Coletiva - Inauguração do Detran.SP - 20122908

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Transcrição da coletiva na Inauguração do Detran.SP

Local: Limeira - Data: 29/08/2012


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, primeiro destacar a importância aqui do novo DETRAN, o prédio novo reformado. O antigo DETRAN aqui de Limeira era um prédio muito inadequado, antigo, quase caindo e foi alugado aqui um prédio pela prefeitura foi totalmente reformado entrou no novo padrão que é o padrão Poupatempo, nós queremos os serviços o mais possível eletronicamente para facilitar a vida da população, poder fazer tudo pela internet através do portal e, quem precisar ser atendido aqui, ter um atendimento padrão Poupatempo, bastante rápido. E a partir agora de setembro teste teórico inclusive para tirar a CNH a carteira de motorista vai ser eletrônica, então a pessoa pode vir com hora marcada fazer rapidamente, faz durante toda a semana, enfim facilitar a vida da população. Além do novo DETRAN aqui em Limeira, a Fatec, o prefeito nos providenciou já um terreno ao lado do prédio da Guarda Municipal, e nós já vamos fazer o projeto executivo e aí a Câmara fazendo a lei de doação do terreno, nós já licitamos e aí Limeira terá... Já tem a Etec, terá também o Via Rápida Emprego que são cursos de 80hs, 100hs, quem estiver desempregado e não estiver recebendo o Seguro de desemprego à gente paga uma bolsa de R$ 330,00 para pessoa fazer aquele curso de 1 mês pode ser pedreiro, soldador, chapeiro, cozinheiro, pizzaiolo, padeiro, enfim, tem 80 tipos de curso diferente. E a Fatec, aí é faculdade voltada a processos químicos, tecnólogos em processos químicos na área de joalheria e fabricação mecânica que é a área industrial. Nós vamos imediatamente começar a construção aqui da Fatec. A Unicamp está sendo ampliada, a Samsung já conversei com o pessoal da Agência Investe São Paulo, já está terminando a terraplanagem, se precisar a gente reforçar aqui, para ter a grande planta industrial, e o prefeito vai nos encaminhar um pedido do sistema viário da cidade para gente poder avaliar.


REPÓRTER: Governador, eu queria que o senhor falasse a respeito da possibilidade de uma interligação da Anhanguera com a Bandeirantes que foi um pedido feito.


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Então isso que a prefeitura vai nos encaminhar a proposta mostrando bem o trajeto, questão de desapropriações, custo de obra, se pode ser feito em duas fases, enfim, nós vamos receber, vamos estudar, sim, acho que é uma ligação importante que vai ajudar a tirar o tráfego pesado de dentro da cidade, e atender a região, é uma obra que eu diria que vai beneficiar a região.


REPÓRTER: Governador há muito tempo os limeirenses aguardam uma resposta do estado em a relação ao regime que deve ser implantado no presídio aqui em Limeira. Já existe uma definição, por que até então a resposta era que estava em fase de estudo?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Você diz do?


REPÓRTER: Era o CPP, daí [ininteligível]?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Nós tínhamos... Nós tínhamos aqui... Nós precisamos de uma nova unidade prisional, porque medida que a polícia está trabalhando, reduzindo homicídio, ela prende muito mais gente, onde que é coloca os presos? Então precisa ter modernos Centros de Detenção Provisório havia uma discussão em relação ao local, então nós cancelamos esse processo licitatório pedimos ao município que indicasse um novo local, esse novo local foi indicado, e se não tiver maiores problemas na hora de tiver pronto o projeto vai ser licitado.


REPÓRTER: Mas, então, um CPP ou CDP já que a...


REPÓRTER: Os juízes e delegados pedem um CDP.


REPÓRTER: Um CDP já que a nossa maior demanda é um Centro de Detenção Provisório e não um semiaberto.


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Vou dar uma checada.


REPÓRTER: Dos 1.500 presos do CDP de Piracicaba, cerca de mil são de Limeira.


REPÓRTER: E o senhor dever ter se lembrado de que recentemente aqui na região houve um grande problema!


