Coletiva - Programa Sudoeste + 10 terá investimentos de até R$ 300 milhões na região de Itapeva 20210308

De Infogov São Paulo
Revisão de 14h59min de 17 de agosto de 2021 por Fincatibianca (discussão | contribs) (Criou página com ''''Coletiva - Programa Sudoeste + 10 terá investimentos de até R$ 300 milhões na região de Itapeva 20210308''' '''Local: Capital – Data: [http://infogov.imprensaofi...')
(dif) ← Edição anterior | Revisão atual (dif) | Versão posterior → (dif)
Ir para navegação Ir para pesquisar

Coletiva - Programa Sudoeste + 10 terá investimentos de até R$ 300 milhões na região de Itapeva 20210308

Local: Capital – Data: Agosto 03/08/2021

Soundcloud

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Vamos lá, então, são três perguntas, vou pedir a atenção de vocês, vamos tentar fazer jogo rápido, mas respeitando, evidentemente, os três veículos de comunicação que pediram para formular perguntas. Vamos começar com a Rádio Jovem Pan, com Daniel Lian. Cadê você, Lian? Está aqui, eu tinha visto a câmera da Jovem Pan, mas não tinha visto você ainda. Boa tarde, Daniel Lian.

DANIEL LIAN, REPÓRTER: Boa tarde, governador. Boa tarde, a todos. Governador, eu gostaria de saber como é que vai funcionar essa nova fase do programa, quais foram os critérios utilizados exatamente para a escolha das cidades, e também das regiões. Assim como se há uma perspectiva de expansão desse programa? E se o senhor me permite uma outra pergunta, o Governo Federal sinaliza com a retomada do horário de verão, eu gostaria de saber quais os impactos que teria isso para o estado de São Paulo, e também se isso ajudaria a minimizar a crise energética? Obrigado.

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Muito bem. Vamos, em tese seria uma pergunta, mas como eu adoro do Daniel Lian, é o mais operoso dos jornalistas do rádio brasileiro, que eu conheço, ele fala sobre futebol, sobre economia, sobre sociedade, é impressionante. A Jovem Pan devia aumentar seu salário, porque a quantidade de tarefas que ele tem dentro da Jovem Pan, e ele desempenha brilhantemente. Então em homenagem a você, nós vamos responder às duas perguntas, e não uma. Eu vou dividir a primeira pergunta com o Rodrigo Garcia, a segunda nós temos que estudar, a questão do horário de verão nós temos que avaliar, primeiro em que condições do Governo Federal vai apresentar, isso não foi feito ainda de maneira clara e objetiva para conhecer, quando começa, quando termina, quais são os horários e quais são as condições. Em tese, o horário de verão é bom, ele permite, realmente, uma economia energética substitutiva, em cidades, regiões, e em um país como um todo. Mas vamos conhecer melhor esses detalhes para ir podermos nos pronunciar. Mas à posteriori, para você não ficar sem resposta, a ideia de termos horário de verão, em tese ela é boa, ela permite realmente uma economia no consumo de energia, repito, em uma cidade, em uma região, em um estado, e muito provavelmente também em todo o país. Em relação à primeira pergunta, eu vou pedir para o nosso Rodrigo Garcia, não sei se você estava ali atento à pergunta do Daniel Lian, para responder sobre as etapas e a expansão eventual desse Programa Sudoeste + 10.

RODRIGO GARCIA, VICE-GOVERNADOR: Bom, Daniel, como aqui o nosso secretário Vinholi já colocou, desde o início do governo a gente identificou as regiões do estado que tinham um menor desenvolvimento humano, um melhor desenvolvimento econômico, elas já são conhecidas, o Sudoeste do estado, Vale do Ribeira, o Pontal do Paranapanema, o Vale Histórico, divisa com Rio de Janeiro, e alguma coisa ali na divisa com Minas Gerais. Então essas regiões historicamente elas vêm se desenvolvendo, mas um desenvolvimento abaixo do que a média do estado. A partir daí se criou programas de desenvolvimento regional, já citei os três primeiros que foram criados, o Vale do Futuro, o Pontal 20/30, e o Vale da Fé, e faltava o Sudoeste do estado, que dentro a regionalização, que eu citei aqui como a décima sexta região administrativa, precisava dessa articulação regional. Essa articulação regional ela olha pontos que são individuais de cada cidade, e aí o secretário Vinholi tem vários equipamentos que serão destinados para cada uma das cidades, e existem também obras regionais e serviços regionais, e você percebeu aqui a grande obra regional, a duplicação da 528, e também a ansiedade de uma melhor assistência à saúde, seja com hospital estadual, seja ampliando convênios que o estado tem naquela região com hospitais filantrópicos. Enfim, então é uma política regionalizada, articulada, transversal, com as 16 cidades estabelecidas aqui no Programa Sudoeste + 10.

