Discurso - Anúncio de construção de unidades habitacionais em Poá, Mogi das Cruzes e Suzano 20131901

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Discurso - Anúncio de construção de unidades habitacionais em Poá, Mogi das Cruzes e Suzano

Local: Poá - Data: 19/01/2013


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Bom dia a todas e a todos! Estimado prefeito anfitrião, amigo Testinha; Vereador Marquinho Indaiá, Presidente da Câmara; Vice-Prefeito Marcos da Gráfica; Deputado Federal, Roberto de Lucena; Deputados estaduais: Dr. Gondim; Ramalho da Construção; Osvaldo Virgílio; Andrea do Prado; Secretário de estado da Habitação, Silvio Torres; Alberto Macedo, Secretário-Adjunto da Agricultura; Prefeito de Suzano, Paulo Tokuzumi; Vice-Prefeito de Mogi, Dr. Cuco; Prefeito de Guararema, Márcio; de “Itaqua”, Dr. Mamoru; de Ferraz de Vasconcelos, o Acir Filló; de Biritiba, o Inho; de Arujá, o Abel Larini; Mário Moreno, Ex-Prefeito de Itaqua; quero saudar todos os Ex-Prefeitos; Clodoaldo Pelissioni, Superintendente do DER; Major Alcides Dias Correa Neto, Comandante aqui da região; Reinaldo Iapequino, Casa Paulista; minha amiga Claudete Bezerra; o meu afilhado de casamento, Avelázio Jacobina, o Avelázio, a mulher dele só casou porque eu falei que era boa gente. O grande torcedor do Santos, o Chicão, está aqui conosco; Secretário Municipal de Habitação; Presidentes de Associações; moradores; lideranças comunitárias; amigas e amigos. Olha, hoje é um dia importante, 2.096 habitações. Aqui em Poá, 256 unidades, e começa em fevereiro, fica pronto em 14 meses. Uma boa associação do Minha Casa, Minha Vida, da Caixa Econômica do governo Federal, que entra com recursos a fundo perdido e financiamento; e o nosso programa Casa Paulista. Nós assinamos, em janeiro do ano passado, com a Presidenta Dilma, 100 mil unidades no estado de São Paulo. O governo do estado vai pôr R$ 20 mil por unidade, nós estamos falando, então, em R$ 2 bilhões a fundo perdido, a nossa parte não é financiamento, para proporcionar casa para quem não tem casa, poder sair do aluguel; e para famílias até três salários mínimos. O estado de São Paulo é o único estado do Brasil que coloca 1% do ICMS em moradia, nenhum estado brasileiro, dos 27, faz isso. E São Paulo não deixa ninguém para traz, então, quem ganha um salário mínimo tem acesso a casa própria, porque a prestação não passa de 15% da sua renda, então, vai dar uma prestação de R$ 93 na CDHU. Quanto é, Testinha, o aluguel de uma casa, de um apartamento aqui em Poá? R$ 600, o dinheiro sofrido. Nós, quem ganha um salário mínimo tem acesso a casa própria, 200; e não é casa para filhinho de papai, é para trabalhador, para trabalhadora, para esses que é a casa, é para a família. 256, Poá; 1.240, Mogi das Cruzes; 600, Suzano; 2.096 só hoje. Se a gente imaginar cinco pessoas cada família, são mais de 10 mil pessoas que vão realizar o sonho da casa própria. Poá, como várias cidades da região, tem problema da regularização fundiária, então, nós estamos, através do Cidade Legal, hoje, regularizando aqui e beneficiando mais 625 pessoas. E vamos acelerar o Cidade Legal, Testinha, para regularizar o maior número possível de moradias aqui na cidade. Depois, nós temos o Creche Escola, o programa de creches que nós estamos fazendo, aliás, nos baseamos lá no [ininteligível], lá em Mogi, e vamos investir quase R$ 1 bilhão para creche, para as mães que trabalham poder realizar o sonho da casa própria. Aqui já deve estar pronto o Centro Dia do Idoso, aqui em Poá, também um investimento importante. Agora, a partir de segunda-feira, nós estamos estendendo a integração do trem... Eu acho que ficou com o Felipe, ali. Cadê o papelzinho, Felipe? Nós estamos estendendo a integração do trem, ou seja, a integração gratuita em Itaquera e Tatuapé. Era das 10 às 16h, a integração gratuita, já beneficiamos 1,8 milhão de pessoas com a integração gratuita. A partir de segunda-feira vai ser estendida até as 17h, isso beneficia a integração da Linha 11 e da Linha 12 da CPTM, com a Linha 3 do Metrô, fazer a integração gratuita; e a noite, que parava as 21h, irá até a meia-noite, a integração gratuita. E teremos o Expresso Leste até Suzano, e, depois, o