Coletiva - Entrega de 3 Novos Trens para a Linha 8 - Diamante da CPTM - 20122308

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Transcrição da coletiva na Entrega de 3 Novos Trens para a Linha 8 - Diamante da CPTM

Local: Capital - Data: 23/08/2012

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, hoje nós estamos entregando mais três trens para CPTM. Para a Linha 8 da CPTM, que é a linha que vai para Itapevi. Ela sai aqui de São Paulo, vai para Carapicuíba, Osasco, Barueri, Jandira... Até Itapevi. Então, mais três trens zero quilômetro, cada trem, oito carros; então mais 24 carros, todos salão contínuo, câmeras anteriores e posteriores, ar-condicionado, motorização maior... O trem antigo era um carro motorizado e dois arrastados, agora, aqui, é um motorizado um não motorizado. Melhor sistema de frenagem. Enfim, trens... Não são reformados, eles são zero quilômetro, trem novinho; Mais três trens, 24 carros. Com isso, nós completamos hoje 77 trens entregues. E vamos entregar mais 28 até março. Nós vamos entregando três trens todo mês, então nós completaremos 105 trens. Cada trem oito carros, são 840 carros novos, zero quilômetro, circulando. E para atingir a nossa meta de horário de pico, reduzir para três minutos o intervalo entre trens, o que vai diminuir a superlotação, diminui o tempo de espera e melhorar o conforto para os passageiros. E a segunda boa notícia é que no dia 31 de agosto, portanto, daqui uma semana praticamente, daqui oito dias, sexta-feira da outra semana, nós lançamos o edital de pré-qualificação de uma nova linha de metrô, que é a Linha 15 do Metrô, a Linha Branca; que sai de Vila Prudente, ela sobe... São mais de 13km de metrô, 17 estações novas de metrô, passa por toda ali, Vila Formosa, Tatuapé, Tiquatira, e vai até a Dutra. Nós vamos ter uma estação na beira da Dutra. Então, são mais de 13 km. Nós temos hoje... O metrô tem 74km em toda sua história, mais de 30 anos. Nós temos hoje 58 km de metrô em obra, 24km na Linha 2, 4km a mais na Linha 4, 11,5km na Linha 5, e 18km, que é o monotrilho, na Linha 17, dá 58km a mais; e temos 67km programados a mais. 34 km na Linha 6, que é linha que vai de São Joaquim para Zona Norte: Brasilândia, Freguesia do Ó... 20 km na Linha 18, que é a vai para São Bernardo do Campo, monotrilho; e 13 km nessa Linha 15, que é metrô, Linha Branca; que sai de Vila Prudente, ela cruza com o metrô da Linha 3, que é a Leste/Oeste, e vai terminar lá na Dutra, lá em Tiquatira.


REPÓRTER: É PPP, governador?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Não. Não é PPP, é obra pública. Nós esperamos no primeiro semestre do ano que vem já dar início às obras. Então, será a quinta linha em obra do Metrô... E esperamos lançar mais duas linhas, que é a Linha 6 e a Linha 18. A Linha 6 vai de São Joaquim, Higienópolis, Universidades, Perdizes, cruza o Rio Tietê, Freguesia do Ó, Brasilândia... E a Linha 18 é a que vai para São Bernardo do Campo. Mas essas ainda mais para frente. A que vai ser lançada este mês é a Linha 15. Não é edital para projeto, é edital para obra, obra física, construção do Metrô.


REPÓRTER: Governador, o presidente do Tribunal de Justiça encaminhou a peça orçamentária para o ano de 2013. Queria saber se haverá algum veto no orçamento ou se o que foi pedido pelo tribunal será encaminhado para ALESP?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, nós vamos encaminhar a proposta orçamentária para 2013, para o ano que vem, até o dia 30 de setembro. Então, agora que a Secretaria de Planejamento está recebendo as propostas do judiciário, do Ministério Público, do legislativo e do executivo, para elaborar a peça orçamentária.


