Coletiva - Assinatura de convênio com a Prefeitura de Ribeirão Preto para execução de obras no Aeroporto do município - 20120507

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Transcrição da coletiva da Assinatura de convênio com a Prefeitura de Ribeirão Preto para execução de obras no Aeroporto do município

Local: Capital - Data: 05/07/2012

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: R$ 170 milhões que vão ser investidos. R$ 25 milhões pela prefeitura, que é a construção do sistema viário novo. R$ 144 milhões que é a parte do estado, que o aeroporto. O aeroporto, nós vamos ter... A pista vai voltar a ter 2,100 mil metros de comprimento. E a taxwei passará a ter 30 metros de largura. A pista de pouso e decolagem já tem os 445 metros exigidos. Hoje nós temos investimentos no aeroporto de R$ 11 milhões entre dobrando o estacionamento, caminhões para segurança e bombeiro, revitalização do alisamento noturno, transbordo de lixo e obras complementares que já estão sendo executadas, devem ficar prontas ainda este ano. O aeroporto propriamente dito, que agora 500 metros de deslocamento, o estado se responsabilizou pelas as desapropriações, pelo reassentamento imagina-se em torno de 150 famílias e pelas obras doa aeroporto. O Teade, que o terminal alfandegado, ele está em obra. Deverá a obra física está concluída agora no final do ano, no segundo semestre. Então, eu diria que são investimentos importantes, e o convênio hoje assassinado R$ 170 milhões. E nós já temos hoje um aeroporto internacional de carga e poderemos ter um aeroporto internacional também de passageiros. E com esse deslocamento da pista, os grandes aviões de carga do mundo vão poder descer e decolar de Ribeirão Preto direto para outros países do mundo em razão do prolongamento da pista e atendemos rigorosamente as exigências judiciais da chamada ‘curva de ruído’, porque nós saímos da região do Jardim Aeroporto e do Jardim Quintino, e vamos ao sentido do Jockey. Então, não prejudica os moradores e, ao mesmo tempo, permite um grande aeroporto, uma das maiores pistas do Estado, e com toda a infraestrutura para atender o desenvolvimento da região. E dois estudos importantes do IPT, que nos orientou na questão da curva de ruído, e do INPE. Então, dois estudos feitos, bastante importantes. Assinado o convênio, nós vamos correr agora com licenciamentos ambientais, projetos executivos, reassentamento das famílias, para poder termos a obra concluída o mais rápido possível.


REPÓRTER: O senhor não falou da Prefeitura.


Não falei. A Prefeitura são R$ 25 milhões no sistema viário. Porque a Avenida Tomás Alberto vai ter que ter um novo viário em razão do deslocamento da pista para a área do chamado Jockey Club. Então, a Prefeitura R$ 25 milhões, o Estado R$ 144 milhões, e se fechou aí um grande projeto de R$ 170 milhões para o desenvolvimento da cidade.


REPÓRTER: A previsão, governador, é que o aeroporto passe a operar definitivamente quando, em 2016? Qual é o cronograma que o senhor tem?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Não. O nosso limite é abril de 2015. Esse é o limite. Mas nós vamos tentar antecipar o máximo que pudermos. Esse é o limite, porque tem prazo de licenciamento ambiental, licença prévia, licença de instalação, projeto executivo, reassentamento de famílias, mas o trabalho começa hoje, quer dizer, ele já vai trabalhando para poder concluir a obra. Está bom? O doutor Saulo, o Volpe, a prefeita, os parlamentares podem complementar mais as informações.


REPÓRTER: Obrigada, governador.