Coletiva - Entrega Parcial de 103 Unidades Habitacionais - 20122107

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Transcrição da coletiva na Entrega Parcial de 103 Unidades Habitacionais em Registro

Local: Registro - Data: 21/07/2012

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Hoje, nós estamos entregando 103 casas aqui em Registro pra famílias que estavam em área de risco, em bairros na beira do rio, do valo, em regiões de área de risco. Então elas já podem mudar, já a partir de segunda-feira, casas novinhas, dois dormitórios, três dormitórios num novo padrão de construção com piso cerâmico, laje, energia solar, esquadrilhas de alumínio, azulejo, muito bem feitas. E o bairro com toda a infraestrutura. E mais 183 vamos sortear em agosto para entregar em setembro, então serão 286 moradias aqui em Registro. E a Secretaria da Habitação, o secretário Silvio Torres, já está trabalhando, nós vamos ter um programa habitacional para o Litoral Sul e Vale do Ribeira. É um programa dirigido a está região, um grande programa que vai ser lançado para a questão da moradia na região do Litoral e do Vale do Ribeira. A ligação do Vale do Ribeira com a Baixada Santista, dois trechos já estão concluídos na SP-55, Rodovia Padre Manoel da Nóbrega, e o terceiro trecho termina agora em novembro. Recapeamento, acostamento, segurança, sinalização, muito boa rodovia. E vamos começar, estamos licitando em agosto R$ 49 milhões, uma obra histórica, que é a ligação do Vale com o Alto Ribeira toda ela pavimentada. A ligação Registro, Sete Barras a São Miguel Arcanjo, então nós vamos ligar o Vale do Ribeira, o Litoral com a região de Sorocaba. Será a primeira rodovia ecológica de São Paulo, porque na região da Serra da Macaca, nós vamos ter todo um pavimento ecológico. É calçamento, mas um trabalho muito bem feito, o projeto executivo está pronto e a licitação agora no mês de agosto. O Aeroporto de Registro está pronto, eu não... Eu ia até descer de avião hoje lá, mas não desci, porque só está faltando assinatura da ANAC. A ANAC já fez a vistoria, estão é questão de dias, nós vamos ter a assinatura e a região passa a ter um aeroporto homologado, né? Homologado pela ANAC para atender aqui toda a região.


JORNALISTA: Governador, [ininteligível] da Tribuna, afiliada da Rede Globo aqui da região, com relação a esse convênio que o senhor assinou hoje, essa execução [ininteligível] e também com relação às obras do AME, prazo da entrega e a ampliação do [ininteligível]?


GERALDO ALCKMIN: Olha, primeiro em relação ao programa que está sendo lançamento, que é o Projeto do Mel no Programa de Agricultura Familiar e nas áreas de Quilombo. São 363 mil reais que nós liberamos, será implementado pelo Itesp e pelo Instituto de Botânica. Então nós vamos estimular o mel como uma boa alternativa de renda para agricultura familiar, para a área de Quilombos, né, e não precisa ter muito terra e só ter as caixas, né, com as abelhas, e é uma boa alternativa, também, econômica aqui para a região que tem muita mata, tem muita árvore e, portanto a apicultura pode ser uma belíssima alternativa. Em relação à Saúde, nós estamos com duas obras simultâneas: uma obra é o AME, que são R$ 4,5 milhões de investimento e deve ficar pronto até dezembro. 20 especialidades médicas e três salas de cirurgia, e todos os equipamentos para o atendimento a população. Então você vai à consulta com hora marcada, já faz os exames clínicos e de imagem, já tem o atendimento; se for cirúrgico, já tem a cirurgia. Três salas de cirurgias, claro que pequenas cirurgias. Depois a Rede Lucy Montoro, a região terá a Rede Lucy Montoro, que é voltada a pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida. Então: fisiatria, fisioterapia, reabilitação, próteses, toda parte locomotor... Motora. R$ 3,5 milhões de investimento devem ficar pronto no início do ano que vêm. Tudo ao lado do Hospital Regional, e o Hospital Regional, que é um prédio antigo, ele vai ser reformado. Então já vamos embalando: entrega o AME, entrega a Rede Lucy Montoro e já faz a reforma do Hospital Regional para atender a região aqui, gratuitamente, com qualidade. Aliás, não é um hospital pequeno, é um hospital de quase 200 leitos.


JORNALISTA: [ininteligível] Queria saber qual é a diferença [ininteligível] e demorar para fazer uma nova licitação, com a Casa Nossa Vida, que foi feita em dois anos e já com toda estrutura também, que ainda está faltando aqui.


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Olha, primeiro, o Governo de São Paulo é o único Governo do Brasil, Governo do Estado, que investe 1% em habitação popular, único, não tem nenhum outro Governo que invista 1,5 bilhão para famílias de baixa renda que ganha um salário, dois salários, três salários. Porque a prestação é de R$ 93,00, para quem ganha um salário mínimo. E casas com essa qualidade, casas de dois dormitórios, três dormitórios, energia solar, pé direito alto, piso cerâmico, azulejo, esquadria de alumínio, casas feitas com qualidade e com toda a infraestrutura. A empresa quebrou, você é obrigado a contratar uma outra empresa, tem um processo licitatório. Importante que nós estamos entregando 103 casas e em 60 dias mais 183 casas.


JORNALISTA: Governador [ininteligível] pelo o que o senhor colocou, na verdade, um veto acaba [ininteligível].


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Não, é o contrário. O prefeito Zildo, dizia até que vai precisar de casa lá para Pariquera-Açu, porque gera muito emprego, tanto o AME quanto a Rede Lucy Montoro. Hoje a saúde, como a educação, ela é muito geradora de emprego. Então nós vamos ter é emprego, mas crescimento. Pariquera é o grande polo de atendimento de saúde, porque você tem hospital, ambulatório de especialidades médicas e atendimento de reabilitação.


JORNALISTA: O momento político causou esse trauma todo?


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Eu não sei qual é a razão, mas não tem nenhuma procedência. Está bom?


JORNALISTA: Obrigado.


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Tem um cafezinho.