Discurso-Anúncio das atividades da Incubadora Social e Tecnológica da USP-20120302

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Transcrição do discurso do Anúncio das atividades da Incubadora Social e Tecnológica da USP

Local: Capital - Data: 03/02/2012

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Bom dia a todas e a todos. Magnífico reitor da Universidade de São Paulo, o professor, Dr. João Grandino Rodas. Deputado federal Julio Semeghini, secretário de Planejamento e Desenvolvimento Regional. Professor Dr. Jorge Boueri, diretor da EACH. Secretário Castelo Branco, deputado Trícoli, deputado Roberto Trícoli nos alegra aqui com sua presença. Désirée Moraes Zouain, coordenadora de Ciências e Tecnologia da nossa secretaria. João Carlos Ferrari Correia, coordenador de ensino superior também da Secretária de Desenvolvimento. Estimado padre Ticão, nosso pároco da Igreja de São Francisco de Assis. Pró-reitores, diretores, professores, funcionários, lideranças aqui da comunidade. É uma alegria nos encontrarmos hoje aqui para comemorarmos a inauguração da incubadora social e tecnológica, que já está pronta, já começa a funcionar. Vai estimular a inovação, o empreendedorismo, a área social. É uma parceria entre a Secretária de Desenvolvimento de Ciências e Tecnologias do estado e a USP, dividimos fity/fity, lá as despesas, e o prédio está prontinho. Cabe 16 empresas na incubadora, com base tecnológica já começa agora em fevereiro. Teve grande procura no primeiro edital e a gente fica feliz de ver que a EACH, a nossa USP Leste com dez faculdades de graduação, cinco de pós-graduação e inúmeros cursos de especialidades, e agora a incubadora, que vai estimular o empreendedorismo na região. Uma região que é maior que o Uruguai, zona leste tem uma população de país e não tinha até 12 anos atrás uma faculdade pública na região, nenhuma. A primeira foi a Fatec de A. E. Carvalho. Então foi a primeira faculdade pública em uma região com cinco milhões de pessoas e depois o grande sonho da USP. Se existe orgulho que não seja pecado, que seja justo, um desses orgulhos é a Universidade de São Paulo. Nós brasileiros de São Paulo temos orgulho da USP, não é? É uma marca. A USP é a melhor universidade de São Paulo, a melhor universidade brasileira, a melhor universidade da América Latina e está entre as melhores do mundo. Quando a Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (a ESALQ), completou 100 anos, isso foi, se não me falha a memória Dr. Grandino, em 2002, de 1902 a Escola de Agricultura Luiz Queiroz. Foi a única vez que nós transferimos a sede do Governo de São Paulo. Então, transferimos a sede do Governo para comemorar o centenário da Escola de Agricultura Luiz Queiroz, a ESALQ. E lá, houve uma reunião do conselho universitário, com os três reitores; USP, UNESP e UNICAMP. E combinamos que o Governo do Estado colocaria um plus há mais para a gente fazer uma expansão para regiões que mais precisassem. Então a UNESP foi para o pontal do Paranapanema, Rosana; foi para Alta Paulista, Tupã e Dracena; foi para a região Sudoeste do estado, Ourinhos; foi para o Vale do Ribeira, Registro; além de Iperó, Sorocaba. Então, foram os novos campi em regiões menos desenvolvidas para estimular o desenvolvimento dessas regiões. A UNICAMP, que já era uma região muito rica, foi para Limeira, o novo campus. E a USP, para comemorar o seu 70 anos, em 2004, foi para EACH, a USP Leste. E hoje a gente vê, ela se consolidando. E fico feliz, porque o nosso reitor colocou aqui um conjunto de boas noticias, não é? Um novo, inúmeros prédios para poder ampliar e consolidar a EACH, a USP Leste, área de cultura e pesquisa, laboratórios, a incubadora que hoje está sendo inaugurada, centro de exposições, centro de convenções, e o grande sonho, a Politécnica, da Poli, poder a área de informática, a área de TI, a área de... Toda área de engenharia, de computação, poder ter um polo lá na região leste de São Paulo. A Faculdade de Engenharia Química de Lorena, que estava isolada, nós tínhamos três faculdades isoladas: a Famema, de Medicina: a Famerc, de Rio Preto, Medicina, em Marília, e a Engenharia Química, de Lorena. A única que avançou