Coletiva - Entrega de 5 Novos Trens para a Linha 8 - Diamante da CPTM - 20122004

De Infogov São Paulo
Revisão de 09h31min de 24 de abril de 2012 por Biacotrim (discussão | contribs) (Criou página com ''''Transcrição da coletiva de Entrega de 5 Novos Trens para a Linha 8 - Diamante da CPTM''' '''Local: Capital - Data: [http://infogov.imprensaoficial.com.br/index.php?titl…')
(dif) ← Edição anterior | Revisão atual (dif) | Versão posterior → (dif)
Ir para navegação Ir para pesquisar

Transcrição da coletiva de Entrega de 5 Novos Trens para a Linha 8 - Diamante da CPTM

Local: Capital - Data: 20/04/2012

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Nós estamos entregando o trem de número 72, já são 72 trens novos, zero km fabricados aqui no Brasil, todos com ar-condicionado, câmera de vídeo interior, posterior; motorização, que era 33%, agora 50%, um carro motorizado, outro não motorizado, eram um carro motorizado pra três carros; sistema de frenagem melhor, esse é o 12º trem da Linha-8 que é a que vai pra Osasco, Barueri até Itapevi, e o de número 72. Estão faltando 33 trens novos de um total de 105! 105 trens 0 km, cada trem tem oito carros, então são 840 carros a mais que nós vamos ter 0 km circulando. E autorizamos a licitação para mais 55 trens, o prazo da indústria é sempre 24 meses, então quando a gente terminar de entregar esses trens, o ano que vem, no final do ano, 2014, já começam a chegar os outros 55 trens, 440 carros 0km. Além do investimento nos equipamentos, o investimento na rede elétrica, investimentos nas novas subestações, até a gente pede a compreensão dos usuários que alguns domingos, alguns trechos de linha serão interrompidos, mas em benefício da segurança e em benefício da qualidade do trabalho. A CPTM, que transportava 700 mil passageiros, hoje está transportando 2,7 milhões de passageiros por dia, além da sua extensão de Itapevi até Amador Bueno, de Grajaú até Varginha e depois o Expresso Guarulhos para o Aeroporto de Guarulhos. Então, são investimentos importantes. Queria também trazer uma palavra sobre os professores, agora, no mês que vem, na segunda quinzena de maio, nós estamos chamando nove mil professores concursados. Nove mil professores concursados que devem iniciar a escola de professores no mês de agosto, então mais nove mil professores concursados na rede de ensino de São Paulo.


JORNALISTA: Começam a dar aula em janeiro do ano que vem?


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Exatamente. Exatamente, então, a gente chama agora em maio, começa a chamada, nove mil, em agosto começa a escola de professores e ingressa em 2013 em sala de aula.


JORNALISTA: Depois vai haver alguma nova... Vai. Não para. Agora a nossa meta é chegar o máximo próximo de 100%.


JORNALISTA: Governador, quais são as próximas linhas que vão parar nos domingos. Por enquanto é a nove, né? E quando...


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Jurandir Fernandes acabou de falar aqui, Linha-7 que é a linha que vai pra Jundiaí. E a Linha-8 que é essa linha aqui que nós estamos entregando hoje cinco trens 0km. E esses trens novos eles são corredor contínuo. Você tá no oitavo carro, você enxerga o primeiro carro e você pode transitar do oitavo ao primeiro carro sem precisar descer do trem. É tudo corredor contínuo, que é mais moderno, distribui melhor o usuário, mais segurança e melhora o sistema de ar-condicionado.


JORNALISTA: Eles têm menos carros que os trens antigos. Os trens antigos têm 12 carros, esses têm oito, né?


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Não. Oito carros. Metrô, seis carros. Monotrilho, sete carros. CPTM, oito carros.


JORNALISTA: Mas os carros antigos, os trens antigos da CPTM têm 12 carros essa linha, por exemplo.


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Mas agora, tudo agora padronizado, oito carro, quatro motorizados e quatro não motorizados. É 50% de motorização.


JORNALISTA: Hoje a Linha-11 [ininteligível] uma composição quebrou, a Linha 11 [ininteligível] e foi retirada. Esses trens antigos estão dando problemas, eles serão retirados de circulação ou serão reformados?


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: O secretario Jurandir Fernandes, o presidente da CPTM detalham melhor aí pra vocês. Tá bom?


JORNALISTA: Governador, o senhor vai determinar a revisão dos contratos com a empresa [ininteligível].


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Olha, eu até mandei checar. Eu tenho a impressão que nós temos três contratos, se é que é isso... Cadê o Kleber? Três contratos. Um da Unicamp que tem autonomia, tem dois do Estado. O Governo já faz monitoramento completo. E custa fazer de novo, mas já é feito permanentemente. Ganharam por menor preço.


JORNALISTA: Quais são os valores dos contratos?


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Eu acho que um contrato é de R$ 4 milhões, o outro de R$ 28 milhões. Nós temos milhares de contrato.


JORNALISTA: Governador, o secretário [ininteligível] da Secretaria de Desenvolvimento Urbano... Tem algum avanço naquele projeto da Via Parque de ligar aqui o Brás, desculpa, a Lapa até o Brás.


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: [ininteligível] pode responder.


ORADOR NÃO IDENTIFICADO: No Brás fazemos uma tratativas com o Estado. Temos uma proposta de convênio em análise, junto com a Secretaria de Transporte Metropolitanos para que isso possa caminhar.


JORNALISTA: Mas não tem nenhum avanço por enquanto.


ORADOR NÃO IDENTIFICADO: Não. O avanço... Acho que é as tratativas e a própria desenvolvimento do ponto de vista da prefeitura interagindo com a CPTM desse projeto de operação urbana.


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Depois tem o café aí viu?