Coletiva - Início das obras do Complexo Viário do Polo Institucional de Itaquera - 20121209

De Infogov São Paulo
Revisão de 17h21min de 13 de junho de 2013 por Biacotrim (discussão | contribs)
(dif) ← Edição anterior | Revisão atual (dif) | Versão posterior → (dif)
Ir para navegação Ir para pesquisar

Transcrição da coletiva no Início das obras do Complexo Viário do Polo Institucional de Itaquera

Local: Capital - Data: 12/09/2012

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Hoje nós estamos começando as obras do Complexo Viário aqui de Itaquera. São R$ 353 milhões, nós conseguimos um desconto de 27%, deu uma economia de R$ 97,7 milhões, e são cinco obras importantíssimas para a região. Uma nova ligação norte-sul, ligando a Av. Itaquera e o outro lado da Radial Leste, do trem e do Metrô. As obras na Radial Leste, o mergulhão, vai melhorar muito o trânsito aqui na região e a sua ampliação. A terceira obra é a Antônio Inácio Curi. A ligação dela com Itaquera e com a nova Av. Norte-Sul, que nós teremos na região. A ligação da Nova Radial Leste e a Jacu Pêssego, então quem vier do Aeroporto de Cumbica, da Ayrton Senna, do Rodoanel vai rapidamente chegar no estádio com essas novas alças de viaduto. E para o pedestre, a maior passarela de vão livre de São Paulo, 115 metros de vão livre. Ela terá 185 metros de comprimento, 6 metros de largura, ligando a frente do estádio, o lado de cá com o outro lado depois da Radial Leste. As obras do trem e do metrô. O trem três minutos de intervalo no pico e metrô 85 segundos de intervalo. São novos três, investimentos na ferrovia. A FIFA exige 60 passageiros/hora, nós vamos ter 114.000 passageiros/hora. Dá para esvaziar o estádio em 45 minutos. Além dessas obras que tão sendo iniciadas, já estamos terminando a ETEC/FATEC, um grande polo educacional aqui no Polo de Itaquera. E teremos aqui também a Polícia Militar, Civil, Científica e Corpo de Bombeiro. Então, um investimento grande aqui também na região e aqui no Polo. Então, as obras já tem início e estamos com o controle rigoroso do seu cronograma.


REPÓRTER: Governador, a passarela Jacu Pêssego ainda não estão licitadas, né? [ininteligível].


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: A passarela já tá licitada...


ORADOR NÃO IDENTIFICADO: Já temos a licitação publicada e o prazo em andamento.


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Nós estamos iniciando a obra da Nova Av. Norte-Sul, as obras aqui no em torno ligando Antônio Inácio Curi e a Av. Itaquera, e toda a obra da Radial. E tá licitado o entroncamento com a Jacu Pêssego e a passarela.


REPÓRTER: Governador, um procedimento desses sempre tem um lado fraco [ininteligível] sai perdendo. Como é que vai ficar as pessoas a serem desapropriadas aqui da região?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, a região vai ser muito beneficiada. Porque você tem muito emprego, já são 6.000 empregos diretos e indiretos. Você tem grandes polos aqui, Senai, incubadora de pequena empresa, fórum, rodoviária, escola técnica, Fatec, o estádio, né? Tudo isso gera emprego. Então vai trazer muito emprego para a região, melhorar o trânsito; Radial Leste, novas avenidas, ligação Norte-Sul, entroncamento com a Jacu Pêssego, trem, metrô. É um legado permanente. As desapropriações que não são muitas, as que forem necessárias, o governo vai indenizar como faz sempre quando há necessidade de desapropriação.


REPÓRTER: Alguma chance de atraso nas obras?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: As obras, o prazo...


REPÓRTER: Nós estamos começando agora, 593 dias entrega o trânsito em março de 2014.


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Março de 2014 [ininteligível] para o trânsito, para o trânsito.


REPÓRTER: Governador [ininteligível].


