Coletiva - Governo libera investimento de R$ 119 mi em melhorias de vicinais de Jundiaí e região 20211006

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Coletiva - Governo libera investimento de R$ 119 mi em melhorias de vicinais de Jundiaí e região 20211006

Local: Campinas – Data: Junho 10/06/2021

Soundcloud

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Vamos então à coletiva de imprensa, eu acho que vocês já têm o microfone, para que todos possam ouvir a pergunta, e obviamente a resposta. Só vou pedir para a turma aqui, para a gente poder, desculpa pedir isso, mas fazer um pouquinho de silêncio, senão eles não conseguem captar o áudio adequadamente. Então nós vamos começar com você, Fábio Linhares, da TV TEM, que é a TV Globo aqui de... Tá bom. A mesa de áudio ainda está com a música rodando. Se puder cessar. Deu? Ainda bem que vocês avisaram. Muito bem. Fábio, boa tarde. Obrigado pelo tempo, sua pergunta, por favor.

FÁBIO LINHARES, REPÓRTER: Governador, boa tarde. Eu queria que o senhor começasse comentando a importância dessas obras que estão sendo feitas, iniciarão aqui na região. E também gostaria de aproveitar a presença do senhor aqui para saber como é que o senhor tem visto o aumento do número de casos de Covid-19 em algumas regiões estado, se isso pode interferir antecipadamente em alguma mudança do plano São Paulo? E também aproveitando, em relação às doses das vacinas que estão sobrando em algumas cidades, que as pessoas não retornaram para tomar a segunda dose, se tem alguma orientação especialmente para os municípios?

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Ok. Vamos por partes, então. Começando de infraestrutura, são 13 importantes obras em 13 estradas vicinais, na região de Jundiaí, investimento de R$ 147 milhões, 2 mil empregos que serão gerados de forma direta e indireta nas obras dessas rodovias vicinais, obras que começam imediatamente, e ao longo dos próximos três anos elas serão inauguradas. Uma boa parte já o ano que vem, 2022, 2023, e no limite, no primeiro trimestre de 2024, todas as obras prontas, de estradas vicinais, muito importantes para essa região, para o escoamento da produção, seja produção agrícola, seja produção industrial, seja também para o segmento de serviços, e ainda para o direito de ir e vir, pessoas que se deslocam, e que terão uma economia de tempo, de combustível, e também para o turismo, para promoção do turismo nessa região. É um investimento bastante significativo, e um impacto em toda região de Jundiaí. Em relação ao plano São Paulo, o plano São Paulo nós estendemos por mais duas semanas, a chamada fase de transição, que é entre a vermelha e a laranja, seguindo rigorosamente a orientação do centro de contingência do Covid-19. São 21 médicos que integram este comitê, e seguimos a orientação deles, para que na extensão por mais duas semanas, pudéssemos manter em equilíbrio, como estamos, na maioria das cidades do estado de São Paulo, com a ocupação de leitos de UTI, e os leitos primários também. E da mesma forma nós anunciamos ontem, e liberamos prefeituras para que pudessem localmente avaliar a necessidade de regredir no plano São Paulo, ou seja, de adotarem medidas mais restritivas, se compreenderem, pelos seus comitês médicos locais, essa necessidade. Uma forma também de respeitar as decisões dos prefeitos diante de problemas que eles avaliam localmente, e diante de dados e números fornecidos na própria região, e principalmente com a às vezes, médica. Quero deixar claro que nós estamos tendo cautela, mas não há ainda nenhuma razão de altíssimo risco, que nos impulsionem a mudar o estágio nessa fase de transição, entre a faixa vermelha e a faixa laranja. Nós vamos agir sempre com muita cautela, com muito cuidado, sem exaltações nem para mais, e nem para menos. A famosa fila da xepa, foi adotada formalmente pelo governo de São Paulo, pela Secretaria de Saúde, e pelas secretarias municipais de saúde também nos municípios aqui do estado de São Paulo, para atendimento daquelas pessoas que se inscrevem e se credenciam para receber a dose da vacina que não foi utilizada naquele Posto de Saúde. Isso está acontecendo bem, e de maneira regular, e de maneira criteriosa. E a boa informação é que ontem, também nós anunciamos mais 15 dias de vantagem no processo de vacinação e imunização no estado de São Paulo. Ou seja, originalmente vacinaríamos todos os brasileiros de São Paulo até 31 de outubro, agora todos os brasileiros de São Paulo serão vacinados até 15 de outubro. E se pudermos mais adiante reduzir ainda mais esse prazo, o faremos, vacinar, vacinar e vacinar, essa é a prioridade do governo do estado de São Paulo, e estamos utilizando todas as vacinas, principalmente a Coronavac, a vacina do Butantan, que aliás, na próxima segunda-feira o Butantan reinicia a entrega de mais doses, 5 milhões de doses da vacina para todo o Brasil. Obrigado, então a você, Fábio. Vamos ao Gilson Rei, do Correio Popular. Gilson. Tudo bem? Bem-vindo, boa tarde.

