Discurso - Assinatura de Convênios entre Estado e Municípios para Construção de Unidades do Programa "Creche Escola" e de Prédios Escolares - 20121105

De Infogov São Paulo
Ir para navegação Ir para pesquisar

Transcrição do discurso do evento de Assinatura de Convênios entre Estado e Municípios para Construção de Unidades do Programa "Creche Escola" e de Prédios Escolares

Local: Capital - Data: 11/05/2012

GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN: Boa tarde a todas e a todos. Estimado secretário da Educação, professor Herman Voorwald; deputado Júlio Semeghini, secretário de Planejamento e Desenvolvimento Regional; doutor Nelson Baeta Neves Filho, secretário-adjunto de Desenvolvimento Social, representando Rodrigo Garcia; Samuel Moreira, líder do governo na Assembleia; deputado Estevão Galvão; deputado André do Prado; prefeito de Teodoro Sampaio, José [ininteligível] Gutierres, que preside a [ininteligível]; Célia Falotti, secretária municipal de Educação aqui da Capital, em nome de quem quero saudar todos os secretários de educação; vice-prefeitos, vereadores, dirigentes regionais de ensino, coordenadores de equipes técnicas da educação, amigas e amigos. Olha, uma grande alegria, nós estamos, lembrou bem o André do Prado, podemos contrata-lo como [ininteligível], nas vésperas do dia das mães estarmos assinando, são 54 creches, né? 55 creches, hoje, junto com os municípios. Não há dinheiro que seja mais bem aplicado do que na educação, e vai desde a creche até a universidade. A Constituição Brasileira, ela diz que ensino infantil, creche para escola, é prefeitura, o Estado entra no ensino fundamental, vai ensino fundamental, médio e terceiro grau, ensino superior. E nós estamos trabalhando no ensino fundamental com as escolas de tempo integral, aliás, várias escolas hoje estão sendo assinadas no PAC para as prefeituras construírem, e a gente tendo espaço físico, a nossa ideia é acelerar muito a escola de tempo integral. Eu visitei, agora, Indaiatuba, inauguramos uma escola, os alunos entram às 07h30 da manhã e saem às 5h da tarde. Café da manhã, almoço e o lanche da tarde. Três refeições na escola. Eles ficam nove horas e meia na escola, oito horas de aula e todos professores em tempo integral, 50% a mais de remuneração. Os professores super felizes e os alunos também vão sair extremamente melhor preparados. Quem estudar uma hora a mais por dia, em quatro anos, é um ano a mais de estudo. Então, faz toda a diferença. O Ensino Médio junto com o Técnico, então um currículo só. O aluno faz também o tempo integral e sai com os dois diplomas: de Médio e Técnico. Se ele quiser, ele já vai trabalhar e pode ir também para a universidade. E o que, normalmente, hoje se faz: quem não é filho de rico, estuda e trabalha. Eu estudei e trabalhei, na medicina, trabalhava e estudava. E o ensino universitário, estamos expandindo a universidade pública e gratuita, onze engenharias novas, aliás mais, porque criou muitas engenharias químicas em Lorena, engenharia poli, engenharia da Poli foi para a baixada santista, e mais os novos campi da Unesp. São onze engenharias novas na Universidade de São Paulo. E criamos a Univesp, que está lá com a [ininteligível], a Universidade Virtual do Estado de São Paulo. Eu dei aula nesses últimos anos, antes de assumir o Governo, dava aula na [ininteligível]. A [ininteligível] tinha três mil alunos na universidade, presencial, três mil. Oito mil à distância. Nós imaginamos que em dez anos, no mundo, no mundo, em dez anos, mais da metade do ensino superior vai ser pela rede de computadores. E não tem sentido você pegar um aluno, fazer ele enfrentar o trânsito, cansado, para ir lá ouvir alguém falar, ir lá para ter uma aula teórica. Faz tudo pela internet. Algumas aulas presenciais, né: laboratório, avaliações, enfim. E hoje, os matérias pedagógicos são maravilhosos. Aliás, não é novidade, um dos melhores modelos de universidade virtual é a [ininteligível], em Londres, e esse é um...Mahatma Gandhi, ele se formou em Direito à distância. Morava na Índia, mas tem um diploma na Inglaterra. Igual ao Nelson Mandela, não é, se formou na cadeia. Então, eu vejo que nós vamos através da universidade virtual poder...a universidade de qualidade, Usp, Unesp, Unicamp, nós irmos aos 645 municípios do Estado de São Paulo. E não...bacharelado, mas não só bacharelado, inclusive já tem duas engenharias previstas: engenharia de computação e engenharia de produção. Mas nós não tínhamos entrado no ensino infantil, nunca, o Governo do Estado tinha entrado. Então, no