Coletiva - Inauguração do Fórum da Comarca de São José dos Campos 20121712

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Coletiva - Inauguração do Fórum da Comarca de São José dos Campos.

Local: Capital - Data: 17/12/2012


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, uma grande alegria entregarmos aqui o prédio do novo fórum de São José dos Campos. Quase 20.000 metros quadrados de área construída. Abrigará as 22 varas, poderá ter até 30 vara da justiça, já prevendo o crescimento da cidade. Um dos maiores fóruns do interior de São Paulo; moderníssimo, com toda acessibilidade para pessoas com deficiência. Então, de parabéns o Poder Judiciário, o Ministério Público, os advogados e a população, que é a quem se destina o trabalho jurisdicional. Então é uma grande alegria participarmos dessa conquista, uma obra realmente a altura de São José dos Campos. Uma das maiores cidades brasileiras, uma cidade superlativa em todos os sentidos e também na esfera judiciária.

REPÓRTER: Governador, qual foi o maior prejuízo desses adiamentos constantes que aconteceram?

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, nós tivemos aqui três empresas. A primeira empresa foi contratada, teve problema. Se rescindiu o contrato, tem que se abrir uma nova licitação. Uma segunda empresa também não deu conta do recado. A terceira empresa que terminou, mas embora tenha demorado, o prédio é um espetáculo, é um dos maiores prédios do estado, moderníssimo. E é um custo de R$ 1.600,00 o metro quadrado de área construída, que é também um custo excepcional. Então, a obra teve um bom custo, uma grande obra, extremamente moderna, o Judiciário estará muito bem aqui instalado e lamentavelmente demorou porque quando uma empresa tem problema, quebra, você tem que fazer perícia, encerrar processo e fazer uma nova licitação. E esse processo é um processo demorado.

REPÓRTER: Prejuízo maior então foi o financeiro?

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Não, não, financeiro não, porque a obra saiu por R$ 1.600,00 o metro quadrado, mesmo com a demora. Mas eu diria que São José ganhou aqui uma verdadeira cidade judiciária, que realmente vai poder aqui estar presente à justiça, os juízes, os promotores de justiça, advogados, todas as instalações. E realmente prevendo até novas varas que possam ser abertas aqui em São José dos Campos. E queria também dizer que estive sábado em São Sebastião e assumir aqui um compromisso. 16 de dezembro do ano que vem, portanto, daqui a 364 dias entregaremos a nova Tamoios duplicada até o Alto da Serra. Então até o Alto da Serra a obra estará duplicada. São quase 50 km de duplicação. Em março nós deveremos estar iniciando a grande obra do contorno, que é a duplicação para São Sebastião e um trecho para Ubatuba, até praia de Massaguaçu. E esperamos no primeiro semestre ter a licença ambiental para a nova autoestrada da Serra, como é a Imigrantes. Uma pista sobe e a outra desce, então será feito uma nova estrada na Serra do mar porque não dá para duplicar do lado. Então as três obras simultaneamente vão estar andando. Até dezembro a entrega da Tamoios até o Planalto. Em março, inicia o contorno de Caraguá, que é uma grande obra viária com túneis. E o trecho da Serra, a gente espera ter o licenciamento ambiental até o meio do ano para já abrir a licitação. Isso é importante para todo o Vale do Paraíba e para o Litoral Norte de São Paulo.

REPÓRTER: E a questão da segurança nos fóruns. Esse aqui mesmo foi inaugurado com os detectores de metais, mas ainda não com as câmeras de segurança. Essa é uma cobrança também da OAB e não só aqui nesse fórum como nos outros fóruns do estado.

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: A secretária da Justiça, o prefeito, o presidente do tribunal podem detalhar um pouquinho mais, mas também queria destacar um outro entendimento que fizemos com o Poder Judiciário, que é a questão das armas. O Poder Judiciário está abrindo uma licitação para que todas as armas fiquem em local, invólucro fechado e possam ficar nos batalhões da Polícia Militar, ou seja, não ter mais arma em fórum, ficar todas no batalhão da Polícia Militar. O Dr. Ivan pode detalhar um pouquinho melhor já o processo licitatório, está bom?

REPÓRTER: Esse final de semana foi um final de semana violento na cidade de Jacareí. Nove mortes. O que o governo pretende, existe algum projeto em relação ao policiamento, a evitar essas mortes que têm sido tão frequentes aqui no Vale do Paraíba?

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, nós encaminhamos para cá em 2011, 338 policiais militares, e este ano mais 300 policiais militares. Então nós estamos aumentando o policiamento da região com maior presença policial. Delegados nós tivemos vindo para cá mais seis delegados de polícia e já nomeamos mais 134. Daqui 90 dias eles saem da academia, Acadepol, e nós vamos fortalecer muito também a Polícia Civil, que é a polícia investigativa e judiciária. O Dr. João Barbosa, que está aqui, que é o diretor do Deinter, ele pode detalhar um pouco mais sobre a investigação, a informação que ele nos passou é que vários tinham passagem policial ou por tráfico de droga ou por arma contrabandeada, ou por roubo e você às vezes tem guerra entre as próprias quadrilhas aí, mas a polícia já tem já todo o trabalho investigativo e vai prender aí os criminosos. E também queria destacar que o comandante geral da Polícia Militar, o Coronel Meira, já concentrou o reforço policial em Jacareí e a Polícia Civil, com o trabalho de inteligência, para prender aí os membros das quadrilhas. Este ano de 2012, de janeiro a outubro nós tivemos, graças a Deus, uma redução na cidade de São José dos Campos, de homicídio, na seccional de São José dos Campos, e no Deinter. Então a curva já começa a ser uma curva de redução e aí é trabalho e empenho da polícia para proteger a nossa população. REPÓRTER: Governador, pode vir a rota para Jacareí a exemplo do que aconteceu em Taubaté?

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Se houver necessidade será enviado. Essas decisões são técnicas. Se houver necessidade, o comandante-geral encaminhará sim. As câmaras, você está dizendo o prefeito...

REPÓRTER: [ininteligível] há duas semanas atrás.

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: O Eduardo pode dar uma palavrinha.


Coletiva 2


ORADORA NÃO IDENTIFICADA: Não tem previsão, mas assim, durante o ano de 2013...

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Já era para ter começado. Infelizmente a prefeitura de Taubaté, nós apresentamos três alternativas para ação. Nenhuma delas a prefeitura nos autorizou, nós tivemos que ir para a Justiça, uma medida judicial, para poder fazer as prospecções e concluir o projeto executivo. Então, nós vamos entregar o mais rápido possível, a obra, e vai ser um grande ganho para a região. Vai chegar até a Oswaldo Cruz. Nós vamos prolongar quase 10 quilômetros. O prazo é definir a questão do traçado, que já era para ter sido definido. Definido o traçado, projeto executivo, e começa.

REPÓRTER: O traçado é o de Taubaté ou do governo do Estado?

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Não, são três traçados. O traçado deverá ser o melhor que, atenda o interesse público; a questão do meio ambiente e o interesse da população.

REPÓRTER: Governador, e a questão, agora, do réveillon; essa dificuldade que tem?