Coletiva - Governo de SP autoriza repasses de R$ 202,2 milhões para 70 cidades turísticas 20210508

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Coletiva - Governo de SP autoriza repasses de R$ 202,2 milhões para 70 cidades turísticas 20210508

Local: Campinas – Data: Agosto 05/08/2021

Soundcloud

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Pessoal, bom dia mais uma vez. Bom dia aos meus colegas jornalistas. Obrigado por vocês estarem aqui, os colegas cinegrafistas, fotógrafos, muito obrigado por estarem aqui. Nós vamos usar o microfone para ficar mais fácil para a captação do áudio de vocês. Nós temos quatro perguntas da EPTV, aqui de Campinas, afiliada à Rede Globo, a Rede TV de Campinas, que afiliada ao SBT, a 102 FM de Bragança e o portal Acidade ON. Todos que estão aqui à frente poderão contribuir nas respostas. E eu vou pedir apenas aos meus colegas, por favor, se puderem, uma pergunta para cada um, assim, a gente consegue ganhar um pouquinho mais de velocidade. Então, Daiane Oliveira, da EPTV, de Campinas, está aqui com o microfone. Bom dia. Muito obrigado por você estar aqui. Obrigado.

DAIANE OLIVEIRA, REPÓRTER: Governador, eu gostaria de saber se o governo São Paulo vai entrar com uma ação na justiça contra o Ministério da Saúde por conta da história da [ininteligível].

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Daiane, sim, o governo do estado de São Paulo entra hoje com recurso no Supremo Tribunal Federal para assegurar a vida. É absolutamente indescritível e absolutamente reprovável a atitude do Governo Federal de surrupiar vacinas de São Paulo sob qualquer alegação, primeiro as alegações são falsas, não são verdadeiras. E o Sistema Único de Saúde, desde que ele foi constituído, ele estabelece a proporcionalidade na distribuição de vacinas de acordo da população de cada estado, sempre foi assim nos últimos 25 anos. Penalizar São Paulo porque São Paulo está vacinando, está vacinando mais, porque São Paulo depende da vacina e não a cloroquina, porque São Paulo depende da vida, da ciência e da existência, não, nós não aceitamos. Estamos entrando com recurso com o Supremo com a certeza de que seremos vitoriosos porque nossa luta é pela vida, não é pela cloroquina e muito menos pelo negacionismo, é pela oportunidade das pessoas receberam a vacina. Não faz sentido retido era doses da vacina da Pfizer para a segunda de pessoas que estão aguardando para tomar a segunda dessa vacina. São Paulo, cumpre o seu dever entregando vacinas do Butantan. Hoje eu entreguei pela manhã, fui receber vacinas que serão entregues ao Governo Federal, mais 8 milhões de doses da vacina. No próximo domingo mais 2 milhões, nós vamos a 75 milhões de doses da vacina do Butantan, chegando a 100 milhões antes de 31 de agosto, quando o prazo era 30 de setembro. Mais de um mês antes estaremos entregando 100 milhões de doses. Ora, Ministério da Saúde, cumpra o seu dever, pelo menos agora, proteja a vida dos brasileiros em qualquer parte do Brasil. É a nossa posição.

DAIANE OLIVEIRA, REPÓRTER: E quando vai entrar, já entrou?

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Hoje, hoje. A medida será impetrada hoje do Supremo Tribunal Federal. Agora ao meio-dia haverá uma coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes, com a nossa procuradora geral, Dra. Lia Porto, com o secretário da Saúde do estado de São Paulo, Jean Gorinchteyn, com o secretário executivo de Saúde, Eduardo Ribeiro, com a coordenadora do Programa Estadual Imunização, a Dra. Regiane de Paula para apresentar as razões e aquilo que nos motiva, que é a defesa da vida e do direito da vacinação. Aqui em São Paulo, o Governo Federal não vai tirar vacinas, não vai reduzir as cotas de vacina porque aqui nós estamos ao lado da saúde, ao lado da vida e ao lado da lei. Muito obrigado, Daiane. Vamos agora ao Leandro Melo, da VTV, de Campinas, aqui, afiliada do Sistema Brasileiro de Televisão. Leandro.

LEANDRO MELO, REPÓRTER: O senhor falou agora pouco na apresentação [ininteligível] empregados gerados no país corresponde o Estado de São Paulo. Essa inserção [ininteligível] como que isso vai representar na economia do estado a partir dos próximos meses? Nesses investimentos apresentados agora pouco?

