Coletiva - Geraldo Alckmin - Formatura de 920 soldados da Polícia Militar - 20122007

De Infogov São Paulo
Revisão de 14h21min de 20 de julho de 2012 por 201.55.6.51 (discussão)
(dif) ← Edição anterior | Revisão atual (dif) | Versão posterior → (dif)
Ir para navegação Ir para pesquisar

Transcrição: Coletiva - Geraldo Alckmin - Formatura de 920 soldados da Polícia Militar

Local: Capital - Data 20/07/2012

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Bom dia.


JORNALISTA: Tudo bem, governador? Bom dia.


JORNALISTA: Bom dia governador.


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Hoje é um dia importante para a segurança pública de São Paulo, 920 novos soldados, homens e mulheres, para servir e proteger a população de São Paulo. Então se fortalece a segurança no cerco ao crime, para trazer mais proteção às famílias do nosso estado. Um concurso rigoroso, nós tivemos perto de 80 mil inscritos neste concurso. A escola superior de soldados, um ano de estudos, e agora mais um ano de estágio probatório. Então são dois anos, praticamente de preparação até a efetivação na Polícia Militar. Nós temos procurado valorizar a carreira policial e, de outro lado, isso passou a atrair mais pessoas e os processos seletivos são rigorosos. A prova disso é ter perto de 80 mil inscritos, agora, para esse concurso. Tivemos uma formatura hoje, teremos outra agora no final do segundo semestre e com isso vamos fortalecendo a segurança pública do nosso estado.


JORNALISTA: Governador, o que o senhor achou da ação da Polícia Militar ontem aqui em São Paulo e também em Santos?


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Olha a tolerância a qualquer tipo de abuso ou erro, ela é zero. Por isso, nós criamos a chamada Via Rápida, modificamos a lei orgânica da Polícia Civil, modificamos o regime disciplinar da Polícia Militar, exatamente para não permitir nenhum tipo de impunidade ou tolerância. Os policiais já estão presos, já foi aberto todo o processo investigatório, vou solicitar inclusive ao ministério público que acompanhe essas apurações, acompanhe toda a orientação nossa, do secretário de Segurança Pública, do comando da PM é a apuração rigorosa, detalhada e punição.

JORNALISTAS: Qual é o treinamento governador?

JORNALISTAS: [ininteligível] o estado de São Paulo está violento demais?

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Olha, a Polícia é cumpridora da lei, né. São Paulo é terra da lei, terra da legalidade, então nós, até para que não haja nenhuma dúvida, já desde o ano passado todo caso de confronto de criminosos com a Polícia, hoje quem investiga é o DHPP. Inclusive determinamos que quem faz todo o processo investigatório é o DHPP. Temos uma corregedoria bastante preparada e uma ação rápida. Tanto é que nesses casos, os policiais estão presos e o processo investigatório já está instaurado, e nós vamos solicitar ao Ministério Público que acompanhe os dois casos.


JORNALISTAS: Governador, ainda falta treinamento para os policiais, para que eles cheguem a tal ponto? Falta treinamento para eles?


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Olha, veja essa formatura de hoje; precisa ter um processo seletivo rigoroso, porque são 80 mil inscritos né, é um processo seletivo rigoroso. Depois um ano, isso para soldado, um ano e mais um ano de estágio probatório. Agora, nós temos só de policiais militares 94 mil, fora Polícia Civil e a Polícia Científica. Então pode haver erro, pode haver desvio. O que tem de se fazer? Ter uma corregedoria firme, uma ação rápida da Polícia, apuração rigorosa e punição


JORNALISTAS: [ininteligível] Hudson Camili, que afirmou ontem a noite, que ação de Pinheiros, especificamente, foi correta, tecnicamente correta, governador?


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Eu vou pedir ao secretário da Segurança Pública que dê uma palavrinha com vocês.