DR 3 - Bauru

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar
Ver também.jpg Ver também: Região de Bauru, Região de Marília e Região de Sorocaba
DR 3
Responsável Denis Paulo Nogueira de Lima
Telefone da regional (14) 3203-2100 / Ramal: 227/238/268
Fax (14) 3203.4513
Celular (14) 9655.4450
E-mail dnogueira@sp.gov.br
Endereço Av. Cruzeiro do Sul, 13-15 - Bauru

É composto por 45 municípios:

Agudos, Arealva, Areiópolis, Avaí, Balbinos, Bariri, Barra Bonita, Bauru, Bocaina, Boracéia, Borebi, Botucatu, Cabrália Paulista, Cafelândia, Dois Córregos, Duartina, Espírito Santo do Turvo, Fernão, Getulina, Guaimbê, Guarantã, Iacanga, Igaraçu do Tietê, Itaju, Itapuí, Itatinga, Jaú, Lençóis Paulista, Lins, Lucianópolis, Macatuba, Mineiros do Tietê, Pardinho, Paulistânia, Pederneiras, Pirajuí, Piratininga, Pongaí, Pratânia, Presidente Alves, Reginópolis, Sabino, São Manuel, Ubirajara, Uru

Índice

SPs

As rodovias que pertencem ao DR 3 - Bauru são:


SP-255 - Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros

SP-321 - Rodovia Cesário José de Castilho

SP-333 - Rodovia Carlos Tonani

SP-381 - Rodovia David Eid

Mobilidade regiões de Bauru e Marília

ISSQN

Em 2016, até abril, o ISSQN recolhido foi de:

  • Região de Bauru: R$ 3,3 milhões.
  • Região de Marília: R$ 2,6 milhões.


SP-225 (Rod. Dep.Ciro Albuquerque / Cmte. João Ribeiro de Barros / Dep. Rogê Ferreira / Eng. Paulo Nilo Romano / Eng. João Baptista Cabral Renno)

Obras em andamento – R$ 204 milhões.

Bauru, Piratininga, Paulistânia e Cabrália Paulista (Artesp): duplicação do km 242,67 ao 284,15. Investimento total: R$ 187,2 milhões. Previsão de término: dezembro de 2016.


  • Bauru a Piratininga: km 242,67 ao km 262,82. Investimento: R$ 91 milhões. Início: agosto de 2013. Executado: 89%.


  • Piratininga a Paulistânia: km 262,82 ao km 266,52. Investimento: R$ 16,7 milhões. Início: março de 2015. Executado: 65,3%.


  • Paulistânia: km 266,52 ao km 271,43. Investimento: R$ 22,1 milhões. Início: março de 2015. Executado: 64,9%.


  • Paulistânia a Cabrália Paulista: km 271,43 ao km 274,53. Investimento: R$ 14 milhões. Início: março de 2015. Executado: 65%.


  • Cabrália Paulista a Paulistânia: km 274 ao km 284,15. Investimento: R$ 43,4 milhões. Início: março de 2015.Executado: 61,4%.


Piratininga, Paulistânia e Cabrália Paulista (Artesp): implantação de sete dispositivos. Investimento total: R$ 16,8 milhões. Início: março de 2015. Previsão de término: dezembro de 2016.


  • Piratininga: km 256,6. Investimento: R$ 4 milhões. Executado: 65,15%.
  • Piratininga: km 259,8. Investimento: R$ 1,5 milhão. Executado: 67%.
  • Paulistânia: km 263. Investimento: R$ 1,5 milhão. Executado: 65,8%.
  • Paulistânia: km 267,4. Investimento: R$ 2,8 milhões. Executado: 57,1%.
  • Cabrália Paulista: km 273,4. Investimento: R$ 4 milhões. Executado: 83,6%.
  • Paulistânia: km 277,7. Investimento: R$ 1,5 milhão. Executado: 48,2%.
  • Paulistânia: km 279,8. Investimento: R$ 1,5 milhão. Executado: 42,1%.


Obras concluídas

Bauru (Artesp): marginal do km 241,2 ao km 241,7, pista Oeste. Investimento: R$ 699 mil. Início: setembro de 2015. Término: março de 2016.


