Coletiva-Inauguração do AME, entrega de viaturas da PM e anúncio de construção de moradias-20121702

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Transcrição da coletiva da Inauguração do AME, entrega de viaturas da PM e anúncio de construção de moradias

Local: São João da Boa Vista - Data: 17/02/2012

REPÓRTER: Governador, você está inaugurando aqui o AME e vai melhorar o atendimento médico. Mas há previsão para a construção de um novo hospital, ou ampliação dos hospitais aqui para aumentar o número de leitos, ou diminuir a espera para cirurgias eletivas?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Não. Não há necessidade. A cidade tem 90 mil habitantes e já tem dois hospitais. Nós precisamos é apoiar a Santa Casa, isso sim. A tabela do SUS não é corrigida; os hospitais que atendem o SUS, eles acabam acumulando grande dívida, ficou muito endividados; e muito dos pacientes que vão ao hospital poderiam ter a sua solução no atendimento primário ou secundário. Então o AME ele vai atender melhorar o programa de saúde da família, porque vai dar resolutividade aos trabalhos das equipes multiprofissionais e vai evitar que muitos pacientes cheguem ao hospital. Então ressonância magnética, laboratório, exames, imagem, mamografia, pequenas cirurgias, exames clínico, cirúrgico, você faz tudo aqui no AME, então vai desafogar. Então em São João da Boa Vista o AME que vai cobrir aqui a região, como atendimento secundário, especialistas e exames. E de outro lado, em Divinolândia, através do consórcio, o centro oftalmológico vai ser inaugurado, que vai também atender toda a região, zerar a fila de catarata, estrabismo, pterígio, enfim tanto clinica quanto cirurgia. Estamos entregando também 16 viaturas para a Polícia Militar, teremos até abril todas elas com tablet, com computação embarcada e um aumento de efetivo para o nosso interior. As rodovias, Espirito Santo do Pinhal até a divisa com Minas Gerais, licita agora em março. A SP-225 de Aguaí e Pirassununga a Analândia, também vamos licitar agora março. E a SP-201 que vai de Pirassununga a Cachoeira das Emas até Santa Cruz das Palmeiras, também será totalmente recuperada. E um grande investimento habitacional, nós já temos 273 casas aqui em construção e teremos mais quase mil através do Minha Casa Minha Vida que nós estamos complementando os recursos para poder viabilizar as famílias de menor renda. E finalmente a grande conquista da UNESP, estamos fazendo um trabalho para trazer a universidade pública, um novo campus aqui para São João da Boa Vista que atenderá também a região, vai cobrir aqui a região.


REPÓRTER: Tem previsão para essa chegada da UNESP?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Se corre tudo bem, falta ainda a aprovação pelo Conselho Universitário, mas se correr tudo bem nós já poderemos ter o vestibular para o ano que vem.


REPÓRTER: E a previsão da construção é de uma faculdade ou de uma ação de alguma?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Não. Será a construção do novo campus da UNESP.


REPÓRTER: Agora, governador, o senhor disse com respeito aos hospitais, que São João da Boa Vista não há necessidade de construção de mais. Portanto em cidades da região há um déficit grande com respeito a leitos de UTI. O quê que o Governo do Estado está projetando para essas questões? Porque é um déficit muito grande; por exemplo, Espirito Santo, lá, por exemplo, muitas pessoas morrem por falta de UTI.


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Então, isso nós precisamos ter retaguarda, não é? Então é importante o hospital regional como é aqui a Santa Casa de Misericórdia e para isso nós temos chamado o Pró Santa Casa, ela ampliar os leitos de UTI para poder atender a região. O caminho é a regionalização; você mora em um bairro, tem referenciado posto de saúde no bairro, o programa de saúde da família, se precisar de um especialista tem a referencia para o AME, se precisar de uma cirurgia ou uma internação tem a referencia para o hospital; e depois é a contra referencia, sai do hospital já sabe qual é o AME e volta para o seu bairro tem o programa de saúde da família. Se a gente conseguir hierarquizar esse sistema, e regionalizar, vamos avançar, por isso destaquei em Divinolândia o consórcio, porque o consórcio ajuda nessa organização da saúde na região. Agora, há uma crise dos hospitais, que só vai resolver com a correção da tabela do SUS.


REPÓRTER: Governador, a SP-342 tem avançado na sua duplicação, porém alguns moradores do último trecho ali da zona urbana gostariam de ter um retorno mais próximo desse centro urbano. Existe alguma possibilidade do Governo Estadual intervir para que esse retorno exista?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, nós já orientamos a ARTESP para que ela junto com a concessionaria analise as questões urbanas, então você faz uma duplicação de uma autoestrada, como essa que nós fazer em Águas da Prata, que está em obra, mas ela tem interferência urbana, então aí é a engenharia e já estão orientados para trabalhar para ter as melhores soluções.


REPÓRTER: Governador, São João sofre muito com a falta uma UTI Neonatal. Existe algum projeto para a gente aqui em São João?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, o professor Giovanni Cerri... O prefeito Nelson Nicolau e o secretário Giovani já dizem que está encaminhado, para que a gente tenha além da UTI de adulto, a UTI Neonatal. A ideia é o seguinte: não é fazer assim, só mais prédios, mas é apoiar as Santas Casas que já existem dar condições para que elas possam atender bem e possam crescer, e complementar, por exemplo, UTI Neonatal é importante. Por que que a mortalidade infantil caiu tanto em São Paulo? Pelo atendimento a neonatologia, atendimento, cuidados com o bebê.


REPÓRTER: É verdade que vai diminuir o atendimento do AME em Casa Branca?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Não. Não tem nenhuma procedência. Nós estamos ampliando todos os serviços.


REPÓRTER: No contrabando, [ininteligível] ao crack, hoje é um trabalho muito grande para a prevenção do crack e aqui na região há muitas famílias que choram por causa do envolvimento de filhos. Há a previsão de instalação de alguma clínica pública aqui na região? Há essa possiblidade governador?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Nós estamos ampliando fortemente o número de leitos. Primeiro o atendimento ambulatorial, ele é feito pelas prefeituras, são os CAPS, não é? Psiquiatra, enfermeiro, psicólogo, assistente social, fisioterapeuta, enfim. E a outra é clínica, comunidade terapêutica ou hospital. Então uma boa noticia: a partir agora de março, nós teremos 135 vagas a mais no Américo Bairral, aqui em Itapira, 135 vagas a mais de graça, um padrão de altíssimo nível, é importante. A nossa meta... Nós temos hoje 485 leitos, a nossa meta é chegar a 1.200 leitos voltados para dependente químico, álcool e droga. Está bom?


REPÓRTER: [ininteligível] quantas especialidades estão funcionando neste momento e qual a previsão das 23 começarem a funcionar efetivamente?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Hoje tem seis especialidades funcionando, até o meio do ano nós devemos dobrar para 12 e até o fim do ano todas. Na realidade, seis médicas. Ou seja, lá tem além das médicas, nutrição, psicologia, você tem mais cinco para não medicas.


REPÓRTER: Governador, a Rodovia SP-346 Pinhal/Santo Antônio do Jardim vai sair, o senhor disse...


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Março estará licitada a obra. O projeto executivo ficou pronto, em março vai ser licitado. Vou te dar valor... Olha, SP-346: Espirito Santo do Pinhal, Santo Antônio do Jardim, recapeamento, pavimentação dos acostamentos, publicação do edital em março, valor R$24,5 milhões


REPÓRTER: Então quer dizer que não vai ter terceira faixa?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: É recapeamento, acostamento, se em algum trecho precisar, será feito. Então é uma análise de projeto.