Coletiva - Governo de SP libera R$ 13 milhões para escolas estaduais na região de Barueri 20212809

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Coletiva - Governo de SP libera R$ 13 milhões para escolas estaduais na região de Barueri 20212809

Local: Capital – Data: Setembro 28/09/2021

Soundcloud

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Começamos com você, Vanessa, do Jornal O Giro. Boa tarde, Vanessa.

VANESSA, REPÓRTER: Boa tarde, governador. Eu queria fazer duas perguntas, o senhor falou sobre as etapas que serão entregues...

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Vanessa, não quero ser indelicado por você, mas uma pergunta por jornalista. Nós estamos superatrasados e temos uma outra agenda na sequência. Me perdoe, escolha uma das duas, nós teremos o maior prazer em te atender, desculpa, por favor.

VANESSA, REPÓRTER: Tudo bem. Então vamos falar sobre outro assunto. Governador, a gente vê aí todo esse problema, ontem o senhor anunciou também um programa sobre reflorestamento aqui em São Paulo, e a gente tem visto muito ali a escassez de chuvas. Existe alguma obra, o senhor tem lançado várias obras, existe alguma obra prevista para evitar alguma crise hídrica em São Paulo?

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Existem várias, não apenas uma, existem várias. Nós não estamos aqui com o nosso secretário de recursos hídricos e Meio Ambiente, que é o Marcos Penido, mas temos o nosso secretário de Desenvolvimento Regional, ele vai responder você. Mas existem várias, inclusive algumas que já estavam sendo feitas anteriormente, e novas obras estão sendo feitas agora. Acho que a gente podia, pelo menos, dar um flash para a Vanessa, dessas obras que estão sendo feitas. Obrigado, Vanessa.

MARCO VINHOLI, SECRETÁRIO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL: Vanessa, nós estamos trabalhando em duas frentes, primeiro, o maior investimento histórico da SABESP, nos municípios que tem a SABESP, grande parte aqui da grande São Paulo, a SABESP fazendo investimentos necessários aonde a problemática é muito menor. E naqueles municípios que tem fora da SABESP, autarquias municipais, o governo do estado lança um programa também agora no mês de outubro, de apoio, através do comitê de bacias para a questão hídrica. Portanto, é uma questão municipal, mas o estado vai apoiar, seja através da SABESP, aonde a SABESP, ou com investimentos junto às prefeituras, aonde é autarquia municipal.

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Obrigado, Vinholi. Vanessa, obrigado. Vamos agora ao Wesley Oliveira, da TV Barueri Live. Wesley, boa tarde. Pessoal, um pouquinho de silêncio, por favor. Pessoal. O pessoal que está aqui perto do palco. Obrigado.

WESLEY OLIVEIRA, REPÓRTER: Boa tarde, governador. Além da insistência [Ininteligível] aqui, qual foi outro [Ininteligível] aqui na cidade, o que você leva de Barueri para o estado e para o Brasil?

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: O exemplo de trabalho, de dedicação, e o comprometimento municipalista do prefeito Rubens Furlan. Eu já sou admirador dele antes de eu ingressar na política, eu tenho cinco anos e meio de política, no setor privado eu já o admirava, porque ele é um homem dedicado à ação municipalista. Então a melhor lição é o que reforça a ação desse jovem que está aqui, que é o Marco Vinholi, a ação municipalista atende, de fato, aquilo que a população precisa. As pessoas não vivem no estado, as pessoas não vivem na nuvem, as pessoas vivem no município. Portanto, essa visão municipalista é o melhor legado que Barueri oferece não só para São Paulo, mas para o Brasil. Obrigado, Wesley. Vamos agora à Aline Barros, do Jornal Digital. Boa tarde.

ALINE BARROS, REPÓRTER: Boa tarde, governador. A gente falou muito sobre a educação, e educação como o Rossieli ressaltou, é o primórdio para a vida, de qualquer ser humano. Falando sobre o Programa Dinheiro na Escola, qual é a finalidade do programa? Que ele é vinculado pelo total do número de alunos, e qual é a destinação desse programa?

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Boa pergunta, Aline. Obrigado, por perguntar sobre a educação. Vou dividir a resposta com o Rossieli Soares. É fundamental, porque você agiliza o recurso para que o gestor, o diretor, ou diretora da escola, realize ali as obras necessárias, ou a compra de equipamentos, ou a compra ou reforma de móveis. Ou aquilo que ela julgar mais necessário, você não precisa ter todo um processo gigantesco dando a volta ao mundo, às vezes, para trocar a iluminação, para corrigir um problema hidráulico, ela ao receber o recurso ela faz e presta contas. Rossieli.