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Leandro, eu vou dividir a resposta com o Vinícius Lummertz, secretário de Turismo do estado de São Paulo, e ex-ministro do Turismo e ex-presidente da Embratur, como eu também fui presidente da Embratur e ex-secretário de Turismo aqui na cidade de São Paulo e um grande entusiasta de Turismo. O programa de hoje é um programa inédito, são 350 milhões de reais de recursos ao lado do apoio de marketing, promoção, para o turismo do estado de São Paulo. A campanha São Paulo Para Todos voltará a partir de novembro para estimular o turismo, principalmente dentro do estado de São Paulo. Isso vai gerar emprego, vai gerar renda, vai gerar uma inflexão inédita na ocupação de hotéis, de restaurantes, de centros de convenções, no entretenimento dos recursos naturais, no turismo Náutico, do turismo religioso, do turismo também de negócios, haverá uma forte retomada a partir de novembro com a queda nas indicações da Covid, das internações e felizmente de óbitos, e o aumento da vacinação, que nos permite lançar esse programa, São Paulo Pra Todos, aqui em Serra Negra, a convicção de que nós estamos no caminho certo, vacinando e controlando o vírus, inclusive, suas variantes, para que nós possamos, muito em breve, na esperança da retomada de uma normalidade. E eu vou pedir agora um depoimento do Vinícius Lummertz, do impacto na geração de empregos deste programa. Vinícius.

VINÍCIUS LUMMERTZ, SECRETÁRIO ESTADUAL DE TURISMO: Obrigado, governador. Brevemente, como disse o governador, nós estamos também retomando a promoção nacional, e agora apresentamos aqui já uma importante parcela desse programa promovendo todas as regiões, 49 regiões sendo promovidas. O crescimento esse ano do turismo, foi de 7,8 na economia, o turismo com todo esse sacrifício, na dificuldade do ano crescerá nove. Ou seja, nesse segundo semestre, o crescimento será de 2 bi, a gente. No ano que vem crescemos mais todos os meses que 2019 foi o ano recorde com o São Paulo Pra Todos. Então, nós vamos recuperar todos os empregos que nós perdemos, perde de 80, 90, 100 mil, depende do mês a mês, mas depende também das vacinas, se as vacinas são garantidas, isso que nos dá certeza, e os eventos estarão retomando à normalidade. Voltou já no setor de turismo de lazer e volta agora com os eventos, que é um exemplo, mas só para deixar claro, o início de uma retomada duradoura de um turismo que nunca mais vai ser como antes, vai ser em São Paulo muito maior, muito maior do que nós já vimos no passado.

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Obrigado, Vinícius. Leandro, muito obrigado pela sua pergunta. Nós vamos agora para a penúltima pergunta. Angelito Neto da 102 FM, de Bragança. Angelito, obrigado por você estar aqui conosco. Bom dia. Sua pergunta, por favor.

ANGELITO NETO, REPÓRTER: Bom dia, governador. Bom, a minha pergunta é relacionada aí ao investimento [ininteligível] das estradas vicinais e rodovias dentro do estado de São Paulo. A minha pergunta é [ininteligível]?

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Muito oportuna a sua pergunta, Angelito. Ajuda e muito. A infraestrutura rodoviária, assim como infraestrutura aeroportuária contribuem muito com o setor privado, com as prefeituras para o desenvolvimento do turismo. Dividir essa resposta com o Rodrigo Garcia, é o nosso vice-governador e secretários de governo, mas antes queria dizer que nós estamos investindo 7 bilhões de reais em obras nas vicinais, são 3 mil quilômetros de estradas vicinais e todas as SPs, todas as rodovias estaduais têm algum tipo de intervenção, duplicação, ampliação, recuperação, recape, sinalização, novos acessos, novos pontilhões. São 7 bilhões de reais, é o maior investimento que o governo do estado já fez em rodovias lá sua história, não é nos últimos dez, nem 20, nem 30 anos, em toda a sua história. Isso terá um reflexo muito importante não só na facilitação da mobilidade, o direito de ir e vir, inclusive do turismo, mas também o escoamento da produção agrícola, produção comercial, produção industrial e as atividades de serviços também em todas as regiões beneficiadas com as nossas estradas vicinais e com as novas SPs, as rodovias estaduais. E acrescento, antes de passar ao Rodrigo, que nós, há duas semanas fizemos a concessão de 22 aeroportos regionais, todos os aeroportos regionais de São Paulo agora estão em mãos privadas, são receber fortes investimentos e isso vai permitir também o apoio ao turismo através do transporte aéreo regional. São Paulo tem o maior número de aeroportos regionais de todo o Brasil, tem dois dos três maiores aeroportos do país, o aeroporto de Guarulhos, o aeroporto de Viracopos, tem o segundo aeroporto de maior movimento no país, que é o aeroporto de Congonhas tem os aeroportos regionais de maior movimento, maior capilaridade, isso também vai ajudar muito o turismo com os aeroportos, que foram reformados. Eu quero deixar claro que mesmo sabendo que faríamos a concessão dos aeroportos, São Paulo não deixou de investir na recuperação desses aeroportos para que eles pudessem ser entregues funcionando ao setor privado, como fizemos na Bolsa de Valores há duas semanas, no programa de concessão. E agora vamos ouvir o Rodrigo Garcia, vice-governador e secretário de governo. Obrigado.

