Coletiva - Consórcio oferece R$ 111 milhões por concessão do Zoológico e do Jardim Botânico de SP 20212302

De Infogov São Paulo
Revisão de 18h18min de 25 de fevereiro de 2021 por Fincatibianca (discussão | contribs)
(dif) ← Edição anterior | Revisão atual (dif) | Versão posterior → (dif)
Ir para navegação Ir para pesquisar

Coletiva - Consórcio oferece R$ 111 milhões por concessão do Zoológico e do Jardim Botânico de SP 20212302

Local: Capital - Data: Fevereiro 23/02/2021

Soundcloud

MEDIADORA: Olá, sejam mais uma vez bem-vindos e bem-vindas à B3, agora começa a coletiva de imprensa do leilão de concessão do zoológico e do Jardim Botânico de São Paulo. Os jornalistas nos acompanham exclusivamente pela TV B3, já podem enviar suas perguntas por lá, a gente vai responder apenas às perguntas que sejam relacionadas ao leilão, ao tema do evento. Pedimos, por favor, que informem nome, veículo, e a qual porta-voz a pergunta se destina. Aqui conosco estão o governador do estado de São Paulo, João Doria; o secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente, Marcos Penido; o secretário de Projetos, Orçamento e Gestão, Mauro Ricardo e; o representante do consórcio vencedor, Rogério Dezembro, CEO da LivePark. Para abrir eu gostaria de passar a palavra ao governador para suas considerações iniciais. Por favor.

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Obrigado, serei breve. Primeiro, muito obrigado, à B3, a bolsa do Brasil, em nos receber aqui mais uma vez, esse é o terceiro leilão que o governo do estado de São Paulo realiza, terceiro leilão bem-sucedido. E em especial, nesse caso, onde o leilão do Jardim Zoológico e do Jardim Botânico, representa o primeiro leilão público em toda a América Latina, de parques com essas características. O que é razão de um orgulho e de confiança do governo de São Paulo, depositado pelos grupos que participaram, foram dois grupos muito importantes que participaram aqui, e que tiveram a disposição de fazer propostas e ofertas para a concessão durante 30 anos, do Parque Zoológico, e do Parque do Jardim Botânico aqui na capital de São Paulo. Estamos à disposição para perguntas. Aqui ao meu lado nós temos dois secretários de estado, e o representante do consórcio que foi o vencedor desta tarde, o consórcio que tem o consórcio paulista, mas eu vou dar o nome certo aqui, o consórcio Reserva Paulista, e que foi o vencedor disputando com o consórcio Cataratas. Eu volto a você para poder agilizar as perguntas e a nossa coletiva.

MEDIADORA: Eu vou fazer a primeira pergunta, pedindo para o governador avaliar o ágio desse leilão de 132%. Era esperado? Superou ou ficou aquém das expectativas da administração?

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Superou a expectativa, 132% foi acima da nossa expectativa, a expectativa do governo de São Paulo era entorno de 100% do ágio sobre à oferta inicial, ela superou em 32%, portanto, a nossa expectativa, e a outorga fixa de R$ 111,5 milhões foi, portanto, acima da expectativa original, que era entorno de R$ 85 milhões, 90 milhões.

MEDIADORA: Obrigada. Nós estamos aguardando as perguntas, os jornalistas, por favor, podem enviar à tvb3.com.br. Eu vou pedir para o governador comentar então, qual a importância nesse momento de crise econômica e arrocho das contas públicas de concessionar um bem deste porte por 30 anos?

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Primeiro uma posição do governo do estado de São Paulo, que é um governo liberal, que acredita no privado, e entende que mais privado e menos público. E faz isso na prática, não é um discurso, nenhum eleitoral, nenhum discurso de oportunidade, é uma deliberação, é um comportamento do governo que desde o início promoveu concessões, PPP e privatizações. O governo que fez a reforma previdenciária, junto à Assembleia Legislativa do estado de São Paulo, fundamental e com a ajuda aqui do nosso Mauro Ricardo, secretário de Planejamento e Orçamento do governo do estado de São Paulo, e que juntamente com o Henrique Meirelles, secretário da Fazenda, viabilizou com o apoio da Assembleia Legislativa a reforma da previdência. E mais recentemente também o estado de São Paulo foi o único estado do país a fazer a reforma administrativa, reduzindo o tamanho do estado, eliminando cinco empresas estatais, reduzindo autarquias, sempre de maneira muito correta em relação aos seus funcionários, aos seus trabalhadores, diminuindo o tamanho do estado, e aumentando as reservas para manter o equilíbrio fiscal no estado de São Paulo, e a continuidade dos serviços que são essenciais, saúde, educação, segurança pública e proteção os mais pobres, a chamada assistência social. Então esse é um governo que acredita no privado, nós temos muitas concessões ainda pela frente, já nos próximos dias teremos uma concessão importante da CPTM, que será feita aqui na B3, será a nossa quarta participação, em dois anos de governo, na bolsa do Brasil, que é a B3. E bem-vindos os investidores, os que confiam e acreditam na segurança jurídica do processo, e que confiam também em um governo que é liberal e que oferece condições e transparências para os investidores.

