Coletiva - Abertura do Fórum Regional de Campinas - 20121108

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Transcrição da coletiva na Abertura do Fórum Regional de Campinas

Local: Campinas - Data: 11/08/2012


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Dizer da alegria de vir aqui a Campinas, esse importante Fórum Regional, e duas boas notícias. A primeira, nós ontem lançamos o edital de pré-qualificação para concluir o Corredor Noroeste. São R$ 180 milhões, nós vamos completar todo o Corredor Noroeste, e fazer melhorias no trecho já executado: Campinas, Hortolândia e Sumaré; novos investimentos em estações de transferência, e completar o corredor Americana até Santa Bárbara D’Oeste. Então, é um importante corredor metropolitano, que é o Corredor Noroeste. A outra, já tivemos autorização da Cetesb e deveremos, em 15 dias, começar as marginais, as obras das marginais da Rodovia Dom Pedro, e já iniciar o EIA/RIMA para as obras da ligação da Anhanguera com a Bandeirantes, o Anel Viário de Campinas. Então, são obras importantes para o desenvolvimento de Campinas e de toda a região.


REPÓRTER: Governador, a previsão sobre o corredor metropolitano é que as obras comecem quando?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Eu acredito que a gente pode calcular 90 dias para a conclusão do processo licitatório. Aí já iniciam as obras, e elas completarão todo o Corredor. Nós vamos melhorar o que já foi feito e terminá-lo. Vamos até Santa Bárbara D’Oeste. E, no caso da Dom Pedro, não tem licitação, porque aí, a concessionária que vai fazer a obra, então, o início é em 15 dias, 15 dias já as obras serão executadas. E, também, no caso do contorno do anel viário, da ligação Anhanguera-Bandeirantes, também não tem licitação, aí é concessionária. O que precisa ter é o EIA-RIMA, que é uma exigência, porque é uma nova rodovia.


REPÓRTER: Governador, entrando na questão do Ponto a Ponto, como é que tá essa questão, hein? Porque está dando muita polêmica em relação, por exemplo, ah, vai colocar o ponto a ponto, por exemplo, naquela região aonde são cidades, são trechos urbanos... Como é que o Governo do Estado está vendo essa questão, governador?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, o que é que nós queremos com o ponto a ponto? Nós queremos é tornar o sistema de cobrança mais justo. A pessoa que percorre um trecho pequeno pagar uma tarifa menor. Então, quando nós fizemos na Rodovia Santos Dumont, quem ia de Indaiatuba para Campinas e pagava R$ 10,50, hoje paga R$ 3,40. Tanto este é o objetivo, que é voluntário; quem não quiser, não precisa aderir ao novo sistema, e o chip também é gratuito. Então, onde nós implantamos, que foi Itatiba-Jundiaí, e aqui na Santos Dumont, o resultado foi muito bom. A próxima etapa deve ser Jaguariúna, e estamos aguardando só a decisão do juiz, aguardando a decisão, deve ser rápida, para poder já implantar. Então, sempre na linha de tornar o sistema mais justo. Quem, às vezes, mora perto de uma praça de pedágio, percorre um trecho pequeno, e tem que passar por uma praça, ele não pagar a tarifa cheia, ele pagar o trecho percorrido.


REPÓRTER: Viracopos aguarda a licença ambiental...


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, eu estou vendo aqui o presidente da MTU, então, ele pode dar mais detalhes do Corredor Noroeste. Foi ontem, não é? Ontem foi publicado o edital de pré-qualificação.


REPÓRTER: É o aviso é para retirada do edital agora dia 22, para todo o Estado.


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Ah, então... Seis? Ok, depois você detalha melhor.


REPÓRTER: Com a segurança, com a gestão, como é que fica?


REPÓRTER: ...Viracopos aguarda a Licença Ambiental da Cetesb? O senhor tem previsão de quando essa licença vai ser emitida?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Qual?


REPÓRTER: Viracopos, paras obras de ampliação.


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, Viracopos, eu recebi os concessionários lá no gabinete, já falei com a Secretaria do Meio Ambiente da Cetesb, eu acho que... Nós já tínhamos dado a Licença Prévia, agora, é a Licença de Instalação, ela vai ser o mais rápido possível. Eu não vejo nenhum problema.