REPÓRTER: Mas no ano passado houve um corte, foi pedido R$ 12 bilhões e só foram, aprovados R$ 6 bilhões. Haverá um corte nesse sentido também?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Vamos aguardar o estudo da peça orçamentária. É até 30 de setembro para se concluir esse trabalho.


REPÓRTER: O presidente do tribunal alega que não realiza concurso desde 2007 para escrevente, por conta do orçamento. É uma preocupação do governo essa questão?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, nós vamos encaminhar a peça orçamentária, a lei orçamentária até 30 de setembro. Então, vamos aguardar porque são até agora só estudos. Vamos entregar, no fim do ano, mais 6,5 km, só que aí é trem. Eu estava vendo, em 1995, quando o Mário Covas assumiu, morreram 66 “surfistas”, porque o pessoal viajava em cima do trem e entrava no trem pela janela. Eram os “pingentes”, ficavam todos pendurados no trem; E morreram 66, só surfistas ferroviários, chamados, em um ano. Então, hoje, você tem 74 km de metrô. Em obra, temos 58 km; e eu não estou contando, aqui, na Linha 4, a ferrovia que está pronta, que cinco estações vão ser entregues. Eu só estou contando o “rabinho”, os quatro km.


JURANDIR FERNANDES, SECRETÁRIO DE TRANSPORTES METROPOLITANOS DO ESTADO DE SÃO PAULO: Esses quatro quilômetros, governador, é de Butantã até Vila Sônia; porque ainda, depois, nós vamos ter a extensão até Taboão da Serra, ainda.


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Isso.


REPÓRTER: Essa aqui, vocês entregam quando, essa extensão aqui?


JURANDIR FERNANDES, SECRETÁRIO DE TRANSPORTES METROPOLITANOS DO ESTADO DE SÃO PAULO: Em 2014.


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Isso aqui é o que está em obras, 58 km. Isso aqui é o que vai começar, mais 67 km. Então, se vocês somar aqui, dá 125 km. Hoje, o metrô tem 74 km, você vai para 200 km.


REPÓRTER: Vai quase igual uma CPTM, não é?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: É. A CPTM tem duzentos e...?


JURANDIR FERNANDES, SECRETÁRIO DE TRANSPORTES METROPOLITANOS DO ESTADO DE SÃO PAULO: Tem 260.


REPÓRTER: Vai ficar a metade.


REPÓRTER: E Ferroanel, governador?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: A Ferroanel, a Presidenta Dilma lançou o programa de concessões, nós estivemos lá. E, em São Paulo, não tem rodovia, porque aqui não tem quase BR. Quase todas as rodovias são SP, são estaduais, e as três federais já são concessionadas, é a Dutra, a Fernão Dias e a Régis Bittencourt. Então, não teve novidade. Agora, na área ferroviária, eu diria que talvez a maior obra de concessão ferroviária são os dois tramos do Ferroanel. O Ferroanel Norte, que vai ligar, aqui, Manoel Feio, aqui na zona leste, até... Pirituba?


JURANDIR FERNANDES, SECRETÁRIO DE TRANSPORTES METROPOLITANOS DO ESTADO DE SÃO PAULO: Até Perus.


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Até Perus. Esse é o Ferroanel Norte. Então, você tira o trem que está passando na Luz, o trem de carga. Por que a pessoa, quando sai do trem, tem um espaço para pegar o trem lá, em vários lugares. Por causa da carga, o trem de carga, senão ele não passa. A hora que tirar o trem de carga, a gente até acaba com esse espaço. Então... E o tramo Sul, que sai de...


JURANDIR FERNANDES, SECRETÁRIO DE TRANSPORTES METROPOLITANOS DO ESTADO DE SÃO PAULO: O tramo sul, ele sai lá de Suzano e vai para Evangelista.


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: ...Suzano e vai até de Evangelista de Souza, que é São Paulo ou Rio?


JURANDIR FERNANDES, SECRETÁRIO DE TRANSPORTES METROPOLITANOS DO ESTADO DE SÃO PAULO: São Paulo.


