Coletiva - Recuperação da SPA-099/060 - 20120809

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Transcrição da coletiva na Recuperação da SPA-099/060

Local: Pindamonhangaba - Data: 08/09/2012

ORADOR NÃO IDENTIFICADO: [Ininteligível].


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Olha, nós estamos iniciando hoje uma obra importante, que é a ligação de Pindamonhangaba com a Dutra, a principal ligação da cidade a Avenida Nossa Senhora do Bom Sucesso, que é a padroeira de Pindamonhangaba. Aliás, dia de hoje, oito de setembro é dia de Nossa Senhora do Bom Sucesso. Avenida Nossa Senhora do Bom Sucesso, e começa a duplicação. Duplica da Dutra até na cidade. São praticamente 4,5 Km de duplicação, obras de arte, obras de segurança, enfim, uma obra pra atender a comunidade. E em dezembro, nós publicaremos a duplicação de Pindamonhangaba até Cidade Nova, que é a outra ligação com a Dutra. Então nós teremos as duas ligações com a Dutra duplicadas. Saindo daqui ainda vou pro Vale Histórico, nós vamos recuperar todas as SPs. Então todas as rodovias estaduais serão recapeadas, acostamentos, sinalização, obras de arte, passarelas, seguranças, toda a malha viária. Já estamos investindo hoje R$ 1.161 bilhão. Recuperação também das vicinais. Aqui foram duas vicinais recuperadas, Ribeirão Grande e Bairro do Pouso Frio. E teremos a ligação, também, com Lagoinha. E todas as vicinais recuperadas. A grande obra é a Tamoios, tá indo bem a duplicação, vamos ter audiência pública, já, dos contornos. E pra ganhar tempo, nós vamos fazer os contornos com recurso próprio do estado, que nem estamos fazendo a duplicação da serra, 53 km, tanto pra Ubatuba quanto pra São Sebastião. E aí só aguardaremos a licença ambiental, que acho que sai no começo do ano que vem, da nova rodovia na serra. Além disso, temos também inaugurando aqui mais uma escola de tempo integral, nós estamos caminhando pra adaptar as escolas, reformar as escolas, pro aluno poder ficar todo período na escola, tempo integral. E o acesso a São Paulo também. E a restauração, saindo daqui, nós vamos no prédio da prefeitura, que é do século XIX, era casa do cafeicultor, do Barão de Itapeva, é um relicário arquitetônico do século XIX, que retrata bem o período do ciclo do café, quando se dizia que o Brasil é o café, e o café é o Vale do Paraíba. O prédio tá inteirinho sendo restaurado pela prefeitura e, através da Lei Rouanet, a SABESP tá dando apoio a esse restauro.


ORADORA NÃO IDENTIFICADA: Governador, em relação à GV do Brasil, quando ela vai ser instalada aqui na cidade?


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Olha, a GV é um investimento privado. Hoje já saiu a licença ambiental. São U$ 400 milhões pra investimento na siderúrgica. Nós estamos indo lá, no início das obras, terraplanagem já tá pronta no início das obras. A empresa poderá dar o cronograma mais detalhado. Mas eu tenho a impressão que normalmente uma grande fábrica, um ou dois anos.


ORADOR NÃO IDENTIFICADO: Governador, em relação às estradas, o senhor disse ligação... A Via Dutra, a Luís Dumont Villares, que sai da Mantiqueira vai até a Dutra e a Estrada Velha Rio-São Paulo, que liga Pindamonhangaba à Aparecida, são pistas que estão precisando de capeamento. Existe algum planejamento em torno disso?


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Olha, todas vão ser recuperadas. À medida que os projetos vão ficando prontos, elas já vão sendo. Acho que já tá sendo feito o projeto.


ORADOR NÃO IDENTIFICADO: A 62 tá sendo feito o projeto inteira.


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Meia dois. A 62 é de Pinda até Aparecida praticamente. Essa será inteirinha recuperada. E se precisar, também, a Luís Dumont Villares. E já está sendo recuperada a Pinda-Piracuama, como também Taubaté-Campos de Jordão. Tá tendo uma obra importante de revitalização da rodovia Floriano Rodrigues Pinheiro.


ORADORA NÃO IDENTIFICADA: Quais as próximas estradas aqui da região, que devem receber esse investimento?


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Olha, deixa eu pegar aqui.


ORADOR NÃO IDENTIFICADO: [ininteligível].


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Eu vou dar pra você o que tá em andamento e o que tá pra...


ORADORA NÃO IDENTIFICADA: Não, a que vai sair ainda.


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: O que você prefere, o que vai ser feito?


ORADORA NÃO IDENTIFICADA: É, as novidades.


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Tá bom. Ela quer novidades. O que que tá em projeto?


ORADOR NÃO IDENTIFICADO: Novidade, nós temos tudo isso em licitação. Projeto.


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Em licitação, recuperação São Sebastião-Bertioga; Ubatuba-Caraguatatuba, recuperação também; São José, Caçapava, Taubaté, SP 62, também recuperação; Caraguatatuba, SP 99, também recuperação; Lavrinhas-Cruzeiro...


ORADOR NÃO IDENTIFICADO: Já homologamos a licitação.


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Já homologada a licitação.


ORADOR NÃO IDENTIFICADO: Lorena também.


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Lorena, também homologada a licitação. Pindamonhangaba, Nossa Senhora do Bom Sucesso, é essa que tá começando. Cruzeiro, acesso a Cruzeiro, a rodovia Floriano Ântico... Florindo Ântico, também em licitação. Santo Antônio do Pinhal, também em licitação. Jambeiro, ligação de Jambeiro com Caçapava, ligação de Jambeiro com Tamoios; e Ilha Bela, Praia dos Castelianos, isso é o que já tá em processo licitatório.


