Coletiva - SP anuncia Aglomeração Urbana e unidade da Rede Lucy Montoro em Presidente Prudente 20212406

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Coletiva - SP anuncia Aglomeração Urbana e unidade da Rede Lucy Montoro em Presidente Prudente 20212406

Local: Presidente Prudente – Data: Junho 24/06/2021

Soundcloud

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Começando então com a 101 FM, o Joilton Carlos. Joilton, bem-vindo. Tem microfone aí? Ok, perfeito, bom dia.

JOILTON CARLOS, REPÓRTER: Boa tarde. Sobre a questão jurídica no Pontal do Paranapanema, além do que já anunciado aqui, o que vai se fazer, o governo do estado de São Paulo, para que se tenha essa segurança jurídica? Haja vista que recentemente tivemos invasões aqui na cidade de Sandovalina. O que o governo do estado de São Paulo vai fazer para coibir essas invasões, e trazer segurança jurídica?

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Bom, primeiro os aspectos legais, e o amparo legal, junto à Assembleia Legislativa do estado de São Paulo, junto à legislação vigente, e o terceiro aspecto, é segurança pública também. O governo do estado de São Paulo tem a melhor força de segurança pública do país, são 88 mil policiais militares, inclusive policiais que atuam especificamente no plano rural. Temos aqui no Pontal o BAEP, e uma estrutura da Polícia Militar de altíssimo nível, incluindo helicópteros, incluindo drones, e incluindo os cães, incluindo veículos, cavalos, instrução e inteligência. Nós não seremos condescendentes com invasões, eu já disse isso algumas vezes, e alerto aqueles que e alerto aqueles que pensam que podem invadir para depois negociar, primeiro não vão invadir, e se invadirem serão expulsos, não há negociação com o criminoso. Eu não negocio, como governador, como nenhum tipo de crime, e invadir propriedade privada é crime, e criminoso não tem negociação, eles serão punidos, primeiro vamos evitar a invasão, e se invadirem serão retirados, de acordo com a lei, e punidos também por isso. Obrigado, Joilton. Vamos agora à Band, a TV Band Paulista, Ana Cláudia Palácio. Cadê você, Ana? Boa tarde.

ANA PALÁCIO, REPÓRTER: Boa tarde, governador. Eu gostaria que o senhor falasse um pouco mais sobre [Ininteligível], que benefícios traz para a região, para esses [Ininteligível] municípios, que vão participar desse aglomerado.

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: O novo aglomerado que nós anunciamos hoje aqui, traz uma diferença enorme, não só para Presidente Prudente, como também os outros demais 29 municípios, a aglomeração urbana facilita o ingresso de recursos para a educação, para a saúde, para o agronegócio, para a infraestrutura, para a proteção ambiental, para o turismo, para as atividades de cultura, esporte e lazer, e a proteção social, não só por parte do governo do estado de São Paulo, mas também no âmbito Federal, desde o Banco Desenvolve São Paulo, até o BNDES, e também de recursos internacionais do BID - Banco Interamericano de Desenvolvimento, e o Banco Mundial. É um pleito de mais de duas décadas dessa região, que agora nós estamos atendendo, pois isso organiza o processo dos municípios, e obviamente também do campo, sob à liderança de prefeitas e prefeitos, com esse objetivo de melhorar a qualidade de vida das pessoas que moram aqui no Pontal. Uma grande vitória do Pontal do Paranapanema, dentro do Programa Pontal 20/30. Obrigado, Ana. E agora vamos para a TV Fronteira, com o Murilo Zara, que está aqui. Murilo. Boa tarde. Pessoal, vou pedir um pouquinho de atenção a vocês, eu pedi seis minutos, nós usamos quatro, faltam mais dois minutinhos, se puderem... Que atrapalha muito, eu já trabalhei em televisão, depois para fazer edição leva um tempo enorme para conseguir ouvir. Obrigado, pessoal.

