Coletiva - Governo de SP inicia contagem regressiva para abertura do Novo Museu do Ipiranga 20213108

De Infogov São Paulo
Revisão de 14h31min de 31 de agosto de 2021 por Fincatibianca (discussão | contribs) (Criou página com ''''Coletiva - Governo de SP inicia contagem regressiva para abertura do Novo Museu do Ipiranga 20213108''' '''Local: Capital – Data: [http://infogov.imprensaoficial.com...')
(dif) ← Edição anterior | Revisão atual (dif) | Versão posterior → (dif)
Ir para navegação Ir para pesquisar

Coletiva - Governo de SP inicia contagem regressiva para abertura do Novo Museu do Ipiranga 20213108

Local: Capital – Data: Agosto 31/08/2021

Soundcloud

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Mais uma vez, bom dia, a todos. Muito obrigado pela presença. Quero cumprimentar todos, indistintamente, que aceitaram o convite para estarem aqui nesta manhã, em especial o Ricardo Nunes, prefeito da capital de São Paulo, Ricardo, muito obrigado por estar aqui, esses é um trabalho que estamos fazendo conjuntamente. Quero agradecer também o Vahan Agopyan, Reitor da Universidade de São Paulo. A USP, a nossa grande parceira nessa iniciativa. Agradecer, você, Aline Torres e cumprimentar, você hoje se não é o primeiro é o segundo dia na sua função como secretária municipal de Cultura. Parabéns, bem-vinda. Uma alegria para São Paulo ter você como secretária de Cultura. Parabéns, Ricardo, pela escolha também. Sérgio Sá Leitão, nosso secretário de Cultura do estado de São Paulo. Obrigado por você estar aqui também. E a todos indistintamente, todos que estão aqui sintam-se homenageados, em particular, jornalistas, cinegrafistas, fotógrafos, muito obrigado. Essa é uma coletiva de imprensa, mas nós vamos começar antes da coletiva, exibindo aqui um rápido vídeo para vocês que conta um pouquinho da história do que está acontecendo nessa transformação do nosso Museu da Independência. Vamos lá.

APRESENTAÇÃO DE VÍDEO: [sem legenda]

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Hoje nós estamos comemorando dois anos desta obra, e um ano para a entrega do Museu. Eu quero, além de prosseguirmos aqui apresentando o próximo vídeo, mas antes eu queria agradecer os nossos deputados, a Carla Morando e o Adalberto Freitas, que estão aqui nos visitando nessa oportunidade, e o Jorge Rato, vereador da capital, a quem homenageio também todos os vereadores da capital de São Paulo. Vamos mostrar agora um segundo vídeo para vocês, que trata também do mesmo tema, obviamente a recuperação do Museu do Ipiranga.

APRESENTAÇÃO DE VÍDEO: "Começou a contagem regressiva para abertura do novo Museu do Ipiranga, anote na agenda, o museu mais querido de São Paulo será entregue à população em setembro de 2022, a tempo da celebração dos 200 anos da Independência do Brasil, um acontecimento cultural muito esperado. O Museu do Ipiranga está sendo restaurado e ampliado, e terá o dobro do espaço para exposições e eventos, vai ter restaurantes, cafés, lojas, auditório, reserva técnica, e um mirante com vista para o jardim francês, e o monumento à independência, que também estão sendo reformados. O Córrego do Ipiranga está em processo de despoluição, e terá uma nova área de lazer. O quadro "Interferência ou morte", de Pedro Américo, foi restaurado e recuperou seu esplendor original. Será um dos museus mais modernos e seguros da América Latina, coordenada pelo governo do estado de São Paulo, parceria com a USP e a prefeitura da capital, a revitalização é o maior projeto cultural em andamento no país atualmente. Vinte empresas se juntaram para viabilizar esse marco do nosso patrimônio cultural, que também conta com a participação da Lei Rouanet. Você tem um encontro marcado com o novo Museu do Ipiranga e seu acervo, de mais de 400 mil itens. Prepara-se para ver 12 novas exposições, curtir o festival do bicentenário da independência, e aproveitar ao máximo as novidades do Novo Museu do Ipiranga. São Paulo valoriza a cultura, aqui a gente sabe que mais cultura significa mais qualidade de vida e desenvolvimento. Governo do estado de São Paulo, trabalho e respeito por você".

