Coletiva - Governo de São Paulo inaugura Centro de Convivência do Idoso em Joanópolis 20202201

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Discurso - Governo de São Paulo inaugura Centro de Convivência do Idoso em Joanópolis

Local: Joanópolis - Data: Janeiro 22/01/2020

Soundcloud

[Falas sobrepostas]

ORADOR NÃO IDENTIFICADO: Pessoal, pedir só um minutinho de silêncio, para que possa ser realizada aqui a coletiva. Só um minutinho de silêncio, por favor.

REPÓRTER: Governador, vamos começar falando do CCI, a inauguração em Joanópolis?

RODRIGO GARCIA, VICE-GOVERNDOR E SECRETÁRIO DE GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO: Bom, uma alegria, hoje, um dia onde, em nome do governador João Doria, eu estive na região bragantina, começando por Joanópolis, inaugurando um Centro de Convivência do Idoso. Uma obra importante para a população da terceira idade de Joanópolis, e agora, em Bragança Paulista, numa atividade na cidade, onde nós autorizamos recursos para a construção do anel viário, em parceria com a prefeitura de Bragança Paulista, onde nós anunciamos o desassoreamento da represa, importante aqui para a cidade de Bragança, a represa do Jóquei (F), e também onde nós mostramos grandes investimentos que estão sendo realizados na região. E agora, a assinatura, para mais de 120 cidades, do Fundo a Fundo, na área da Assistência Social. É o estado ajudando as prefeituras no esforço que elas têm de enfrentar a Assistência Social na sua rede de Cras, na sua rede de Creas, e podendo fazer isso de maneira eletrônica, com mais de 120 cidades aqui da região. Então, um dia produtivo, onde nós saímos aqui energizados para continuar o nosso trabalho.

REPÓRTER: Governador, em setembro, o Governo do Estado anunciou o programa Nossa Casa, e Bragança ficou de fora. O prefeito Jesus Chedid recentemente falou em construção de 2.000 casas e, durante a solenidade, e o Edmir falou em 1.600. O Governo do Estado entregou, durante essa gestão, 15.987 casas. Dá tempo de construir essas 2.000 casas ainda nessa gestão, ainda esse ano? Dá tempo de cumprir essa promessa?

RODRIGO GARCIA, VICE-GOVERNADOR E SECRETÁRIO DE GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO: Olha, o importante é que a gente conquiste o projeto. As obras, às vezes, levam dois anos, dois anos e meio. Em Bragança, o grande desafio habitacional é o problema de terrenos. Os terrenos são caros e, consequentemente, não se viabiliza a habitação de interesse social nessas características. Portanto, nós estamos no esforço de buscar áreas públicas, eventualmente, que possam suprir essa grande dificuldade, que são os terrenos, e, em parceria com a prefeitura, tentar fazer o lançamento ainda esse ano dessas unidades. O importante é que o estado será parceiro da prefeitura nesse desafio, de dar habitação a quem precisa.

REPÓRTER: Governador, áreas importantes estão sendo devolvidas ou cedidas à Prefeitura Municipal, como é o caso do recinto do Posto de Monta, o centro de saúde de Lavapés, a creche Colibri e também o prédio anexo ao EEMABA.

RODRIGO GARCIA, VICE-GOVERNADOR E SECRETÁRIO DE GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO: Sem dúvida, são áreas que, de alguma maneira, a prefeitura tem a posse, mas não tem a titularidade do terreno. Nós estamos regularizando, inclusive uma delas com o objetivo da prefeitura de procurar ampliar e, eventualmente, buscar a Rede de Reabilitação Lucy Montoro. Eu saio daqui com essa tarefa, para conversar com o governador João Doria, com o secretário de Saúde, para que a gente avalie. Então hoje nós também autorizamos quatro áreas em doação para a cidade de Bragança, e sabemos que temos uma agenda longa ainda pela frente, de mais realização.

REPÓRTER: Governador, planos de combate à enchente, para Atibaia, Bragança Paulista e região. Sabemos que Atibaia passou aí por várias enchentes. Foi prometido na época pelo governador Geraldo Alckmin, não foi cumprido. O senhor tem algum plano para combater enchente para Atibaia, e também Bragança Paulista?

