Coletiva - Anúncio de Investimentos para Modernização de Hospitais Universitários - 20122809

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Transcrição da coletiva no Anúncio de Investimentos para Modernização de Hospitais Universitários

Local: Capital - Data: 28/09/2012

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha. Uma grande notícia, nós estamos autorizando R$ 452,8 milhões para os Hospitais Universitários. São 611 leitos a mais que o estado de São Paulo ganha, leito público pelo SUS, gratuito, leitos em hospitais de alta complexidade, UTI, centro cirúrgico, retaguarda hospitalar. Então esses investimentos são no Hospital das Clínicas aqui, de São Paulo, R$ 137 milhões inclusive incluído aí, o novo bloco do Incor investimentos importantes no Instituto do coração. R$ 77 milhões no Hospital São Paulo, que é um hospital federal, mas nós vamos ajudar o Hospital da Escola Paulista de Medicina, R$ 77 milhões em toda parte de prédio, de UTI, de enfermarias. R$ 68 milhões no Hospital das Clinicas de Ribeirão Preto, no Hospital da Criança, o Hospital de Retaguarda de Serrana, no próprio H.C de Ribeirão. Hospital das Clinicas de Botucatu praticamente R$ 50 milhões, um novo ambulatório médico de especialidades e ampliação do hospital. Hospital de Clínicas de Marília R$ 60 milhões, R$ 59,2 milhões recuperar o prédio, instalações, modernização, parte de diagnóstico, equipamentos novos e ampliação. Hospital de Base de São José do Rio Preto R$ 36 milhões, aí também no próprio Hospital de Base, no Hospital da Criança que é o novo hospital em Rio Preto. O Hospital Universitário de Taubaté R$ 20 milhões, nós vamos recuperar o H.U integrar com o Hospital Regional vira o Complexo Hospitalar e a Santa Casa de São Paulo, enfim, são criados 611 novos leitos no estado. Os hospitais que tem são os melhores hospitais, eles são referência cada um na sua região atende alta complexidade de casos mais graves e formam profissionais para a saúde: médicos, enfermeiras, terapêuticos ocupacionais, nutricionistas, fisioterapeutas, enfim, é escola, né, pra formar bons profissionais e também fazer pesquisa.



REPÓRTER: Para o ensino governador, é fundamental [ininteligível]?



GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: É são três benefícios: o primeiro é assistência médica, quer dizer vai aumentar a assistência médica em cada região do estado: Rio Preto, Ribeirão Preto, Marília, Botucatu, Taubaté, São Paulo, então cada região do estado de São Paulo ampliasse a assistência médica. 611 leitos são três hospitais novos praticante, dentro desses grandes hospitais universitários. Segundo é recuperar os Hospitais Universitários: modernizar, recuperar o prédio, instalar elevador, ampliar sala de cirurgia, ampliar leito de UTI, comprar ressonância magnética, centro de imagem é investir naquilo que já existe, às vezes acaba ficando ocioso por falta de recuperação. E terceiro pesquisa, são hospitais de ponta na ciência e na medicina.



REPÓRTER: Governador, a gente tem acompanhado o CREMESP até num debate com alunos de universidade, porque eles defendem exatamente isso que até as universidades particulares tem hospitais universitários, algumas nem tem, e por isso que vai haver uma prova agora, no final do ano para que eles exijam mais dos universitários [ininteligível].



GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, é uma total irresponsabilidade criar faculdade de medicina sem residência médica. Porque os advogados tem lei federal e tem que fazer o exame da Ordem, quase 80% não passam no exame da Ordem, então não vai advogar, ele é bacharel, mas ele não pode advogar. Medicina não tem exame, se formou, pega o diploma e vai trabalhar só que não tem a formação às vezes adequada, por isso não se deve criar faculdade de medicina sem ter a residência medica adequada. E São Paulo é um dos grandes centros de formação residência para o Brasil, né, e nós precisamos investir nesses hospitais universitários.



REPÓRTER: O senhor é favor da prova do CREMESP, então para os alunos de último ano?



GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Eu sou a favor da prova e sou a favor da residência médica, quer dizer, oferecer a quem está saindo da faculdade... A medicina ficou muito complexa, muito ampla, não dá pra saber tudo, então você oferecer através da residência oportunidade de ele poder ter uma formação melhor.



REPÓRTER: Um outro assunto, em relação a esse relatório da [ininteligível] que fala sobre a segurança aqui de São Paulo, não chega a ser uma interferência federal, aqui em São Paulo?



GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: O Secretário da Segurança Pública já respondeu sobre isso. Mas eu queria destacar também, já que você falou de segurança, ontem nós fizemos Operação Satélite, então nessa operação satélite, nós tivemos aí, em todo o estado a polícia toda mobilizada durante 12 horas trabalhando e tivemos motoristas submetidos ao bafômetro: 1.885; 05 flagrantes de embriagues; veículos roubados, recuperados, 39 recuperados; arma de fogo apreendida, 32 armas de fogo; fugitivos da polícia recapturados, 64; adolescentes que foram detidos, 72; pessoas presas em flagrante delito, 180, então uma ação em todo estado chamado Operação Satélite procurando está à polícia muito presente aí nas ruas pra proteger a população.



REPÓRTER: Governador, ainda falando sobre o relatório, e algum momento vocês são [ininteligível] com esse relatório, foram procurados, como que é isso?



GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Nada, absolutamente nada, nós ficamos sabendo pela imprensa, mas o professor Giovanni pode complementar.



REPÓRTER: [ininteligível]?



GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Não, ainda não.