SP-255 (Rod. Antônio Machado Sant'anna / Cmte. João Ribeiro de Barros / Otávio Pachêco de Almeida Prado / Dep. João Lázaro de Almeida Prado / Dep. João Mellão / Eduardo Saigh / Jurandir Siciliano)

Consessão - A SP-255 está no Lote C do projeto de novas concessões rodoviárias, junto com as rodovias SP-191, SP-304, SP-334, SP-351. STATUS: o projeto está passando por análise técnica e ainda não há qualquer definição sobre as obras e implantações de pedágio previstas nos planos originais. No projeto apresentado em audiências públicas (que agora se encontra em discussão) havia previsão de duplicação de 115 quilômetros da SP-255.


Obra em andamento

Barra Bonita (DER): Implantação de dispositivo de acesso ao Distrito Industrial de Barra Bonita, na altura do km 168. Investimento: R$ 311 mil – TESP. Início: fevereiro de 2016. Previsão de término: agosto de 2016. Executado: 34,6%.


Obras previstas

Jaú, Barra Bonita, Igaraçu do Tietê e São Manuel (DER): Duplicação e recapeamento do km 156,3 ao km 179,6, complementação de faixas adicionais, alargamento de obras de arte, implantação de dispositivos e modernização do km 179,6 ao km 204,69. Extensão: 48,3 km. Investimento: R$ 186 milhões – TESP. Status: Projeto em elaboração com previsão de conclusão até o final de junho de 2016. Dado interno: em viabilização orçamentária.


Obras concluídas

Pratânia, São Manuel, Botucatu e Avaré (DER): Regularização da pista para posterior recapeamento, do km 204,69 ao km 237,77. Extensão: 33,08 km. Investimento: R$ 4,9 milhões – TESP. Início: Fev/2013. Término: Junho/ 2013.


SP-270 (Rod. Raposo Tavares)

Diário de Assis publicou (31/05) que o governador Geraldo Alckmin anunciou para julho a licitação da obra de melhorias da rodovia Raposo Tavares. '


Segundo o DER, a previsão é licitar as obras da SP-270 em julho de 2016. O início das obras está previsto para dezembro de 2016, com execução de 24 meses.

  • Ficha técnica das obras: Recuperação da pista e dos acostamentos e 3ª faixas do km 168,2 ao km 373, além da duplicação entre o km 169 ao km 295,27. Trecho: Itapetininga, Angatuba, Campina do Monte Alegre, Paranapanema, Itaí, Piraju, Bernardino de Campos, Ipaussu, Chavantes e Ourinhos. Extensão: 204,80 km. Investimento: R$ 724,6 milhões – BID. Status: projeto concluído. Previsão de licitação: julho de 2016. Previsão de início: dezembro de 2016. Previsão de término: dezembro de 2018. Dado interno: Antes da licitação da obra, é necessário que o Banco aprove o projeto. Além disso, a audiência pública deverá ser realizada e as licenças ambientais obtidas.


SP-294 (Rod. Cmte. João Ribeiro de Barros)

Paralização de obras

Diário – Tupã publicou (16/02) que as obras de recape na rodovia foram retomados após paralisação por falta de repasses estaduais.


De acordo com o DER, as obras não foram paralisadas, mas os serviços seguem em ritmo lento em função da reprogramação orçamentária.


  • Ficha técnica das obras:, Marília, Pompéia, Oriente, Quintana, Herculândia, Tupã e Iacri (DER):Conservação especial e sinalização da pista, inclusive dispositivo em segmentos alternados da SP-294, do km 458,37 ao 549,97. Extensão: 91,6 km. Investimento: R$ 52,2 milhões - TESP. Início: Maio de 2014. Previsão de término: Julho de 2016. Executado: 94,95%.


Passarela na rodovia

O Dia noticiou (05/02) que a passarela na rodovia SP-294, próximo ao distrito de Padre Nóbrega, prometida pelo DER em dezembro de 2014, ainda não saiu do papel.