MEDIADORA: Obrigada, governador. A gente não tem perguntas nesse momento, e vou pedir para o secretário de Infraestrutura e Meio ambiente, Marcos Penido, fazer suas considerações do resultado do leilão.

MARCOS PENIDO, SECRETÁRIO DE INFRAESTRUTURA E MEIO AMBIENTE: É com muita satisfação que nós recebemos esse ágil, superior aquilo que esperávamos. Que mostra dois aspectos, primeiro, a confiança do mercado privado no governo do estado de São Paulo, na seriedade e na transparência com que está sendo conduzido o estado. E segundo, que mostra que os espaços que estão sendo concedidos estão sendo geridos com responsabilidade, com seriedade e que também todo o processo de concessão, todo o processo de culminou com esse leilão de hoje foi feito de maneira séria, de maneira comprometida, ouvindo o mercado, entendendo ambos os lados. O que nos leva à satisfação de na chegada, na largada da sessão termos os participantes, termos propostas concretas, e termos propostas que nos permite a efetividade da concessão, e seguir com o projeto de modernização do estado de São Paulo.

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Me permite apenas um acréscimo, e uma sugestão, se você concordar, para finalizar, ouvir o representante do consórcio vencedor, é muito importante ouvirmos o setor privado, o que pensa o setor privado, como enxerga o setor privado o programa de concessões, privatizações, e de participação do setor privado que o governo do estado de São Paulo vem fazendo desde janeiro de 2019. Mas antes eu queria cumprimentar Tarcila Jordão, estou vendo a Tarcila aqui, a nossa subsecretária de parcerias de secretarias de governo. Tarcila, muito obrigado. Mais uma vez, esse é o terceiro leilão que você ajuda a organizar, com transparência, com eficiência, e com a certeza de que os que venceram, venceram em uma boa disputa, e isso se faz quando se tem boa modelagem, você soube coordenar essa modelagem, mais uma vez, com enorme eficiência. Então a você e sua equipe, parabéns. Também ao Glaucio Atorre, secretário executivo de Infraestrutura, e o Eduardo Trani, secretário executivo de Meio Ambiente. Obrigado por terem ajudado também a construir essa modelagem, levando em conta que estamos falando de parques públicos que atuam na fauna e na flora, e que precisam no contexto da concessão termos a proteção assegurada e garantida a fauna e a flora nesses dois parques, assim como todo o programa de estudos e pesquisas. Ao Paulo Bresam, que é o presidente da Fundação Parque Zoológico. Bresam, muito obrigado por estar aqui, obrigado pela ajuda que você forneceu juntamente com o Luiz Barbosa, diretor geral do Instituto de Botânica do estado de São Paulo. A ajuda e a cooperação de vocês foi essencial. E o Jardim Botânico é um centro de estudos que fornece programas de estudos de pesquisa para universidades aqui do estado de São Paulo, e esse é um dos pontos importantes que os novos concessionários terão também a preservar, pois isso gera valor de imagem, e valor de imagem se traduz em valor do negócio. Então muito obrigado a todos que contribuíram ao longo desses meses, para que esse objetivo pudesse ser alcançado. E se você permitir, vamos ouvir agora o consórcio reserva paulista, que está aqui com um dos seus sócios.

