Coletiva 2 - SP entrega mais de 14 mil cestas básicas e libera R$ 18 milhões do Fundocamp 20212705

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Coletiva 2 - SP entrega mais de 14 mil cestas básicas e libera R$ 18 milhões do Fundocamp 20212705

Local: Campinas – Data: Maio 27/05/2021

Soundcloud

FELIPE, REPÓRTER: Podemos começar?

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Claro, Felipe.

FELIPE, REPÓRTER: O senhor comentou um pouquinho da CPI, queria que o senhor falasse da CPI, Dimas Covas está lá, e o senhor já tinha falado, né, no Twitter que se fosse convocado iria. Queria que o senhor comentasse sobre isso.

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Primeiro, eu pude acompanhar pelo meu celular parcialmente, mas eu acompanhei o depoimento do presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, depoimento que segue, inclusive, o seu curso na CPI. Primeiro eu defendo a CPI. Dois, eu defendo que a CPI continue tendo a qualidade que vem demonstrando na defesa da verdade. E essa é uma função de uma comissão parlamentar de inquérito. E ela vem se destacando exatamente pela busca da verdade. E a verdade que Dimas Covas está falando, dizendo e testemunhando no seu depoimento na CPI. E mostrando mais uma vez de forma clara que o governo não fez o que deveria fazer que poderia ter providenciado vacinas desde o ano passado, providenciado e iniciado a vacinação. Preferiu comprar cloroquina ao invés de comprar vacina. Que não comprou nem seringas, nem agulhas para o programa de vacinação. Que estimulou aglomerações, que não recomendou o uso de máscara. Chamou de covardes as pessoas que ficaram em casa se protegendo e protegendo a vida dos seus familiares. Tudo isso é muito triste, mas a CPI está colocando às claras tudo isso pra que os brasileiros saibam claramente quem foi o responsável por mais da metade das mortes que se acumulam no país, 450 mil brasileiros estão sepultados neste momento, metade poderiam estar salvos se tivéssemos vacina e se tivéssemos um comportamento que liderasse o Brasil para a vida e não para a morte.

REPÓRTER: Governador, o presidente fez uma postagem hoje de manhã criticando novamente os prefeitos e os governadores que estão adotando medidas restritivas. O estado de São Paulo voltou a ter um aumento no número de casos, a gente parou de avançar no plano de transição. Eu queria que o senhor comentasse esse novo ataque do presidente a governadores e prefeitos e também esse panorama da Covid principalmente no interior de São Paulo que a gente vê que os índices preocupam um pouco mais do que na grande São Paulo.

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Se não fossem governadores e prefeitos responsáveis na adoção de medidas de quarentena, medidas de proteção com o uso de máscara, a obrigatoriedade de máscaras para o transporte coletivo e outras medidas que ajudaram a salvar milhões de brasileiros e milhares de vidas, o Brasil estaria numa tragédia ainda pior. O Brasil hoje é uma péssima referência não só para os brasileiros, é uma péssima referência internacional. Jair Bolsonaro é considerado um páreo do mundo, uma ameaça para o mundo dado o fato de que o Brasil é o país que tem o maior índice de crescimento e de mortes diárias ao lado da Índia. Isso é muito triste. E triste ainda ver que um presidente não se emeda, continua errando, continua promovendo o erro, continua confrontando governadores e prefeitos quando devia se concentrar para proteger vidas, proteger a vida dos brasileiros. É lamentável que ele se posicione dessa maneira. Quero deixar claro também em relação à CPI, se convidado, convocado, intimado, lá estarei. Mas vou falar a verdade, a verdade cruel que levou a vida de milhares de brasileiros e que poderiam... muitos poderiam estar sendo salvos se tivéssemos vacinas ao invés de cloroquina. Eu lamento, mais uma posição errada, crítica e principalmente agressiva do presidente da república, Jair Bolsonaro. Ele não respeita o seu povo. Cristiane.

CRISTIANE, REPÓRTER: Brasil e Itália, e um investimento dessa magnitude aqui na região. O que representa isso pro estado de São Paulo, governador?

JOÃO DORIA JÚNIOR, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Cristiane, muito importante porque não é apenas uma pista de provas para pneus, pesquisa e tecnologia da maior indústria de pneumáticos aqui no Brasil e a mais experiente delas com 90 anos aqui no nosso país, é também um centro de eventos. Os eventos serão retomados já no início do ano que vem com a consolidação da vacinação, pelo menos em São Paulo, eu volto a garantir, aqui vamos vacinar todos os paulistas, todos os brasileiros de São Paulo até 31 de dezembro deste ano. Então o setor de evento será retomado, a existência de uma pista com essa tecnologia com a gripe da Pirelli vai permitir não apenas o desenvolvimento tecnológico de pneus, mas também a realização de eventos no automobilismo que é uma das grandes paixões dos brasileiros. Então a contribuição da Pirelli não é apenas no esforço, na tecnologia, no investimento. Ela vai contribuir muito para que o município de Elias Fausto aonde estamos nesse momento, e toda a região sejam amplamente beneficiados, sobretudo, a partir do início do ano que vem com eventos que aqui serão realizados. Pessoal, obrigado.