Coletiva - SP chega a 39,7 milhões de doses da vacina contra o coronavírus entregues ao país 20211204

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Coletiva - SP chega a 39,7 milhões de doses da vacina contra o coronavírus entregues ao país 20211204

Local: Capital – Data: Abril 12/04/2021

Soundcloud

JOÃO DORIA, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Bom dia. Hoje é dia de alegria. Todo dia que entregamos mais vacinas representa um dia de esperança para todos nós. Hoje, o Instituto Butantan e o governo do estado de São Paulo entregam mais 1,5 milhão de doses da vacina da vida, da vacina do Brasil, para o Ministério da Saúde. Os caminhões que estão aqui atrás, daqui a pouco estarão entregando no centro de distribuição do Ministério da Saúde aqui em São Paulo mais 1,5 milhão de doses da vacina do Butantan. Agora são 39,7 milhões de doses da vacina da vida, da vacina que São Paulo oferece ao Brasil através do Instituto Butantan, 39,7 milhões de pessoas recebendo no braço a vacina da vida, a vacina do Butantan. Isso nos enche de alegria, mantém o nosso cronograma para a entrega de 46 milhões de doses da vacina do Butantan até o próximo dia 30 de abril, conforme o contrato, conforme prometido, e tudo continua correndo bem até aqui, para que esta entrega seja feita dentro deste volume. Depois, mais 56 milhões de doses da vacina do Butantan serão entregues ao Ministério da Saúde, a partir de 1 de maio até o dia 30 de setembro, completando 100 milhões de doses da vacina de São Paulo, da vacina do Butantan, da vacina para salvar milhões de brasileiros. Quero lembrar que, no fornecimento das doses da vacina, nós entregamos, através do Instituto Butantan, e aqui ao meu lado está Dimas Covas, presidente do Instituto Butantan, acompanhado pelo Jean Gorinchteyn, secretário da Saúde do estado, entregamos: em janeiro, 8.7 milhões de doses da vacina do Butantan, 8,7 milhões de doses; em fevereiro, 4,8 milhões de doses da vacina do Butantan; em março, 22,7 milhões de doses da vacina do Butantan; nesses primeiros dias de abril, já entregamos 3,5 milhões de doses da vacina do Butantan; totalizando 39,7 milhões de doses da nossa vacina, da vacina de São Paulo, do Butantan, para os brasileiros.

Hoje também, com muita satisfação, iniciamos agora cedo a vacinação das pessoas com 67 anos em todo o estado de São Paulo, aqui na capital, região metropolitana, litoral e interior. As pessoas com 67 anos estão sendo imunizadas, dando continuidade ao PEI, programa estadual de imunização, aqui em São Paulo, assim como iniciamos também a vacinação de professores e profissionais de educação de todo o estado de São Paulo. Iniciamos no último sábado com a vacinação de professores e também de servidores da escola Raul Brasil, em Suzano, e hoje em todo o estado de São Paulo, 350 mil professores e profissionais de educação do estado de São Paulo começam a receber a vacina do Butantan. Também estamos concluindo ao final desta semana totalmente a imunização dos profissionais de segurança pública do estado de São Paulo, incluindo Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Polícia Civil, Polícia Técnica, Polícia Científica, agentes penitenciários, Polícia Rodoviária Estadual, Polícia Rodoviária Federal e também os policiais federais que servem aqui em São Paulo, todos já imunizados até o final desta semana. Já cumprimos 75% do programa de imunização dos profissionais de segurança do estado de São Paulo, o primeiro estado a vacinar os profissionais de segurança, primeiro estado do país a vacinar também professores e trabalhadores da educação, e avançamos com o maior volume, numericamente, de vacinados em todo o país. A Regiane de Paula, nossa coordenadora do PEI, o programa estadual de imunização, aqui está, vou pedir à Regiane que nos dê o Vacinômetro. Você tem aí? Que é atualizado minuto a minuto, para nós termos aqui o número de pessoas vacinadas, número absoluto de pessoas vacinadas no estado de São Paulo.

Enquanto isso, lembrando que, pela ordem, teremos as perguntas da TV Cultura, com a Maria Manso... Perdão. Da Isabela Leite, da TV Globo, GloboNews, da Nicole [ininteligível], da Rádio Jovem Pan, e terminando com a Daniela Salerno, da TV Record.

