas, estádios, estradas, saneamento. Então, construção civil, é mão de obra intensiva, você, inclusive, capacita as pessoas para o mercado de trabalho. Então, o mercado de trabalho aquecido, que você dá emprego, e capacitação também, qualificação para o mercado de trabalho.


REPÓRTER: Governador, a escolha do candidato [ininteligível] em que momento vai ser feita a escolha do vice?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Ah, bem lá na frente. A convenção é só no mês de junho; então maio, junho, não há razão para fechar a chapa logo. Tá bom?


REPÓRTER: Até lá o senhor vai [ininteligível] troca de secretários, que muitos vão trabalhar na cúpula [ininteligível].


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, se saírem, são dois só, não é? É o Andrea Matarazzo, que ainda vai decidir se será candidato a vereador ou não será, e o Paulo Alexandre Barbosa, prefeito de Santos. Não tem grandes mudanças. Eu estou assinando agora, em seguida, um protocolo com a Cumens, uma nova fábrica vindo para Itatiba, 250 empregos iniciais, 700 empregos na fase completa, produtora de geradores para energia. Então, um grande investimento em Itatiba.