ROSSIELI SOARES, SECRETÁRIO DE EDUCAÇÃO: Obrigado, governador. Nós temos mais de 5 mil escolas no estado de São Paulo, não existe gestão centralizada que vai dar conta de todas as demandas que a gente tem, então o primeiro grande aspecto da gestão do governador é descentralizar, assim como a gente tem a visão municipalista, o diretor da escola, a equipe da escola precisa ter condições de fazer uma melhor gestão. Então o dinheiro vai para a manutenção do dia a dia, que era R$ 5 mil por ano. Então precisava trocar uma lâmpada, precisava fazer qualquer coisa, era R$ 5 mil. Hoje, esses R$ 237 mil. Nós reformamos, por exemplo, 87% dos banheiros da rede estadual, coisa que estava muito ruim antes. Então ele serve para a manutenção, mas tem alguns programas de indução, que eu queria destacar para você também, como por exemplo, tem uma parte do recurso, R$ 100 milhões, exclusivamente no estado, para investimento em ciência, para laboratórios de ciência, para reequipar, para construir, dependendo do caso da escola. Nós temos R$ 150 milhões exclusivos para o novo ensino médio, onde o professor vai lá dizer: "Queremos colocar assim, queremos fazer isso, e comprar quais materiais". Temos o PDDE maker, R$ 50 milhões exclusivamente para a robótica. No total, olhando todos os programas, dá R$ 1,2 bilhão. E temos uma novidade importante que o governador anunciou, aí há 30 dias, que a gente também vai enviar recurso para climatizar as escolas do estado, e o PDDE também ser um instrumento importante para isso. Obrigado.

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Obrigado, Rossieli. Aline, muito obrigado. Agora vamos à última pergunta, que é da Maria Manso, da TV Cultura. Boa tarde, Maria.

MARIA MANSO, REPÓRTER: Boa tarde, a todos. O ministro da Saúde anunciou agora pouco que todos os brasileiros com mais de 60 anos vão receber a dose de reforço contra a COVID-19, uma decisão que já estava valendo aqui em São Paulo, como São Paulo sai sempre na frente, o senhor já pensa, o senhor e o doutor Jean, já pensam em reduzir a idade aqui em São Paulo?

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Nós já fizemos isso, Maria, quando o Governo Federal indicava 70 anos, São Paulo disse não, 60 anos, 60 anos para cima. E hoje nós temos quase a totalidade desse público já com a dose de reforço completa, agora estamos começando na faixa de 69 a 60 anos, provavelmente mais oito, nove dias, teremos 100% desse universo vacinado. E amanhã nós temos reunião do PEI - Programa Estadual de Imunização, e sempre avaliando, São Paulo saiu na frente em tudo, na vacinação, até na defesa da vida, seja da vacina, seja contra a Cloroquina, seja na manutenção da vacinação dos adolescentes, quando o mesmo Ministério da Saúde havia determinado suspender a vacina aos adolescentes, nós não suspendemos a vacina, o ministério depois mudou de opinião. E também em relação às pessoas com mais idade. O ministério insistia em dizer que era apenas os acima de 70 anos. São Paulo disse não, acima de 60 anos. E sabe por quê? Porque nós ouvimos a ciência, ouvimos os médicos, aqui as decisões não são políticas, nem são instintivas, elas são amparadas no Conselho Médico que o governo do estado de São Paulo tem desde o primeiro caso de pandemia aqui em São Paulo. Portanto, poderemos ter essa avaliação, mas isso será feito com os médicos, e amanhã nós temos a reunião do PEI - Programa Estadual de Imunização, e aí vamos avaliar. E tendo notícias, vamos comunicar, inclusive na coletiva de imprensa, onde você estará presente. Pessoal, muito obrigado a todos. Mais uma vez, obrigado aos jornalistas que aqui estão. Nós vamos ter que, infelizmente, encerrar, me perdoem. Nós estamos com a agenda muito apertada. E vocês também, além disso, almoçar é bom, né, pessoal? Muito obrigado. Bom dia para todos. Fiquem bem, fiquem feliz. Vanessa, obrigado pela compreensão. Tchau, pessoal.