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Não, a necessidade, a necessidade é nossa prioridade! Acontece que houve uma reação anteriormente em relação ao local, então nós vamos mudar, então, do local. Já foi escolhido uma nova... Nova área, não é isso?


REPÓRTER: Isso.


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: E é necessário, por quê? Porque aí, isso é para preso provisório, ao invés de ficar em cadeia, ele fica no moderno Centro de Detenção Provisório é mais segurança, inclusive para região. Nós estamos terminando uma obra em Piracicaba.


REPÓRTER: Governador, ainda na área de Segurança, o senhor disse que está com queda de homicídios, mas aqui na região de Limeira nos últimos 10 anos, os casos de furto e roubos de veículos mais que dobraram, passaram de 700 para 1.600. Passaram de 700 para 1.600 em 10 anos.


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Só um minutinho, que vou pegar as estatísticas, cadê os papeis. CPP ou CDP.


REPÓRTER: Os juízes e delegados apoiam [ininteligível].


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Lourival, tudo bem? Lourival, aqui em Limeira é CDP ou CPP? Os juízes aqui parecem que entendem que é mais necessário o CDP do que o CPP. Porque dizem que lá em Piracicaba tem mais de 1.000 presos que são de Limeira. Sei. Bom, você dá uma avaliada nessa questão e a gente volta a se falar. Está bom? Ok, Lourival. Um abraço, viu? Estou contigo e não abro.


REPÓRTER: Governador, seria até um pedido que eu faria em nome de todos os delegados e em nome de todos os juízes da cidade, para fazer essa mudança.


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Está bom. Eu vou verificar.


REPÓRTER: Por favor.


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Nós temos 190.000 presos. O Lourival tem 90 anos de penitenciária, que ele entrou como agente, agente, diretor, secretário de Estado. Ele é humilde, ele... 40 anos. Então ele é muito conhecido no meio. Então, eu brinco com ele que ele anda na penitenciária e fala com os presos: Estou contigo e não abro. Vamos checar então. Veículos, peraí. Veículos, nós temos uma situação contraditória aqui. Furto de veículo esse ano não aumentou, ele está instável e roubo de veículo aumentou, aumentou de 208 para 304, em Limeira. Na Seccional, furto caiu de veículo e roubo aumento. E na Deinter, os dois aumentaram. Então vocês tem razão. Mas o que é que nós temos que fazer aqui? Eu vou me reunir com a Polícia Civil e Militar, nós vamos fazer um mutirão nessa questão de roubo e furto de carro. Mas era preciso checar os desmanches da região, passar um pente fino aí nos desmanches. A gente observa, aqui, ó... Aqui está o que está em azul, então veja que Limeira está mais azul. Então já melhorou, mas continua o desafio de automóvel. A Seccional está mais azul ainda. E a Deinter, essa totalmente quase azul. Então eu diria que... Claro que o esforço permanente é crime contra a vida, homicídio e latrocínio. Agora, roubo e furto de automóvel, embora tenha também uma recuperação crescente, aumentou 20% à recuperação. O ano passado recuperou 523 veículos, esse ano já recuperou 630. Então aumentou o furto e roubo numa proporção menor, e aumentou 20% a recuperação dos veículos.


REPÓRTER: Esse [ininteligível] é para agora, governador?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: É para ontem, é para ontem. Veja que na Seccional também aumentou a recuperação, 16%, recuperou mais esse ano. E na Deinter também aumentou a recuperação, 17%. Mas nós vamos fazer um mutirão aqui.