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Obrigado, Daniel Lian. Obrigado, Rodrigo Garcia. Nós vamos agora a Indara Freitas, do Portal Metrópoles, e na sequência a Aline Galdino, da TV Tem/Itapetininga, que é uma emissora que íntegra a Rede Globo de Televisão. Onde você está? Aqui, desculpa, perdão. Bom te ver novamente, já estivemos juntos hoje pela manhã, desculpa.

INDARA FREITAS, REPÓRTER: Olá, boa tarde. Eu queria saber do governador como esse programa ele vai atuar para diminuir as desigualdades sociais da região, se puder dar um exemplo mais prático de alguns projetos em algumas cidades dessa região que poderão diminuir as desigualdades sociais nessa região?

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Obrigado. Indara, eu vou dividir com o Marco Vinholi, nosso secretário de Desenvolvimento Regional, essa pergunta. Claramente um investimento de R$ 300 milhões, em infraestrutura urbana, e no campo, vai gerar empregos, empregos gera renda, renda gera movimento em toda a região, em todas as cidades que compõem a nossa região do Programa Sudoeste + 10. Isso vai permitir que com a geração de riqueza você tenha a diminuição de desigualdades. Não há forma melhor de ampliar a oportunidade, a geração de emprego, do que o investimento, e o investimento aqui é o investimento do estado, mas será seguido também de investimentos privados. Essa é uma região de grande fertilidade, no agronegócio, o agro cresce dois dígitos em São Paulo, e cresce no Brasil também, aumentando muito a sua exportação, o agro de São Paulo quase que dobrou a sua exportação nos últimos 12 meses, e continuará a exportar fortemente, principalmente para a Ásia, e especialmente para a China. Também a produção industrial dessa região cresceu significativamente, o desenvolvimento comercial, o setor de serviços, e agora a retomada do turismo, que era um setor que estava empalidecido, estava completamente paralisado agora com a retomada gradual da economia, e os critérios de flexibilização do plano São Paulo, essa economia do turismo vai impactar também muito positivamente em toda essa região. Vinholi.

MARCO VINHOLI, SECRETÁRIO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL: Boa tarde. Tem três coisas fundamentais que impactam a melhora no IDH, uma delas é as pessoas viverem mais, a outra é ficarem mais tempo nas escolas, e a terceira é o aumento da renda, a região tem o IDH de 0,68%, sendo que a média do estado é 0,78%. O que nós queremos fazer, puxar? O IDH de médio desenvolvimento, que é 0,68%, para um de alto desenvolvimento, que é 0,78%, que é a média do estado de São Paulo. Com isso nós vamos atacar em três frentes, o governador colocou aqui a importância da agricultura para a região, a gente vai melhorar essa competitividade investindo nas estradas vicinais, SPs, e também na concessão que o governador citou agora pouco, da SP-258. Além disso, nós vamos com grande colchão de assistência social, a secretária Célia Parnes aqui do meu lado lançou ao longo desse último período programas fundamentais, Bolsa do Povo, frente do trabalho, Vale Gás, e um programa que é um grande sucesso no Vale do Futuro, que é o nosso Prospera Família, que gera uma renda para aqueles estudantes, para as famílias, eles com isso ficam mais tempo na escola, melhorando um dos pilares do IDH, e também aumentam a sua renda. E a terceira questão fundamental, na área do emprego e da renda, o turismo vai ser um pilar fundamental, quem não conhece a região de perto, visite o Sudoeste Paulista, região linda, com grandes potencialidades, vários parques estaduais, alguns serão concessionados. Nós também vamos fortalecer o roteiro turístico do Sudoeste paulista. O CONDERSUL tem um planejamento já há muito tempo, que é o consórcio dos prefeitos da região para desenvolver isso, nós vamos fortalecer esse turismo lá. E também atacar com os programas de desenvolvimento de emprego e renda, a secretária Patrícia Ellen tem feito um grande trabalho com o Banco do Povo, colocando mais crédito para a região, e também com a qualificação profissional através do nosso Centro Paula Souza. Então é uma gama de investimentos que somam R$ 300 milhões, que vai impactar altamente o IDH da região.

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Obrigado, eu vou ainda pedir, Indara, a sua pergunta ela é uma boa provocação, duas intervenções, elas serão breves, até porque, nós temos outros dois eventos ainda acontecendo aqui no Palácio, mas vou pedir exatamente à Célia Parnes e à Patrícia Ellen para complementar exatamente essa boa resposta à sua boa pergunta no âmbito do impacto social, geração de emprego, geração de renda e redução de desigualdades. Célia e Patrícia, por favor.

CÉLIA PARNES, SECRETÁRIA DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL: Bom, complementando, acho que o secretário Vinholi falou bastante bem também dos pilares do desenvolvimento social. Mas pensando também bastante na questão da pobreza rural, acho que há aí um caminho importante que a Secretaria de Desenvolvimento Social vem trabalhando, juntamente com a Secretaria da Agricultura e a Secretaria de Desenvolvimento Regional, e todos esses programas que o governador João Doria vem lançando como Vale Gás, ampliação dos programas de segurança alimentar, como o próprio Viva Leite, programas, Alimento Solidário, todos eles têm sido extremamente capilares por todo o estado, buscando combater a fome e incrementar as questões nutricionais. E o Prospera, que é o programa de mobilidade social. Isso é muito alinhado com todos os funcionamentos aqui do Programa Sudoeste + 10, a questão da mobilidade social, e do desenvolvimento e a melhora do IDH.