Expresso Leste até Mogi; e todas as estações de trem reformadas. A de Poá começa esse mês, já, a estação, e todas elas serão reformadas, novos trens, Expresso Leste vindo até Suzano, e a integração gratuita da Linha 11 e da Linha 12, com a Linha 3 do Metrô. E quero, também, colocar aqui o recurso do DADE. Parabéns, viu Testinha? Uma beleza desse centro aqui de eventos, muito bonito. E eu não pude... Eu não consegui vir na inauguração, mas é uma grande alegria conhecer esse belíssimo centro da estância turística de Poá, uma das mais importâncias estâncias hidrominerais e a melhor água do Brasil. Temos ainda seis milhões e setecentos do DADE para o Balneário e as piscinas que devem já estar... Já está em obra. E temos a construção aqui do lado do teatro municipal que já está licitado, mais oito milhões. E assinei agora cedo mais R$ 9,5 mi que a prefeitura vai definir como atender melhor a população e atender melhor os turistas que vem aqui para Poá. O Rodoanel nós estamos acelerando as obras para entregar até março do ano que vem. Eu estive aqui a semana retrasada em Suzano entregando com o Paulo Tokuzumi um Pompatempo e o novo Detran aqui em Suzano, estive lá em Mogi entregando mais 85 leitos do Hospital Arnaldo Pezzuti, ampliando os leitos aqui na região, e vou verificar a questão da dragagem do Rio Tietê. Eu perguntei aqui... Eu perguntei, Testinha, ao Paulo Tokuzumi quando é que foi a última dragagem e ninguém lembrava. A impressão que se tem é que nunca foi dragado. Não é isso? O pessoal mais antigo aí, mas eu tenho a impressão que... E os rios vão assoreando. E o Tietê é o grande ralo por onde deságuam, não é? Aqui e o Itaim, não é? O Itaim, Aricanduva, Cabuçu de Cima, Cabuçu de Baixo, Tamanduateí, tudo deságua no Tietê, e é preciso afundar calha. Nós já fizemos lá em São Paulo entre o Cebolão até barragem da Penha, eu não comemoro antes da hora, mas o ano passado depois da metade da dragagem que nós fizemos o Tietê não saiu da calha. Esse ano nós chegamos na batimetria original. Então, a possibilidade do Tietê sair da calha é mínima, e provavelmente nós vamos passar todos os verões aí sem ter problema. Agora, da barragem da penha para cá, vindo até Itaquá e depois até Mogi é preciso realmente fazer a dragagem. Eu quero agradecer aqui ao deputado federal Roberto de Lucena, dá um passinho aqui, Roberto. Que é um ótimo deputado federal, representando o Alto Tietê, a nossa região, grande parceiro, parceiro de São Paulo, defendendo os interesses da população de São Paulo lá no Congresso Nacional. Muito obrigado, Roberto de Lucena. Cumprimentar e agradecer os nossos deputados estaduais que nos ajudam na Assembleia, Dr. Gondim. Cadê o Gondim? Um grande médico. Passou os dias agora na sua terra de família, a bela Fortaleza. O Ramalho da Construção. 2.000 apartamentos são 6.000 empregos na indústria da Construção Civil. Porque cada casa ou apartamento são três empregos, então 6.000 empregos aqui na construção. Agradecer ao deputado Oswaldo Virgílio. Deputado também da região metropolitana de São Paulo. Nós temos um lema, o Oswaldo Virgílio e eu, que é dos carecas que elas gostam mais, né? O deputado André do Prado. Cadê o André? Deputado André do Prado, que tá aqui conosco. O deputado aqui também da região. Agradecer o Sílvio Torres, nosso secretário da habitação, Iapequino. Agradecer a Caixa Econômica Federal. Nossa parceira aqui nesse trabalho. Os entes federados não existem para competir entre si, eles existem pra trabalhar em conjunto, em benefício da população. Então estamos somando esforços aí com todos. Agradecer aos nossos prefeitos e quando eu cheguei aqui, alguém me perguntou, falou: “Olha, mas o senhor dorme tarde, acorda cedo. Qual o segredo?” Eu falei: É que eu tenho um médico, um médico importante e ele receita babosa. Dr. Testinha. A minha mulher falou, a Lu: “Olha, o Testinha falou que se passar babosa no couro cabeludo, melhora a calvície”. Eu falei: Parece que não deu muito certo, né? Mas a babosa é excelente. Ela é boa para o fígado, vesícula, estomago, intestino, articulação, diabete. Só perde pra carqueja, né? Ela é ótima. O Panão que mora aqui em Poá, que toma babosa, ele levita. Quantos metros você sobe.

