Coletiva - Assinatura de decretos de ICMS - 06092012

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Transcrição da coletiva na Assinatura de decretos de ICMS

Local: Capital - Data: 06/09/2012

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, nós assinamos, hoje, dois decretos: os restaurantes, bares, os hotéis, eles pagam, as pequenas empresas, 3,2% de ICMS; e os maiores, 12% de ICMS. E também era cobrado o ICMS sobre os 10% da gorjeta. Então, os nossos dois decretos, hoje, nós tiramos o ICMS dos 10% da gorjeta. Então, isso beneficia os trabalhadores, que vão receber os 10% sem nenhum imposto, recebê-lo integralmente, isso beneficia cozinheiros, auxiliares de cozinha, mâitres, garçons, comins, barman, copeiro. Enfim, são centenas de milhares de trabalhadores e, também, o setor produtivo, que acabava tendo problema na hora de cobrar o ICMS. Então, é beneficiado o trabalhador de um setor que gera muito emprego, muita mão de obra, mão de obra intensiva, e também o setor produtivo de todas essas áreas – restaurantes, hotéis, bares, todo mundo que atende o público. A gente estima essa renúncia fiscal, o ano passado foi superior a R$ 14 milhões, mas é um grande incentivo ao setor do turismo, do comércio aqui em São Paulo. Mais uma renúncia fiscal para baixar imposto e fortalecer os trabalhadores de São Paulo.


REPÓRTER: Governador, ontem a Bandeirantes fez uma denúncia sobre o crime organizado dentro do cadeião de Pinheiros...


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Isso o secretário vai falar.


REPÓRTER: O senhor não tem nada a dizer sobre isso?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: O secretário vai falar.


REPÓRTER: Obrigado, governador!