Coletiva-Inauguração do Hospital Santo Antonio, nova unidade da Beneficência Portuguesa de São Paulo-20122203

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Transcrição da coletiva da Inauguração do Hospital Santo Antonio, nova unidade da Beneficência Portuguesa de São Paulo

Local: Capital - Data: 22/03/2012

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, destacar a importância da Beneficência Portuguesa na saúde de São Paulo, o Hospital São José, São Joaquim, agora o Hospital Santo Antônio, a Beneficência Portuguesa hoje tem mais de 1.900 leitos, com inauguração do Hospital Santo Antônio aqui na Penha já terá mais 200 leitos, e chegará a 450 leitos, nós estamos falando aí de 2.300 leitos, isso é um dos grandes hospitais da América Latina, e no caso aqui do Hospital Santo Antônio, 100% Sus, todo ele voltado ao atendimento do Sus. Hoje, a Beneficência tem 6.600 funcionários, chegará perto de 7.500 funcionários com a inauguração do Hospital Santo Antônio, então é uma grande conquista para São Paulo, em especial aqui para zona Leste, aqui para região da Penha, a inauguração desse novo hospital que começa imediatamente já com maternidade, reforma toda modernização em tempo recorde, então é uma grande alegria, nós podermos abraçar, cumprimentar toda a equipe da Beneficência Portuguesa, cumprimentado Rubens Ermírio de Moraes, seu pai doutor Antônio Ermírio de Moraes e todos que participam desse trabalho.


REPÓRTER: Governador ontem houve uma manifestação na estrada M’boi Mirim, entre as reivindicações dos moradores está a construção de uma estação do metrô, que é a estação Jardim Ângela, da linha lilás; a contratação deve ser feita esse ano, não é, governador? Vocês têm alguma previsão de quando ela deve ser entregue?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, nós temos a linha-5 de metrô, a linha lilás que ela vai de Santo Amaro, ela vai para Giovanni Gronchi, Campo Limpo, Vila das Belezas e vai até Capão Redondo. Então até Capão Redondo já tem o metrô, linha-5; no sentido Chácara Klabin está em obra. Nós vamos entregar em dois anos a primeira estação, infelizmente não vamos conseguir entregar até 2014 as demais, mas vamos deixar muitas, 90% prontas, são mais 11 estações de metrô; isso tudo contratado e em obra, linha-5 de Santo Amaro até Chácara Klabin, quando encontra com a linha-1 que é a linha Norte/Sul e a linha-2. No outro sentido, que é o sentido Jardim Ângela, está sendo feito o projeto funcional, que é a primeira etapa que vão definir o trajeto, provavelmente são três estações, não dá para chegar no Jardim Ângela com uma estação só, são três estações.


REPÓRTER: Haveria mais três estações até o Jardim Ângela?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Mais duas com o Jardim Ângela três, para poder chegar até lá, porque vai dar mais ou menos 4 km, você tem uma estação a cada 1.200 metros mais ou menos, então o projeto funcional já vai ser elaborado, enquanto isso nós vamos correr atrás de recursos, financiamento para poder executar.


REPÓRTER: Governador, o Ministro Aldo Rebelo sinalizou ontem novamente que questão das bebidas nos estádios ficará para lei Geral de Copa e não mais é mais para os estados, que foi uma critica que o senhor fez ontem, como o senhor reavalia isso agora?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, vamos aguardar a aprovação da lei, não é? Ficou para a semana que vem, vamos aguardar para a semana que vem a votação.


REPÓRTER: Governador, ontem o senhor falou sobre a cobrança por quilometro rodado. O não senhor acha que fazer uma média de velocidade não é perigoso?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, deixa eu fazer uma observação. O pedágio eletrônico, chamado Ponto a Ponto, o objetivo é justiça na cobrança do pedágio. Esse é o objetivo. Então você pagará pelo trecho percorrido. Então, vamos dar um exemplo: você sai de Indaiatuba, que está muito perto de Viracopos, em Campinas, só que paga tarifa cheia, então paga R$ 10,00, em número redondo, número redondo, R$ 10,00. Você vai passar a pagar menos de R$ 2,00, porque se for pelo pedágio eletrônico Ponto a Ponto, você paga pelo trecho percorrido. Então, você tem casos de comunidades que estão próximas de uma praça de pedágio, para poder atravessar paga e usa pouco a estrada. Então, o objetivo é justiça tributária, reduzir o valor, fazer uma coisa bastante criteriosa, todo mundo com tag no carro, sem precisar pagar pelo tag, com os arcos eletrônicos e a modernização. Você poderá, no futuro, se quiser, você ter nas estradas, como será tudo eletrônico, a média de velocidade entre os arcos eletrônicos, para você evitar, hoje, o que às vezes ocorre, a pessoa corre muito, depois quando chega perto do radar, ela reduz, porque o que vale é a passagem no radar. Essas acelerações e freadas causam inseguranças e são motivos de acidente. Mas o objetivo do pedágio eletrônico não é esse, o objetivo do pedágio eletrônico é ter um pedágio Ponto a Ponto, ter justiça e cobrança justa para a população, baratear o preço e ajudar a população.