REPÓRTER: Governador, [ininteligível] o que o Governo pode fazer?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: O que é que aconteceu? Esse ano e que aconteceu também o ano passado, um aumento de produção de laranja para a indústria para ser esmagada, e uma queda de consumo o mundo. Porque grande parte da laranja é para exportação, e houve uma queda de consumo. Geralmente, o pessoal acha que vai ter furacão ou vai ter geada na Flórida. Há vários anos não tem geada, nem furacão, teve um aumento de produção por mais um ano e queda de consumo. O que é que nós fizemos? Uma boa notícia. Nós reunimos com o setor, a laranja o ICMS é zero, o suco de laranja é 18%. Nos reduzimos para 12%, fizemos um grande barulho, dizendo: Olha, o suco de laranja 6% mais barato. Compre suco de laranja, vitamina C, está mais barata, aumenta o consumo do suco de laranja. Então já reduzimos o ICMS de 18% para 12%, há 15 dias atrás. Começamos a fazer compra pela Secretaria da Educação, compra de caixinha de 1 litro de concentrado, você dilui, dá 5 litros de suco. Então nós vamos distribuir na merenda escolar, uma compra grande que nós estamos fazendo. E a outra, há um paradoxo. Nós estamos importando laranja de mesa da Espanha, e está caindo no pé a laranja da indústria. Então nós precisamos fazer uma parte do pomar cítrico passa para a fruta de mesa, que tem um valor muito alto e que hoje nós estamos importando a Espanha. Então, aproveitar a expertise do citricultor que é fantástico, maravilhosa. Você ver que a citricultura enfrentou campo cítrico, enfrentou o amarelinho, enfrentou [ininteligível], enfrentou o xyllela fastidiosa, enfrentou de tudo e tem essa produção espetacular. O pessoal sabe fazer, então não é mudar de ramo, continua na citricultura. Mas uma parte tem que ir para a fruta de mesa. E a outra, o CADE e o Ministério da Justiça entrar na... Porque o problema é da indústria. Se você tem nos Estados Unidos uma grande safra, todo mundo tem ali um problema de 5%, passa. Agora, o que é que acontece? A indústria verticalizou hoje quase 40% da Citricultura de São Paulo é industrial, a indústria que planta. Ela esmaga toda a sua laranja e a laranja que não é da indústria cai no pé. Então aí tem que ter uma ação do CADE, no sentido de arbitrar essa questão entre os produtores e a indústria. Mas São Paulo já reduziu o ICMS, é o único estado que reduziu, de 18% para 12% para o suco, a laranja é zero. Grandes compras pela Secretaria da Educação, FDE, para merenda escolar o suco. E o trabalho da Secretaria da Agricultura, para uma parte do pomar passar para fruta de mesa, porque o excesso está na laranja industrial.


REPÓRTER: É fato que o interior ganha cada vez mais atenção do Governo do Estado com a chegada dos polos de moda, Petran, Fatecs, como o senhor avalia essa crescente das cidades de pequeno e médio porte?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, o interior de São Paulo, tem uma força econômica impressionante, ele tem um crescimento econômico muito forte. Tanto no Parque Industrial, quanto na agricultura que é muito diversificada, quanto no setor de serviços. E preservando uma qualidade de vida quase europeia, né? Você tem uma qualidade de vida no interior muito boa, no interior de São Paulo. Então, é um momento muito especial, e o que é que nós estamos fazendo? Procurando melhorar a qualificação profissional e os centros universitários. Unicamp, aqui na região; Fatec, Etec, investir no conhecimento. Acabei de sair de Campinas, parque tecnológico, incubadora de empresas de base tecnológicas, infraestrutura. Então, rodovias, hidrovia, ferrovia, dotar o interior de uma boa infraestrutura.


REPÓRTER: Governador, Limeira tem um número elevado de menores infratores e duas unidades estão em construção, houve um problema com a construtora, o contrato foi rompido. O que é que há de concreto, quando as obras devem ser terminadas e a previsão de conclusão?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, infelizmente, a empresa quebrou. E você não pode contratar outra empresa sem licitação.


REPÓRTER: [ininteligível].


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: deixa eu te dar a data certa e você cobre, viu? Olha, Fundação Casa, no dia 5 de julho, foi aberto o processo licitatório para conclusão das obras dos dois centros de atendimento socioeducativo. A licitação tem prazo de 60 dias, como foi em julho, então setembro termina o processo licitatório. E aí, em seguida, já dá ordem de serviço. A previsão é que as duas obras, os dois centros socioeducativos estejam concluídos no início de 2013, né? Nos primeiros meses de 2013. Agora, infelizmente, às vezes você faz uma licitação, ganha uma empresa com menor o preço e não entrega logo. Quebra no meio do caminho e você não pode contratar outra, você tem que reabrir o processo licitatório.