Coletiva - Visita às obras do Projeto Tietê (Interceptor Pinheiros) - 20121809

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Transcrição da coletiva em Visita às obras do Projeto Tietê (Interceptor Pinheiros)

Local: Capital - Data: 18/09/2012

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha! Destacar aqui a importância do Saneamento Básico, o Projeto Tietê que começou em 1992 e que está na sua terceira fase é o maior projeto de saneamento ambiental do país e um dos maiores do mundo. A região metropolitana de São Paulo é a terceira megalópole mundial, atrás apenas da grande Tóquio e de Nova Deli na Índia, 20 milhões de habitantes em 8.000km². Nós já chegamos a 84% de esgoto coletado e 70% de esgoto tratado na região metropolitana, na terceira fase do Projeto Tietê que vai terminar em 03 anos, no meio de 2015, nós chegaremos... Passaremos de 84% da coleta para 87% da coleta sendo que a cidade de São Paulo vai chegar a 94%, a cidade de São Paulo está acima do entorno da região metropolitana. E o tratamento de esgoto passará de 70% para 84% de esgoto tratado, conjunto de obras em 21 cidades US$ 1,8 bilhão, e que tem que está tudo pronto até 2015 que é a fase três do Tietê. Está obra que nós estamos aqui do lado do Rio Pinheiros é um interceptor importante que vai pegar todo o esgoto do Real Parque, Panamby, toda está região mais de 80 mil pessoas, coleta esse esgoto traz aqui para o coletor tronco, tem o interceptor para o outro lado do rio, encaixa no emissário e vai para a estação de tratamento de esgoto em Barueri, claro que para andar 23 km tem várias estações elevatórias de esgoto para chegar a Barueri, e a estação de esgoto de Barueri vai aumentar 50% a sua capacidade, então um ganho importante. O Rio Pinheiros vai melhorar até junho do ano que vem, portanto daqui 09 meses está concluída essa obra, está aqui, essa fica pronta então 80 mil pessoas deixam... O esgoto deixa de ir para o Rio Pinheiros e vai para a estação de tratamento de esgoto de Barueri. Aqui dá para ter uma ideia melhor, vou mostrar para vocês, não tem um microfone?


REPÓRTER: Ah, governador, não temos!


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Não! Mas dá para ter uma ideia, aqui à situação atual, então o Rio só está com presença de peixes de onde ele nasce em Salesopólis até aqui só Mogi, na hora que entra Mogi das Cruzes já começa a lançar esgoto, e ele vai perdendo aí, vai perdendo vida, quando chega aqui em Suzano ele já não tem mais oxigênio essa é a situação atual. E ele vem sem oxigênio até Pirapora do Bom Jesus, depois de Barueri, Santana do Paraíba totalmente sem oxigênio, e aí ele vai amarelinho ele ia até Barra Bonita, agora já voltou a Salto, quer dizer quando chega a Santo ele já está verde, ele já tem peixe, hoje! A situação em 2015, quando terminar essa terceira etapa, nós vamos ter o rio aqui, sem oxigênio a partir de Suzano, ele passará a ficar na situação amarela, ou seja, não tem mais odor e ele terá vida aquática em todo ele, ou seja, na terceira etapa em 2015 o rio não terá nenhum trecho mais sem oxigênio! A situação amarela, o vermelho passa para amarelo, perde o odor e ganha alguma vida aquática, pouca vida aquática. E na última fase que é 2020 que é a universalizam: 100% de esgoto coletado e 100% de esgoto tratado, aí ele estará com presença de peixe até aqui em São Miguel Paulista, até a divisa de São Paulo, ele vai amarelo até aqui Santana do Parnaíba, e ele já vai está com vida aquática e limpo a partir de Santana do Parnaíba. Então é um trabalho grande, porque nós estamos falando de uma região de 8.500km² com 20 milhões de pessoas, a terceira região metropolitana do mundo e quem tinha um baixo saneamento, e que hoje pela primeira vez está entre as 20 melhores cidades do Brasil, São Paulo em termos de saneamento básico! Você ter uma cidade desse tamanho já 70% de esgoto tratada é bastante, e nós vamos chegar rapidamente porque 2015 é 03 anos, nós vamos chegar rapidamente a 84%, e a coleta vai para 87%, isso é saúde e é meio ambiente, recuperação ambiental.