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, esse caso houve uma denuncia de que criminosos de uma organização criminosos estavam reunidos numa chácara em Várzea Paulista. A Rota fez um procedimento de abordagem, houve uma perseguição, nós tivemos criminosos mortos e criminosos detidos, presos, presos. Foi apreendido metralhadora, espingarda, calibre 12, dinamite, explosivo, revólver, droga, um armamento extremamente pesado. Criminosos mortos no enfrentamento com a polícia e criminosos presos. Vários com passagem policial por roubo, por homicídio e por portando armamento muito pesado. É um enfrentamento com a polícia, onde a polícia fez prisão, E tivemos mortos nesse enfretamento.


REPÓRTER: Por que a Rota chegou primeiro do que a polícia local?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Sempre que você tem casos de muito armamento, vários criminosos, organização criminosa, a Rota é mais preparada pra isso, é exatamente para isso, então ela é chamada. Ela é chamada exatamente quando você tem expectativa de que você tem muitos criminosos, organização criminosa e armamento pesado.


REPÓRTER: Governador, como é que o senhor avalia o índice de letalidade da Rota, que geralmente tem ações em que morrem muitas pessoas ao mesmo tempo.


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, duas coisas importantes. Primeiro: quem não reagiu tá vivo. Você tem no carro quatro, dois morreram, dois estão vivos, se entregaram. Segundo: o DHPP nós fizemos isso. Olha, há resistência seguida de morte, investigação. A própria Polícia Militar investiga e o DHPP, que é o Departamento de Homicídios também investiga. Mas tá claro que nesse episódio que nós tínhamos um grande número de criminosos, com armamento extremamente pesado, participantes de uma facção criminosa e que a polícia surpreendeu a todos eles.


REPÓRTER: A corregedoria atua também, governador?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Corregedoria e... Faz parte... Já era de praxe. O que é que nós colocamos a mais? O DHPP. Todos esses casos é ele que faz a investigação, conduz a investigação.


REPÓRTER: [ininteligível] falar de Copa do Mundo. Os equipamentos deveriam funcionar bem até porque haverá [ininteligível] política, uma grande mobilização das autoridades. Mas depois do mundial, a população de Itaquera vai efetivamente gozar de uma vida mais digna?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: O legado vai ser muito grande, porque essas obras todas do Complexo Viário são para a cidade; novas avenidas, novas passarelas, alargamento e mergulhão na Radial Leste, melhora da ligação com a Jacu Pêssego. Todas são obras permanentes que vão ficar para a região. Investimentos no metrô, na Linha-3 do metrô que é leste e oeste, na Linha-11 da CPTM, mais trens e metrô, mais trens para a população. São todos benefícios permanentes. O Polo tecnológico, ETEC nova, Fatec nova, muito emprego na região, incubadora de empresas de base tecnológica, policiamento, segurança. Todos os investimentos do Governo são para a região, não são no estádio. Mas eu queria deixar aqui a vocês. Está aqui conosco o prefeito Kassab, tem feito uma boa parceira conosco e o governador Marin que é o presidente da CBF.


REPÓRTER: Governador, sobre pacote de energia anunciado ontem pela presidente Dilma. Ela cobrou os estados que agora devem fazer a dedução de ICMS. São Paulo deve fazer alguma coisa nesse sentido?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, São Paulo já fez. Para os pequenos consumidores 0 a 90kWh é zero, não tem ICMS. De 90 a 200k Wh é 12%. Isso representa 65% das residências do estado. Então ou é zero ou 12. É para a indústria e comércio também já é reduzido para 18%. Ora, sempre podemos avaliar e estudar outras possibilidades.


REPÓRTER: São Paulo perde com redução dos impostos? [ininteligível].


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Eu não tenho o número ainda.


REPÓRTER: [ininteligível] que o crime organizado reage a essa ação com morte de policiais?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Policial é preparado para trabalhar, enfrentar o crime organizado, proteger a população de São Paulo. Complexo Viário de Itaquera