MURILO ZARA, REPÓRTER: Governador, falando sobre a situação da pandemia no Oeste paulista, a gente vem com UTIs acima de 90%, há pelo menos, 40 dias, e muito tem se reivindicado, a gente recebeu a promessa do governo do estado de um hospital de campanha junto ao AME em Dracena. E também um pedido da Uni Pontal, para instalação de um hospital de campanha em Presidente Prudente. Primeiro, o hospital de Dracena vai acontecer? Quando? E segundo, o hospital de campanha em Prudente, existe a possibilidade diante desse pedido da Uni Pontal?

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Primeiro, nós reconhecemos que estamos aqui com um índice elevado de ocupação de leitos de UTI, 93% de ocupação, porém, a perspectiva para os próximos 15 dias é de diminuição de ocupação, tanto de leitos de UTI, quanto leitos primários. E por quê? Pelo aumento da vacinação. Eu volto a repetir aqui que até 15 de setembro toda a população adulta do estado de São Paulo, com mais de 18 anos, que pode ser vacinada, será vacinada. Repito, até 15 de setembro, toda a população com mais de 18 anos, que pode receber a vacina, estará recebendo a vacina. Pelo menos, a primeira dose. E uma parcela considerada, sobretudo, os mais idosos, que presentam mais idosos, eu digo, acima de 50 anos, já terá recebido duas doses da vacina. Portanto, não há necessidade de se implementar hospitais de campanha, ou estruturas que além de caras elas não são necessárias, nós temos que aumentar a testagem para proteger a população que já está imunizada, e ampliar a vacinação. E obviamente ficarmos atentos e apoiarmos prefeitas e prefeitos na eventual necessidade da ampliação de leitos de UTI. Como já o fizemos, para essa região aqui nós destinamos adicionalmente 88 leitos de UTI completos, inclusive com as equipes necessárias de médicos e paramédicos, para esse atendimento. Então estamos confiantes de que esse número, ao longo dos próximos 15 dias deve baixar, se houver qualquer necessidade não vamos deixar ninguém para trás, não vão faltar leitos de UTI aqui no Pontal, se necessário, colocaremos mais leitos, mais respiradores, mais monitores, e atendimento para isso. Mas estamos confiantes de que a tendência a partir de agora é termos um decréscimo. E aproveito a oportunidade para pedir a você que está nos assistindo, por favor, use máscara, não saia de casa sem a sua máscara no rosto. Se possível, faça o distanciamento também, use álcool em gel, você vai ajudar a proteger a sua vida e a vida da sua família. Muito bem. Então com isso, Murilo, obrigado pela pergunta. Muito útil, inclusive, muito útil. Obrigado, Ana Cláudia. Obrigado, Joilton.

REPÓRTER: Ele quer tentar uma última.

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Então vamos lá, a última.

HENRIQUE SOUSA, REPÓRTER: Henrique Sousa, da Record. A gente aqui Rodovia Assis Chateaubriand, próximo ali ao município de Santópolis do Aguapeí, uma ponte que caiu já tem um tempo, e os motoristas reivindicam bastante pela entrega dessa ponte. Queria saber se existe alguma previsão, como é que está o projeto?

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Nós já aproveitamos hoje a vinda aqui a Presidente Prudente, e anunciamos a recuperação dessa ponte, que será feita com recursos do governo do estado de São Paulo, sob à coordenação da Defesa Civil, o Coronel Nyakas, que aqui está, é o secretário-chefe da Defesa Civil do estado de São Paulo, da Casa Militar, e acaba de anunciar os recursos necessários para a recuperação imediata dessa ponte. Portanto, no processo de recuperação, acredito que em três a quatro meses nós já poderemos ter a ponte recuperada.

REPÓRTER: Governador, Covaxin, o senhor tem alguma coisa a dizer sobre o escândalo da Covaxin?

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: É CPI, a CPI deve dizer, e vamos acompanhar o bom trabalho que a Comissão Parlamentar de Inquérito vem realizando, entorno de todos os temas negacionistas deste governo, e agora com mais esse novo escândalo da Covaxin. Pessoal, muito obrigado, a todos. Boa tarde, por favor, se protejam, estejam bem, até breve. Obrigado.