REPÓRTER: Hoje o esgoto é jogado, aqui?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: O esgoto é jogado nos córregos, e os córregos terminam no Pinheiros, ou jogado em tubulações clandestinas e acaba tudo no Pinheiros, na Represa Guarapiranga e na Represa Billings, então estão sendo feitas as grandes obras de estação de tratamento: coletores, estações elevatórias, interceptores. E, nós lançamos um programa para as regiões mais pobres, que é o seguinte: às vezes, você faz uma grande obra investimento de bilhão, mas a pessoa não liga o esgoto da casa, porque não tem R$ 1.700,00 para pagar a ligação: pedreiro, material de construção, então nós aprovamos uma lei na Assembleia chama Se Liga na Rede, onde quem ganha até salários mínimos, o governo paga. A Sabesp contratou uma empresa, vai lá põem uma substância na privada, verifica para onde está indo o líquido e com isso vê se está ligado na rede ou não. Se não tiver, faz a ligação de graça, quantos por cento é a Sabesp, Dilma, 20% e 80% o estado?


DILMA PENA, DIRETORA DA SABESP: 20% o estado...


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Não, ao contrario!


DILMA PENA, DIRETORA DA SABESP: 20% a Sabesp e 80% o estado.


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: O Se Liga na Rede custa em media, quanto?


DILMA PENA, DIRETORA DA SABESP: De R$ 1.5 mil a 1.8 mil.


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: De R$ 1.5 mil a 1.8 mil, quem paga? O governo, paga 80% e Sabesp paga 20% chama o Se Liga na Rede para quem ganha até três salários, porque você investia 1 bilhão, depois a pessoa não liga o esgoto, porque não tem dinheiro para fazer a ligação, então o Se Liga na Rede é para se universalizar! E famílias e renda maior, aí é fiscalização, porque tem que ligar o esgoto na rede.


REPÓRTER: Tivemos um desafio entre o barco e automóvel marcando o início da Semana Nacional de Trânsito. O que deu para perceber que segundo organizadores o Rio Tietê pelo menos foi mais navegável. Ano passado não deu nem para sair por causa da sujeira. Como é que tá o programa do Governo do Estado nesse sentido? O senhor estava dando aqui alguns números dizendo sobre a melhoria da qualidade. Como é que é possível navegar pelo Rio Tietê? Quando vai ser possível isso?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, primeiro, a torcida foi grande pelo barco, não é? O ano passado o barco quebrou o motor com a sujeira, então travou o motor. O rio está mais limpo, embora não chova, não é?


REPÓRTER: Há mais de 60 dias.


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN Nós estamos há mais de dois meses sem uma gota de chuva. E só deve chover no sábado, então o rio está na pior situação, porque não tem água. Aliás, São Paulo a 700m de altura é rio de cabeceira. Quando compara com o Tamise, o Sena, são rios perto do mar, rios de foz, muita água. Aqui é rio de cabeceira, 700m de altura, não tem água e na seca ainda tem menos água. E o barco ganhou do carro, ou seja, já melhorou a limpeza do Rio Tietê. O rio já é navegável hoje porque nós fizemos uma eclusa no Cebolão. Tanto é que... Você lembra que antigamente quando desassoreava o rio, tirava aquele barro, e pneu e sujeira, punha na beira da marginal e de madrugada saia de caminhão. Isso acabou, porque na beira da marginal tem o jardim. Entre a pista e o rio tem um jardim, nós fizemos quase 30km de jardim de cada lado. Como é que sai então esse material assoreado? Tudo por barcaça, por causa da eclusagem do Cebolão. Então, as barcaças saem navegando, chega no Cebolão, faz a eclusagem e vai embora para a lagoa de Carapicuíba. Então, já tem hoje uma navegação. Nós estamos elaborando um projeto executivo para passar pela Penha, barragem da Penha, construir uma eclusa na barragem da Penha. Aí nós vamos poder chegar lá em Itaqua, nós vamos lá para Suzano. Quer dizer, você vai ter uma navegabilidade maior. Agora, tudo isso tem que ser feito com aprofundamento da calha. Nós já tiramos 5 milhões de metros cúbicos de material assoreado, o rio voltou a batimetria original. A possibilidade de enchente ela nunca é zero, mas reduziu muito a possibilidade. O ano passado já não saiu da calha. Esse ano ele vai entrar no verão em situação ainda melhor do que o ano passado. E a outra é tratar o esgoto, porque se você não tirar o cheiro é muito desagradável, então esse trabalho é simultâneo. Tratar o esgoto, limpar o rio e aprofundar a calha.


REPÓRTER: ...o Senhor estava dizendo. Agora, para turismo, por exemplo, isso é um trabalho de longo prazo?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Eu entendo o seguinte, nós já vamos ter em 2015. Vamos pegar aqui, ó. O que é que seria o navegável? Seria daqui de Pirapora, onde tá a barragem, você navegaria daqui até... Aonde é que tá a Penha? A penha tá aqui. Se fizer uma eclusa aqui, e aqui já tem eclusa, aqui é o Pinheiros, já tem eclusagem. Então, você pode vir até aqui mais ou menos em Suzano. Agora, hoje, é tudo vermelho, então o odor é muito forte. Quando chegar em 2015 já vai estar amarelo, ausência de odor, aí você pode ter um Bataeu Mouche, você pode ter um turismo, você pode ter barco, você pode ter em poucos anos. Porque, não é que ele vai tá oxigenado, mas ele já terá a ausência de odor exatamente no trecho da corrida do barco.


