Coletiva - Abertura da Campanha de Vacinação contra a Gripe - 20120505

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Transcrição da coletiva da Abertura da Campanha de Vacinação contra a Gripe

Local: Capital - Data: 05/05/2012

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, eu queria destacar a importância da vacinação contra a gripe; lembrar que gripe pode complicar e levar à óbito. Nós tivemos, em 1918, a Gripe Espanhola, que matou, no Brasil, mais de duzentos, quase trezentos mil brasileiros, inclusive o presidente da República, o presidente Rodrigues Alves. Professor Boulos, nos dizia a pouco, que a Gripe Espanhola matou mais do que a Segunda Guerra Mundial... Do que a Primeira Guerra Mundial. Ela matou 25 milhões de pessoas, na Europa. Então, gripe, a gente tem que evitar. E, a vacina, ela é muito eficiente. E essa vacina é contra gripe e o H1N1, que é um tipo de gripe suína. Todas as pessoas podem... Quem que pode tomar a vacina? Criança de seis meses à dois anos; devem tomar a vacina, todas as pessoas acima de 60 anos de idade; as gestantes, em toda idade gestacional; profissionais de saúde; os presidiários do sistema penitenciário, enfim, tem um público alvo. A vacina começa hoje, vai até às 5h da tarde, são milhares de postos de vacinação, e vai até o dia 25. Está chegando o inverno, no inverno aumentam as gripes e as gripes, especialmente, nas pessoas mais idosas, podem levar complicações. Então, o que se deseja? A pessoa não ter gripe, diminui internação, preservar a sua saúde durante o inverno e evitar complicações fruto da gripe.


REPÓRTER: Governador,[ininteligível], muita gente tem receio de sequelas ou de acontecimentos que envolvem depois de tomar a vacina. O que o senhor recomenda?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Nós até estávamos comentando aqui, com o professor Boulos, que é o professor catedrático, e ele pode explicitar melhor; mas a única conta e indicação é no caso de alergia a proteína do ovo, ou a vacina que já tomou. Ela é extremamente eficiente. Então, há muita história, mas a gente deve sempre se basear no aspecto científico. E eu relato aqui casos de gripes no passado que tiveram um efeito muito mais devastador de saúde, do que até guerras verdadeiras. Gripe Espanhola foram 25 milhões de óbitos. E o grande problema hoje de gripe, no inverno é complicação da gripe. Então a vacina ela tem efeito, muito importante. Aliás, só para dar um dado da H1N1. Em 2010, acho que foram 150 casos de óbito, não é? E, o ano passado, foram 54. Então a vacina é extremamente eficiente. Veja o caso da poliomielite. Poliomielite desapareceu, foi erradicada. Muitas doenças que matavam no passado, ou levavam a sequelas graves, foram, praticamente, erradicadas em fruto da vacinação. O Serra está lembrando bem, que hoje também, os idosos também tem vacinação contra pneumonia, pneumocócica.


REPÓRTER: E a média de 80%, governador? Essa deve ser atingida mesmo, a expectativa?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Vamos trabalhar. Qual que é o caminho para gente atingir a meta? É informação e conscientização. Primeiro levar essa mensagem às famílias: olha, acima de 60 anos todo mundo ser vacinado; criança de seis meses a dois anos, todo mundo vacinado. Então levar informação e a conscientização dos benefícios da vacina.


REPÓRTER: Governador, porque não uma meta de 100%?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Esse é sempre o que a gente deve procurar atingir, né. Agora, é difícil você ter 100%. Mas se você tiver acima de 90%, é uma meta importante.


REPÓRTER: Governador, como o senhor avalia essa mudança na poupança proposta pelo Governo Federal? O senhor concorda?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, o objetivo de reduzir taxa de juros, ele é louvável. Aliás, nós deveríamos começar reduzindo juros que os governos estaduais e prefeituras pagam, que é um juros altíssimo, porque é 6, 7,5 ou 9% mais o IGPDI. Então, isso chegou a dar dois dígitos. Então juros altíssimo, precisa ser reduzido. Mas sou favorável a redução da taxa de juros. Qual o cuidado que precisa ter? É não ter um desestimulo a poupança e não estimular a pessoa, ao invés de poupar, consumir. E o efeito inflacionário. Esse é o cuidado que precisa ter.


REPÓRTER: Governador, só uma última pergunta. A Eletropaulo está entre as dez piores empresas de energia elétrica, segundo a Anel. Como é que o senhor avalia também, essa situação aqui em São Paulo?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, eu não sei o critério que foi utilizado, mas posso lhe assegurar o seguinte: a partir de novembro do ano passado para cá, todos os indicadores melhoraram. Esse é um acompanhamento feito pela Arsesp aqui, estadual. Mas essa é a nossa tarefa, de agência reguladora, de fiscalizar, regular e punir, se a prestação do serviço público não é boa. É isso que está sendo feito e, por isso que esses indicadores melhoraram quase todos eles, agora, nos últimos seis meses, inclusive durante o verão, que é quando cai muita árvore, você tem mais interrupção.


REPÓRTER: Governador, só rapidamente. Guarani e Santos. Santos e Guarani. Com relação ao estádio.


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, o Guarani está com um grande time, ontem até, eu estive na região de Campinas e tem tudo para ser o vice-campeão.