ROGÉRIO DEZEMBRO, CEO DA LIVEPARK: Bom, boa tarde. Obviamente estamos aqui excitados e emocionados com o resultado da concorrência. Obrigado, governador. Obrigado ao secretário Mauro, secretário Penido. Primeiro fazer um registro do que, como paulista, a gente em um momento tão difícil como esse da pandemia, a gente vê o governo do estado efetivamente atuando nessa pauta liberal, e trazendo, chamando a parceria da iniciativa privada para participar com investimentos, com melhoria da infraestrutura. E a gente se sente muito honrado de fazer parte desse processo, e deixar um registro aqui, governador, de que como paulista a gente se sente feliz em ver essa agenda efetivamente acontecendo. E como o senhor falou agora pouco, não apenas como retórica, mas como realidade. Então parabéns pelo trabalho do senhor e dos seus secretários. Gostaria de fazer um outro registro também, que nos estimulou a participar da licitação, da concorrência, que foi extrema competência e profissionalismo do material preparado, e todo o processo conduzido aqui através das duas secretarias, e também com a participação aqui da B3. Isso também transmite enorme segurança na hora de nós fazermos ali nossos cálculos e nossas projeções de cenários, para sermos tão agressivos em uma proposta que superou em 132% o lance mínimo. Então é esse tipo de profissionalismo, de seriedade, de transparência, de honestidade, que vai atrair cada vez mais investimentos. Então eu queria fazer esses dois registros, e deixar meu voto de confiança aqui como paulista, governador. Também fazer um registro de agradecimento aos nossos sócios no consórcio, além da LivePark, empresa da qual eu sou CEO, pertente ao Grupo DC SET, que é o mais importante grupo de entretenimento do país. Os nossos sócios do Oceanic Aquarium, de Balneário Camboriú, que fazem parte do consórcio, e o Cristiano Pai, e o Cristiano Filho, foi quem nos chamaram atenção para essa oportunidade do zoológico que viria a acontecer. Os nossos sócios da Turita Holding também, da Avengi, O [Ininteligível]. Enfim, toda a equipe aqui, o Kalil, que já nos representou ali por ocasião do anúncio informal, fazer um registro aqui de agradecimento. Porque é um consórcio que permitiu fazer esse lance tão agressivo, porque ele traz diferentes expertises da área de entretenimento ao vivo, expertise da área de tratamento com animais voltados ao público, que é o caso do aquário de Balneário Camboriú, que é um benchmarking, é um case de sucesso. Inclusive na questão de tratamento dos animais, e isso é uma coisa que também vale um outro registro, a competência e a surpresa positiva que nós tivemos quando das visitas técnicas ao Jardim Botânico, aí Jardim Zoológico, à fazenda e ao Zoo Safari. A equipe que existe lá, mais uma vez, é de deixar os paulistas com orgulho dos funcionários públicos desse estado. E nós temos muito a aprender com eles. E dizer na presença do governador, dos secretários e de todos, que a nossa pauta número zero é a questão ambiental e educação ambiental, transformar o Jardim Zoológico e o Jardim Botânico não apenas em fórum, mas em players ativos desse debate da defesa do meio ambiente, que ao contrário do que muitos acreditam, o conceito contemporâneo de economia é que a riqueza é natural, é uma riqueza infindável, o Brasil é rico por natureza, mas se souber tirar partido disso, se souber proteger, se souber recuperar e se souber valorizar isso. E é isso que a gente pretende fazer lá, dividindo isso com o público, e aprendendo muito, pelo menos, na fase inicial, com os funcionários que lá trouxeram o Jardim Zoológico, o Jardim Botânico até a presente data. Então mais uma vez, obrigado. E tenha certeza de que nós temos um enorme orgulho e um enorme desafio pela frente. Todos nós aqui acho que temos quando crianças, lembranças do Jardim Zoológico, do Jardim Botânico. E a gente quer trazer isso para um conceito mais contemporâneo, levando para lá outras atividades a partir da pauta da educação [Ininteligível]. Muito obrigado.

MEDIADORA: Muito obrigada, parabéns. A gente tem tempo para mais uma pergunta, ela vai para o secretário Penido, ela é da Priscila Mengui, do Estadão: "A Associação dos Pesquisadores Científicos do estado de São Paulo criticou a concessão por temer interferência, especialmente no Instituto de Botânica. Como essa autonomia e a manutenção das pesquisas será assegurada?".

MARCOS PENIDO, SECRETÁRIO DE INFRAESTRUTURA E MEIO AMBIENTE: Todo o projeto de concessão ele prevê a gestão através do contraditório, além da gestão, também que os concessionários devem manter tanto o botânico, quanto o zoológico no nível A do CONAMA, onde se dá o destaque para a pesquisa. E que através da Secretaria de Infraestrutura do estado, com o apoio das universidades, com o apoio do Instituto Botânico, do Instituto Florestal, do Instituto Zoológico, e da Fundação Zoológica, será dada continuidade à pesquisa através da secretaria. Se somará, nós não pararemos, nós agregaremos, tanto a pesquisa que será feita pelo contraditório para a manutenção no nível A, como todo o trabalho e pesquisa que já é feito pela secretaria, que será ainda mais reforçado, ainda mais agora que teremos todos os institutos reunidos em um só, que será o foco no produto final, que é a pesquisa, a melhoria do nosso meio ambiente.

MEDIADORA: Muito obrigada. Muito obrigada a todos. Eu encerro então a coletiva. As assessorias de imprensa do governador e da B3 estão à disposição, o e-mail é imprensa@b3.com.br. Muito obrigada, a todos.