Coletiva - Destruição Final de Armas - 20122704

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Transcrição da coletiva da Destruição Final de Armas

Local: Osasco - Data: 27/04/2012

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, dois atos hoje muito importantes para segurança pública. Primeiro a destruição das armas, armas apreendidas pela polícia que estavam em posse do Poder Judiciário, que hoje aqui nos fornos da Etna Steel, são transformados em aço líquido e viram trens, viram plataformas de embarque. Enfim, armas que matavam, na mão de criminosos, pondo em risco a população, são transformadas em aço para o desenvolvimento de São Paulo. A segunda, as armas que ainda não podem ser destruídas, que fazem parte do processo judicial, ficavam nos fóruns e havia muito roubo nos finais de semana. Criminosos assaltavam o fórum para pegar as armas. Então, com esse protocolo que assinamos, hoje, com o Presidente do Tribunal de Justiça, Ivan Sartori, essas armas ficarão sobre a custódia da Polícia Militar, nos batalhões da Polícia Militar. Então, fórum não terá mais arma, as armas ficarão sobre custódia da Polícia Militar, e a hora que puderem, que o processo se encerra, elas serão destruídas aqui nos fornos. Uma boa notícia também, agora, terça-feira, Dia Internacional do Trabalho, dia 1º de maio, homenagem aos trabalhadores. Então, está aqui conosco o secretário Davi Zaia, nós estamos anunciando o aumento do nosso auxílio-alimentação, que era de R$4,00, o vale-alimentação, aumento de 100%, para R$8,00. Então vai passar de R$4,00 para R$8,00, 100% a mais. Isso beneficia 188 mil funcionários da educação, 65 mil funcionários da saúde, 77 mil funcionários da segurança e 51 mil funcionários da administração geral. Tem outras secretarias também, eu peguei as maiores. Então, nós teremos 381 mil servidores estaduais, que ganham até R$2.600,00, que é quem tem direito ao vale-alimentação, que vão ter o vale-alimentação dobrado, passando de R$4,00 para R$ 8,00, vigência a partir do dia 1º de maio. Então, já a partir do dia 1º de maio está valendo já o vale-alimentação de R$4,00 para R$8,00.


REPÓRTER: Governador, a Assembleia pediu, vai investigar mais alguns contratos que o Estado tem com a Delta. São mais contratos do que o senhor tinha anunciado no início essa semana?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, eu acho que são... Eu não tenho o número exato. Mas são poucos contratos, alguns já até encerrados. Na SABESP já encerrado. Na DERSA já encerrado. Contratos antigos. Mas eu acho ótimo. Nós também vamos verificar, checar direitinho. Não acredito que tenha nenhum problema, mas é sempre bom investigar e esclarecer.


REPÓRTER: A decisão da justiça que beneficiou um usuário de droga, que ele pode circular livremente pela Cracolândia. Isso aí é ruim?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, não. Eu não vejo nenhum problema. Por quê? A Constituição Brasileira, ela já garante o direito de ir e vir. Então, as pessoas podem circular livremente, qualquer rua, qualquer praça, não tem nenhum problema. Agora, isso também não impede a polícia de fazer abordagem. Isso não proíbe. A polícia não está proibida de fazer abordagem se ela acha que alguém é suspeito. Mas a decisão, né, do direito de ir e vir, isso está garantido na Constituição Brasileira. Acho que a decisão judicial, ela é correta e ela não impede a abordagem. Um abração!