Coletiva-Encontro com Representantes dos Grupos LGBT-20122703

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Transcrição da coletiva do Encontro com Representantes dos Grupos LGBT

Local: Capital - Data: 27/03/2012

JORNALISTA: São Paulo foi o primeiro e, por enquanto, chega a ser um dos únicos estados que tem ambulatório especificamente para transexuais e travestis. Eu queria saber se o Governo do estado, ele mantém esse trabalho, se melhorias vão ser feitas. Como é que está no planejamento da saúde do Governo do estado esse ambulatório de travestis e transexuais?


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Olha, ele é extremamente importante nas políticas públicas para a diversidade sexual. Nós temos políticas públicas para a educação, para cultura, para a saúde, que é muito importante a saúde. Turismo, lazer, e principalmente diretos civis. Então é todo nosso compromisso, no sentido do respeito às pessoas e de políticas públicas para atender as pessoas.


JORNALISTA: Então esse é um trabalho importante que vai ser mantido pelo Governo?


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: O importante é que cada vez mais a saúde possa atender bem toda nossa população e a diversidade sexual.


JORNALISTA: Nesse ano a gente tem eleição minoritária, e eu queria saber qual é a opinião do senhor sobre candidatos gays, lésbicas e transgêneros, que saem na disputa? O senhor acha que faz bem para a democracia?


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Olha, eu entendo que sim. Eu entendo que toda sociedade deva estar representada na participação política. Toda ela. São Paulo é uma terra aberta, uma terra da vanguarda, uma terra que não aceita discriminação, que não aceita preconceitos, que defende os direitos civis. Essa é a marca, esse é o DNA de São Paulo. Uma terra cosmopolita, terra de paz, terra de convivência, esse é o bom caminho de São Paulo.


JORNALISTA: E a gente está com o deputado federal, Jean Willis, com uma PEC sobre o casamento civil igualitário, eu queria do senhor qual é a opinião do senhor sobre o casamento civil. A gente já tem união estável reconhecida pelo STF, agora com esse upgrade, vamos dizer assim, para o casamento civil.


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Olha, eu sou favorável. Primeiro, que a lei estadual que nós promulgamos em 2001, que ela seja uma lei federal. Quer dizer, que ela possa ir para o Brasil inteiro, para não se tolerar homofobia, não se tolerar discriminação, não se tolerar injustiças. A injustiça cometida contra uma pessoa é uma ameaça a toda sociedade. Não pode ser tolerada. E sou favorável aos direitos civis. Os direitos civis são importantes, é uma tradição da legislação brasileira.


JORNALISTA: Obrigado.