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Muito bem, nós vamos copiar todos os veículos de imprensa, os que estão aqui e os que não puderam estar, com esse vídeo, porque ele ilustra bem aquilo que vai acontecer com o nosso Museu do Ipiranga. Quero agradecer também o pessoal da Concrejato, a empresa que assumiu a responsabilidade sobre essa reforma, essa reunião, ela é muito cuidadosa, não é apenas uma obra, é uma obra de restauro, ela exige, Ricardo, um cuidado milimétrico, muito precisa todas as intervenções que são feitas aqui, exigindo também profissionais, Sérgio, muito especializados em processos de recuperação. E nós estamos falando aqui das obras de artes, essas, por óbvio, tem que ser especialistas. Mas cada pedacinho da parte física do museu tem uma intervenção cuidadosa, isso exige realmente profissionais habilitados para isso. Então eu quero cumprimentar a Concrejato, são poucas as empresas no Brasil capacitadas para fazer uma obra desta natureza. E quero cumprimentar também, antes do início das perguntas, as empresas que aceitaram o convite do governo do estado de São Paulo, para colaborar na formação dos recursos para a recuperação do museu, são R$ 210 milhões o valor total do investimento, do setor privado, majoritariamente, 90%, e 10% o investimento adicional do governo de São Paulo. Então eu quero cumprimentar a Atlas Schindler, muitos dos seus representantes estão aqui nesta manhã. O Banco Safra. O BNDES. O Bradesco. A Caixa. A Carterpillar. A Concrejato, que participa também, embora seja executora do projeto. A Comgás. A CNN. A EDP Brasil. A EMS. A Fundação Banco do Brasil. Honda. Instituto Bandeirantes. Itaú. O Instituto Bandeirantes é ligado à Rádio e TV Bandeirantes. O Banco Itaú. Itaú Unibanco. Pinheiro Neto Advogados. SABESP. Santander. CETEC. Ultrapar. E Vale. Eu imagino que seja a lista completa, espero que não tenham omitido aqui nenhum nome. E vamos acrescentar aqui o nome da Shell, com quem tivemos reunião na semana passada, com o seu presidente, o André, e que estará incorporando também, Sérgio, Ricardo, com mais uma cota apoiando, o que revela um bom sentimento. Esse é um projeto onde vocês podem ver várias empresas que são concorrentes, mas que aqui estão todas juntas, o objetivo é o resgate deste museu histórico para o Brasil, e aqui não há concorrência, há convergência. Então a Shell se soma-se aqui à Ipiranga, e assim como vários bancos que vocês estão vendo aqui, que participam também, aqui o sentimento é o mesmo. Agradecer também à CPTM, a Fundação da Universidade de São Paulo, e obviamente a USP, estamos aqui com o nosso Reitor, por todo o trabalho, e toda a equipe, Vahan, todo o seu time que tem contribuído. Cadê o Vahan? Está aqui. Todo o seu time, muitos estão aqui, e outros que não estão, mas trabalham diariamente nessa recuperação. Portanto, contagem regressiva, o ano que vem teremos uma grande festividade, a proposta do governo do estado de São Paulo é um mês, ou seja, a partir de 7 de agosto até 7 de setembro, teremos um mês de festividades e atividades aqui no museu, nos jardins do museu. E também as novas exposições dentro do museu. Na parte externa, a partir do dia 7 de agosto, na parte interna, a partir do dia 7 de setembro, celebração dos 200 anos da Independência. E aí teremos uma celebração de verdade, autentica, pela nossa independência, sem nenhum vínculo político, partidário, ideológico, e sem a celebração dos 200 anos da Independência do Brasil. Nós vamos agora às perguntas, todos que estão aqui poderão intervir nas respostas, tanto o prefeito da capital de São Paulo, quanto a sua secretária de Cultura, o secretário do governo do estado de São Paulo, na área de cultura e economia criativa, e também o Vahan Agopyan, nosso Reitor da Universidade de São Paulo. Vou pedir aos meus colegas jornalistas, se puderem fixar as suas questões relativas ao Museu do Ipiranga, temos coletiva amanhã para poder falar de saúde, de outros temas, hoje o tema é cultura e o nosso Museu do Ipiranga. Começando com você, Leandro Gouveia, da Rádio CBN. Bom dia, Leandro.

