Coletiva-Ourinhos-20122101

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Transcrição da coletiva em Ourinhos

Local: Ourinhos - Data: 21/01/2012

REPÓRTER: O que o senhor pretende fazer com o interior do Estado, principalmente a região de Ourinhos?


GOVERNADOR GERALDO ALCKCMIN: Olha, nós pretendemos ter vagas para dependentes químicos em todo o Estado de São Paulo. Então Bauru, através do Hospital Manoel de Abreu; Marília, através do Hospital Espirita de Marilia e Hospital André Luiz; então todo o Estado, nós teremos uma rede de atendimento aos dependentes químicos. A dependência química, seja de álcool, seja de droga, é doença. Como é apendicite, como são outras doenças. Nós não podemos ter preconceito em relação à saúde mental. Então, de um lado é oferecer abrigamento social e tratamento de saúde aos dependentes químicos em hospitais especializados, em comunidades terapêuticas, através dos CAPS, de ambulatórios com equipes multiprofissionais e o tráfico ser combatido, porque é crime. Então, prender traficante porque isso é crime. Mas eu queria trazer uma palavra aqui da importância aqui da Etec de Ourinhos; aqui temos Etec, temos Fatec, temos Unesp e agora o Via Rápida, que são cursos de 80 horas, 100 horas, que a gente paga para quem está desempregado R$ 330,00 para ele poder um mês se dedicar ao curso Via Rápida. E a Etec, uma novidade esse ano, no vestibular, que é integrado. O aluno faz o ensino médio na Etec e faz também o curso e sai com os dois diplomas. É um currículo só. Então uma grande conquista para o ensino médio.


REPÓRTER: Governador, a [ininteligível] cobra a implantação do piso nacional no Estado de São Paulo. Há a possibilidade dessa implantação? Já há uma data para que isso piso passe a vigorar?


GOVERNADOR GERALDO ALCKCMIN: Olha, o piso de São Paulo, ele é 60% superior ao piso nacional, estabelecido pelo governo federal. Nós estamos 60% acima. O piso nacional é em torno de R$ 1.200,00 e o nosso é quase R$ 1.900,00, o piso mínimo. Demos aumento ano passado a partir de primeiro de julho, nós demos aumento para os professores, para toda educação, carreira, então nós temos bem acima do piso nacional. Em relação aqui, a região, queria também trazer uma palavra sobre o Trevão, a BR-153 e a Raposo Tavares. Ficou acertado, isso estava na Concessão Federal e na Concessão Estadual, então acertamos um convênio, vai ser assinado entre a Artesp, que é a Agência do Estado e a NTT, agora em fevereiro e, em março, começam as obras. Uma empresa só, R$ 17 milhões de investimento, um ano de obra, metade do pagamento federal, metade do pagamento do Estado. E resolvido o grande problema. A outra, a Raposo Tavares. Vai começar a duplicação de Assis para Presidente Prudente; vai começar a duplicação Itapetininga para Sorocaba e o trecho que não é concessionado, de Ourinhos até Itapetininga, nós estamos autorizando já abrir a licitação do projeto executivo, são 205 km entre Ourinhos até Itapetininga para fazer aqui uma grande obra, recapeamento, acostamento, terceira faixa e alguns trechos de duplicação.


REPÓRTER: Governador, novas viaturas aqui também para a cidade. Certo?


GOVERNADOR GERALDO ALCKCMIN: Nós estamos entregando duas viaturas aqui para Ourinhos e mais dez para a região. Então 12 viaturas 0 km para a Polícia Militar e os indicadores aqui da região, graças a Deus, trabalho muito forte que está sendo feito, eles melhoraram em relação a 2010.


REPÓRTER: Governador, existe a construção do novo prédio da Unesp aqui ,só que há reivindicação para que essa obra seja mais agilizada. O que o governo pode fazer para agilizar para os próximos meses?


GOVERNADOR GERALDO ALCKCMIN: Então, nós estamos dando um grande apoio da Unesp para que ela possa consolidar os novos Campi. O de Ourinhos é um daqueles oito, do meu tempo de governador da outra vez, que nós fizemos aqui os Campi, os novos cursos da Unesp. Então vamos sim apoiar, consolidar Ourinhos como um grande centro educacional; desde o Via Rápida, que apoia quem está desempregado, cursos mais rápidos, a Etec que está dobrando hoje, de tamanho; a Fatec, que é uma das melhores do Estado, grande Fatec e a universidade aqui em Ourinhos.


REPÓRTER: Governador, primeiramente, seja muito bem vindo a nossa cidade, a nossa região. Tenho acompanhado seu trabalho já há vários anos aqui na nossa cidade e, primeiramente, quero agradecer por tudo o que o senhor tem conseguido de verbas, liberação de recursos para a nossa região, mas falando macro, eu queria saber do senhor se os recursos que o senhor tem destinados à nossa região estão sendo bem usados e os prefeitos estão respondendo ao que o senhor espera que eles façam.


GOVERNADOR GERALDO ALCKCMIN: Olha, de maneira geral, sim. Primeiro porque cada convênio que é liberado com as prefeituras nós temos um corpo de fiscalização grande, além do tribunal de contas e nós temos bons prefeitos, há uma melhora sensível no Executivo Municipal do Estado de São Paulo. Então, de maneira geral, sim! Uma ou outra exceção, a fiscalização é muito dura. E quero das os parabéns aqui para Ourinhos, porque nós financiamos pela Agência Nossa Caixa de Desenvolvimento a compra de todos os equipamentos para asfalto, para recapeamento, que não é uma coisa excepcional, você tem que fazer toda semana, todo mês, então isso vai baratear muito. Então o asfalto que, normalmente, chega a custar R$ 20,00 o m² aqui vai poder ser feito por menos da metade do preço, por isso que liberamos hoje mais R$ 1 milhão, para ajudar em recapeamento asfáltico aqui em Ourinhos. E vamos ter aqui também o grande AME, que a prefeitura é nossa parceira, está entregando o prédio aqui. Isso vai beneficiar Ourinhos e a região.


REPÓRTER: Só para finalizar, queria que o senhor deixasse uma mensagem aos nossos telespectadores e ao povo de Ourinhos, que está assistindo o senhor neste momento.


GOVERNADOR GERALDO ALCKCMIN: Olha, um abraço. Cumprimentar todos os nossos telespectadores, cumprimenta-lo pelo seu trabalho, dizer que contem conosco, vamos trabalhar juntos em benefício da população, em benefício da região.


REPÓRTER: Governador, só uma pergunta. Eu fiquei sabendo através do edital, que nós vamos ter um presídio em Ourinhos. O que o senhor tem a falar sobre isso?


GOVERNADOR GERALDO ALCKCMIN: Não haverá nenhum presídio em Ourinhos.


REPÓRTER: E será o quê?


GOVERNADOR GERALDO ALCKCMIN: Não, não terá presídio em Ourinhos.


REPÓRTER: Mas e o edital [ininteligível].


GOVERNADOR GERALDO ALCKCMIN: Tem o Centro de Ressocialização, não é presídio. Tá bom?


REPÓRTER: Obrigada, governador.