GILSON REI, REPÓRTER: Boa tarde, governador. Tudo bem. Aproveitar a sua presença, para a gente tirar duas questões importantes. Uma é sobre a questão do trem intercidades, que é um projeto do governo, que muito esperado, e o governo tem feito um grande empenho para que seja colocado em prática. E eu gostaria de saber, primeiro... que vai passar por Campinas, Jundiaí, e tudo mais aqui, né? Tem uma previsão de quando vai ser aberta a licitação? Essa é uma questão. E a outra questão é sobre o Poupa Tempo em Campinas, que fechou algum tempo atrás, e que o governo tem investido nos Poupa Tempos no estado e tal, e a gente quer saber se vai ser reaberta essa unidade em Campinas, quando que deve estar previsto isso?

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Obrigado, Gilson, pelas duas perguntas. Eu vou compartilhar a resposta com o Edson Caram, na primeira, e com o Marco Vinholi na segunda. Mas o programa dos trens intercidades, as duas grandes linhas, essa que você se referiu, da capital de São Paulo até Campinas, o projeto continua, ele vai adiante. Agora em dezembro nós temos uma audiência pública da primeira etapa do projeto, portanto, dentro de cinco meses nós teremos audiência pública. Um investimento previsto aí de R$ 7 bilhões. E esse investimento será compartilhado com a livre iniciativa. Nós fizemos já o que se chama na linguagem da economia, os roadshows, viagens presenciais, isso antes da pandemia, e agora durante o período da pandemia, fizemos os programas virtuais, com investidores da China, da Espanha, do Japão, dos Estados Unidos e do Canadá, e também da Itália, que tem interesse em investir nas duas linhas dos trens intercidades, essa para a região de Campinas, e a outra para a região do Vale do Paraíba. Portanto, esse é um projeto que segue em frente, ele será executado pelo governo do estado, esperamos que sem nenhuma interferência, evidentemente, do Governo Federal, para que possamos utilizar as linhas que estão programadas para isso. E uma breve complementação, eu peço agora ao Edson Caram, que é o secretário executivo de Logística e Transportes de São Paulo. Caram.

EDSON CARAM, SECRETÁRIO EXECUTIVO DE LOGÍSTICA E TRANSPORTES DE SÃO PAULO: Bom, o governador já explicou tudo que tinha que explicar, a única coisa que nós estamos correndo, é para que mantemos os prazos pré-estipulados. O restante o governador já foi bem claro, o programa segue, e vamos trabalhando em direção da solução.

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Obrigado, Caram. Em relação ao tema do Poupa Tempo, Gilson, nós temos 16 postos do Poupa Tempo aqui na região de Campinas, estamos estudando a abertura de uma nova unidade nesse novo formato do Poupa Tempo, que temos, aliás, avançado de maneira muito rápida com Poupa Tempos mais compactos e mais digitais. Hoje o Poupa Tempo oferece 138 serviços para a população, até um passado recente eram 96, hoje são 138. E já juntamente com o prefeito Dario Saadi, que estava aqui até agora pouco, já nos colocamos à disposição, se ele viabilizar um local para implantação de um Poupa Tempo compacto, portanto, com menos espaço físico, mas com a eficiência digital, nós poderemos sim abrir um novo Poupa Tempo em Campinas. Tão logo ele nos dê essa informação, por parte do governo do estado já está autorizado que o Poupa Tempo seja implantado, um novo Poupa Tempo seja implantado aqui na cidade de Campinas. Mas como eu tinha dito, o Vinholi poderia complementar. Vinholi.

