Coletiva - Encontro de Túneis nas Obras de Expansão da Linha 5 - Lilás do Metrô - 20122605

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Transcrição da coletiva do Encontro de Túneis nas Obras de Expansão da Linha 5 - Lilás do Metrô

Local: Capital - Data: 26/05/2012

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Olha, destacar a importância dessa obra da Linha 5. A Linha 5, ela sai lá do Capão Redondo, Vila das Belezas, Giovanni Gronchi, vem até Santo Amaro e Largo 13; e agora, ela continua. São mais 11 estações de metrô, 11 km de obra. Hoje é o encontro do túnel da primeira estação, que é a Adolpho Pinheiro, que nós já pretendemos entregar o ano que vem, em 2013. Essa Linha 5, ela vai depois Borba Gato, Brooklin, vai pra Ibirapuera, Moema, Vila Clementino, passa por 10 hospitais, e ela é uma via integradora, porque na Água Espraiada ela interliga com a Linha 17, que é a Linha Ouro, que vai para o Morumbi. Em Santa Cruz, ela interliga com a Norte-Sul, que é a Linha 1; e em Chácara Klabin, interliga com a Linha 2. Então, ela interliga com a Linha 2, em Chácara Klabin, Linha 1, em Santa Cruz, e Linha 17, em Água Espraiada. Deve transportar 650 mil passageiros/dia. Nós queremos entregar já o ano que vem a primeira estação, e as demais estações 2014/2015. Grande obra. É importante na região sul de São Paulo.

ORADOR NÃO IDENTIFICADO: Todas as desapropriações já foram feitas?

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: As desapropriações estão andando bem. Nós temos a obra física num bom ritmo e a compra de trens também já ocorrendo. São 23 trens, cada trem são seis carros, 26 vezes 6 vai dar quase 140, 150 carros, todos com ar-condicionado, corredor contínuo, e os primeiros trens já começam a chegar o ano que vem.

ORADORA NÃO IDENTIFICADA: Esses 23 são só da Linha Lilás.

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Só da Linha Lilás, 26. 26 trens só aqui.

ORADORA NÃO IDENTIFICADA: E a inauguração...

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Só aqui, para a Linha Lilás, que é a Linha 5. A primeira estação ano que vem, 2013, que é a Adolfo Pinheiro.

ORADORA NÃO IDENTIFICADA: Primeiro ou segundo semestre, governador?

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Provavelmente no segundo semestre. As demais estações, elas vão ficar prontas muito próximas, não é? São 11 estações ao todo, 9 estações novas e duas que serão muito ampliadas, que é Santa Cruz e Chácara Klabin. O que puder... Em 2013 entregamos Adolfo Pinheiro; o que nós conseguirmos, vamos entregar em 2014, e tudo em 2015.

ORADORA NÃO IDENTIFICADA: Governador, as denúncias que atrasaram...

ORADORA NÃO INDENTIFICADA: [ininteligível] isso vai atrapalhar muito [ininteligível]?

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Não. Atrasou, não é? Isso atrasou. Nós tivemos um atraso aí de quase um ano, mas agora está em um ritmo forte, em um ritmo bom.

ORADOR NÃO INDENTIFICADO: Essa questão judicial, o senhor já acha que tá superado [ininteligível]?

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Olha, nós somos totalmente favoráveis a investigação. É qualquer fato, a apuração rigorosíssima. Agora, não teve nenhum fato e não se pode prejudicar a população e o Estado correr um risco enorme de indenizações muito elevadas.

ORADOR NÃO INDENTIFICADO: E a questão do IPTU [ininteligível]?

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: O IPTU eu acho que nós vamos resolver rápido. O que é que acontece? Você desapropria um imóvel, a dívida não é a dívida do imóvel que é do Metrô, é coisa passada que não foi pago. Aí vem o problema jurídico, quer dizer, pode o Metrô pagar uma dívida que não era dele? Mas é valor pequeno e a gente espera resolver rapidamente.

ORADORA NÃO INDENTIFICADA: Mas vocês vão pagar [ininteligível]?

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Se puder pagar, se puder pagar nós até pagaremos. Só precisa verificar a questão jurídica. O valor não é elevado.

ORADORA NÃO INDENTIFICADA: Governador, quanto às consultas de alianças para a pré-candidatura do Serra. Como é que está essa conversa? [ininteligível]

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Este é um encaminhamento mais partidário, não é? Feito entre os partidos. Mas já é uma aliança ampla, porque já tem PSDB, os Democratas, o PSD e o PV, então já é uma aliança. Está bom?

ORADORA NÃO INDENTIFICADA: Mais alguma novidade [ininteligível]?

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Ainda não.