ORADOR NÃO IDENTIFICADO: 2,5.

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: 2,5. Olha aí. Eu sempre falo: Panão, cuidado. Se você subir demais, você pode não voltar, né? Ele sobe 2 metros. Panão é uma pessoa extremamente espiritualista. Um amigo muito querido. Mas agradecer ao Testinha, aos prefeitos e principalmente trazer um abraço muito carinhoso aqui para todos vocês. Contem conosco. Suar a camisa, trabalhar com honestidade. Aqui foi citado, aqui foi citado, o Rodoanel... Uma obra, uma obra. Nós economizamos a disputa forte entre os consórcios, 1,2 bilhão de reais. 1,2 bilhão de reais. Política é serviço, é trabalhar pra servir as pessoas. Eu quando me elegi prefeito na minha cidade natal, Pindamonhangaba, na década de 70, meu pai me mandou uma cartinha. Eu estava me formando médico. Meu pai falou: Você embora médico, gosta de política. Se for exercê-la, guarde sempre, primeiro: coragem e moral. Segundo: dedicação, isso é coisa séria. Terceiro: vida pessoal modesta. Quer ficar rico, vai para a Inciativa Privada. É legítimo ganhar dinheiro e ter lucro. Política é para servir as pessoas, essa é a nossa razão. E a gente não faz nada sozinho, não faz nada sozinho. Tudo é time, né? Você pega... Não era um só o ataque do Santos, Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe nunca é sozinho, né? É isso?

ORADOR NÃO IDENTIFICADO: [ininteligível].

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Tá bom. Mas eu quero deixar um grande abraço, agradecer aqui ao Testinha, cumprimentar por essa grande obra, e vamos trabalhar juntos aí em benefício da população. Muito obrigado.


