Coletiva - Assinatura de convênio para construção de 252 unidades habitacionais 20160107

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Coletiva - Assinatura de convênio para construção de 252 unidades habitacionais

Local: [[]] - Data:Julho 01/07/2016

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Olha, o turismo, ele é uma grande fonte de emprego. O ecoturismo, a piscicultura, a prática dos esportes aquáticos, não é, a pesca é um grande atrativo, e Santa Fé do Sul é privilegiada, não é? Com essas águas maravilhosas do Paranazão, bacia também do Rio Grande, e a preservação da natureza. Então nós liberemos R$ 1,7 milhão para o parque das Águas Claras. População, o turista poder caminhar no meio dessa mata, ver aqui todas águas, sem prejudicar a natureza, poder ter esse entretenimento, esse lazer. Também estamos hoje assinando 252 moradias. São 3.200 na região de São José de Rio Preto, é a região que vai ter maior número de moradias da CDHU, e també ;m a volta do cinema. Então estamos liberando R$ 250 mil, uma emenda aqui do Carlão, que vai possibilitar também a recuperação, fortalecimento do cinema e da cultura aqui da região. Nós ainda vamos à Indiaporã, entregar 110 casas, à Miri Estrela entregar 100 casas, aliás. Indiaporã sorteio, autorização de 110 casas. Miri Estrela entrega de 100 e autorização para mais 100. E também vamos à Parisi, outra obra também do FIDE aí na área do esporte. O fundo de interesse de fuso, a gente está privilegiando muito áreas verdes, não é? Criar parques, preservar parques, fortalecer o ecoturismo. REPÓRTER: Governador, o que o senhor tem a dizer para os piscicultores aqui da região, não é, que estão com as outorgas vencidas já?

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Olha, nós vamos prorrogar o decreto por mais, vou verificar se pode ser feito por mais um ano, enquanto isso nós vamos fazer um trabalho de simplificação do licenciamento, não é? Existem algumas regras federais do Conama, que a gente tem que cumprir, mas podem ficar tranquilos que nós queremos que cresça a piscicultura, não é? O peixe é um alimento de qualidade, a piscicultura gera muito emprego. A pessoa não precisa nem ser proprietária de terra, ela pode ter um tanque rede. Então é uma atividade excelente, extraordinária, e crescendo muito aqui na região, não é? Meu pai, que era veterinário, especialista em peixe, dedicou toda a sua vida à piscicultura, ranicultura. A maneira mais barata de produzir proteína é debaixo d´á gua. Então uma grande fonte de renda e econômica para região.

REPÓRTER: Governador, o mesmo setor de piscicultores, eles reclamam... Querem a desburocratização do transporte animal, que é o GTA na pecuária e eles têm uma dificuldade na liberação do transporte fim de semana, sábado e domingo, feriado, tem dificuldade, dá para resolver isso?

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Eu acho que sim. Nós já estamos implantando GTA em todas as atividades. Eu até, se você me acompanhar aqui, eu já ligo lá para o Arnaldo Jardim, porque nós estamos fazendo uma guia de transporte animal. Toda ela eletrônica. Claro que a gente precisa ter cuidado com o transporte em razão da sanidade animal, porque nós estamos, por exemplo, livre de febre aftosa, no caso do bovino, mas ainda com vacinação. Mas a ideia é sempre simplificar, não é? Mantendo a sanidade, os cuidados de defesa sanitária, mas de outro lado facilitar, desburocratizar o máximo. Por isso que já foi feito o GTA para bovinocultura, acho que para o frango também, não é? Para frango, para porcos, enfim, vamos chegar também no peixe.

REPÓRTER: Governador, a gente tem acompanhado a situação precária das estradas vicinais aqui da região, principalmente em Votuporanga, estrada do 27, como é conhecida a vicinal Adriano Assi. Tem alguma novidade nesse seguimento?

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Olha, as estradas vicinais elas são de responsabilidade dos municípios, que o estado não tem como, em 645 municípios, ficar fazendo conservação de estrada rural. Nossa tarefa são as SP´s, as rodovias troncais. Agora a gente procura ajudar, ser parceiro. Então no caso da estrada 27, a vicinal de Votuporanga, foi uma boa parceria. A usina, o setor privado está participando, a prefeitura também participando e nós também. Nós liberamos dois milhões de reais para poder ajudar na recuperação desta vicinal.

REPÓRTER: É só começar já então, já está...

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: É, foi publicado no Diário Oficial de hoje já o convênio.

REPÓRTER: Governador, o governo federal anunciou ontem ao Henrique Prata que está credenciando no SUS o Hospital de Fernandópolis e o Hospital, a unidade de Jades. O governo do estado pode comentar alguma coisa em relação a isso?

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Olha...

REPÓRTER: Porque o risco havia de fechamento.

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: É. Muito positivo, porque nós temos hoje dezenas de UTI´s, serviços de câncer, 52 AME´s, inclusive aqui de Santa Fé, 17 rede Luci Montoro, inúmeros leitos de hospital, tudo sem credenciamento. É isso que nós queremos, que haja o credenciamento. Então excelente, é uma boa notícia. Efetivada vai ser muito importante.

REPÓRTER: Governador, em relação á greve dos servidores do Detran e também da saúde. O que o senhor tem a dizer?

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Olha, na saúde praticamente nós não temos greve. Aliás quero destacar aqui em Santa Fé, Santa Casa nós passamos R$ 2,5 milhões por ano, só para ajudar no financiamento, não é para obra, nada, só custeio. E temos um AME muito bom também, totalmente em funcionamento. O Detran tem uma assembleia amanhã. E esperamos que acabe, porque não tem nenhuma razão. O setor privado em uma crise ele demite, simplesmente demite. O governo não pode fazer isso, não é? Quer dizer, nós temos que manter. Então, é claro que você tem dificuldade quando cai a arrecadação. O que nós fizemos no caso do Detran? Aumentamos o vale refeição, o vale alimentação. Então ele passa... Quem não recebe nada passar&aacu te; a receber R$ 23,00. Quem recebia R$ 8,00 vai passar a receber R$ 23,00. E amanhã haverá uma assembleia e nós estamos muito otimistas que acabe esse movimento, porque já fizemos o que era possível fazer, e só prejudica a população.

REPÓRTER: Governador só para encerrar, a gente tem uma pergunta do portal G1 sobre o ataque ao diretório do PT em São Paulo. E os deputados pediram para que a segurança fosse reforçada, não é? Como que o governo vê esse pedido?

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Olha, a região, ela já tem um policiamento forte, tanto é que a pessoa que fez o ataque já foi presa, então já foi presa. É claro que vamos sim, nós temos todo o interesse que não haja nenhum ato de vandalismo em nenhum lugar, mas a região já é policiada. Tanto é que quem fez esse ataque já foi preso.

REPÓRTER: Então o senhor não vê a necessidade de um reforço ali.

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Não, é sempre bom, não é? Sempre bom. O que eu estou dizendo é que já tem uma presença policial, tanto é que já houve a prisão, mas o secretário da segurança fará, se necessário, um reforço ainda maior.

REPÓRTER: Obrigada.

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Está bom? Categoria 01 de julho de 2016 [[]]