foi a USP, e a Faenquil passou para USP, e hoje tá tendo uma forte ampliação das engenharias que o Brasil mais precisa hoje pro seu desenvolvimento, área das engenharias e de tecnologia. Medicina, as duas continuam; médico é sempre mais complicado, então, não demos aí mais um passo. Mas o importante é a gente ver que a USP - Leste, muito bem localizada... O Milton Nascimento dizia: “o artista deve estar onde o povo está.” A universidade precisa estar onde o povo está, porque a universidade faz a diferença, faz a diferença. Então, a USP - Leste hoje é um case de sucesso, e nós queremos que possa avançar ainda mais. Temos como diretor o Jorge Boueri, que é um entusiasta; sou admirador da família de décadas, porque ele é, como eu, guaratinguetaense, é de Guaratinguetá. Guaratinguetá não é fraca, não, né? Quando o... Como é que chama o time lá, a esportiva, né? Quando a Esportiva de Guaratinguetá ascendeu no futebol, o pessoal dizia: esse foi o primeiro milagre do Frei Galvão... Frei Galvão é de Guaratinguetá, não é? E o Boueri é um grande entusiasta. Saudá-lo, saudar aqui o professor [ininteligível]. Agradecer o nosso reitor. A USP vive um dos seus melhores momentos, expandindo com seriedade, com qualidade, com sensibilidade social, comprometida com o desenvolvimento, o momento que o Brasil e São Paulo vivem, e com excelência no seu trabalho. Quero cumprimentar aqui o nosso reitor, o reitor João Grandino Rodas. Conte conosco, a universidade é independente, é autônoma, mas o estado quer ajudar. O que nós pudermos somar esforços, quem se beneficia é a população. Saudar aqui o querido Paticão. O Paticão, o arcebispado dele é grande, não é? Então, um dia, Dr. Grandino, ele me procurou sobre a faculdade. Falei: olha, o senhor tem razão, realmente, não tem nenhuma faculdade pública, então, vamos fazer a Fatec. Aí, passou um tempo, Paticão voltou e falou: “agora, elevar a USP.”. Eu falei: agora pirou de vez, não é? E aí, vejam como é que são as coisas. Eu fiquei com aquilo na cabeça, como é que eu vou levar a USP, eu não mando na USP, a USP tem autonomia, universidade importantíssima. Mas, gravei. Quando houve a reunião lá em Piracicaba eu já... Olha aqui, tem aqui... E acabou dando certo. E hoje nós estamos aqui para dar mais um passo, a universidade com a inovação do empreendedorismo, a melhoria de vida e social da população, essa incubadora, ela é um outro ganho, é a primeira incubadora social do Brasil, ela vai ser super importante. E nós queremos ajudar na incubadora, financiamento, FAPESP, Nossa Caixa Desenvolvimento, projetos de pesquisa e inovação, todo tipo de apoio do estado. Temos uma estação de trem na porta que chama USP - LESTE, e a Linha-12 da CPTM que era a linha mais fragilizada, vai ser uma das melhores linhas em termos de modernidade, para poder atender a região. Então, um ciclo importante, teremos a abertura da Copa do Mundo lá na zona leste, os principais jogos da Copa do Mundo, vai ser importante em termos de atração e investimento, um dos maiores estados do Brasil. Teremos na porta do estádio linha de trem, a Linha-11 da CPTM, com trens de três em três minutos, e a linha do metrô que é a Linha-3 do metrô com CBTC (communications-based train control), é controle de trens por sistema de comunicação. Isso vai possibilitar o metrô que ficava uma distância de 85s do outro, para o trem hoje é 120s, vai baixar pra 85s com o CBTC. Com isso, nós numa hora nós transportamos 110.000 passageiros, esvazia o estádio 40min, se todo mundo pegar o trem e o metrô. É impressionante, estamos bem acima das exigências daqui. Mas, o mais importante é aqui a incubadora, [ininteligível], a USP - LESTE e eu tenho certeza que esses avanços importantes que nós vamos ter, certamente serão coroados aí com a engenharia, a Politécnica. O Mário Covas dizia doutor Grandino: “a salvação do governo são os engenheiros”. Aí, ele via que eu ficava meio frustrado. “E os médicos também, né?”. Agradecer aqui ao Júlio Semeghini, nosso grande... O Júlio é o nosso Steve Jobs, ele é o Papa das comunicações, da informática, nos ajuda muito aí na Secretaria do Planejamento. E deixar um grande abraço e convidá-los aí pra um café.

Muito obrigado.