nosso programa de Governo, [ininteligível], foi quem nos sugeriu, disse: “vamos ajudar na questão das creches e incluí-los no programa do Governo”. Fomos ao tribunal de contas, para pedir para [ininteligível]...amanhã ou depois, não aprovar as nossas contas porque nós estamos usando recurso da educação para o ensino infantil. O Tribunal aprovou e o porquê da importância também colocado aqui pelo nosso prefeito [ininteligível]. O mercado de trabalho mudou, mudou. Essa é uma das grandes mudanças do nosso tempo. As nossas vovós tinham três, quatro profissões. Hoje as mulheres estão em todas as profissões e dando um banho na gente, todas. Tomam conta de tudo, mas ai começam o quê? A postergar a maternidade. Antigamente, as mamães tinham filhos com 16 anos, 17, 18 anos, hoje é tudo depois dos 30. Você vai empurrando a maternidade em razão do exercício profissional. E quem tem dinheiro não tem problema, nasceu a criança tem lá um baby citer para ajudar. Agora, quem não tem dinheiro o que quê faz? E tem muito acidente com criança pequena. E criança pequena você lerdiona ela se machuca, queimadura em cozinha, cai, você tem acidente. Então é uma segurança para a mãe ter uma creche. Você ter uma equipe profissional que está ali o dia todo para ajudar. Higiene, alimentação, sono adequado, é um atenção completa. Então, é uma alegria. Esse é um dia histórico, porque são as primeiras creches que nós estamos celebrando convênio com os municípios. O estado nunca, praticamente, tinha tido um programa e bem feito, quer dizer, são projetos muito bem elaborados. Menores, algumas de 70, 120,130 e muitas de 150 crianças no programa Creche Escola. E o ensino infantil que ainda não está universalizado, o que está universalizado é o ensino fundamental não ter nenhuma criança fora da escola, mas o infantil não está. E a pré-escola, ela é fundamental, porque quem faz a pré-escola já entra no primeiro ano quase alfabetizado. A minha netinha ontem ela foi ao evento do [ininteligível] Mário Cocas, ela tem sete anos e foi lá, eu voltei com ela. No elevador ela falou: “Vovô quer que eu cante uma música para você?” Eu falei: “Eu quero”. Ela falou: “Você quer em português ou em francês?”. Sete anos. Então cante em francês. Ela cantou duas em francês. Até porque criança aprende muito mais fácil que o adulto. A neta fala francês com sete anos, o avô ainda está aprendendo inglês com 59, e não aprende, não é? Eu tenho uma história boa. O Ulisses Guimarães, [ininteligível], ele era constituinte junto comigo. Ai ele resolveu estudar inglês. Então nós saímos da Assembleia Nacional Constituinte, aquelas votações meia noite, um hora da manhã. O Deputado Ulisses já com uma certa idade, então. Sete horas da manhã, tinha uma americana lá em Brasília, uma professora de inglês foi para dá aula: he, She is, We are, They are. Ai Ulisses já estava cansado e outro dia falou para ela: Olha, eu vou desistir, se eu for presidente da República vai ter interprete, então, para mim não importante e essa língua é muito difícil. Ai a professora falou: Não, Dr. Ulissses, o inglês é muito fácil, difícil é o português. Pois quando você fala, pois sim é não, e quando você fala pois não, é sim. Essa que é difícil, inglês é fácil, não é? O fato é que a criançada aprende muito mais rápido e mais. Então a creche vai boa para mãe que pode realizar o sonho também de além da maternidade, ser feliz no exercício da sua profissão, o trabalho. Bom para criança, que vai dá a ela segurança, saúde, equidade, percepção, vai melhorar o seu aprendizado depois no ensino fundamental. Então, prefeitos grande responsabilidade, rapidez e qualidade, rapidez e qualidade. Agora mandem bala para a gente... Eu fui prefeito, então acredito fortemente no governo local. Agora tem muita empresa ruim, então abra o olho. Abra o olho para a gente fazer rápido e bem feito, bem feito. Eu não tenho dúvida que cada cidade de vocês vai ganhar o melhor equipamento que poderia ter, que representa saúde, educação, acolhimento a quem mais precisa. Queria agradecer o professor Herman. A sua esposa tem razão, viu prefeito. O Herman merece os elogios, porque ele tem a objetividade do engenheiro do Ita, e tem a sensibilidade de quem dedicou à vida a educação, a vida universitária, a vida acadêmica. Então agradecer ao professor Herman, agradecer ao Júlio Semeghini nosso Steve Jobs. Agradecer o Nelsinho, agradecendo também ao Rodrigo Garcia. E dizendo que se preparem porque nós já estamos fazendo o decreto para domingo, três dias de feriado no estrado de São Paulo. Tricampeão!