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: São Paulo. Então, o tramo Norte e o tramo Sul. Esse está sendo tratado pelo governo de São Paulo com o governo federal e com as concessionárias, mas ainda não arredondou, ainda, o valor e o [ininteligível].


JURANDIR FERNANDES, SECRETÁRIO DE TRANSPORTES METROPOLITANOS DO ESTADO DE SÃO PAULO: Eu queria mostrar uma coisa, governador, até aproveitando que nós estávamos comentando com o governador isso. É aqui, olha. Governador, nós estamos comprando, hoje, já está contratado, 742 carros de trem, carros de passageiros. E nós estamos encomendando, com essas obras aqui, mais 348 carros a contratar; mas vamos pegar só o que está contratado. Hoje, no Metrô, estão contratados 742 carros. Se nós pegarmos os 840 carros, que o senhor está entregando hoje uma parte, já está contratado, essa soma aqui dá mais de 1500, quase 1600. Contratados. E a produção brasileira, o ano passado, tem um gráfico interessante, aqui, foi de 336 carros... Passageiros. Hoje, nós temos aqui, contratadas para São Paulo, cinco anos para a produção. Então, eu acho que isso mostra o esforço, mesmo, nosso... De, inclusive, para toda cadeia produtiva ferroviária.


REPÓRTER: Secretário, qual que é o custo dessa nova linha e o cronograma [ininteligível]?


JURANDIR FERNANDES, SECRETÁRIO DE TRANSPORTES METROPOLITANOS DO ESTADO DE SÃO PAULO: Hoje, o que nós estamos lançando, dia 31 o governador lançou, era o custo... Por enquanto nós estamos só falando o custo da obra civil: é R$ 1,2 bilhão. Nós não estamos colocando ainda aí a frota dela, que vem toda a sinalização e tudo. Hoje, uma obra de Metrô toda enterrada como esta, está em torno de R$ 400 a R$ 450 milhões. Portanto, o custo global dela, com tudo, ficará em torno de R$ 4 bilhões, R$ 4,5 bilhões. O custo global. Hoje, esse Edital é só de obras civis.


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Isso inclui ferrovia, estações, trens, sinalização, o conjunto todo.


JURANDIR FERNANDES, SECRETÁRIO DE TRANSPORTES METROPOLITANOS DO ESTADO DE SÃO PAULO: Desapropriações.


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Desapropriações.


JURANDIR FERNANDES, SECRETÁRIO DE TRANSPORTES METROPOLITANOS DO ESTADO DE SÃO PAULO: Mitigações ambientais.


REPÓRTER: O senhor não tem ideia de quanto que vai ser desapropriado para essa linha?


JURANDIR FERNANDES, SECRETÁRIO DE TRANSPORTES METROPOLITANOS DO ESTADO DE SÃO PAULO: Nós já temos, nós já temos.


REPÓRTER: Secretário, e qual é o cronograma das obras?


JURANDIR FERNANDES, SECRETÁRIO DE TRANSPORTES METROPOLITANOS DO ESTADO DE SÃO PAULO: Essa linha, a previsão de operação dela é para 2016. Mas, a nossa ideia é fazer a primeira parte dela até Anália Franco, o mais rápido possível, porque essa linha ela vai aliviar muito a Linha 3. Então, assim que puder a gente já inaugura até Anália Franco; que é mais ou menos a metade.


ORADORA NÃO IDENTIFICADA: Mas, o que seria o mais rápido possível? Mais ou menos.


JURANDIR FERNANDES, SECRETÁRIO DE TRANSPORTES METROPOLITANOS DO ESTADO DE SÃO PAULO: Não é muito diferente de 2016, uma obra de Metrô, ela é demorada mesmo. Agora, o que já passou já foi demorado, toda parte de projeto funcional, projeto básico, executivo, agora, nós começamos a fazer a contratação da obra. Então, você começa a ter mais definição de dados.


