Coletiva - Comemoração de 100 milhões de refeições servidas no Bom Prato e entrega de unidade revitalizada da Lapa 20121912

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Coletiva - Comemoração de 100 milhões de refeições servidas no Bom Prato e entrega de unidade revitalizada da Lapa

Local: Capital - Data: 19/12/2012

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Nós completamos 100 milhões de refeições servidas no Restaurante Bom Prato a R$ 1, há 12 anos. Há 12 anos não muda o valor. A importância da saúde. A melhor coisa que tem é uma refeição equilibrada: proteína, vitaminas, carboidratos e lipídios. A refeição do Bom Prato é perfeita sobre o ponto de vista nutricional. Você garante uma alimentação de qualidade, nutritiva, correta, equilibrada, por R$ 1, quente, e no restaurante; a pessoa sentada, com calma, fazer uma boa digestão. Hoje foi arroz, feijão, macarrão alho e óleo, carne e salada; sobremesa maça, fruta, suco de maracujá, e o pãozinho. Tudo por R$ 1. Muita gente não pode voltar para casa para almoçar. Sai de casa cedo e volta de noite, então almoça fora de casa; ou a alimentação é muito cara ou é, sob o ponto de vista de saúde, ruim. Então você garante às pessoas que estão em trânsito, por R$ 1, uma alimentação de qualidade. Completamos 100 milhões de refeições, 38 Restaurantes Bom Prato. De manhã, o café da manhã, R$ 0,50: pão, manteiga, queijo, frios, frutas, achocolatado, café, leite; o dia inteiro internet. E o Via Rápida para gastronomia: formar cozinheiro, chapeiro, padeiro, confeiteiro, ajudante de cozinha, auxiliar, todas as áreas de gastronomia que falta muita mão-de-obra. E começamos a reformar, a requalificar os restaurantes. Então, o da Lapa trocou azulejo, piso, ladrilho, ventilação, conforto, limpeza. Nós vamos fazer isso nos 38 Restaurantes Bom Prato. E o Secretário Rodrigo Garcia fez uma proposta, que nós já aprovamos, o restaurante começa às 11h da manhã; ele vai passar a começar 10h30 para atender os idosos. Então nós vamos começar 30 minutos mais cedo para atender os idosos, para eles não ficarem na fila e para atender mais rápido e com melhor conforto e qualidade. Então, um programa importante para a saúde da população. As nossas células trocam a cada cinco meses, quando chegar em abril, nós já trocamos tudo, sangue, cabelo, unha, pele, osso, mucosa, troca tudo! Menos as células do cérebro, os neurônios. E como é que forma esse novo corpo humano? É pelo alimento. Então, alimento é saúde. Então você garante saúde, tem um valor econômico, estamos gerando muito emprego nos 38 Restaurantes Bom Prato, e social: atender a população que mais precisa, locais em trânsito, de muito movimento, com pessoas desempregadas, pessoas de baixa renda, e fazendo um trabalho social importante.

REPÓRTER: O senhor poderia comentar a batida de trens?

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: O presidente da CPTM vai prestar os esclarecimentos técnicos que forem necessários. Está bom?

REPÓRTER: Eu tenho uma outra questão, governador. É em relação às blitz que terão peritos e médicos. Como é que isso vai funcionar?

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, durante esse período de festas nós vamos intensificar as blitz. Elas serão reforçadas para as festas não se transformarem em tragédia, em desastre, morte, ferimento... E, inclusive, apoiando a nova lei, a Lei Seca. Bebeu, não dirija. Então nós vamos aumentar ainda mais as blitz, com mais equipes. De janeiro até agora já foram 8,7 mil motoristas autuados. No ano passado, no mesmo período, foi 4,7 mil, ou seja, nós dobramos o trabalho de proteção à população, e aos próprios motoristas: aumentando a fiscalização, a utilização do bafômetro e as blitz, para proteger a população. E, principalmente agora, no final do ano, que é momento de alegria, de amor, de paz e não de tragédia.

REPÓRTER: Mas os peritos vão ficar nesse período?

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Aí a Secretaria de Segurança e a Polícia Militar pode detalhar melhor a forma técnica de fazê-lo.