ORADOR NÃO IDENTIFICADO: Projetos em elaboração...


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Projetos em elaboração: São José dos Campos...


ORADOR NÃO IDENTIFICADO: SP 50.


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: SP 50; Cachoeira, Cruzeiro; São José-Caçapava; Caçapava-Taubaté; Guará-Lorena; Tropeiros, Cachoeira, Silveiras, Areias, R$ 66 milhões. A rodovia dos Tropeiros. Arapeí, Bananal; São José do Barreiro. Olha só esse conjunto aqui, de Silveiras, Areias, São José do Barreiro, Arapeí, Bananal, que é a rodovia dos Tropeiros, vai dar perto de R$ 90 milhões em investimento, eu diria que é a rodovia do turismo, porque vai estimular muito o turismo e trechos vão ter ciclovias. E vai estimular muito o turismo no Vale Histórico, na Serra da Bocaina, lá na região.


ORADOR NÃO IDENTIFICADO: Governador...


ORADORA NÃO IDENTIFICADA: Tá prevista alguma data de previsão, já?


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Essa tá terminando o projeto. A gente deve licitar a obra no início do ano que vem.


ORADOR NÃO IDENTIFICADO: O projeto do Hospital Regional em São José.


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: O Hospital Regional vai ser no Parque Industrial, um hospital voltado à cirurgia e traumatologia, hospital cirúrgico. A prefeitura já doou o terreno, nós estamos fazendo o projeto, e pra ganhar tempo deve ser feito uma PPP para a construção. Taubaté já assinamos o convênio, o São Camilo estará assumindo o Hospital Universitário nos próximos dias, vamos investir R$ 20 milhões, aumentar em 57% os leitos do HU (Hospital Universitário), integrar com o Hospital Regional. Então, vai ser um conjunto hospitalar em Taubaté 100% financiado pelo estado.


ORADOR NÃO IDENTIFICADO: No repasse das verbas, tem estimativa de custo lá em [ininteligível].


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Ainda não, a hora que estiver pronto o projeto executivo aí a gente tem o valor exato. Nós temos investimento em Taubaté, são R$ 20 milhões pra recuperar o Hospital Universitário. Quer dizer, o estado passou a ter agora, no Vale, dois hospitais estaduais, o Hospital Regional e o Hospital Universitário, e os dois ligados a universidade pra ser também Hospital Escola. Medicina, enfermagem, psicologia, fisioterapia, todas as áreas de saúde.


ORADOR NÃO IDENTIFICADO: Com esse repasse que vai ser feito pelo governo com essa integração aumenta o valor do repasse, governador?


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Aumenta, eu não tenho o valor exato aqui agora. O investimento é R$ 20 milhões.


ORADOR NÃO IDENTIFICADO: Só mais um detalhe, governador, o impasse da prefeitura de Taubaté com a Ecovias com relação à extensão da Carvalho Pinto até a Oswaldo Cruz, três traçados foram esboçados, ainda não teve um acordo. Qual a posição do governo do estado em relação a isso?


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: A posição do governo é atender o interesse público, quer dizer, ter o melhor traçado. Então, nós estamos fazendo as sondagens, terminando os projetos, e esperamos resolver isso o mais rápido possível pra poder iniciar a obra e entrega-la se possível em 2014. A Carvalho Pinto até o Oswaldo cruz.


ORADOR NÃO IDENTIFICADO: Governador, a questão da segurança, o Vale ainda se manteve na liderança no interior do estado em número de mortes por homicídio e tal, o que é que pode ser feito, que o governo está pensando pra reduzir isso nos próximos dias?


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Olha, o coronel está aí? O coronel da CPI. Os indicadores de julho já foram melhores, Taubaté, por exemplo, que era o que mais preocupava reduziu 67% o número de homicídios. Então, a polícia está empenhada, estamos com 210 policiais a mais aqui na região, eu até vim pra formatura no batalhão em Taubaté. Fizemos um esforço de reengenharia e 2069 policiais que estava na área meio vieram pra atividade de rua, a região recebe mais 95, então são 305 policiais a mais. Aumentou muito o número de prisões, foram mais de 400 prisões feitas de abril pra cá, a polícia listou 60 bandidos mais perigosos, 31 já foram presos, então há um esforço redobrado, 32 investigadores vieram pra região, e nós estamos formando em novembro 200 delegados de polícia. O coronel Leônidas pode dar mais detalhes da Força Tática com o trabalho de rota na região e do esforço da polícia, e dos resultados. Julho já foi bem melhor, e agosto nós vamos divulgar no dia 25 de setembro, mas os números também melhoram bastante. Isso é importante. O que que tá dizendo aqui, o coronel: “Nós reduzimos julho, mas como junho, maio, foram ruins, de janeiro a julho ainda é pior do que o ano passado.” Correto?


ORADOR NÃO IDENTIFICADO: Com os dados de agosto...


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Agora, agosto reduziu mais. Então quando a gente faz janeiro a agosto, este ano já é melhor do que o ano passado. Nós não estamos satisfeitos, mas nós vamos trabalhar diuturnamente. Isso é uma guerra que tem que vencer a batalha todo dia. Mas o segundo semestre vai ser bem melhor.


ORADORA NÃO IDENTIFICADA: Governador, Taubaté vive dias difíceis em relação à saúde pública, esse investimento do governo do estado tem a intenção de recuperar a saúde de Taubaté?


GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR: Não há dúvida. Tende a recuperar, sim. Taubaté é uma das poucas cidades do estado que terá dois hospitais estaduais, já tem o Hospital Regional e terá mais um, que é o Hospital Universitário. Agora a rede básica precisa, também, ajudar.


ORADOR NÃO IDENTIFICADO: [ininteligível]. Obrigado.