Coletiva - Visita às obras do trevo de Cubatão/acesso ao porto (Cubatão) 20143007

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Coletiva - Visita às obras do trevo de Cubatão/acesso ao porto (Cubatão)

Local: Cubatão - Data:Julho 30/07/2014

REPÓRTER: Primeiro governador, o que representa essa sua visita técnica aqui à Baixada Santista?

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Olha, essa é uma obra importantíssima, o trevão aqui da Anchieta com a Cônego Domenico Rangoni. Em dois meses essa obra deve ser entregue, é uma obra estruturante, extremamente importante, vai melhorar muito a mobilidade aqui na baixada santista, acabar com esse gargalo aqui na Anchieta, aqui no chamado trevo 55, agora o trevo Mesquita, nós demos o nome. Então serão seis viadutos mais as alças todas de acesso, acaba com o gargalo, melhora muito a mobilidade urbana, melhora o acesso ao Porto de Santos, melhora o acesso ao Polo Petroquímico, Polo industrial de Cubatão, facilita a mobilidade da baixada santista. Obra de quase R$ 390 milhões de reais e rigorosamente dentro do prazo. Então, até o final de setembro ela deve estar sendo entregue.

REPÓRTER: Já lá no Guarujá como é que vai ser?

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Guarujá é mais um restaurante Bom Prato. Restaurante Bom Prato é um programa social e de saúde, porque há remédio melhor do que uma boa alimentação. Tem controle de nutricionistas, controle do Ital, alimento de qualidade, é um real. Para quem está fora de casa, né, poder se alimentar bem, com calma no restaurante. Então um programa social importante, e deve agora em agosto estar em operação.

REPÓRTER: Governador, saiu uma nota no Estadão, dizendo que o Ministério Público recomendou ao Governo do Estado que apresente projetos para tratar desse problema da falta da água. O quê que o governo pretende fazer sobre isso? Já tem alguma medida, como é que vai ser?

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DE SÃO PAULO: Olha, nós temos uma estiagem que foi a maior dos últimos cem anos, e Sabesp trabalhou bem. Nós vamos prestar todas as informações ao Ministério Público Federal mostrando que as medidas que foram adotadas são melhores, o racionamento poderia fazer perder tudo aquilo que se conquistou com o bônus. Nós, com o bônus, dizendo: olha, economize 20% de água, que você ganha mais 30% do bônus, de premio na sua conta, cai 50% da conta. 90% da população aderiu o uso racional na água, de maneira consciente, importante, e metade destes ganharam o bônus, inclusive. Então, com as medidas de boa gestão, redução de perda, de uso racional da água, bônus e suprimento do Cantareira por outros sistemas, isso foi suficiente, é um fato que nós nos orgulhamos muito. Garantir na maior estiagem dos últimos cem anos, numa região metropolitana de 22 milhões de pessoas, a água, enfrentado essa dificuldade sem problema. Então nós vamos prestar essas informações mostrando que o trabalho é um trabalho sério, a Sabesp é uma das melhores empresas do País.

REPÓRTER: Obrigada governador. Região de Santos