REPÓRTER: Governador, não é uma decisão de fazer essa...


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Não, a decisão é o ponto a ponto.


REPÓRTER: Só é uma possibilidade?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Só é uma possibilidade, que inclusive precisa avaliar a questão jurídica, legal. O objetivo é implantar o pedágio Ponto a Ponto, que vai começar em menos de 15 dias, na estrada Jundiaí-Itatiba. Ela será a primeira a ser implantado o pedágio Ponto a Ponto; a segunda será Santos Dumont, Sorocaba-Campinas.


REPÓRTER: É que alguns especialistas falam que se você tirar a média da velocidade, a pessoa pode exceder e a média joga para baixo, entendeu? Esse, talvez, seria um problema.


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: É. Tudo isso a ser discutido. Não tem uma decisão, isso é uma hipótese.


REPÓRTER: Governador, vocês já têm a data certa do Idesp?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Já, já.


REPÓRTER: Quando?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Será pago... Eu acabei de conferir com o secretario da Educação, até o final deste mês.


REPÓRTER: Mas a data, o dia certo...


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Posso, depois, lhe passar, mas até o final desse mês. Deve ser pago R$ 550 milhões de bônus, mais de meio bilhão, para 260 mil entre professores, diretores, supervisores e funcionários. Quem estivesse no top, a escola mais bem avaliada, o professor, enfim, poderá ter até 2,4 salários. Eu até pedi para ele me dar um exemplo...


ORADORA NÃO IDENTIFICADA: Ele me passou agora, pagamento de 30: de zero a 2,88. O bônus varia e, então...


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Então, olha, Só complementando, a data será dia 30 de março.


REPÓRTER: 30 de março sai o bônus?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: 30 de março saí o bônus, 550 milhões, varia de 0 a 2,88 salários. Imaginando quem ganha 2,88...


REPÓRTER: O salário inicial, três mil reais...


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Mas não é sobre a inicial, é sobre a salário...


REPÓRTER: Um professor em inicio de carreira, com um salário de três mil reais, em cima dos três mil reais...


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Imagina que um diretor de escola final de carreira, ganhe...


REPÓRTER: Exemplo de um professor, cinco mil reais...


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN Imagina o seguinte: um diretor de escola, final carreira que ganhe seis mil reais, se ele tiver um bônus de 2,5 salários, ele vai ganhar além de seu salário, quinze mil reais, então, só repetindo: pagamento dia 30 de março, valor total de bônus, 550 milhões, 260 mil servidores, professores, diretores e funcionários, o bônus varia de 0 a 2,88, dependendo do resultado, e o valor depende do salário, o inicial de um diretor de escola, é, por exemplo, 3 mil, de professor é R$ 1.900,00. Você tem casos de final de carreira, aquele professor que passou nos exames que o salário é bem mais alto.


REPÓRTER: Outra pergunta que não tem nada haver com a Idesp, governador, sobre linha nova esmeralda, agora... Já está definida a data que ela fecha e o horário para manutenção de 30 horas, governador?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Linha-9, nós estávamos fazendo nos finais de semana, só que à noite, você só tem três horas para trabalhar, o metrô para meia noite, meio noite e meia, então, começa a trabalhar uma hora, quatro da manhã já tem que parar, só três horas, então está dando para fazer quatro postes, nós estamos trocando toda a parte elétrica, para evitar sobrecarga, paralisação e problema na linha. Então, estava trocando em média à distância, a fiação, a via elétrica, três postes, parando no sábado, meia-noite, domingo zero hora de domingo, e voltando segunda‑feira às quatro da manhã, 30 horas, 130 postes em um fim semana, então a população vai entender que a paralisação é para melhorar.


REPÓRTER: Já nesse final de semana, governador?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: E será colocado gratuitamente os ônibus, então, nós teremos, neste domingo, agora, a linha nove, ela para zero de domingo, até as quatro da manhã de segunda‑feira. Serão nove domingos em seguida, mas serão nove domingos necessários, alguns para a linha inteira, outros apenas uma parte da linha.


REPÓRTER: Então, o que está definido é que nesse domingo ela já para, os outros oito, para frente, não está definido se vai parar a linha inteira ou trecho...


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Exatamente, exatamente. E serão colocados ônibus gratuitos em todo o traçado para a população.


REPÓRTER: Governador, esperar a lei geral da copa, para depois se posicionar não pode emperrar, ainda mais, um debate que já deveria até ter sido concluído?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Mas tem muita incerteza, então, a gente deve aguardar para ver como é que vai ficar a texto final. Por exemplo, o ministro acha que não há necessidade de ter nenhuma mudança, por que a própria... Está nos jornais de hoje, que a própria lei geral da copa já resolveria, então vamos aguardar, o texto final para a gente avaliar, tá bom?