Coletiva - Assinatura de Autorizo para construção de 1.317 UHs da CDHU e Anúncio de construção de mais 3.160 UHs em parceria com o Governo Federal e do início das obras do Sistema de Esgotamento Sanitário da Bacia de Pararangaba - 20121108

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Transcrição da coletiva na Assinatura de Autorizo para construção de 1.317 UHs da CDHU e Anúncio de construção de mais 3.160 UHs em parceria com o Governo Federal e do início das obras do Sistema de Esgotamento Sanitário da Bacia de Pararangaba

Local: São José dos Campos - Data: 11/08/2012


Parte 1

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Bom dia a todas e a todos, uma alegria voltar a São José dos Campos, e hoje em parceria aqui com o município, com a Prefeitura de São José dos Campos, dois grandes investimentos, um investimento de 97,5 milhões, que é a construção de 1.317 apartamentos pra famílias que não têm casa própria e de menor renda. 744 na região norte de São Paulo, Autos de Santana, e 573 no residencial Tom Jobim, região do Putim, região Sudeste. Então 1.317 famílias que passarão a ter a casa própria. Apartamentos no novo padrão, com piso cerâmico, azulejo até o teto, medição individualizada de água, área externa com acessibilidade, quadras poliesportivas, vagas de estacionamento, playground, um trabalho muito bonito, e 15 meses de obra, então nós estamos calculando, a partir de 2ª feira, quando começam as obras, 15 meses pra serem entregues e 3.160 num convênio entre Casa Paulista e "Minha Casa Minha Vida". A Prefeitura já está vendo os terrenos, já temos 2.200 já viabilizados e deveremos ter logo, logo mais 1.000. Então 3.160 mais 1.317, nós estamos falando aí, estamos chegando perto de 5.000 unidades habitacionais.

A outra o saneamento básico, São José dos Campos começa a obra imediatamente, mais R$ 80 milhões em saneamento básico, R$ 80,4 milhões, estação de tratamento de esgoto, duas estações elevatórias, meio quilômetro de rede coletora, 16,8 quilômetros de coletores troncos e linhas de recalque, em dois anos nós deveremos ter essas obras também, 30 meses, essas obras concluídas, aí São José dos Campos passará a ser uma cidade 300%, praticamente universalizou o abastecimento de água, 100%, 99% que é 100% de coleta de esgoto e 100% de tratamento de esgoto. Dos municípios com 700 mil habitantes, nessa faixa, São José é o sétimo maior município do estado de São Paulo, nós não temos no Brasil 20 cidades, 300%, temos pequenas, mas cidades desse porte será uma das poucas do Brasil, 300%, e o nível de oxigenação do Rio Paraíba do Sul melhorou 10 vezes nos últimos 15 anos, a gente já percebe um rio até piscoso. O Emanuel Fernandes dizia no caminho que pegaram uma Carpa de 40 quilos no rio; não sei se é história de pescador né, Eduardo Cury diz que vai pegar um Tucunaré. Então a gente já percebe uma grande recuperação, o Rio Paraíba do Sul hoje, está com o nível de oxigenação bom em toda a sua extensão, com essa obra aqui de São José, mais as obras que foram feitas Taubaté/Tremembé, que era zero, mais Aparecida que era zero, Campos do Jordão é a bacia do grande, vai pra Minas, bacia do Sapucaí, mas ajuda também o ecossistema. Então investimentos importantes em tratamento de esgoto, então São José é uma cidade saudável, 300% - 100% água tratada, 100% esgoto coletado e esgoto tratado. As obras também começam agora e devem estar todas elas concluídas até o final de 2014.


REPÓRTER: Governador, com relação a essas moradias, 1.317 moradias, eu queria que o senhor dissesse se elas fazem parte daquele pacote de 5.000 que o senhor anunciou em janeiro, época da desocupação do Pinheirinho e que o senhor disse naquela oportunidade que as famílias que saíram de lá teriam prioridade, elas realmente vão ter prioridade nessas obras que começam agora?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, essas 1.317 fazem parte das 5.000 unidades, já são os primeiros 1.317 que já começam a construção na segunda-feira, já temos mais 2.000 praticamente acertada, é questão aí de semanas, e vamos nos aproximar aí das 5.000. São para famílias que não têm moradias, famílias de baixa renda, famílias lá da área do Pinheirinho, aliás, todas essas famílias estão recebendo aluguel social pago pelo Estado e pela Prefeitura, todas elas estão recebendo e todas elas estão cadastradas neste programa habitacional, a questão dá escolha, uma família vai pra cá, outra pra lá, o conjunto, isso é feito mais no final, nós estamos começando agora a construção, mas é exatamente para as famílias que precisam.


REPÓRTER: O Pinheirinho vai ter prioridade então?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: O Pinheirinho estará dentro, estará dentro com prioridade, tá bom?


REPÓRTER: As obras vão demorar 18 meses né?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: 15 meses.


REPÓRTER: 15 meses? Nesses 15 meses as famílias do Pinheirinho vão continuar recebendo auxílio?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Vão, vão receber o auxílio até completar até que elas possam ter acesso às suas moradias.


Parte 2

REPÓRTER: Governador, eu queria abordar a questão de Rota do Vale, ela começa realmente as operações aí na próxima semana, como é que está essa situação?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, duas conquistas importantes para a região. A primeira foi o aumento do efetivo da Polícia Militar, nós tivemos a formatura há 15 dias, 210 novos Policiais Militares para a região, soldados, homens e mulheres, desde ao início do meu mandato já dá 548 policiais, é praticamente um por dia a mais pra reforçar a região. E a Rota está fazendo um treinamento da Força Tática da região, pra gente ter aqui a Força Tática trabalhando nos moldes da Rota, com um sargento, com quatro policiais, viatura maiores, um trabalho importante para situações mais necessárias, então a região, a polícia está toda motivada, trabalhando com empenho e nós estamos aí otimistas, que vamos ter bons resultados no sentido de proteger a população da região.


REPÓRTER: Deve entrar quando, governador?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Aí a polícia tá aqui, o coronel comandante do CPI-1, ele pode dar mais detalhe pra vocês.


REPÓRTER: Obrigado.