Discurso - Ampliação do Programa Creche Escola 20132907

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Discurso - Ampliação do Programa Creche Escola

Local: Capital - Data:29/07/2013

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Bom dia a todas e a todos! Quero saudar o secretário-chefe da Casa Civil, o deputado federal Edson Aparecido; professor Herman Voorwald, secretário do Estado da Educação; Dr. Rogério Hamam, secretário de Desenvolvimento Social; deputados federais: Vanderlei Macris, Eduardo Nogueira. Sempre deputado, suplente de senador, Airton Sandoval que nos alegra aqui com a presença; deputados estaduais: A Célia Leão, que falou em nome aqui dos seus colegas; deputado Orlando Morando; Gilmacir Santos; Rogério Nogueira; Ed Thomas; Reinaldo Augusto, Vitor Sapienza; Osvaldo Verginio; Gilson de Souza; Marcos Martins; Beto Trícoli; Carlão Pignatari e Sebastião Santos. Muito alegre aqui com a presença aqui de vocês. Cumprimentar o Barjas Negri, presidente da FDE; Benedito Fernandes, nosso ex-secretário; Maria Helena Guimarães de Castro, presidente da Fundação Seade; Lobbe Neto, presidente do Cepam. Cumprimentar a Gilda Portugal Gouveia; conselheira do Centro Ruth Cardoso; o Antônio Carlos Pannunzio, prefeito de Sorocaba, que falou em nome dos seus colegas prefeitas e prefeitos. Não é que o Pannunzio é o mais experiente, é que hoje é o aniversário dele, por isso que ele foi escolhido, viu? Está fazendo 33! Em Pindamonhangaba tinha uma banda, a furiosa, chamava “Euterpe”, então no dia do aniversário do prefeito, isso na década de 70... 5h30 da manhã os músicos da banda iam na porta de casa e tocavam um dobrado, acordava com a Euterpe lá. Mas, cumprimentar os vice-prefeitos, presidentes de câmaras, vereadores, secretários de educação, amigas e amigos! Cinco boas notícias aí. Primeira boa notícia foi a merenda escolar. Era R$ 0,25, nós aumentamos 100%, passou para R$ 0,50 por refeição. Segunda boa notícia: o transporte escolar, 521 municípios vão receber van, micro-ônibus ou ônibus. O pregão é agora dia sete de agosto, então dia sete é o pregão, chegando, a gente já entrega. Terceira boa notícia: nós queremos, teve um excelente resultado, as chamadas escolas de tempo integral, o aluno entra às sete da manhã e sai às quatro da tarde, e ele tem quatro refeições na escola. O resultado é um espetáculo! E o professor de tempo integral, 75% a mais de salário. Mas ele se dedica só aquela escola e só aqueles alunos. Nós precisamos expandir mais depressa. O nosso problema é físico, é espaço, porque escola em três períodos não tem como implantar tempo integral, então nós precisamos de mais espaço. Então, nos ajudem com os terrenos, que a gente mais rapidamente faz os prédios e vai proporcionar a mais alunos do estado de São Paulo a escola de tempo integral. Quarta boa notícia: Formação de professores. Ontem aqui neste auditório tinha aqui mil professores, 992; grande parte da rede municipal. Então nós oferecemos pela Univesp, o curso de Pedagogia, de graça para os professores da rede municipal, unindo a Unesp com 21 polos no estado, cobrindo todo o estado e o ensino à distância. Então o professor, duas noites por semana ele tem aula presencial e o restante é a distância: Internet, melhor material pedagógico! Então professores que não tinham curso superior receberam de graça o diploma da Unesp, de faculdade, da universidade de Pedagogia. Quem já tinha uma licenciatura passou a ter a segunda licenciatura. Deu tão certo que nós criamos a quarta universidade, entre aspas, paulista. Temos a Unesp, Unicamp e a USP, e criamos a Univesp. Então o vestibular que será agora, nós vamos além de Pedagogia, abrir para Matemática, que falta muito professor, Química, Física, duas engenharias - Engenharia de Computação e Engenharia de Produção. Há um estudo que mostra que uma década e meia no mundo, mais da metade dos alunos de ensino superior vão estudar pela internet. Hoje uma aula do MIT, lá em Boston, você assiste aqui em São Paulo, você acompanha uma aula do MIT da sua casa. Então o ensino à distância é uma revolução. E nós queremos usar muito as aulas presenciais e à distância para formação de professores e muito voltado à rede municipal. E de graça, vão ter o curso superior sem pagar a faculdade. E quem vai ganhar vai ser o aluno, tendo um professor mais preparado, mais preparado. E eu vi aqui ontem o entusiasmo dos professores com o curso, o quanto isso melhorou a sua atividade profissional, sua carreira, sua condição de trabalho e vai melhorar a educação de São Paulo e beneficiar os alunos. A quinta boa notícia é o Ensino Infantil. De zero a cinco anos, a responsabilidade é da prefeitura, então o estado começava nos cinco anos, começava no Ensino Fundamental, depois o Médio, o Técnico, o Tecnológico e o Superior. E nós continuamos, estamos ampliando. Hoje temos mais vagas do que aluno, então não tem falta de vaga! Estamos ampliando para a Escola de Tempo Integral, valorizando o professor, carreira dos professores, professor concursado. Agora, o último concurso, 59 mil professores que vão contratados em um concurso, fora o que nós já contratamos. E resolvemos ser parceiro dos municípios no Ensino Infantil. Por quê? Pela primeira, que nós estamos... Hoje são 315 municípios, 439 creches, R$ 570 milhões, que vocês vão em seguida assinar os convênios, variam de R$ 1,5 milhão a R$ 1,7 milhão, fora o mobiliário. Na penúltima transferência de recurso, já passa também o dinheiro do mobiliário, que varia aí em torno de R$ 180 mil a R$ 200 mil com o mobiliário. Então nós vamos chegar aí perto de R$ 1,7 milhão a quase R$ 2 milhões. E por que a gente está colocando aí, esse recurso? Porque cada vez mais nós temos primeiro, o fato de que a primeira infância, ou até melhor: a primeiríssima infância, ela é mais relevante na formação, especialmente no desenvolvimento psíquico e na modelagem das estruturas cerebrais. Às vezes, a gente verifica casos muitos violentos que ocorrem no mundo e muito disso é fruto de traumas da primeira infância. Como você, quando dá uma trombada, fica com uma cicatriz, o cérebro também guarda cicatrizes e esses traumas da criança, tem reflexo na idade adulta. Então cada vez mais nós temos que nós dedicarmos à chamada primeira e à primeiríssima infância, de zero a três de idade. Além de: Higiene, alimentação, cuidados, criança se machuca, é impressionante, se for num Pronto Socorro, você vê a quantidade de criança que caiu, caiu na piscina, se queimou, porque criança se machuca, precisa ter cuidado! Há uma historieta árabe que diz que uma mãe, quando perguntada qual dos filhos, ela mais amava, ela respondeu: “O pequenino, até que cresça”. Quanto menorzinho, mais cuidado precisa ter! Quando a Organização Mundial da Saúde fala do conceito de Mortalidade Infantil, que é o principal índice de saúde de um país, é a mortalidade infantil, da mortalidade infantil é de zero a? Um ano, é aí que está que reside todo o cuidado, mortalidade infantil é de zero a um ano e 70% é no primeiro mês, no primeiro mês. Eu tenho um sobrinho que casou com uma menina de Taiwan e eles se conheceram no Canadá, ele foi trabalhar lá numa lanchonete, aprender inglês, se apaixonou pela chinesinha, casou e agora mora em Taiwan e a menina vai dar à luz. Fica, Edson, 15 dias no hospital com a mãe! Não é porque precise. Hoje, se for de parto normal é 24 horas; cesariana, dois ou três dias. Mas é para a mãe se preparar. Se for o primeiro filho, se preparar para poder cuidar bem da criança, porque faz toda uma diferença uma boa mãe! A mãe faz toda a diferença! Então, esses cuidados com a primeiríssima infância, de zero a três anos e com o Ensino Infantil são fundamentais do ponto de vista psíquico, do ponto de vista físico. E a outra... Hoje eu acabei de mandar a lei para a Assembleia Legislativa, reorganizando a Lei Orgânica da Procuradoria-Geral do Estado, maioria mulheres. Qualquer atividade, se for ao hospital, a maioria? Mulheres! Se for numa escola, a maioria? Mulheres! A mulher, hoje, trabalha, ela precisa trabalhar e ela quer trabalhar! Quem cuida da criança, quem cuida da criança? Não é todo mundo que tem avó, que tem alguém que possa ajudar! Então tem importância social, tem importância de saúde pública, cuidar bens das crianças, tem importância educacional, porque estimula, você tem vários estímulos para desenvolver os circuitos neuronais - Quero saudar aqui, uma mamãe que é Ana Alice Fernandes, a nossa deputada, como a Célia Leão, também!

