Coletiva - Entrega de 580 unidades habitacionais + assinatura de ordem de serviço para início das obras do piscinão + entrega do Parque Municipal 20163011

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Coletiva - Entrega de 580 unidades habitacionais + assinatura de ordem de serviço para início das obras do piscinão + entrega do Parque Municipal

Local: [[]] - Data:Novembro 30/11/2016

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Boas notícias para Franco da Rocha, uma cidade que sofreu muito com as enchentes. Aqui, nós tivemos uma enchente muito grave, há seis anos atrás, cinco anos atrás; e, de outro lado também, com a questão de área de risco. Então, as duas questões estão sendo enfrentadas. Primeiro, em relação às enchentes, fizemos três polders, dois polders no Ribeirão Euzébio, margem direita e margem esquerda, e também no Rio Juqueri. Fizemos também o desassoreamento do Rio Juqueri e do Rio Euzébio, e estamos autorizando já a Ordem de Serviço para fazer um piscinão de 200 mil metros cúbicos de reservação. A obra começa esta semana, e deve ficar pronta em 12 meses. A outra boa notícia, Franco da Rocha tem 1.160 apartamentos do programa Minha Casa Minha Vida e do programa Casa Paulista do estado. Então, famílias para saírem do aluguel e muitas famílias que estavam lá naquelas áreas de risco, que estão vindo agora para área segura, apartamentos novos. Então, uma parte desses apartamentos destinam exatamente a essas famílias, que estavam em local de risco.

REPÓRTER: Governador, como essas famílias foram selecionadas? E como será o sistema de pagamento do imóvel?

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Olha, o pagamento do imóvel, a menor prestação é R$ 80 e a maior prestação é R$ 270, depende da renda. Agora, o aluguel de um apartamento aqui em Franco da Rocha deve ser R$ 600, R$ 500, e aqui para a pessoa ser dona do imóvel. A seleção da área de risco é pela gravidade. Então, você tem um estudo do IPT que mostra aquelas áreas que o risco é maior. Então, essas têm prioridade. São pessoas até que na época já saíram desses locais pela gravidade.

REPÓRTER: As obras do piscinão, dos polders vão evitar...

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: As obras dos polders, três...

REPÓRTER: Enchentes como a de março?

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: É. As obras dos polders, três estão prontas. E do piscinão começa... Já é Ordem de Serviço. Já está licitado, contratado. Vai melhorar muito. Vai ajudar muito. Você nunca pode, em engenharia, dizer que você fez uma obra que evita qualquer tipo de intempérie, mas eu diria que a cidade terá, como na expressão do prefeito, o Kiko, uma resiliência muito maior, porque você tem morros muito íngremes e o rio, então, você tem pouco espaço. Então, a várzea moderna é o piscinão e os polders protegem a cidade. O Dr. Ricardo Borsari, que é um grande engenheiro hidráulico, ele pode dar explicaç&oti lde;es aí melhores.

REPÓRTER: Sobre a deleção da Odebrecht, a lista, o senhor comentou já ontem, eu queria que comentasse de novo, pois eu não estava lá. E quem pode ser o santo da lista para o senhor?

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Olha, ali tivemos duas citações. Uma referindo a uma rodovia feita há 15 anos atrás, que não foi feita pela Odebrecht, estranho porque quem venceu a licitação foi a Queiroz Galvão, e quem executou a obra foi a Queiroz Galvão. E outra, referente a 2004, que nem disputei eleição. Então, é preciso verificar. Está bom?

REPÓRTER: Quem pode ser o santo da lista, para o senhor?

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Cabe verificar. Aliás, se você for verificar essa questão de 2004, isso está anexado a um documento chamado CEO, Grupo CEO. A disputa não era no estado, a disputa era da prefeitura.

REPÓRTER: Sobre o acidente na Colômbia, o Governo do Estado foi acionado, de alguma forma, para ajudar na identificação de corpos?

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Eu liguei ao governador Raimundo Colombo, nos colocando à disposição, mas o Governo Federal já providenciou avião, equipes técnicas, o próprio presidente da Colômbia também já tomou todas as medidas. É uma tragédia, nós queremos nos solidarizar com todas as famílias, com a população de Chapecó, de todo Brasil porque nós tínhamos jogadores de vários estados, e estamos na torcida aí pelos que sobreviveram para que eles se recuperem. Está bom? Ah, sim, tem uma outra notícia importante. Amanhã abre a Audiência Pública para lançamento do edital de duas concessões, a Linha 5 do metr&ocir c;, que nós vamos entregar o ano que vem, são nove estações, entregues simultaneamente. Então, nós já estamos abrindo o processo licitatório, porque ela será operada pela iniciativa privada. Então, o setor privado terá operação, manutenção, conservação, investimento, requalificação. E também da Linha 17, que é a que vai ligar o Aeroporto de Congonhas e integra com a Linha 5. Então, amanhã é publicado a consulta pública, ela fica aberta do dia 1º até o dia 20 para recebimento de sugestões, para ir lançar o edital já da concessão. Então, Linha 5, a Linha 5 vai de Santo Amaro até Chácara Klabin, é a linha dos hospitais, é uma linha nova, porque ela passa pelo o Hospital do Servidor, pela Gastroclínica, ACD, Hospital Sã o Paulo, chamada Linha dos Hospitais. E a Linha 17, ela sai de Congonhas, o aeroporto, e ela integra com esta Linha 5, e integra com a Linha 8, da CPTM, ali na marginal do Rio Pinheiros.

REPÓRTER: Nove, não é? Esmeraldas.

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Nove. Perdão. Oito é que vai para... Sete é Jundiaí aqui de... Oito é Osasco. É 9, que a linha da marginal do Pinheiros, vai para a zona sul.

REPÓRTER: Subterrânea ou monotrilho?

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Não, monotrilho... Aquela que você passa na Av. Roberto Marinho e vê o... Monotrilho é aéreo. E a Linha 5 é enterrada.

REPÓRTER: Começa quando a construção, a previsão...

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Não, já está ficando pronta. Nós estamos licitando a operação. Então, nós entregaremos em 2017, a ano que vem, a Linha 5; e no início de 2018, a Linha 17. Então, já vamos abrindo o processo licitatório para ganhar tempo. Está bom?

REPÓRTER: Obrigado, governador. Categoria 30 de novembro de 2016 [[]]