De acordo com o DER, os estudos seguem em elaboração. Além das solicitações para implantação de passarela no local, o estudo também prevê a plantação de rotatória de acesso no km 463. Dados técnicos, como geometria e volume de veículos atualizado, ainda são coletados. Dado interno: não há disponibilidade orçamentária para contratação da obra.


Obras previstas – R$ 374,9 milhões.

Tupã (DER): Implantação de trevo em desnível no km 529. Investimento: R$ 11 milhões – TESP. Status: Projeto concluído. Dado interno: em viabilização orçamentária.


Pompéia (DER): Implantação do contorno da cidade entre o km 478 e o km 487. Investimento: R$ 345,9 milhões – TESP. Status: Projeto concluído. Dado interno: em viabilização orçamentária.


Marília (DER): Duplicação da pista e melhorias do km 461 ao km 464. Investimento: R$ 18 milhões – TESP. Status: Projeto a contratar. Dado interno: em viabilização orçamentária.


Obras concluídas – R$ 82,15 milhões.

Marília (DER): Restauração do km 445,3 ao km 451,4 (Contorno de Marília). Investimento: R$ 18 milhões – TESP. Início: Junho de 2014. Término: janeiro de 2015.

Tupã (DER): Implantação de rotatória fechada no km 536,885. Investimento: R$ 1 milhão – TESP. Início: Junho de 2014. Término: Outubro de 2014.


Iacri (DER): Implantação de dispositivo de acesso no entroncamento existente no km 549,9. Investimento: R$ 3,8 milhões – TESP. Início: Dezembro de 2012. Término: Agosto de 2013.


Pompéia (DER): Implantação e pavimentação de rotatória no km 491,3 no Distrito de Paulópolis. Investimento: R$ 758,8 mil – TESP. Início: Novembro de 2012. Término: Maio de 2013.


Bauru (DER): Obras para interligação da SP-294 com a Avenida Nações Norte. Extensão: 3,5 km. Investimento: R$ 58,6 milhões – TESP. Início: Setembro de 2009. Término: Abril de 2011.


SP-300 (Rod. Dom Gabriel Paulino Bueno Couto / Via Rondon)

Obras em andamento – R$ 2,26 milhões.

Pirajuí (Artesp): melhoria de dispositivo no km 396,2. Investimento: R$ 1,6 milhão. Início: junho de 2015. Previsão de término: setembro de 2016. Executado: 42,5%.


Guararapes (Artesp): melhoria de dispositivo no km 561,2. Investimento: R$ 661 mil. Início: maio de 2016. Previsão de término: agosto de 2016. Executado: 1%.


SP-321 (Rod. Cezário José de Castilho)=

Obras concluídas – R$ 185,8 milhões.

Bauru (DER): Duplicação e melhorias do km 344,8 ao km 356,62. Divididos em dois lotes (Lote 1 - do km 344,8 ao km 350,6 / Lote 2 - do km 350,6 ao km 356,62). Extensão: 11,82 km. Investimento: R$ 91 milhões – TESP. Início: junho de 2013. Término: janeiro de 2015.

Iacanga (DER): Construção de um viaduto no km 390,5. Investimento: R$ 2 milhões – TESP. Início: junho de 2014. Término: dezembro de 2014.

Arealva, Bauru, Iacanga e Ibitinga (DER): Recapeamento da pista e dos acostamentos existentes, da SP-321 do km 356,62 ao km 411,92. Divididos em três lotes (Lote 1 - do km 356,62 ao km 383,5 / Lote 2 - do km 383,5 ao km 405,98 / Lote 3 - do km 405,98 ao km 411,92). Extensão: 55,3 km. Investimento: R$ 92,8 milhões – TESP. Início: outubro de 2012. Término: julho de 2014.


SP-327 (Rod. Orlando Quagliato)

Não há obras em andamento ou previstas na região.


SP-331 (Rod. Dep. Victor Maida / Hilário Spuri Jorge)

Obra concluída

Alvinlândia, Gália, Garça, Lupércio e Ocauçu (DER): Conservação especial e reabilitação da sinalização horizontal da pista, compreendendo o seguinte trecho: do km 165 ao km 206,532. Extensão: 41,5 km. Investimento: R$ 12,7 milhões – TESP. Início: maio de 2014. Término: janeiro de 2015.