MARCO VINHOLI, SECRETÁRIO ESTADUAL DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL: Uma grande expansão, um novo modelo do Poupa Tempo, cada vez mais digital, avançando. Nós vamos terminar o governo com cinco vezes mais de Poupa Tempo que iniciamos, e Campinas terá o seu segundo Poupa Tempo, como o governador João Doria colocou, nesse novo formato em tratativas com o prefeito Dario Saadi, para que a gente possa colocar ainda esse ano em funcionamento.

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Muito bem. Então você já leva essa boa informação, Gilson, para os leitores do Correio Popular, um abraço a todos lá do Correio Popular, um jornal que aliás, eu leio diariamente, o Correio Popular. Eu leio sete jornais do interior todos os dias, só para vocês saberem, além de todos os jornais da capital de São Paulo, Correio Braziliense, Jornal O Globo também. Vamos agora ao Esdras Pereira, do SBT de Sorocaba. Obrigado por você estar aqui, junto com sua equipe. Boa tarde, sua pergunta, por favor.

ESDRAS PEREIRA, REPÓRTER: Boa tarde, governador, e a todos presentes aqui. É mais ou menos um complemento à pergunta do Fábio, a gente sabe que houve o anúncio da antecipação, ontem, dos grupos de vacina, mas também sabemos que o Dia D não foi tão efetivo em várias cidades do estado, Sorocaba, por exemplo, quase 10% do público que estava previsto, compareceu. Então só como um acréscimo, existe alguma estratégia pensada pelo governo, de repente, à parte ao Dia D, ou até uma conversa com as prefeituras para ter uma busca mais ativa a esse público, e tentar entender porque essas pessoas não estão comparecendo na segunda dose?

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Esdras, é interessante, até o reforço nessa pergunta, que o Fábio já tinha colocado logo no início. Nós amanhã temos, não, hoje, quinta-feira, temos a reunião do PEI - Programa Estadual de Imunização, do qual eu participo, essa, aliás, vai ser a trigésima segunda reunião do PEI - Programa Estadual de Imunização, eu participo de todas elas. São cerca de 40 pessoas que participam, todas elas ligadas à Secretaria de Saúde, e também ao conselho dos municípios, com o Geraldo Reple, que comanda as secretarias de saúde municipais. Nós fizemos o Dia D, no último sábado, como você sabe, o grau de retorno foi abaixo do que nós esperávamos, vamos provavelmente lançar um novo Dia D/E, para que as pessoas tenham consciência de que precisam tomar a segunda dose da vacina. Fazemos uma ação por SMS, avisando as pessoas por SMS. Fazemos também utilizando os meios de comunicação digitais, e os meios de mídia, televisão, rádio, jornais e revistas, principalmente os locais, e iniciativas também de bater na porta, até, em cidades menores, com apoio da Secretaria de Saúde local. Mas é preciso que as pessoas tenham consciência, nós não podemos violentar, evidentemente, abrir a porta de uma casa para vacinar ou obrigar aquela pessoa a tomar a segunda dose da vacina. Mas aproveitando que o SBT Interior tem uma penetração muito grande, para me dirigir a você que está na sua casa, nos assistindo nesse momento, que tomou uma dose da vacina, seja qual for a vacina, AstraZeneca, a Coronavac, ou a Pfizer, que você recebeu o cartão, esse cartão tem a indicação ali da data que você já deveria ter tomado a sua vacina. Você pode tomar a segunda dose, mesmo após a data que está escrita ali, não fará nenhum mal a você, porque há algumas pessoas que imaginam que superada a data, se tomar a segunda dose terão reações adversas. Não é verdade, isso não existe, as pessoas podem tomar a segunda dose, mesmo fora do prazo. O que não podem fazer é não tomar a segunda dose. Então você que está nos assistindo e nos acompanhando nesse momento, tomem a segunda dose da sua vacina, mesmo que você tenha ultrapassado, 1, 2, 5, 10, 15, 20 dias, 30 dias, não tem problema, apenas tome cuidado para que a segunda dose seja da mesma vacina que você tomou na primeira dose. Então com isso, Esdras, obrigado, prestação de serviço. Muito obrigado pela sua pergunta. Fábio, também, obrigado por você ter iniciado também com esse dever de cuidar. A todos vocês, muito obrigado, tenham uma boa tarde. Estejam protegidos. Mais uma vez, obrigado por estarem aqui conosco. Muito obrigado.