REPÓRTER: E são quantas estações?


JURANDIR FERNANDES, SECRETÁRIO DE TRANSPORTES METROPOLITANOS DO ESTADO DE SÃO PAULO: 17 estações.


REPÓRTER: Tudo enterrada, secretário?


JURANDIR FERNANDES, SECRETÁRIO DE TRANSPORTES METROPOLITANOS DO ESTADO DE SÃO PAULO: Toda enterrada. Passará sobre as rodovias, o Tietê, e aqui [ininteligível].


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN (PSDB): Ela integra a Linha 2 e a Vila Prudente. Ela integra a linha 3, que é a Leste/Oeste, lá em Anália Franco, correto?


JURANDIR FERNANDES, SECRETÁRIO DE TRANSPORTES METROPOLITANOS DO ESTADO DE SÃO PAULO: Isso. Em Anália Franco, vai encontrar com a Linha 6 da Freguesia do Ó.


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: E a três? Tem que passar para a três.


JURANDIR FERNANDES, SECRETÁRIO DE TRANSPORTES METROPOLITANOS DO ESTADO DE SÃO PAULO: E Penha, governador, e Penha?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Penha é o CPTM.


JURANDIR FERNANDES, SECRETÁRIO DE TRANSPORTES METROPOLITANOS DO ESTADO DE SÃO PAULO: E Tiquatira é na CPTM.


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Tá certo. Você sai da Vila Prudente, então aqui é a Linha 2, aí você sobe e na Anália Franco integra com a Linha...


JURANDIR FERNANDES, SECRETÁRIO DE TRANSPORTES METROPOLITANOS DO ESTADO DE SÃO PAULO: Futura Linha 6, na Freguesia do Ó.


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Linha seis, Freguesia do Ó. Aí você sobe, integra na Penha, com a atual 3, que é Leste/Oeste. Aí na Penha, você integra com trem e com metrô.


REPÓRTER: Então integra com os dois, não é? Na Vermelha, porque vai o expresso e o metrô.


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Aí você sobe e integra com a Linha 12 da CPTM, que é Tiquatira, e aí chega na Dutra. Então, você integra a 2, 6, 3, 11 da CPTM, 12 da CPTM e a Dutra.


JURANDIR FERNANDES, SECRETÁRIO DE TRANSPORTES METROPOLITANOS DO ESTADO DE SÃO PAULO: E no futuro com a futura Linha 19 de Guarulhos.


GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO, GERALDO ALCKMIN: E no futuro com a Linha 19, que é o metrô de Guarulhos.


REPÓRTER: O final da Dutra, onde é especificamente?


GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO, GERALDO ALCKMIN: Tiquatira. Ali tem uma ETEC, ali naquele viaduto...


REPÓRTER: E a demanda, secretário?


JURANDIR FERNANDES, SECRETÁRIO DE TRANSPORTES METROPOLITANOS DO ESTADO DE SÃO PAULO: Olha, ela vai se complementar com a Linha 2. A Linha 2, hoje, já está com 630 mil passageiros/dia, então, essa linha como um todo, ela vai atingir 900 mil passageiros/dia. Mas isso considerando que a Linha 2, hoje, desde a parte dela que já está com 630 mil, mais essa movimentação. Na verdade, ela vai ser uma linha só que vai se integrar com a 2. Então é para 900 mil passageiros no total.


REPÓRTER: [Ininteligível].


JURANDIR FERNANDES, SECRETÁRIO DE TRANSPORTES METROPOLITANOS DO ESTADO DE SÃO PAULO: Não, não. Na verdade ela vai ser uma continuidade da 2. O que vai acontecer de integração na Vila Prudente, vai ser com o monotrilho da Cidade Tiradentes.


REPÓRTER: [Ininteligível].


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: E essa assinatura que nós fizemos do PAF, o programa do ajuste fiscal, que trouxe R$ 11,9 bilhões de novos financiamentos, 70% é só trilho; é metrô e trem.