RODRIGO GARCIA, VICE-GOVERNADOR E SECRETÁRIO DE GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO: Olha, o desafio de drenagem das cidades no interior de São Paulo, cada vez são maiores, porque as cidades estão se desenvolvendo. Atibaia era uma média cidade, hoje é uma grande cidade, com mais de 120 mil habitantes. Portanto, já sofreu com enchentes, com cheias do Rio Atibaia. E nós estamos, em parceria com o DAEE, com a Secretaria de Recursos Hídricos, através do Marcos Penido, atentos a esse esforço, não é? Buscando recursos de financiamento na Caixa Econômica Federal, buscando recursos da própria Sabesp, para que a gente possa evitar que esse tipo de enchente volte a ocorrer. Então, é um esforço permanente. Nós já avançamos muito nessa área na região metropolitana de São Paulo, agora indo para o interior e vamos continuar parceiro dessas prefeituras.

REPÓRTER: A grande expectativa da região, tanto de Bragança Paulista quanto o Circuito das Águas é a duplicação da SP-08, a que liga Bragança a Socorro, e a SP-63, a que liga Bragança e Itatiba. O senhor já falou do grande Anel Viário, e hoje o senhor deu alguma notícia com relação a essas tratativas, não é, governador?

RODRIGO GARCIA, VICE-GOVERNADOR E SECRETÁRIO DE GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO: Sem dúvida. Essas duas estradas, que já têm projeto executivo contratado e prontos pelo DER, farão parte da quinta rodada de concessões do estado, que será anunciada pelo governador João Doria ainda no próximo mês. A nova rodada de concessão depende de um estudo de viabilidade, e nós estamos já contratando esse estudo nesse mês de fevereiro. Depois do estudo, a gente leva para as audiências públicas, com o objetivo de, até o final do ano, fazer a licitação desse novo trecho. Essas duas estradas comporão, provavelmente, a renovação da Renovias, que é uma outra concessionária que atende parte da região, e nós vamos corrigir aquilo que precisa ser corrigido na Renovias, incorporar essas duas estradas, com mais de R$ 1 bilhão de investimentos, para que a população tenha uma melhor fluidez do seu trânsito.

REPÓRTER: Nisso está incluído também passarelas e a questão da drenagem ali no trevo de Tuiuti? Porque o senhor anuncia R$ 15 milhões para uma perimetral, mas ao mesmo tempo essas rodovias têm problemas crônicos há anos. Isso sai este ano também? Passarela e essa drenagem do trevo de Tuiuti?

RODRIGO GARCIA, VICE-GOVERNADOR E SECRETÁRIO DE GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO: Olha, nós temos que separar aquilo que é obra pública direta, que nós estamos no esforço do orçamento para poder fazer mais com o mesmo dinheiro que a gente tem, e, ao lado disso, um programa de concessão, onde, no programa de concessão, nós temos a possibilidade do privado fazer todo o investimento na segurança viária, que inclui drenagem. Você não tem uma rodovia segura se ela não tiver uma boa drenagem e não sofrer com isso.

REPÓRTER: O Anel Viário, o governo está liberando um aporte de R$ 15 milhões, não é?

RODRIGO GARCIA, VICE-GOVERNADOR E SECRETÁRIO DE GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO: Isso, nós temos dois projetos de Anel Viário aqui, já preparados pela prefeitura, de R$ 30 milhões. O governador João Doria autoriza R$ 15 milhões em nome do estado, a diferença fica com a prefeitura. E temos ainda o desafio de novas vicinais e tantos outros projetos. A mobilidade urbana, ela é fundamental para a qualidade de vida da população dessa região.

REPÓRTER: Governador, o desassoreamento do lago da Hípica, ainda falando sobre isso, o prefeito pediu uma atenção especial em relação ao projeto. A Sabesp vai dar essa atenção especial sobre essa obra?

RODRIGO GARCIA, VICE-GOVERNADOR E SECRETÁRIO DE GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO: Sem dúvida. Nós pedimos que a Sabesp aproveitasse a licitação que ela já tinha para fazer o desassoreamento de parte do lago e, na sequência, ela fará o lago todo. Por quê? Porque nós não poderíamos perder essa licitação feita, já para fazer praticamente metade da obra, e nós vamos continuar para fazer o desassoreamento completo do lago da Hípica.

[Falas sobrepostas]