LEANDRO GOUVEIA, REPÓRTER: Bom dia, governador. Bom dia, a todos. Recentemente houve a liberação do dinheiro Bank of American, para restauro de quadros, hoje o senhor citou mais uma empresa se incorporando. Queria saber o que ainda falta de recursos para serem liberados para a reforma? E aproveitando a presença do prefeito, sobre o depoimento de ontem no MP, o que ficou definido sobre e o plano diretor da cidade? Obrigado.

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Ok, Leandro, vamos por partes. Recursos não faltam, nós temos recursos, os R$ 210 milhões captados são suficientes para a conclusão de todas as obras. E se necessário for, capitaremos mais, não há nenhuma dificuldade, dada a credibilidade, modéstia à parte, do projeto que está sendo feito, são 21 empresas que estão vinculadas à essa iniciativa, e se necessário, dialogaremos com outros, como fizemos com a Shell, e a resposta foi imediata do seu presidente, em aderir à essa iniciativa, e também contribuir com um valor adicional, ele adicionou mais R$ 6 milhões à essa obra. E o governo do estado de São Paulo também fez uma reserva técnica, se necessário, se houver necessidade, para algum imprevisto que circunstancialmente possa ocorrer. E vale lembrar também que a prefeitura é nossa parceira aqui na recuperação do monumento, e também na recuperação de todo entorno, aliás, isso já foi feito desde o tempo do nosso saudoso Bruno Covas, pois o Bruno contribuiu na recuperação das calçadas, do asfalto, da iluminação de LED, e assim como a complementação paisagística está sendo feito pela prefeitura. O nosso Eduardo está aqui. Cadê o Eduardo? O nosso secretário do Verde, que está aqui, foi meu secretário, do Bruno, e agora do Ricardo, três vezes, já está já em longa... Já pode pedir música, né, Eduardo? Três prefeitos e servindo bem. Então se houver a necessidade de adicionar algum recurso, nós temos como capitar no setor privado, e além disso já tanto a prefeitura, quanto o governo do estado de São Paulo deixaram consignados recursos para alguma eventualidade. Então vamos agora, Sérgio, quer complementar alguma coisa? Falou? E depois o nosso Ricardo.

SÉRGIO SÁ LEITÃO, SECRETÁRIO DE CULTURA: Apenas para reiterar que o macroprojeto do Museu do Ipiranga ele, claro, é uma parceria do governo do estado com a USP, com a prefeitura, com a SABESP, e envolve todas essas empresas que o governador mencionou. Mas o que é importante dizer, é que nós temos aí um conjunto de oito ações, de oito intervenções acontecendo simultaneamente, nós temos o restauro e ampliação do edifício monumento. Nós temos a reforma do jardim francês, que começará a partir do dia 8 de setembro, com o restauro, com a recuperação das fontes. Nós temos também a recuperação do entorno a cargo da prefeitura. Nós temos também a despoluição do Córrego do Ipiranga, e a criação de uma nova área de lazer, isso está a cargo da SABESP, já está acontecendo. Nós temos também a recuperação do monumento "A Independência", da "Cripto Imperial", e da "Casa do Grito", a cargo da prefeitura. Temos a implantação de um novo modelo de gestão, e do plano de sustentabilidade do museu, isso também já está em andamento. Temos toda essa programação da contagem regressiva, que começa no dia 7 de setembro, vamos colocar um relógio ali na entrada do jardim francês, para sinalizar a contagem regressiva para a população, essa contagem regressiva entra também online no site do museu. E pelo site do museu vamos apresentar um show inédito do João Bosco com a Mart'nália, gravado na obra do museu, ficou muito bacana, esse show vai ser exibido online, portanto, a partir do site e dos perfis em redes sociais do museu, a partir das 19h do dia 7 de setembro. E teremos também a disponibilização de vários games online envolvendo o acervo do museu, e vamos colocar na rua também uma campanha publicitária, de mobiliário urbano, também engajando a população com essa contagem regressiva do Museu do Ipiranga. E finalmente o festival do bicentenário da independência, que também já está sendo programado, como disse o governador, um mês de atividades culturais e artísticas para celebrar a independência, e a reabertura do museu.

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Obrigado, Sérgio. Prefeito.