Nesse momento, atualizado às 8h01, temos 7.650.872 brasileiros de São Paulo vacinados, 7.650.872 vacinados, até o presente momento. Numericamente, é de longe o estado que mais vacinou em todo o Brasil. Isso corresponde a duas vezes e mais 600 mil pessoas a população do Uruguai, nosso país aqui vizinho. Muito obrigado, Regiane.

Vamos então agora às perguntas, começando com você, Maria Manso, da TV Cultura. Bom dia, Maria.

MARIA MANSO, REPÓRTER: Bom dia, bom dia a todos. O Butantan divulgou ontem um novo estudo sobre a eficácia da Coronavac. Os resultados foram melhores, parabéns, mas eu queria saber por que esse outro estudo foi feito, se vocês sabem por que os resultados foram melhores que o primeiro, que foi divulgado antes da aprovação do uso emergencial, e o que falta para os estudos da Butanvac, por favor.

JOÃO DORIA, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Muito bem. Responde Dimas Covas. Dimas.

DIMAS COVAS, PRESIDENTE DO INSTITUTO BUTANTAN: Maria, na realidade é o mesmo estudo, agora é o relatório científico, vamos dizer assim, com um pouco mais de dados em relação ao momento que foi apresentado, e isso era absolutamente esperado. Quer dizer, dada a característica do estudo, um estudo feito em condições, as mais restritivas em termos da qualidade do estudo, quer dizer, um estudo muito benfeito, muito desenhado, a população de profissionais de saúde, e os resultados vêm agora demonstrando de fato que, além de serem melhores os resultados, agora nós já temos dados de eficiência. E estão demonstrando aí que nós temos uma excelente vacina, uma vacina que tem já se demonstrado, em campo, isso que é o importante, muito efetiva, inclusive após a primeira dose. Quer dizer, estudo... elevado de eficiência após a primeira dose. E essa questão da primeira, do intervalo entre a primeira e a segunda dose, isso também nós já conhecíamos, tanto é que nós temos orientado que o melhor esquema vacinal é 0-28 dias, quer dizer, para profissionais de saúde foi feito 0-14, até pela situação da exposição desses funcionários, e para obtenção mais rápida dos resultados do estudo clínico. O melhor esquema vacinal, 0-28 dias. À medida que você espaça, você ganhou eficácia, então, uma eficácia já aos 28 dias acima de 62%. E isso é compatível com outros estudos, como por exemplo o que foi feito na Turquia, que já demonstrava uma eficácia na população geral de 91%.

Com relação à Butanvac, estamos evoluindo, nesse momento, já na véspera de apresentar à Anvisa o protocolo de estudo clínico. Já estamos organizando o centro onde será feita a vacinação, e logo, logo, anunciaremos.

JOÃO DORIA, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Uma informação adicional aqui a vocês: Inicia-se hoje em todo o Brasil a vacinação contra a gripe, e 100% de todas as vacinas contra a gripe, fornecidas pelo Instituto Butantan, onde nós estamos nesse momento. Portanto, hoje começamos a vacinação contra a gripe em todo o país, 100%, mais de 80 milhões de doses da vacina contra a gripe, fornecidas, produzidas e fornecidas pelo Instituto Butantan. Temos agora com vocês a Bela Leite, da TV Globo, GloboNews. Queria só perguntar onde está sua câmera, só para localizar um pouquinho... Perfeito. Obrigado, bom dia, Isabela. Precisa [ininteligível] o áudio...

BELA LEITE, REPÓRTER: Bom dia. Eu até vou pedir para os senhores responderem olhando para as câmeras, até para não ficar muito de lado, para a gente poder usar melhor.

JOÃO DORIA, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Claro, claro.

BELA LEITE, REPÓRTER: Governador, Dr. Dimas, Dr. Jean, bom dia. O senhor falou e está se comprometendo que os 46 milhões de doses da Coronavac vão ser entregues até o fim de abril, mas a gente sabe que vocês estão com um problema de recebimento do IFA. Quero conversar um pouco a respeito disso. Qual é a data exata para a chegada daquele novo lote, de 3 mil litros de IFA? Há também a previsão de um novo lote, ainda em abril, com mais 3 mil litros. E se vocês já consideram, a quantidade de doses que vocês ainda têm para envase e o que fica depois disso, nesse intervalo, entre a chegada do IFA, o processamento, o envase e liberação das vacinas?