Discurso 2


GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Bom dia a todas e a todos! Estimado prefeito anfitrião, amigo Testinha; Vereador Marquinho Indaiá, Presidente da Câmara; Vice-Prefeito Marcos da Gráfica; Deputado Federal, Roberto de Lucena; Deputados estaduais: Dr. Gondim; Ramalho da Construção; Osvaldo Virgílio; Andrea do Prado; Secretário de estado da Habitação, Silvio Torres; Alberto Macedo, Secretário-Adjunto da Agricultura; Prefeito de Suzano, Paulo Tokuzumi; Vice-Prefeito de Mogi, Dr. Cuco; Prefeito de Guararema, Márcio; de “Itaqua”, Dr. Mamoru; de Ferraz de Vasconcelos, o Acir Filló; de Biritiba, o Inho; de Arujá, o Abel Larini; Mário Moreno, Ex-Prefeito de Itaqua; quero saudar todos os Ex-Prefeitos; Clodoaldo Pelissioni, Superintendente do DER; Major Alcides Dias Correa Neto, Comandante aqui da região; Reinaldo Iapequino, Casa Paulista; minha amiga Claudete Bezerra; o meu afilhado de casamento, Avelázio Jacobina, o Avelázio, a mulher dele só casou porque eu falei que era boa gente. O grande torcedor do Santos, o Chicão, está aqui conosco; Secretário Municipal de Habitação; Presidentes de Associações; moradores; lideranças comunitárias; amigas e amigos. Olha, hoje é um dia importante, 2.096 habitações. Aqui em Poá, 256 unidades, e começa em fevereiro, fica pronto em 14 meses. Uma boa associação do Minha Casa, Minha Vida, da Caixa Econômica do governo Federal, que entra com recursos a fundo perdido e financiamento; e o nosso programa Casa Paulista. Nós assinamos, em janeiro do ano passado, com a Presidenta Dilma, 100 mil unidades no estado de São Paulo. O governo do estado vai pôr R$ 20 mil por unidade, nós estamos falando, então, em R$ 2 bilhões a fundo perdido, a nossa parte não é financiamento, para proporcionar casa para quem não tem casa, poder sair do aluguel; e para famílias até três salários mínimos. O estado de São Paulo é o único estado do Brasil que coloca 1% do ICMS em moradia, nenhum estado brasileiro, dos 27, faz isso. E São Paulo não deixa ninguém para traz, então, quem ganha um salário mínimo tem acesso a casa própria, porque a prestação não passa de 15% da sua renda, então, vai dar uma prestação de R$ 93 na CDHU. Quanto é, Testinha, o aluguel de uma casa, de um apartamento aqui em Poá? R$ 600, o dinheiro sofrido. Nós, quem ganha um salário mínimo tem acesso a casa própria, 200; e não é casa para filhinho de papai, é para trabalhador, para trabalhadora, para esses que é a casa, é para a família. 256, Poá; 1.240, Mogi das Cruzes; 600, Suzano; 2.096 só hoje. Se a gente imaginar cinco pessoas cada família, são mais de 10 mil pessoas que vão realizar o sonho da casa própria. Poá, como várias cidades da região, tem problema da regularização fundiária, então, nós estamos, através do Cidade Legal, hoje, regularizando aqui e beneficiando mais 625 pessoas. E vamos acelerar o Cidade Legal, Testinha, para regularizar o maior número possível de moradias aqui na cidade. Depois, nós temos o Creche Escola, o programa de creches que nós estamos fazendo, aliás, nos baseamos lá no [ininteligível], lá em Mogi, e vamos investir quase R$ 1 bilhão para creche, para as mães que trabalham poder realizar o sonho da casa própria. Aqui já deve estar pronto o Centro Dia do Idoso, aqui em Poá, também um investimento importante. Agora, a partir de segunda-feira, nós estamos estendendo a integração do trem... Eu acho que ficou com o Felipe, ali. Cadê o papelzinho, Felipe? Nós estamos estendendo a integração do trem, ou seja, a integração gratuita em Itaquera e Tatuapé. Era das 10 às 16h, a integração gratuita, já beneficiamos 1,8 milhão de pessoas com a integração gratuita. A partir de segunda-feira vai ser estendida até as 17h, isso beneficia a integração da Linha 11 e da Linha 12 da CPTM, com a Linha 3 do Metrô, fazer a integração gratuita; e a noite, que parava as 21h, irá até a meia-noite, a integração gratuita. E teremos o Expresso Leste até Suzano, e, depois, o Expresso Leste até Mogi; e todas as estações de trem reformadas. A de Poá começa esse mês, já, a estação, e todas elas serão reformadas, novos trens, Expresso Leste vindo até Suzano, e a integração gratuita da Linha 11 e da Linha 12, com a Linha 3 do Metrô. E quero, também, colocar aqui o recurso do DADE. Parabéns, viu Testinha?

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Uma beleza desse centro aqui de eventos, muito bonito. E eu não pude... Eu não consegui vir na inauguração, mas é uma grande alegria conhecer esse belíssimo centro da estância turística de Poá, uma das mais importâncias estâncias hidrominerais e a melhor água do Brasil. Temos ainda seis milhões e setecentos do DADE para o Balneário e as piscinas que devem já estar... Já está em obra. E temos a construção aqui do lado do teatro municipal que já está licitado, mais oito milhões. E assinei agora cedo mais R$ 9,5 mi que a prefeitura vai definir como atender melhor a população e atender melhor os turistas que vem aqui para Poá. O Rodoanel nós estamos acelerando as obras para entregar até março do ano que vem. Eu estive aqui a semana retrasada em Suzano entregando com o Paulo Tokuzumi um Pompatempo e o novo Detran aqui em Suzano, estive lá em Mogi entregando mais 85 leitos do Hospital Arnaldo Pezzuti, ampliando os leitos aqui na região, e vou verificar a questão da dragagem do Rio Tietê. Eu perguntei aqui... Eu perguntei, Testinha, ao Paulo Tokuzumi quando é que foi a última dragagem e ninguém lembrava. A impressão que se tem é que nunca foi dragado. Não é isso? O pessoal mais antigo aí, mas eu tenho a impressão que... E os rios vão assoreando. E o Tietê é o grande ralo por onde deságuam, não é? Aqui e o Itaim, não é? O Itaim, Aricanduva, Cabuçu de Cima, Cabuçu de Baixo, Tamanduateí, tudo deságua no Tietê, e é preciso afundar calha. Nós já fizemos lá em São Paulo entre o Cebolão até barragem da Penha, eu não comemoro antes da hora, mas o ano passado depois da metade da dragagem que nós fizemos o Tietê não saiu da calha. Esse ano nós chegamos na batimetria original. Então, a possibilidade do Tietê sair da calha é mínima, e provavelmente nós vamos passar todos os verões aí sem ter problema. Agora, da barragem da penha para cá, vindo até Itaquá e depois até Mogi é preciso realmente fazer a dragagem. Eu quero agradecer aqui ao deputado federal Roberto de Lucena, dá um passinho aqui, Roberto. Que é um ótimo deputado federal, representando o Alto Tietê, a nossa região, grande parceiro, parceiro de São Paulo, defendendo os interesses da população de São Paulo lá no Congresso Nacional. Muito obrigado, Roberto de Lucena. Cumprimentar e agradecer os nossos deputados estaduais que nos ajudam na Assembleia, Dr. Gondim. Cadê o Gondim? Um grande médico.