RICARDO NUNES, PREFEITO DA CIDADE DE SÃO PAULO: Leandro, ontem eu tive lá no Ministério Público, a convite do promotor Marcus Vinícius, estive eu, com a secretária de governo, Rizek, o secretário de licenciamento, o César, a secretária de Justiça, Eunice, a procuradora Marina, para poder inclusive demonstrar ao Ministério Público da importância que a prefeitura dá para todas as sugestões e colocações do Ministério Público. Ele fez alguns questionamentos, como por exemplo, qual que era a metodologia do questionário das pessoas, evidentemente que pedi para o secretário responder. Mas assim, a presença do prefeito lá no Ministério Público acho que foi muito positiva para a gente poder primeiro se conhecer, entender quais são as preocupações do Ministério Público. Eles têm muito a contribuir. E a gente pode também trocar ali um diálogo, duras horas e quarenta de diálogo para poder demonstrar que a prefeitura sempre entende que as contribuições do Ministério Público são importantes. Então nada demais, um diálogo com relação à questão do plano diretor. E aí expliquei que no Art. 4º do plano diretor estabelece que a revisão intermediária deve ser feita em 2021, portanto, uma determinação legal. E de que todos os cuidados com relação à crise sanitária que a gente vive, serão adotados. Expliquei para ele que em São Paulo nós temos mais de 100% das pessoas vacinadas acima de 18 anos, e 56% das pessoas vacinas com a segunda dose do público acima mais de 18 anos, o que nos dá condições de fazer de forma híbrida, ou seja, presencial e também de forma virtual as audiências públicas, e garantir a participação da população. E relacionei para ele quais são todas as ações da prefeitura para poder fazer o que é mais importante em um debate, que é a revisão intermediária do plano diretor, que é a participação popular. Ou seja, presencial e também virtual, e com a colocação de infraestrutura, em todos os cantos da cidade, dentro das 32 subprefeituras, para que as pessoas possam participar de forma virtual, então diálogo de trabalho, sempre entendendo que o Ministério Público sempre tem muito a contribuir, e ao final da reunião agradecer ele pela reunião, e agradecer as contribuições.

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Obrigado, Ricardo. Leandro, muito obrigado. Vamos dar continuidade, peço aos meus colegas que se possível focar aqui no tema, que é o Museu do Ipiranga. Se precisarem depois de uma conversa específica com o nosso prefeito, fazemos isso especificamente. Não é uma crítica a você, Leandro, só para a gente focar. São poucas as oportunidades de darmos boas notícias, hoje temos boas notícias para dar, então vamos focar, a população merece também, primeiro porque é verdade, e a população merece também boas notícias. Não tem sido assim ultimamente no país. Então vamos trabalhar para oferecer o que é nesse momento uma verdade que é a recuperação desse belíssimo museu. Vamos então, Marcos Vinícius, é com você, da TV Globo, Globo News. Bom dia, obrigado pela sua presença.

MARCOS VINÍCIUS, REPORETER: Muito bem, governador. Bom dia, para o senhor. Bom dia, a todos. Parabenizo aí também pela obra. E apesar dessa sua fala, eu devo fazer aí duas perguntas que são sim relacionadas a outros temas, primeiro é em relação à variante Delta, o secretário de Saúde acaba de confirmar a primeira morte aqui no estado em razão da variante Delta. Então eu queria que o senhor comentasse sobre essa morte, a primeira confirmada. E também sobre uma nota que foi divulgada hoje pela manhã, pelo Sindicato dos Policiais Civis, em relação ao episódio que aconteceu lá em Araçatuba. Então eles criticam entre outras coisas, a abertura de mini-DEICs pessoal interior do estado, eles dizem que foi uma jogada de marketing, que não veio acompanhada de nomeações e valorização salarial dos policiais. Então eu queria esse comentário do senhor em relação a senhores dois assuntos. Obrigado.

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Marcos, nenhum dos dois assuntos, amanhã teremos coletiva às 12h30min, se você puder, venha, e serão respondidas as duas questões. Pelo secretário de Saúde, e pelo secretário de Segurança Pública. Vamos agora ao Felipe Neves, da TV Cultura.

FELIPE NEVES, REPÓRTER: Bom dia, governador. Tubo bem? Eu queria saber sobre o andamento total da obra aqui do Museu do Ipiranga, e se há alguma previsão de entrega a tempo antes das celebrações do ano que vem?

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Você não errou, é Museu da Independência também, é Museu do Ipiranga e Museu da Independência também, então você está certo. Vou pedir ao Sérgio Sá Leitão para fazer a resposta a você. Sérgio.

