Coletiva - Eleições - 1º turno - 20120710

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Transcrição da coletiva - Eleições 2012 - 1º Turno

Local: Capital - Data: 07/10/2012

Parte 1

REPÓRTER: Seu candidato está em 4º lugar nas pesquisas...

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Não, está muito bem o Serra. Vamos chegar lá.

REPÓRTER: Não, mas eu não estou falando do Serra, estou falando do Chalita.

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Imagina.

REPÓRTER: Não vota não?

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: 45!

REPÓRTER: 45 então.

REPÓRTER: Eu queria saber uma outra coisa. Se o Serra perder hoje vai ser uma para o senhor, não vai ser?

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Não, não. São Paulo vai ganhar com a vitória do Serra.

REPÓRTER: Mas aí vai ficar chato se ele perder. Perder para o Haddad e para o Chalita, Russomanno.



Parte 2

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN:... seriedade e confiança. Acho que o Serra tem tudo, fez uma bela campanha, e temos confiança que vai chegar no segundo turno para fazer uma outra boa campanha para servir a população de São Paulo.

REPÓRTER: Vocês passaram essa manhã juntos?

REPÓRTER: Governador, por que o Serra se esquivou e não quis responder nenhuma pergunta?

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Não, hoje não é dia de falar, hoje é dia de ouvir a população.

REPÓRTER: O senhor acha que, se eleito, o Serra vai estar preparado para passar a sua candidatura para passar para a sua candidatura para o seu vice daqui a dois anos?

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Não, o Serra deve ficar os quatro anos para trabalhar, servir a população de São Paulo com a sua experiência, sua capacidade de trabalho.

REPÓRTER: Agora, o que é mais difícil para o Serra, cumprir as promessas ou ficar os quatro anos no Governo?

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Não, ele vai ficar os quatro anos e fazer um bom trabalho.


Parte 3

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Trazer uma palavra de confiança. O Serra fez uma bela campanha no primeiro turno, uma campanha com garra, determinação, junto com a população, cresceu. Agora aguardar com humildade, serenidade o resultado do primeiro turno e com absoluta confiança de que nós iremos para o segundo turno, ganhar a eleição para servir a população de São Paulo.



Parte 4

REPÓRTER: Governador, qual vai ser o segundo turno?

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, a expectativa é positiva, agora é aguardar com humildade, com serenidade o resultado do primeiro turno. Acho que o Serra fez uma boa campanha, com garra, junto das pessoas, levou bem a sua mensagem, conhece São Paulo, está preparado para esta responsabilidade... e aguardar, e com confiança ir para o segundo turno para servir a população de São Paulo.

REPÓRTER: O senhor tem uma preferência pelo adversário governador?

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Não, o adversário não se escolhe. Quem quer que seja o adversário é trabalhar para convencer a população que nós temos o melhor programa, o melhor candidato, a melhor aliança para servir a população que esta é a maior cidade latino americana e das grandes cidades do mundo.

REPÓRTER: O candidato José Serra subiu na hora certa nas pesquisas governador?

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Já vinha subindo, e eu acho que teve um crescimento grande agora no final. Aliás, as grandes definições de voto elas ocorrem ao final da campanha eleitoral.

REPÓRTER: Governador, como é que o senhor [ininteligível] do que disse o ex-presidente Lula de que o povo não está preocupado com o julgamento do mensalão.

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Eu acho que ele está equivocado, acho que a população está sim acompanhando, acompanhando com atenção porque é uma mudança cultural importante no país. O que estimula o mal feito? É a impunidade. O fato de encerrar o ciclo de impunidade, ela tem um sentido pedagógico, educativo um sentido importante na vida do país.


Parte 5

REPÓRTER: Governador, a queda do Russomanno surpreendeu o senhor?

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Não, eu acho que agora é aguardar. Agora é a população que fala através do voto, humildade para aguardar o resultado do primeiro turno e confiança indo para o segundo turno para fazer uma boa campanha. Vamos acompanhar.