APLAUSOS

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: E o principal é feito por quem está mais perto da população. Eu tenho uma 'montorite'! Montorite, o Montoro, há 40 anos, atrás, ele ficava repetindo, repetindo, repetindo, era: “Descentralização, participação, geração de emprego”, só falava isso, então, descentralização! A prefeitura que tem que fazer. E vocês que: vão licitar, vão construir, vão fiscalizar é governo local, estar perto do povo, faz melhor, de maneira mais correta! APLAUSOS

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Descentralização. Quem está mais distante coordena, articula, estimula, lidera. Mas não deve ser o executor. Participação. O que é o movimento das ruas? É a sociedade dizendo: “Olha, eu que quero participar, quero ser ouvido, quero ajudar a decidir”. Então participação! E geração de emprego, ou seja, criar oportunidade para as pessoas. E construção civil, quanto emprego não gera? Quantas pessoas vão trabalhar nessas obras todas, do estado de São Paulo? Nós já tínhamos feito anteriormente 231 creches. Estamos começando a entregar, vamos começar entregar essa semana, Lençóis Paulista na sexta-feira e aí vai entregando em série, já estão ficando prontas as creches, R$ 358 milhões. Hoje, mais 439 creches e mais 570 milhões. Estamos aproximando de R$ 1 bilhão de investimentos. Dinheiro público extremamente bem aplicado! Todo mundo está apertado, não é isso? O cinto, o dinheiro é curto. Então nós estamos otimistas com o dia 10 de setembro por que nós fizemos um PEP - Programa de Parcelamento de Impostos, de ICMS. Arrecadamos para os municípios 1,258 bilhão a mais. A cidade de São Paulo recebeu 280 milhões a mais. A menor prefeitura, 100 mil; Sorocaba, acho que 18 milhões; Osasco, em torno disso, 18 milhões; Guarulhos 45 milhões, enfim... E estamos fazendo agora uma repescagem, nós prorrogamos até 31 de agosto. Então, todo o dia está caindo ali um pouquinho. Mas a turma deixa para pagar no fim do mês, na última semana. Então nós achamos que na última semana de agosto pode entrar um pouco mais, então será o pagamento do ICMS do dia 10 de setembro. Mas não pode gastar por conta, viu? Mas 10 de setembro pode dar uma ajuda maior. Mas quero é deixar uma grande abraço aqui! Mãos à obra!