SÉRGIO SÁ LEITÃO, SECRETÁRIO DE CULTURA: Obrigado, governador. Bom, nós estamos celebrando aqui o fato de que atingimos o índice de realização de 70% da obra de restauro e ampliação do edifício monumento do Museu do Ipiranga, nós fazemos uma medição semanal, um acompanhamento semanal, eu inclusive apresento esse relatório na reunião de secretariado, para o governador, para o vice-governador Rodrigo Garcia, e para os demais membros do governo. Então, enfim, fazendo um acompanhamento bastante preciso do andamento aqui dos trabalhos. E atingimos esse índice de realização de 70%, a obra está totalmente dentro do cronograma. Já em novembro nós vamos começar a implementação da museologia, ou seja, das 12 exposições, dos equipamentos, de toda a parte interna do museu, porque até lá quase toda a parte de restauro já estará concluída, então começaremos essa implementação, e a expectativa é que até 31 de março nós tenhamos a conclusão da obra de restauro e ampliação, a conclusão plena, e a implantação da museologia então prosseguirá até o final de agosto, até 31 de agosto. O restauro do jardim francês ele também está, como eu disse, previsto para começar agora no dia 8 de setembro, e será concluído até o dia 31 de agosto. Portanto, o museu estará 100% pronto para ser reaberto, tanto do ponto de vista do edifício monumento, do jardim francês, do monumento "A Independência", a despoluição do Córrego do Ipiranga, as obras do em torno, também a questão do modelo de gestão, do plano de sustentabilidade, e o festival. Enfim, tudo isso estará plenamente realizado para que possamos inaugurar o museu em 7 de setembro de 2022. E por isso estamos fazendo essa contagem regressiva. Hoje nós estamos, governador, há 372 dias do 7 de setembro, e começaremos essa contagem regressiva agora a partir de 7 de setembro de 2021. Portanto, estamos dentro do cronograma, e o museu será reaberto à população com todas essas outras intervenções e ações que eu mencionei, concluídas em setembro de 2022.

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Obrigado, Sérgio. Obrigado, Felipe. Vamos agora à Bruna Barbosa, a Rádio e TV Bandeirantes, e Band News. Bruna, bom dia.

BRUNA BARBOSA, REPÓRTER: Oi, governador. Bom dia. Bom dia, a todos. Eu queria saber a respeito da despoluição do rio aqui da frente, como é que está? Em que pé estão? Eu sei que essas obras começaram há um ano, me corrijam se eu estiver errada, pela SABESP, então eu queria saber em que pé isso está. E se me permite, governador, somente sobre Araçatuba, porque é um tema importante, aconteceu ontem, queria saber se o governo de São Paulo, se a polícia de São Paulo tem conversado, dialogado com o Governo Federal, Banco do Brasil, Banco Central, em relação à grande quantia de dinheiro em agências bancárias, que isso preocupou e muitos moradores da reunião, acho que é um tema importante, apesar de não ser sobre o museu. Obrigada.

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Bruna, o segundo tema, eu já disse, será objeto da coletiva amanhã com o secretário de Segurança Pública do estado de São Paulo. No primeiro tema, responde o presidente da SABESP, professor Benedito Braga, que está aqui.

BENEDITO BRAGA, PRESIDENTE DA SABESP: Obrigado, Bruna. Nós já iniciamos a despoluição desse rio há algum tempo, governador, prefeito, através de um Programa Córrego Limpo, e que hoje entra dentro do contexto do nosso novo Rio Pinheiros também. E já temos aqui na região do Museu do Ipiranga uma DBO abaixo de 10 miligramas por litro, o que significa que o rio já está despoluído aqui. Então se você até quiser a gente pode fazer uma visitinha lá, deve ter alguns peixinhos para você ver. Obrigado.

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Fazer um mergulho, Bruna, se você quiser. Bom, amanhã, pessoal, todos que estão aqui, obviamente, são nossos convidados para a coletiva de imprensa às 12h45min, no Palácio dos Bandeirantes, lá falaremos sobre vacinas, sobre a questão da saúde, sobre a variante Delta, e obviamente sobre o tema de segurança pública também. Muito obrigado, a todos. Bom dia. Fiquem bem, fiquem protegidos. Obrigado, pessoal.