JOÃO DORIA, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Isabela, vou dividir a resposta com Dimas Covas, presidente do Instituto Butantan. Primeiro, ao mencionar que dia 20 nós vamos receber mais 3 mil litros de insumos, o chamado IFA, vindos de Pequim, do laboratório Sinovac, e isto atende, se eu não me engano, 5 milhões de doses da vacina, 3 mil litros significam 5 milhões de doses da vacina. Um novo lote de 3 mil litros de IFA chegará antes do final deste mês, aqui para o Instituto Butantan, para a produção de mais 5 milhões de doses da vacina do Butantan. Tudo indica que a normalidade seguirá nos próximos dias, com o fornecimento dos insumos pelo laboratório Sinovac e pela importação feita pelo governo de São Paulo e pelo Instituto Butantan. Uma boa pergunta agora é: Onde estão as outras vacinas? Onde estão as vacinas da AstraZeneca? Onde estão os outros laboratórios que o governo federal sistematicamente anuncia que teremos uma enxurrada de vacinas, milhões e milhões de vacinas, falam em 400 milhões de vacinas. Onde estão as outras vacinas? Onde estão as outras vacinas para vacinar os brasileiros? Ou será que apenas o Butantan é o único fornecedor de vacinas para os Brasileiros, como acontece praticamente até o presente momento, onde 9 em cada 10 vacinados no Brasil recebem no braço a vacina produzida aqui, onde nós estamos, no Butantan? Portanto, sua pergunta, Isabela, é pertinente, mas vale perguntar ao Ministério da Saúde, ao ministro da Saúde, ao governo federal, onde estão as outras vacinas prometidas para os brasileiros. Dimas Covas.

DIMAS COVAS, PRESIDENTE DO INSTITUTO BUTANTAN: Bom, a informação é essa que o governador acabou de mencionar. Nós estamos nesse momento nos procedimentos já de contratação dos voos, então tudo indica que receberemos esses 3 mil antes até, possivelmente, se tudo correr bem, mas a data limite é dia 20, e um segundo volume de 3 mil também já inicia o processamento, aí sim para obtenção da autorização. Então, tudo, nesse momento, corre de acordo com essa programação.

BELA LEITE, REPÓRTER: Só um complemento, porque as datas não estão batendo muito em relação ao período de processamento, porque a gente sabe que, em média, são 15 dias de recebimento do IFA, processamento e liberação. Se esse IFA chegar até o dia 20, já não vai mais dar tempo do Butantan cumprir o contrato com o governo federal, de 46 milhões.

DIMAS COVAS, PRESIDENTE DO INSTITUTO BUTANTAN: Olha, nós temos ainda vacinas para entregar, tá certo? Até a semana que vem entregaremos ainda vacinas, e essa programação está sendo feita dentro dessa chegada, no máximo dia 20.

JOÃO DORIA, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Obrigado, Isabela, obrigado, Dimas. Vamos agora a Nicole Fusco, da Rádio Jovem Pan. Nicole, bem-vinda mais uma vez, bom dia.

NICOLE FUSCO, REPÓRTER: Obrigada, bom dia para você, governador, para todos--

JOÃO DORIA, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Espera só dar áudio para você. Agora, sim.

NICOLE FUSCO, REPÓRTER: Agora sim? Ok. Bom, eu gostaria de saber a respeito da CPI da Covid. Existe a possibilidade de ela, de fato, ser implementada, mas há um pedido também para que ela se estenda não só ao governo federal, mas aos governos municipais e estaduais. Eu queria saber uma avaliação do senhor, por favor, a respeito disso. Obrigada.

JOÃO DORIA, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Nicole, quem não deve, não teme. Nós não temos medo de CPI. Qualquer CPI, desde que bem fundamentada, ela deve ser atendida, seja a nível das assembleias legislativas, seja a nível do Congresso Nacional. Quem está com medo da CPI é o presidente Jair Bolsonaro, que aliás anda fazendo lobby por telefone com senadores, para diminuir o efeito da CPI sobre os erros e os equívocos notórios do Ministério da Saúde e do seu governo, em relação à vacina e aos programas de atenção para a população do seu país. São Paulo não tem medo de CPI. Se vier CPI, vamos responder todas as informações que são necessárias. Agora, tenho muito interesse em verificar se a CPI vai ser concluída adequadamente, principalmente para responsabilizar aqueles que precisam ser responsabilizados por uma parcela considerável da tragédia brasileira, com mais de 350 mil mortos com a Covid-19 no nosso país.