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Obrigado, Célia. Patrícia.

PATRÍCIA ELLEN, SECRETÁRIA DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO: Obrigada. Bom, nessa região nós estamos atuando como em todas as regiões do estado, para apoiar tanto no fomento de investimentos na região, então fomento ao turismo, as vocações que nós temos nas regiões através dos polos de desenvolvimento. Também apoiando o empreendedorismo, e as oportunidades de emprego e renda para os trabalhadores. Através dos arranjos produtivos locais nós estamos fazendo repasses de recursos para fortalecimento de todas as áreas econômicas da região. Nós estamos trabalhando também, como já foi mencionado pelo secretário Vinholi, com a Bolsa do Povo, a Bolsa Trabalho, e também com a parte do Banco do Povo, para fomento ao empreendedorismo. E para finalizar, um ponto importante, que nós estamos fazendo também, além do planejamento regional, um plano de desenvolvimento econômico para a região. Então ele está sendo trabalhado, hoje pelo IPT - Instituto de Pesquisas Tecnológicas, em parceria com a FIPE, e será um dos produtos que nós teremos. Além de nós teremos um plano para todo o estado de São Paulo, e essa região especificamente, juntamente com as outras regiões que tiveram destaque, que é o Vale do Ribeira, e o Vale Histórico de São Paulo, essas três elas ganham um plano de desenvolvimento regional específico para exatamente apoiar nesse próximo passo de desenvolvimento. Muito obrigada.

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Obrigado, Patrícia. Obrigado, mais uma vez a você, Indara, pela pergunta. Vamos agora à última intervenção, é da Aline Galdino, da TV Tem/Itapetininga, ela que é uma emissora da Rede Globo de Televisão. Ah, é online, perdão, desculpe. Aline, você já está em tela, sua pergunta, por favor.

ALINE GALDINO, REPÓRTER: Boa tarde, a todos. Governador, eu queria saber, o senhor falou, o senhor disse em sua fala que os investimentos já estão definidos, quais serão essas obras? Vamos deixar bem claro para o pessoal de casa, e principalmente o término delas, tem uma data específica? E para finalizar a terceira pergunta em uma, por que a região de Itapeva?

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Muito bem, obrigado mais uma vez pela pergunta. Aline, primeiro a região de Itapeva representa uma parcela significativa do nosso estado, na sua densidade populacional, e na sua regionalização, são 16 municípios, 32 cidades no total, abrangidas por esse programa denominado Programa Sudoeste + 10. Nós temos o IDH de 0,68% nesta região, nosso objetivo em quatro anos é elevar para 0,80%. Com investimentos sucessivos em programas de infraestrutura, a começar na área de rodovias, rodovias vicinais, as SPs, a duplicação da SP-258, que é uma boa notícia para essa região, essa é uma obra que já está definida, muito em breve vamos anunciar o seu cronograma, mas já há recursos, o recurso é privado, e ela já está definida em plano de governo. Significa também, ao melhorar o IDH de toda essa região, a região de Itapeva, significa investimentos em educação, em saúde, em proteção ambiental, em desenvolvimento da atividade empreendedora, na qualificação profissional, qualificação essa que será conduzida pelo trabalho do Centro Paula Souza, através das Fatecs e das Etecs, e de apoio à iniciativa privada. Todos os segmentos da economia, dessa região de Itapeva, serão fortemente incentivados pelo governo do estado, na área do agronegócio, na área da indústria, na área do comércio, setor de serviços, ciência, tecnologia e turismo. Que aliás, é a melhor novidade, pois esse setor era o setor que estava paralisado em função da pandemia, e agora será fortemente reativado. Aproveito para deixar a mensagem aqui a todos que vivem nessa região, se preparem, porque já no último trimestre desse ano, de outubro a dezembro, nós teremos um número muito expressivo de visitantes nessa região, que vão utilizar os serviços de hotéis, pousadas, restaurantes, bares, guias, serviços e atividades turísticas de toda a região. Isso vai criar uma capilarização extraordinariamente forte, depois de longos 18 meses de ausência de turismo nessa região. Muito obrigado, obrigado pela sua pergunta. E aproveito para agradecer, Aline, a todos que aqui estão, muitíssimo obrigado aos deputados, aos prefeitos, prefeitas, às nossas convidadas especiais, aos convidados especiais, a todos vocês que participaram de mais essa cerimônia, aos meus colegas de governo, colegas jornalistas, cinegrafistas, muitíssimo obrigado. Viva à vida! Viva ao novo tempo em São Paulo! Obrigado, pessoal.