Coletiva - Assinatura de contrato para a implantação da Linha 18-Bronze do Metrô 20142208

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Coletiva - Assinatura de contrato para a implantação da Linha 18-Bronze do Metrô

Local: Capital - Data:Agosto 22/08/2014

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, destacar, essa é a sexta linha que as obras se iniciam, a Linha 18. Grandes parcerias, primeiro, entre os governos, o governo federal, quero destacar aqui o trabalho da presidente Dilma e da ministra Miriam e também do ministro das Cidades nesta boa parceria, das prefeituras de São Paulo, São Caetano, Santo André e São Bernardo do Campo. Então, uma união de esforços dos três níveis de governo e da iniciativa privada, porque metade dos recursos da obra é privado, é uma PPP. Transporte de alta capacidade, o monotrilho, cada trem, tira dez a 12 ônibus das ruas e 500 carros, 500 carros. É não poluente, elétrico, silencioso, conforto. Sai de Tamanduateí e vai até São Bernardo. Uma obra metropolitana, metrô ligando a Linha 2 do metrô à Linha 10 da CPTM, o nosso corredor de trólebus da EMTU e os BRTs dos municípios. Então, é uma grande conquista para a Região Metropolitana de São Paulo.

REPÓRTER: Governador, sobre as desapropriações, já se sabem que bairros serão afetados e quantos imóveis?

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, são, praticamente, 3,9 bilhões de obra, que é metade público, metade privado, e as desapropriações são todas do governo, em torno aí de R$ 400 milhões. Elas já se iniciam imediatamente. Não há tanta desapropriação, porque o monotrilho vai alto, não é? Então, você reduz o número de desapropriações. E vai também à margem do rio, então, isso ajudará bastante. Agora, sempre há desapropriação, e elas serão pagas, será feito com todo o cuidado, como todas as obras o são.

REPÓRTER: [ininteligível]

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, é imediato. Agora é já iniciar a desapropriação, já montar canteiro, mas eu acho que a população vai sentir mais daqui uns 90 dias.

REPÓRTER: Como o senhor pretende evitar atraso?

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, eu acho que agora, depois que assinado, é interesse do consórcio entregar o mais depressa possível, ele é o próprio interessado. A grande dificuldade é chegar até aqui, são questões ambientais, compensações ambientais, editais, aprovação de editais, brigas jurídicas, dificuldade de financiamento. Depois de formatado tudo isso, agora é obra.

REPÓRTER: E quantos imóveis serão desapropriados, governador?

REPÓRTER: E os bairros, as regiões?

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: O secretário Jurandir Fernandes, ele pode dar mais detalhes para vocês, está bom?

REPÓRTER: O entendimento sobre a Hidrovia Tietê - Paraná, que é uma queda de braço, o estado vai processar o operador nacional do sistema?

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Não, o que existe é que a Associação de Piscicultores entrou com uma ação para garantir o mínimo de água em Ilha Solteira. Nós, até ontem, não tínhamos recebido nenhuma notificação da Justiça, e também não sei se essa ação, que é liminar, se ela vai ser mantida. Agora, o governo cumpre decisão judicial. Eu vou acompanhar a ministra.

REPÓRTER:...Governador, o assunto hoje foi transporte. É, a proposta de governo caso o senhor seja reeleito, .......

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, hoje nós assinamos a linha 18, é um dia histórico, pela primeira vez o metrô sai da capital. A nossa proposta é o metrô metropolitano. O compromisso é no próximo mandato nós termos no ABC. São Paulo, São Caetano, Santo André e São Bernardo do Campo, 15 quilômetros de monotrilho, 13 estações, integrando com o trilho, com a CPTM e integrando também os BRT, os corredores de ônibus .

REPÓRTER: - Alguma proposta no sentido de ligar outras cidades. Fazer um pouco mais distante, mais no interior, por monotrilho, ...

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Nossa prioridade é transporte metropolitano. Então na Baixada Santista o VLT, aliás já está em obra, ligando São Vicente à Santos, vamos expandi-lo até Praia Grande. Então VLT na Baixada Santista, corredor Noroeste na região metropolitana de Campinas, desde de Santa Bárbara do Oeste até Campinas. E também a linha 4 do metrô irá até Taboão da Serra. Aí estamos estudando o chamado trem intercidades, que é a volta do trem para o interior.

REPÓRTER:- Obrigada. ....... desapropriações, como é que fica, é o município quem tem que bancar?

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Não, é o estado. As desapropriações da linha 18, é o Governo do Estado que vai faze-la e quem vai pagar as desapropriações.

REPÓRTER 2:- Governador, sobre o fato da Marina Silva, ....em palanque que o senhor é ..... . De que forma isso prejudica a sua campanha, se é que prejudica.

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, eu sempre tenho reiterado meu a preço, meu respeito, a minha admiração pela Marina, e não mudei, reitero aqui esse apreço. Está bom! Capital