Discurso - Anúncio de restauro de cinco oficinas culturais 20130909

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Discurso - Anúncio de restauro de cinco oficinas culturais

Local: Capital - Data:09/09/2013

GERALDO ALCKMIN, GOVERNADOR DO ESTADO DE SÃO PAULO: Boa tarde a todas e a todos! Dizer da alegria de recebê-los! Cumprimentar o nosso secretário da Cultura, Marcelo Araújo; a Renata Bittencourt, coordenadora da área de formação cultural da Secretaria e aniversariante hoje, parabéns! Fazendo 18 anos, a sua maior idade; o Sérgio Tiezzi, secretário adjunto de Cultura; ministro Clóvis Carvalho, diretor da Poiesis; Raul Cristiano, secretário municipal da Cultura de Santos; Paulo Rodrigues, diretor das oficinas culturais; Paulo Matias, coordenador da Escola da Família; colaboradores das oficinas; amigas; colegas de trabalho. Uma alegria estarmos junto hoje aqui! Nós estamos autorizando 22 milhões para fazer a restauração, aquela é Santos, que é a antiga casa de cadeia e Câmara de Vereadores, antiga casa de cadeia e Câmara, o prédio inclusive é oficina cultural Pagu, está até interditada, a oficina cultural, ela está sendo feita em outro local. Ela será restaurada, é a maior, são 10 milhões. Depois Bauru, aqui oficina cultural, esse não é prédio tombado, mas será também reformado. E mais três prédios tombados, São Paulo, oficina aqui Amásio Mazzaropi, Sorocaba e Iguape, que é um dos mais antigos municípios do estado e, aliás, o maior município paulista é Iguape, 2 mil km². O principado de Mônaco tem 1.500km², Iguape tem 20 mil. O menor município de São Paulo é Águas de São Pedro, tem três... Aliás, principado de Mônaco tem 1,5 km², tanto é que quando você faz a corrida de Fórmula 1 tem uma curva que você sai do país, 1,5 km². Águas de São Pedro tem 3 km², é o menorzinho, era só hotel, e o Auro Moura Andrade pertencia a São Pedro, foi senador e emancipou, um belíssimo município. E o maior é Iguape, 2 mil km², aliás, os três maiores são com a letra ‘I’, é Iguape, Itapeva e Itapetininga, são enormes municípios e todos na região sudoeste do estado. Mas já está liberado aí, Marcelo, o recurso para licitar as obras, restaurar quatro prédios tombados pelo Condephaat de grande valor arquitetônico e a reforma de Bauru, e com isso, poder expandir as oficinas culturais, trabalho super importante de difusão, de capilaridade da cultura no estado. Semana também assinamos na sexta-feira com a ministra da Cultura, Marta Suplicy, o convênio de expansão dos pontos de cultura que também tem grande capilaridade no estado e lá na ponta junto com entidades ligadas à área cultural. Vamos inaugurar agora ainda em setembro, final do mês, a oitava fábrica de cultura, oitava, nona fábrica de cultura, que é de Cidade Tiradentes. Lá onde era a Febem, de Tatuapé, hoje é o parque, ficou belíssimo o parque lá do Belém e com uma fábrica de cultura, onde era o Carandiru, hoje é o belíssimo Parque da Juventude e com a biblioteca, mais moderna biblioteca do país, a biblioteca São Paulo. E estive agora, domingo de manhã, lá na ex-cracolândia, na Nova Luz, e está indo bem o projeto já do Teatro da Dança, que vai ser um dos maiores equipamentos da área de cultura do estado. E onde era a Febem Imigrantes, ela foi desativada, não existe mais, e a Secretaria da Agricultura mudou para o chamado Hotel Esplanada, atrás do Teatro Municipal, ali no centro de São Paulo, onde era a Votorantim, e toda aquela área, fizemos uma concessão, ganhou um grupo francês, então o Centro de Eventos Imigrantes que tem 40 mil m², vai passar para 100 mil km², feiras, exposições. E o centro de convenções novo, com 10 mil m². O Anhembi tem 74 mil m², o Centro de Eventos Imigrantes será 100 mil m², o maior do país. Um hotel, um hotel, novo centro de convenções, centro de exposições e ainda pagou para o governo 230 milhões mais um percentual ao longo, mensal, ao longo do período de concessão. São Paulo vai, em termos de cultura, turismo, serviços, que é o que dá muito emprego hoje, é o setor de serviços e a cidade vai se fortalecendo. E hoje mais um passo para preservar a história do nosso estado, e o palácio Campos Elísios, que já está em obra, acho que mais 90 dias a gente já começa a entregar uma parte dele. O palácio Campos Elísios, também ali na região da Nova Luz, ele será o Museu da Casa Paulista, e o museu que interage, que educa, educativo, voltado as escolas, com aulas na área cultural, preservação histórica, formação também de recursos humanos para essa questão do restauro e da parte da arquitetura. Então, é uma grande alegria convidar todos aí para um cafezinho e desejar ao Dr. Marcelo que pise aí no acelerador para a gente rapidamente iniciar o restauro desses importantes prédios e a ampliação das oficinas culturais de São Paulo! Muito obrigado! Capital