Coletiva - Inauguração do Novo Edifício do Arquivo Público do Estado - 20121806

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Transcrição da coletiva na Inauguração do Novo Edifício do Arquivo Público do Estado

Local: Capital - Data: 18/06/2012

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, uma grande conquista para a história de São Paulo, nós podemos dizer que essa é a casa da história, desde 1721 tem documentos aqui sobre a província de São Paulo, então documentos agora armazenados com segurança em um prédio único do país feito especialmente para ser o arquivo público do Estado: climatizado, capaz de resistir a peso, contra incêndio, contra roubo, então projetado exclusivamente para ser o arquivo público do Estado. Então, tem importância histórica, importância cultural, nós teremos aqui várias exposições de cultura, a primeira será sobre a Revolução de 32 na semana de 09 de julho, então um dos principais momentos da história de São Paulo que foi Revolução Constitucionalista de 32. Nós temos aqui um acervo muito importante da revolução e vai... Teremos uma exposição aqui no 09 de julho. Pesquisa: universidades, pesquisadores, institutos. Só se podia fazer 25 consultas simultâneas, serão 100 consultas simultâneas. Do outro lado segurança, um prédio aprova de roubo, fogo, cupim, enfim, é feito para esse trabalho, ambientalmente correto, a noite esfria a caixa d’água, uma enorme de uma caixa d’água e a aí de dia o prédio é climatizado com economia, economicidade! Economicidade, nós já vamos devolver o prédio do IMESP, que era alugado para arquivo e o arquivo veio para cá, então vamos devolver vários prédios, reduzir aluguel, diminuir pessoas e transparência, porque o SIC, o Serviços de Informação ao Cidadão, os 84 SICs do Estado, a coordenação será aqui pelo arquivo público do Estado de São Paulo.


REPÓRTER: Onde que era o prédio, governador, era aqui atrás, né, [ininteligível]?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: É o prédio era aqui mesmo, em Santana, né. Primeiro nós tínhamos uma quantidade enorme de prédios espalhados, uma quantidade enorme de prédios espalhados, depois ficou aqui em Santana...


ORADOR NÃO IDENTIFICADO: [ininteligível].


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: É a maioria nas próprias secretarias, e muito mal guardado os documentos, e documentos de grande valor, documentos de quase três séculos, então um trabalho profissional, né, com arquivistas, pessoal extremamente especializado.


REPÓRTER: Governador, a aliança do Maluf com o PT... ele tem criticado o PSDB por conta da... não deu certo a aliança com vocês. O senhor tem alguma coisa a dizer sobre isso?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, o nosso candidato, o Serra, tem uma grande aliança, o PSDB, Democrata, PSD, PR, PV, são cinco partidos, uma aliança em torno de um programa de governo para São Paulo, que está sendo elaborado com participação desses partidos todos... Eu acho que está indo muito bem, acabou que de novo o nosso candidato em primeiro lugar com uma grande margem... Eu acho que as coisas estão encaminhando bem. Nós temos três momentos, o primeiro momento é agora em junho, as convenções partidárias, o segundo em julho, quando é permitida a campanha eleitoral, e o terceiro em agosto, quando começa o horário do rádio e da televisão. Então, eu diria que essa primeira fase, que foi a fase das alianças foi muito bem, cinco partidos em uma aliança importante para servir ao povo de São Paulo.


REPÓRTER: A ascensão do PT na pesquisa é normal?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Ah, é obvio, não é? Quer dizer, é obvio que o PT sempre tem um percentual em São Paulo, é natural e não vejo nenhum problema. Está bom?


REPÓRTER: Governo, o assunto com em relação à violência. Ontem, uma mulher ela foi morta na zona sul, né, no Ipiranga porque ela acabou reagindo a um assalto, ela que foi abordada enfrente à residência. Eu queria que o senhor comentasse esse episódio até mesmo por conta também de vários arrastões que estão acontecendo, né, em restaurantes.


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, primeiro nesse caso, o DHPP já está trabalhando, pode ter certeza de que o criminoso vai ser preso, o Departamento de Homicídios de São Paulo ele é extremamente eficiente na investigação e vai descobrir o criminoso, vai ser preso, vai cumprir pena, não é, como tem que cumprir na sua total solidariedade à família. Em relação à questão dos restaurantes, nós fizemos uma reunião muito proveitosa em quatro ações. Primeiro: prevenção primária. Muitas coisas até os próprios restaurantes fazendo, iluminação feérica enfrente ao restaurante, uma série de medidas de prevenção primária que são importantes. A segunda: polícia na rua. Ou seja, nós pretendemos ter até dezembro sete mil policiais a mais no Estado de São Paulo. Está havendo uma reengenharia na Polícia Militar reduzindo atividade [ininteligível], buscando mais eficiência, nós vamos fortalecer muito o policiamento. A outra: investigação rápida e a prisão dos criminosos. Acabamos de prender, nós já prendemos três quadrilhas, lamentavelmente muitas com menores de 18 anos. E para prender rápido, comunicação rápida, é importante rapidamente ser comunicada a polícia, que é uma outra medida importante também. Enfim, um conjunto de medidas foram lançadas agora na última semana que, eu tenho certeza, vai trazer bons resultados.


REPÓRTER: Governador, para o senhor qual é a importância, foram gastos mais de R$ 80 milhões na construção de prédio, de...o local para preservar a história?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, primeiro a história, não é, em si, não há... muito mais importante do que governo, do que Estado é a nação, a nação é nossa língua, nossos costumes, nossas religiões, a luta dos que já morreram. Então, aqui está parte da nação de São Paulo, não é, do povo de São Paulo, essa população de grande miscigenação, de grande...multicultural, e aqui está a história, são quase três séculos, e é importante preservar a história, a pesquisa, a cultura, você não ficar guardado em quatro paredes, mas você fazer exposições como a que vai ser feita agora, a primeira, sobre a Revolução Constitucionalista de 32. Nós entendermos, muita gente acha que São Paulo foi derrotada na revolução, a derrota foi militar, mas os objetivos, não é, a alma, a luta foi vitoriosa porque logo em seguida nós tivemos a Constituinte de 1934, que trouxe o voto para as mulheres, trouxe o voto secreto, trouxe a justiça eleitoral. Até a Revolução de 32 mulher não votava, eleição era roubada, votava quem não tinha nascido, votava quem já tinha morrido, os coronéis comandavam a eleição, os currais eleitorais, foram conquistas da Revolução de 32. Então, a importância cultural, importância histórica, importância do ponto de vista ambiental, de segurança, de modernidade, de sustentabilidade, de transparência, você informar a população, dados que a população queira, informar ao cidadão. Aqui vai estar a coordenação dos 84 SICs, que são Serviços De Informação Ao Cidadão. E economicidade, ter tudo num prédio só, prédio climatizado, prédio moderno, a noite esfria a água, de dia mantém climatizado gastando menos energia, vamos devolver prédios, reduzir aluguel, ter menos gente, um serviço de melhor qualidade.


REPÓRTER: Obrigado.