Coletiva - Posse do Corregedor Nacional de Justiça - 20120609

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Transcrição da coletiva na Posse do Corregedor Nacional de Justiça

Local: Brasília - Data: 06/09/2012

REPÓRTER: Governador, [ininteligível] assassinato [ininteligível] sobre os policiais executados? [ininteligível].


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, primeiro... Primeiro, trazer aqui o nosso abraço à Ministra Eliana Calmon, que fez história no sentido da sua luta [ininteligível] para a modernização do judiciário. É muito importante trazer a nossa confiança no Ministro Falcão, filho do Djaci Falcão, que, eu tenho certeza, tem todas as condições pra fazer um grande trabalho em benefício do judiciário brasileiro. E dizer que nós vivemos um momento importante da vida nacional, com as decisões do Supremo Tribunal Federal, que dão grande confiança ao país, no sentido de não termos impunidade. Então vivemos um momento novo, um momento importante na vida brasileira, patrocinadas, ambas, pelo poder judiciário do país. Em relação a essa questão, hoje cedo, já falei com o Secretário da Segurança Pública, a Corregedoria já está verificando e ela vai prestar todos os esclarecimentos. A tolerância é zero, com nenhum tipo de abuso ou desvio. Seja quem for. Polícia civil, militar, a ação absolutamente dentro da lei.


REPÓRTER: Eles serão afastados, os policiais?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Se for o caso, serão afastados, até presos. Isso está sendo avaliado pela própria polícia.


REPÓRTER: E no caso das mortes dos policiais, [ininteligível] policial morto, o senhor acha que esse caso está ligado ao PCC?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Eu acho que é precipitado, precipitado colocar isso. Os criminosos, a maioria deles, todos já foram presos. Quase todos. Há casos que é tentativa de roubo. O policial, obviamente armado, reage. Infelizmente acabamos perdendo, mas os indicadores de segurança pública de São Paulo, todos estão em queda. No mês de julho, já publicado no dia 25 de agosto, qualquer parâmetro que se analise comparando com julho do ano passado, comparando com junho desse ano, todos os indicadores em queda. Principalmente homicídio. E no mês de agosto, que vai ser publicado no dia 25 de setembro, essa tendência continua. Então a polícia trabalhando fortemente. Está bom?


REPÓRTER: O senhor acha que é vingança por causa da morte do Tiago, governador?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Um abração. Obrigado.