REPÓRTER: Uma semana?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Posso, segunda-feira... Cadê a nossa assessora de imprensa? Passa depois a informação... Como é seu nome?


REPÓRTER: Inair, O Correio.


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Passa a informação detalhada da Licença Ambiental.


REPÓRTER: E a seccional aqui, governador?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Seccional. Por nós, já estaríamos já licitando a segunda delegacia, a nova delegacia seccional, uma região importante de Campinas. Houve uma liminar, e nós vamos aguardar um pouquinho mais. Se, porventura, demorar pra ser retirada a liminar, nós vamos procurar um outro prédio, ou um outro terreno. Aliás, queria adiantar aqui que nós vamos fazer um grande projeto na Polícia Civil de Campinas e região. Prédios, equipamentos, mobiliário, atendimento ao público, recursos humanos... Tem 200 delegados de polícia que eu já empossei agora, na semana passada, então, nós vamos tornar o atendimento aqui da Polícia Civil o melhor de São Paulo.


REPÓRTER: Quando vem?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Vem... Já mandamos os investigadores e os escrivães. Nomeamos 918 a 15 dias atrás, um mês atrás. Agora, os 200 delegados têm 90 dias de academia, que é obrigatório, e aí já vão ser distribuídos. Vamos reformar os prédios... Por isso, a gente quer ter prédio próprio, porque é complicado você reformar prédio alugado, e tem muito prédio alugado... Então, ter prédios próprios, bem equipados, tecnologia, fazer agrupamentos. Às vezes, você pulveriza muito e pulverizando, equipes incompletas, baixo resultado. Nós queremos ter equipes completas, cobrar eficiência e ter um bom trabalho. Estamos confiantes que possa derrubar a liminar. Se não derrubar, nós já vamos procurar uma outra área e um outro prédio.


REPÓRTER: Governador, semana passada teve um caso muito grave com Campinas, de bandidos que jogaram pedras na pista na Santos Dumont, que é uma rodovia concessionada. E o senhor pretende, também, de uma certa forma, o senhor está revendo os contratos do pedágio em relação a isso? Também rever a questão da segurança nesse aspecto, já que também era uma responsabilidade do Estado e foi repassado paras as rodovias?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Não, a segurança, ela é do estado, ela é indelegável. Rodovia tem que por ambulância, tem que por telefone, tem que ter sistema ótico, tem que ter leitura ótica, tem que ter carro de apoio... agora, a Polícia Rodoviária, ela é do Estado, é dever do Estado reforçar esse trabalho, identificar. Já vou verificar isso. Aliás, a polícia já está trabalhando nessa questão da região.


REPÓRTER: E sobre revisão dos contratos? O senhor encomendou um estudo à Fipe...


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Vamos aguardar, a hora que tiver notícias, a gente passa para vocês.


REPÓRTER: E o evento, governador?


REPÓRTER: Governador, o senhor não falou da importância a respeito desse evento. Eu, pelo menos, não escutei...


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, o evento... O evento é muito importante porque nós estamos falando de uma região que é a capital do desenvolvimento, que teve o segundo aeroporto que mais cresceu em número de passageiros do mundo; que tem uma universidade que é a campeã do país em patentes, responde por 15% da produção científica brasileira; que tem uma indústria diversificada; que tem um setor de serviços que cresce exponencialmente; que o PIB cresceu, um PIB de US$ 85 bilhões, um PIB que cresceu a 20% ao ano, de 1999 a 2009, isso é o dobro da China! Então, é uma região de extrema forte econômica, importância social, e precisa ter planejamento, precisa ter boa articulação... E eu defendo muito essa aproximação do setor público com o mundo dos trabalhadores e dos empreendedores, dos empresários. Eu acho que esse trabalho conjunto é bom. Então, eu acho que o seminário traz luz, traz propostas, aproxima, debate... Ele é positivo. Nós estamos... Ele não é partidário, porque “partido”, o nome já diz, é parte, mas ele é político, no sentido do bem comum, do trabalho pela população da região.


REPÓRTER: Governador...


REPÓRTER: Está atrelada essa questão [ininteligível] à campanha política?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Não, o Governo do Estado... O Governo do Estado, o governador não tem candidato, isso aí é tarefa dos partidos. Enquanto militante, se eu puder uma hora dar um depoimento, farei com satisfação.


REPÓRTER: Governador...