SP-333 (Rod. Abrão Assed / Carlos Tonanni / Nemésio Cadeti [Ceará] / Laurentino Mascari / Dr. Mário Gentil / Dona Leonor Mendes de Barros / Pref. Américo Augusto Pereira / Rachid Rayes / Miguel Jubran)

Concessão

Diário de Marília publicou (26/05) que a Artesp abriu consulta pública ao processo de licitação para concessão de trechos da rodovia SP-333 (Dona Leonor Mendes de Barros) e SP-294 (Comandante João Ribeiro de Barros).

O Lote Florínia - Igarapava tem cerca de 570 quilômetros que abrangem trechos das rodovias SP-266, SP-294, SP-322, SP-328, SP-330, SP-333, SP-349 e SP-351, atravessando 30 municípios das regiões de Marília, Bauru, São José do Rio Preto, Central, Barretos, Ribeirão Preto e Franca.


Status: em 23/maio teve início a Consulta Pública das minutas de documentos do processo de licitação do Lote Florínia - Igarapava. A consulta pública deste lote foi encerrada na quarta-feira, 22 de junho. Depois disso, os técnicos da ARTESP irão verificar a viabilidade de incorporação no edital das sugestões recebidas. Após essa fase será lançado o edital, ainda sem data definida.


Benefícios: a previsão inicial da proposta de concessão do Lote Florínea – Igarapava é de que receba investimentos de cerca de R$ 3,4 bilhões ao longo dos 30 anos de concessão. Desse total, R$ 1,4 bilhão é referente à restauração das pistas e R$ 1,4 bilhão para a ampliação principal da malha rodoviária - principalmente na duplicação de cerca de 200 quilômetros da malha da SP-333 - além de outros investimentos.


Diário de Marília publicou (25/05) que desde que o governo do Estado prometeu duplicar, em 2013, o trecho de cerca de 20 quilômetros se tornou um pesadelo para motoristas e moradores do entorno. De obra, somente meia dúzia de funcionários e um caminhão de tapa buracos do DER, que tenta reduzir as crateras que formam todos os dias no local.


Segundo o DER, as obras foram paralisadas em função da reprogramação orçamentária. Por enquanto não há previsão de retomada das obras. Empresa responsável: Sobrenco.


  • Ficha técnica das obras: duplicação do km 314 ao km 323 e recapeamento do km 323 ao km 334. Trecho: Marília Extensão: 19,7 km. Investimento: R$ 79,4 milhões – TESP. Início: novembro de 2013. Executado: 88,5%. A previsão era de que os serviços fossem concluídos em setembro de 2016. Dado: o prazo de entrega anterior era março de 2016.


Outras obras suspensas

Assis, Tarumã e Florínea (DER): Restauração da pista, pavimentação dos acostamentos e melhorias do km 411,2 ao km 450,73. Extensão: 39,4 km. Investimento: R$ 101 milhões – CAF. Início: março de 2014. Status: a obra está temporariamente suspensa desde março de 2016, para ajustes no projeto executivo. Por enquanto, não há previsão de retorno. Executado: 82,99%. Dado: a previsão era de que os serviços fossem concluídos em setembro de 2016.


Dado

A TV TEM questionou, em junho/2015, que os prefeitos da região entregaram um ofício solicitando uniformidade nos acostamentos ao longo da SP 333.


Resposta atualizada: De acordo com o DER, os prefeitos questionaram a largura do acostamento, com recuo de 1,2 m. Em vias de pista simples, o acostamento costuma atingir 2 m. No entanto, no caso desta obra na SP-333, a pista é multivias, com terceira faixa contínua. Neste caso, o acostamento poderá manter a largura de 1,2 m. Assim, a obra está sendo realizada de acordo com o projeto executivo aprovado pela CAF.


Obras previstas – R$ 3,2 milhões

Marília (DER): Implantação de passarela para pedestre, no km 324,6. Investimento: R$ 1,7 milhão – TESP. Status: projeto concluído. Dado interno: em viabilização orçamentária.