Passou os dias agora na sua terra de família, a bela Fortaleza. O Ramalho da Construção. 2.000 apartamentos são 6.000 empregos na indústria da Construção Civil. Porque cada casa ou apartamento são três empregos, então 6.000 empregos aqui na construção. Agradecer ao deputado Oswaldo Virgílio. Deputado também da região metropolitana de São Paulo. Nós temos um lema, o Oswaldo Virgílio e eu, que é dos carecas que elas gostam mais, né? O deputado André do Prado. Cadê o André? Deputado André do Prado, que tá aqui conosco. O deputado aqui também da região. Agradecer o Sílvio Torres, nosso secretário da habitação, Iapequino. Agradecer a Caixa Econômica Federal. Nossa parceira aqui nesse trabalho. Os entes federados não existem para competir entre si, eles existem pra trabalhar em conjunto, em benefício da população. Então estamos somando esforços aí com todos. Agradecer aos nossos prefeitos e quando eu cheguei aqui, alguém me perguntou, falou: “Olha, mas o senhor dorme tarde, acorda cedo. Qual o segredo?” Eu falei: É que eu tenho um médico, um médico importante e ele receita babosa. Dr. Testinha. A minha mulher falou, a Lu: “Olha, o Testinha falou que se passar babosa no couro cabeludo, melhora a calvície”. Eu falei: Parece que não deu muito certo, né? Mas a babosa é excelente. Ela é boa para o fígado, vesícula, estomago, intestino, articulação, diabete. Só perde pra carqueja, né? Ela é ótima. O Panão que mora aqui em Poá, que toma babosa, ele levita. Quantos metros você sobe.

ORADOR NÃO IDENTIFICADO: 2,5.

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: 2,5. Olha aí. Eu sempre falo: Panão, cuidado. Se você subir demais, você pode não voltar, né? Ele sobe 2 metros. Panão é uma pessoa extremamente espiritualista. Um amigo muito querido. Mas agradecer ao Testinha, aos prefeitos e principalmente trazer um abraço muito carinhoso aqui para todos vocês. Contem conosco. Suar a camisa, trabalhar com honestidade. Aqui foi citado, aqui foi citado, o Rodoanel... Uma obra, uma obra. Nós economizamos a disputa forte entre os consórcios, 1,2 bilhão de reais. 1,2 bilhão de reais. Política é serviço, é trabalhar pra servir as pessoas. Eu quando me elegi prefeito na minha cidade natal, Pindamonhangaba, na década de 70, meu pai me mandou uma cartinha. Eu estava me formando médico. Meu pai falou: Você embora médico, gosta de política. Se for exercê-la, guarde sempre, primeiro: coragem e moral. Segundo: dedicação, isso é coisa séria. Terceiro: vida pessoal modesta. Quer ficar rico, vai para a Inciativa Privada. É legítimo ganhar dinheiro e ter lucro. Política é para servir as pessoas, essa é a nossa razão. E a gente não faz nada sozinho, não faz nada sozinho. Tudo é time, né? Você pega... Não era um só o ataque do Santos, Dorval, Mengálvio, Coutinho, Pelé e Pepe nunca é sozinho, né? É isso?

ORADOR NÃO IDENTIFICADO: [ininteligível].

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Tá bom. Mas eu quero deixar um grande abraço, agradecer aqui ao Testinha, cumprimentar por essa grande obra, e vamos trabalhar juntos aí em benefício da população. Muito obrigado.