RODRIGO GARCIA, VICE-GOVERNADOR DE SÃO PAULO E SECRETÁRIO DE GOVERNO: Só complementar, essas grandes obras que a governador já anunciou são 7 bilhões de reais, se somam às obras também das concessionárias de rodovias. Nós temos obras sendo realizadas pela rota das bandeiras, pela AutoBAn, isso está fora dessa conta do investimento direto. E nesse investimento direto, governador, eu queria destacar uma grande obra aqui na região, que é um compromisso nosso de campanha, que é a duplicação da Bragança até Socorro. Mas nós publicamos o primeiro lote, da Capitão Barduíno. São 300 milhões de reais nesse primeiro lote, a licitação está em andamento, vamos guardar, portanto, quem vencer essa licitação, iniciar as obras e, na sequência, fazer a licitação dos outros lotes. Então, nós temos estradas vicinais que são fundamentais para a agricultura, o recape das SPs que é fundamental também para o turismo, e, além disso tudo, publicações diretas do estado, como a Capitão Barduíno e tantas outras sendo feitas pelas concessionárias.

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Obrigado, Rodrigo. Angelito, muito obrigado. Vamos agora à última pergunta que é do Ivan Lopes, do Portal Acidade ON. Aliás, parabéns pelo crescimento do portal, sou testemunha do crescimento que vocês estão tendo. Parabéns. Ivan.

IVAN LOPES, REPÓRTER: [Ininteligível] dentro desses investimentos rodoviários, dessa análise, eu gostaria de saber como fica a obra da [ininteligível] aquele circuito, que está há muito tempo parado e agora vai retomar, se há um entrave. E também o grande lago de Lindóia, que o segundo a ANA, Agência Nacional de Águas, ele tem uma [ininteligível] se isso está sendo visto, se vai permanecer parado.

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Bem, em relação à Rodovia 095, vou pedir a nosso Marco Vinholi, secretário de Desenvolvimento Regional, que está aqui ao nosso lado para que ele possa a dar a boa notícia a você. Em relação a esse em Lindóia, eu realmente não tenho a informação, assim que o Vinholi tiver, ele poderá informar também a você. Ao Ivan Lopes, do portal ACidade ON, que está aqui à sua frente.

MARCO VINHOLI, SECRETÁRIO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL: Bom, a obra ali no trecho de Pedreira, né? E que segue há bastante tempo já com essa demanda de retorno está dentro do plano de obras aqui do estado de São Paulo. Nós pegar o detalhamento de data dentro dela e passar para vocês. É próximo à casa da minha vó. Minha vó morava ali no São Dimas, em Amparo, que é a ligação com Pedreira. Essa obra é uma demanda muito importante. A gente não vai poder passar, mas com certeza está no plano de retomadas aqui do governo do estado de São Paulo.

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Em relação ao outro tema, nós vamos colher as informações para poder lhe dar uma resposta precisa que será feita exatamente pelo secretário de Desenvolvimento Regional. Pessoal, eu vou ter que me despedir. Quero, de novo agradecer aos meus colegas jornalistas, que aqui fizeram perguntas. Aos que acompanharam ainda que não tiveram a oportunidade de fazer as suas perguntas. Aos colegas cinegrafistas, fotógrafos, muitíssimo obrigado também por estarem aqui. Fiquem protegidos, fiquem bem. E a todos que acompanharam aqui esta coletiva, essa saio daqui de Serra Negra, prefeitos, prefeitas, vereadores, deputados, meu amigo que será o grande aniversariante, amanhã é dia de festa aqui, com os protocolos, mas o dia de festa aqui em Serra Negra pelo seu aniversário e vacina no braço. Comida no braço e vacina do braço. Muito obrigado por nos receberam com tanto carinho, saio daqui muito, muito sensibilizado, de verdade, com os aplausos, com olhar com sentimento, eu capto as vibrações positivas, saio daqui feliz e saio daqui mais forte. Muito obrigado, fiquem com Deus. Obrigado, pessoal.