REPÓRTER: Um Bateau Mouche no bom sentido, não é?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: No bom sentido, um bateau, um barco.


REPÓRTER: Agora, governador, como que o senhor garante, por exemplo, que em 2020 vai está universalizado, já excede a sua gestão. Como assegurar que isso aconteça?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Não, isso aqui é um programa de Estado, não é um programa de governo. Começou em 1992, passaram governos de todos os partidos, então o que nós estamos falando é um programa de Estado, quer dizer, São Paulo. E nós já estamos trabalhando para o financiamento do Tietê 4, que eu não vou executar, mas vamos deixar o financiamento pronto, como recebi o financiamento do Tietê 3. Então, o Tietê 3 como é que nós estamos fazendo 1,8 bilhão de dólares de obra? Financiamento do BID, do BNDS, Caixa Econômica, recursos próprios da Sabesp. Então, o Tietê 3 tem recurso próprio da Sabesp, três financiamentos. Nós estamos preparando os projetos para a última fase, que é o Tietê 4, já garantindo os financiamentos.


REPÓRTER: Para quando isso?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Aí o Tietê 4, ele vai de 2015 a 2020. Qual é a meta? A meta é o seguinte: 2014 universaliza o interior de São Paulo, o interior; 2016 universalizar o litoral e 2020 universaliza a região metropolitana de São Paulo.


REPÓRTER: E o contrato assinado quando, o senhor falou do Tietê 4 deve acontecer?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Não, o Tietê 4 tão sendo terminados os projetos executivos e aí nós já temos tratativas. A CAF, Corporação Andina de Fomento; a CAF já demonstrou interesse em financiar 200 bilhões de dólares. Aí você vai atrás. A Sabesp...


REPÓRTER: Bilhões...


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Bilhões de dólares. A Sabesp tem... Não, milhões de dólares, milhões de dólares. Não, eu falei bilhões, mas estava errado. Milhões de dólares. A Sabesp tem ações no mercado, tem ações da bolsa. Está no novo mercado, governança corporativa, respeito ao minoritário, transparência total. Então, ela tem capacidade, ela vai ao mercado e contrai financiamento e capacidade de pagamento.


REPÓRTER: Quer dizer então 2015 [ininteligível] está tranquila navegando pelo Tietê. Porque hoje eu confesso que não estava muito segura navegar por lá não.


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Navegação já tem, agora o que você tem de... Navegação você tem, você pegar um barco e da barragem da Penha até Santana do Parnaíba, em razão da eclusa do Cebolão. E foi a eclusa do cebolão que tirou os caminhões das marginais, porque todo desassoreamento é feito hoje por barcaça. Agora, o problema é tirar o odor. Tirar o odor é uma mudança de classe do rio, que é tratar esgoto. Então, 2015, com o término da terceira etapa, da etapa, o rio muda de classificação. E em 2020 aí ele melhora mais ainda.


REPÓRTER: 2015 o senhor pretende está no governo, na reeleição.


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Não, nós estamos até 2014. Tem um cafezinho aí.


REPÓRTER: Ontem de manhã teve mais um problema na CPTM. Como é que está isso? Está tendo mais melhorias? São tantos problemas seguidos.


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Olha, boas notícias aqui. Todo trem é elétrico, e ainda tem o... Todo trem moderno, novo, agora, é com ar-condicionado. Então nós estamos reforçando toda parte de novas subestações e rede elétrica. Investimentos: R$ 385 milhões. O lote 1 pega a Linha 11 e a Linha 12; o lote 2 pega a Linha 8 e a Linha 9; e o lote 3 pega a Linha 7 e a Linha 10. Os serviços começaram já há vários meses, e nós vamos ter praticamente dois anos de investimento. Mas sempre melhorando. Então a possibilidade de você ter problema de energia, ela vai reduzindo, a medida que você tem mais subestações, com maior periodicidade, espaços mais curtos, e reforço todo da área de energia.


REPÓRTER: E a comunicação que o senhor falou?


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Comunicação é o seguinte, qual que é o problema? Um trem perdeu a tração. Então o que se recomenda? E nós vamos fazer um grande trabalho. Não desça do trem. Porque a hora que desce na linha, automaticamente desliga o sistema. Então o problema num trem para toda linha. Aí até você repor... É sistema de segurança. Então vai ter um trabalho também de comunicação importante. E para ganhar tempo, nós estamos parando os trens nos domingos em algumas linhas para poder fazer as obras mais depressa.