Coletiva - Inauguração da nova unidade Detran.SP em Indaiatuba 20121112

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Coletiva - Inauguração da nova unidade Detran.SP em Indaiatuba

Local: Indaiatuba - Data: 11/12/2012


REPÓRTER: Governador o senhor [ininteligível] a delegacia da Cidade e delegacia de Defesa da Mulher [ininteligível] da população, não tem como manter a Dra. Luciana aqui mais tempo?

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, se puder o governador no interfere aí nessa questão pessoal, mas são ótimas delegadas, aliás, uma boa notícia, mais 5 delegados da Dinter de Campinas já vem amanhã a formatura, já imediatamente vem pra cá amanhã é a posse, já terminaram a Acadepol e dois pra Indaiatuba, um pra Valinhos, outro pra Vinhedo e outro Jundiaí, já começam academia mais 135 novos delegados, daqui 90 dias nós vamos ter mais 135; queria cumprimentar o Reinaldo porque aqui foi implantado nas entradas e saídas da cidade, o sistema da monitoramento e o COE, o controle esse vídeo monitoramento, resultado, caiu comparado esse ano com o ano passado, 41% furto e 35% roubo de veículos, despencou; quase metade e isso se deve além do trabalho da Polícia Civil, fechar desmanche, investigação, trabalho se deve principalmente ao monitoramento a gente precisa levar esse bom exemplo pras prefeituras das demais regiões, nós vamos ter um excelente resultado nessa área. Queria dizer também que estamos liberando os policiais civis a medida que o CIRETRAN vai passando pra padrão Poupatempo para o sistema do Poupatempo então libera o policiais civis que estavam trabalhando. Aqui o serviço é rapidíssimo, muito por internet, as pessoas nem precisam vir aqui, licenciamento que levava 15 dias é 1 dia, transferência que era 20 dias é 02 dias, o exame é eletrônico, pode fazer a hora que chegar o resultado é na hora, então ganho de eficiência e rapidez para a população. Dar os parabéns a Indaiatuba, a escola de tempo integral aqui do estado é a melhor do estado, a Fatec de Indaiatuba foi entre as quatro melhores instituições brasileiras, então a cidade no bom caminho da educação.

REPÓRTER: Governador a respeito das cotas das universidades paulistas os reitores [ininteligível], já deu um posicionamento pro senhor?

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Não, ainda não, existe um proposto para que a gente faça um sistema de inclusão para que os alunos de escola pública, eles possam ir pra USP, UNESP e imigrantes, os afrodescendentes também e nós estamos estudando o chamado [ininteligível] College, é um curso de dois anos de nível superior, porque também não adianta colocar o aluno dentro de uma universidade num curso muito exigente porque depois ele acaba abandonando o curso, há um risco de ter uma grande evasão escolar, então o [ininteligível] College, nos Estados Unidos 10% dos alunos do nível superior tem o [ininteligível] College, ele vai dar um grande reforço para esse aluno poder fazer, aí ele entra automaticamente na universidade, automaticamente e muito preparado a evasão escolar despenca e alunos de famílias de menor renda com uma bolsa pra ele poder se manter, então isso está sendo, tem que ser aprovado pelo conselho universitário, porque as universidades têm autonomia administrativa, financeira e pedagógica, mas eu acho que talvez São Paulo dê um bom exemplo pro Brasil de estabelecer sim uma política inclusão, uma política de cotas com bolsas para alunos mais pobres poderem se manter a ao mesmo tempo o reforço através de o [ininteligível] College que é um curso superior de dois anos.

REPÓRTER: Não era melhor investir na educação para que eles pudessem entrar direto já e não fazer a nivelamento?

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: As duas, as duas coisas elas são feitas, então, por exemplo, hoje na Fatec não tem nenhuma cota, 75% dos alunos são de escolas públicas, isso já existe, hoje na Unesp, 40% praticamente é de escola pública, na Unicamp é 31 e na USP 28, acontece que isso é a média, mas quando você pega medicina, jornalismo, engenharia aí a percentual é bem menor. Então nós temos dois caminhos: fortalecer a escola pública que é a escola de tempo integral, integrada com o Vence, com o ensino profissionalizante a Etec e do outro lado dar um reforço pra aquele aluno que vai pra universidade pra ele poder acompanhar a universidade.

REPÓRTER: Em relação aos pátios, [ininteligível] o que vai acontecer?

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: O Daniel Annenberg pode detalhar mais pra vocês, a polícia está atuando então os pátios estão ficando superlotados, então hoje está sendo feito um leilão né. Hoje tem um leilão em Campinas, leilão de veículos apreendidos e vamos fazer um PPP pra poder ter pátios pra poder atender às necessidades, mas o Daniel Annenberg pode explicitar.

REPÓRTER: De zero a dez, como é que o senhor avalia a possibilidade de Indaiatuba ter um Poupatempo que tanto se falou aqui, a curto e médio prazo?

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, diz que com nota 7 é aprovado, eu acho que a possibilidade é boa, vamos trabalhar juntos, todo mundo quer o Poupatempo então nós fomos primeiro pra sedes de região, Campinas, Ribeirão Preto, Sorocaba, Piracicaba, agora nós estamos numa segunda etapa procurando reduzir um pouco o custo, porque o problema não é implantar o problema é custo mensal que não é pequeno, a gente tá estudando uma maneira de custo um pouco menor pra gente poder fazer uma expansão e nessa expansão Indaiatuba será incluída.

REPÓRTER: Governador com a chegada do Dr. Grella à Secretaria de Segurança Pública vai desmilitarizar um pouco a secretaria e vai se ser utilizado a sistema COE de Indaiatuba pra ajudar a polícia no combate nesse grupo que age de dentro dos presídios?

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Primeira prioridade integrar as polícias, São Paulo contra o crime, todo mundo remando do mesmo lado, então, Polícia Civil, Investigativa, Judiciária, Polícia Militar, Ostensiva, Preventiva, Repressiva, Polícia Científica, Perícia que é fundamental, o programa 48 horas você rapidamente elucidar um crime aquela ação forte naquelas primeiras 48 horas, você tem mais chance de elucidar e prender o criminoso, investir muito em inteligência policial até integrado com o governo federal, articulação com os municípios, as chamadas prevenção primária, bairros bem iluminados, com políticas sociais pros jovens, boteco que tem muita briga, morre gente você ter uma ação, então articular mais no território com os municípios, com a sociedade civil e a Polícia Militar na rua, nós vamos fortalecer o policiamento de rua. Tá bom?