Coletiva - Entrega de 86 moradias da CDHU em Nova Guataporanga - 20121711

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Coletiva - Entrega de 86 moradias da CDHU em Nova Guataporanga

Local: Nova Guataporanga - Data: 17/11/2012

JORNALISTA: Governador, são muitos investimentos aqui na nossa região, agora de manhã o senhor passou por duas cidades, e além de entregar as 86 moradias aqui em Nova Guataporanga, também anunciou aí outros investimentos pra cidade?


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Nós entregamos hoje 119 casas em Parapuã, e 86 aqui em Nova Guataporanga, temos mais de 3.000 em obras e 1.500 pra iniciar, fazer um grande investimento habitacional. Grande obra rodoviária, comandante João Ribeiro de Barros, que dia 23 sai o edital, uma obra de mais de R$ 150 milhões, de Adamantina até Tupi Paulista. Recapeamento, terceiras faixas, acostamentos, viadutos, obras de segurança, e no começo do ano publicaremos de Tupi Paulista até Panorama, mais 50 milhões de reais; e de Parapuã até Martinópolis, a SP-425 que é a Assis Chateaubriand, uma obra perto de R$ 70 milhões de reais publicaremos em dezembro. Então, um investimento importante na área de rodovias, e a Alta Paulista ganhará mais uma FATEC, em Adamantina, bem no Centro da cidade. E já mais três engenharias pra região, engenharia agronômica em Dracena, engenharia de biossistemas em Tupã e engenharia na área de energia em Rosana. Então, a UNESP expandindo as suas engenharias aqui na região.


JORNALISTA: Governador, nós tivemos um problema aqui em Nova Guataporanga com o atraso de entrega dessas casas. Por que isso aconteceu? É necessário primeiro um evento como esse pra que elas sejam entregues? O que fez a demora dessas casas?


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Não, não. Ficou pronto, nós já entregamos, imediatamente. Por que é que houve aqui realmente um atraso? Porque nós não podemos entregar as chaves sem a escritura estar averbada no cartório, o Ministério Público não permite. E a averbação precisa ter a certidão de débito negativo das empresas. E uma empresa de serviços contratada pela prefeitura, a Receita Federal não dava a CND – Certidão Negativa de Débitos. Então, enquanto nós não resolvemos isso não podia entregar. Estamos até estudando um mandato de segurança, uma maneira jurídica de poder acelerar, mas não foi pelo governo, foi uma empresa contratada pelo município que não tinha CND e atrasou a entrega. Mas, ficou pronto, nós imediatamente entregamos.


JORNALISTA: Governador, o que significa essa entrega para a Secretaria?


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Olha, eu diria que a coisa mais feliz que a gente tem do governo é poder viabilizar casa pra quem ganha um salário mínimo. Essas pessoas jamais poderiam comprar uma casa própria, novinha, né, com toda infraestrutura, num residencial. Isso é possível porque a prestação é R$ 93,00, não passa de 15% da renda da família, então possibilita quem ganha um salário. Porque há um grande subsídio do governo, quer dizer, quem tá pagando 70% dessa casa é o governo, e a única maneira de viabilizar a casa pra famílias de menor renda. Então, a nossa prioridade é quem ganha de um a cinco salários mínimos. Nós vamos até 10 salários, mas a prioridade é um a cinco salários, é possibilitar que famílias de menor renda possam sair do aluguel, deixar de morar com parente, né, poder realizar o sonho da casa própria.


JORNALISTA: Obrigada, governador.