Vamos agora... Obrigado, Nicole. Daniela Salerno, da TV Record. Sua câmera? Aqui, tá bom, obrigado. Dani, bom dia.

DANIELA SALERNO, REPÓRTER: Isso. Bom dia a todos, tudo bem? Minha pergunta é a seguinte, governador e equipe: A gente teve agora o domingo mais letal, isso foi divulgado, 510 mortes. Então, minha pergunta é: A fase emergencial teve a efetividade que vocês esperavam? A gente sabe que os dados são de duas semanas anteriores, mas a gente já estava ou na vermelha ou na emergencial. Vocês esperavam esse índice? Teve a efetividade que vocês esperavam? Por gentileza.

JOÃO DORIA, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Eu vou dividir a resposta com Jean Gorinchteyn, nosso secretário da Saúde, mas é muito importante esclarecer que todas as medidas acautelatórias que o governo de São Paulo e outros governos dos estados brasileiros tomaram estão... Ajudaram e estão ajudando a salvar vidas. Tudo que nós não precisamos é questionamento sobre as quarentenas. Quem não gosta de quarentena são os negacionistas, são aqueles que acham que deve ser liberado tudo, todos e todas as circunstâncias. Nós já teríamos essa tragédia brasileira com o dobro do número de mortes do que temos. Se temos um número, ainda que triste e a lamentar, menor, nessas circunstâncias, deve-se ao trabalho de governadores e prefeitos em todo o Brasil, com as medidas restritivas, com a obrigatoriedade do uso de máscara, com as recomendações necessárias para o distanciamento social e com a vacina, no caso de São Paulo, que, repito, vacina, de cada 10 brasileiros, 9 são vacinados com a vacina do Butantan. O Governo Federal nunca promoveu nenhuma campanha para o distanciamento, nunca promoveu nenhuma campanha para a obrigatoriedade do uso de máscaras, ao invés de comprar vacina comprou cloroquina e continua sistematicamente dando maus exemplos aos brasileiros. Inclusive, nesta semana, onde o presidente da República insiste em promover o chamado tratamento preventivo ou tratamento precoce com a cloroquina, enquanto a ciência e a medicina, das pessoas sérias que praticam a ciência e a medicina no Brasil, declaram clara e objetivamente que isto não só é desnecessário, não recomendável, como coloca em risco a vida das pessoas que consomem esse tipo de medicamento. Jean.

JEAN GORINCHTEYN, SECRETÁRIO ESTADUAL DE SAÚDE: A fase emergencial, ela trouxe respostas muito importantes, em termos de proteção à vida. Nós conseguimos, através da fase emergencial, reduzir as internações em 17,5%, isso significa quase 1.300 pacientes a menos nas nossas unidades de terapia intensiva. Nós tínhamos, na semana passada, no início da semana passada, 92,5% de ocupação dos leitos de UTI na grande São Paulo, e estamos hoje com 84% de taxa de ocupação. Isso mostra um impacto de controle da pandemia, a partir do momento em que você diminui a circulação de pessoas e, com ela, a circulação do vírus. Quando nós olhamos o número de mortes, esses números, eles também tiveram um decréscimo em relação a semanas epidemiológicas anteriores, apesar de terem ainda se mostrado em status elevados, mas eles estão relacionados a mortes ocorridas até 15, 20 dias, então não é um dado atualizado. Seguramente, as medidas de contenção, são essas que fizeram com que nós pudéssemos, literalmente, respirar e fazer com que o sistema de saúde acolhesse a nossa população.

JOÃO DORIA, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Obrigado, Jean, obrigado, Daniela, obrigado a todos, cinegrafistas, fotógrafos, jornalistas que acordaram mais cedo hoje para estarem aqui. Hoje teremos coletiva de imprensa, às 12h45, sob o comando do Rodrigo Garcia, nosso vice-governador. Ah, hoje não? É na quarta-feira, então perdão. Então, na quarta-feira, desculpe, na quarta-feira, às 12h45, na quarta-feira, eu estarei participando, juntamente com Jean Gorinchteyn e o Dimas Covas. Um bom dia a todos e boa semana. Obrigado.