Tarumã (DER): Implantação de passarela para pedestre, no km 423,5. Investimento: R$ 1,5 milhão – TESP. Status: Projeto concluído. Dado interno: em viabilização orçamentária.


Obras concluídas – R$ 197,5 milhões.

Assis, Echaporã, Marília e Platina (DER): Conservação especial e reabilitação da sinalização horizontal. Investimento: R$ 30,2 milhões – TESP. Início: junho de 2014. Término: janeiro de 2016.


Assis (DER): Duplicação da pista e melhorias entre km 404,251 e km 411,25. Extensão: 7 km. Investimento: R$ 50,4 milhões – CAF. Início: dezembro de 2013. Término: junho de 2015.


Cafelândia, Guarantã, Júlio Mesquita, Pongaí (DER): Restauração da pista e dos acostamentos, pavimentação dos acostamentos do km 232,4 ao km 295,5. Extensão: 63,11 km. Investimento: R$ 116,9 milhões – TESP. Início: agosto de 2013. Término: fevereiro de 2015.


Acesso ao bairro Jardim Flamingo

Jornal da Manhã publicou (15/05) que o vereador Herval Rosa Seabra (FSB) vem batalhando para que a comunidade do Jardim Flamingo, localizada no extremo oeste de Marília, ganhe um novo acesso para o bairro.


Segundo o DER, não houve pedido formal ao departamento. As obras da marginal são de competência municipal. Qualquer participação do DER/Estado depende de convênio.


SP-381 (Rod. David Eid)

Não há obras em andamento ou previstas na região.


SP-421 (ROD. José Bassil Dower / Ver. Miguel Deliberador / Pref. Jorge Bassil Dower)

Não há obras em andamento ou previstas na região.


Aeroporto Moussa Nakhl Tobias (Bauru-Arealva)

Obra em andamento

Construção de cobertura do meio fio lado terra e lado ar, paisagismo e rede de esgoto. Investimento: R$ 4,3 milhões. Início: março de 2015. Previsão de término: 2º semestre de 2016. Executado: 26,21%.


Dado interno: o prazo de conclusão era abril de 2016. Porém, o DAESP reprogramou a obra que ficou para o segundo semestre/2016, em função da reprogramação orçamentária.


Obras concluídas – R$ 2,9 milhões:

  • Remoção de borracha da pista de pouso e decolagem. Investimento: R$ 257 mil. Início: setembro de 2013. Término: julho de 2014.
  • Implantação de via de serviço, pátio para equipamentos, laje de talude de cabeceira, cobertura metálica. Investimento: R$ 2,47 milhões. Início: agosto de 2013. Término: março de 2014.
  • Cobertura e pintura da Seção Contra Incêndio e revitalização de componentes. Investimento: R$ 146 mil. Início: fevereiro de 2013. Término: junho de 2013.


Aeroporto de Marília

Obras previstas para o aeroporto que serão  executadas pelo Governo Federal: construção do novo Terminal de Passageiros, pátio e pista de táxi.

As obras integram o Programa de Investimento em Logística/Aeroportos (PIL), do governo Federal. O Ministro da Aviação Civil, Moreira Franco, em julho de 2014, anunciou que as obras seriam licitadas até setembro, o que não ocorreu até o momento.


Investimento total (2011 a 2014) – R$ 6,4 milhões em obras e melhorias na infraestrutura, projetos, aquisição de equipamentos, contratação de supervisão de obras e ações ambientais.


Principais obras realizadas no aeroporto:

  • Ampliação e adequação das pistas de rolamento e vias de acesso e sinalização horizontal dos sistemas de pistas e pátios. Investimento: R$ 1,9 milhão. Início: setembro/2011. Término: março/2012.
  • Construção da Seção Contra Incêndio. Investimento: R$ 1,3 milhão. Início: dezembro/2011. Término: novembro/2012.
  • Aquisição de um caminhão de Combate a Incêndio. Investimento: R$ 1,5 milhão. Compra: 2014.


Ver também

Links externos