Coletiva - Entrega de 60 casas da CDHU - 20120109

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Transcrição da coletiva na Entrega de 60 casas da CDHU

Local: Luiziânia - Data: 01/09/2012


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: São 240 casas novinhas com toda infraestrutura, aqui em Luiziânia, 60 casas, lá em Guaiçara também mais 180 e em Promissão inauguramos o novo Centro de Hemodiálise 20 leitos, 20 máquinas novas importadas da Alemanha pra fazer hemodiálise. E queria dizer quem em todos os municípios a Prefeitura conseguindo um alqueire de terra dá pra fazer 50 casas, então cada um alqueire faz 50, se conseguir dois alqueires dá para fazer 100 casas, então é um programa que a gente oferece a todos os municípios no sentido de fazer moradia, principalmente pra quem não tem casa e famílias de menor renda. São Paulo é o estado que quem ganha um salário mínimo pode realizar o sonho da casa própria, sai do aluguel, e hoje nós estamos fazendo 43.000 casas e apartamentos, isso gera muito emprego, né? Cada casa, a gente pode calcular quatro empregos em média na construção civil, então um programa socialmente importante pra as famílias de menor renda poder ter acesso à casa própria e um programa economicamente importante, porque gera muito emprego também.


REPÓRTER 1: Agora, governador, sobre a questão do reajuste dos pedágios, aqui da região que é uma das principais reclamações da população, qual a posição do Governo em relação a isso?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha! Isso é vez por ano que ocorre, geralmente no mês de julho e apenas pelo índice inflacionário, se não tiver inflação, não tem reajuste. O que nós fizemos foi passar para o IPCA, porque às vezes os IGPS tem muito salto no índice de acordo como dólar, de acordo com economia internacional, o IPCA retrata mais a nossa inflação, aqui brasileira. Agora uma boa notícia pra região é que nós vamos ter obrigatoriamente pela concessionária grandes investimentos, nós esperamos começar já a partir de outro, eu posso passar a relação, mas são 253 km de estradas vicinais que vão ser recapeadas de acessos aos municípios que vão ser recapeados, tudo feito obrigatoriamente pela concessionária, então a além dos investimentos na Marechal Rondon, né, nos investimentos na rodovia, nós vamos ter muito investimento nos municípios que vão começar, agora: estradas vicinais recapeadas, e acesso a cidade recuperado, um conjunto de obras pra região.


REPÓRTER 2: Governador, alguns cientistas políticos, disseram essa semana que senhor está entre os melhores governadores do país, qual o segredo da sua administração? O senhor vai falar pra Rádio Tupã.


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Ah, tá bom! Olha! Eu acho que é humildade, né, é trabalhar mais perto da população, é ouvir bastante a população, fazer parcerias e seriedade, eu acho que a grande diferencial, hoje, na política não é tanto ideológico, porque as ideologias convergem, né? Elas, as diferenças são menores hoje do que era há 40, 50 anos atrás, é muito da eficiência. Eu sempre tenho dito, o novo conceito da ética é a eficiência, que é roubar e não deixar roubar é obrigação, agora fazer mais e melhor com o dinheiro público, isso é eficiência e aí beneficia a população.


REPÓRTER 3: E alguns apostam, governador... [ininteligível]


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Gostar de gente não é privilégio de quem é médico, né, gostar de gente é um... É um ato de humanidade, é um ato de fraternidade, são valores, são princípios, mas não a dúvida que a medicina nos põe permanentemente em contato com a dor, com o sofrimento, e nos faz entender melhor os problemas da população.